Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Clique aqui

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''nutrição''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Hipertrofia
    • Venda de Suplementos
    • Nutrição e Suplementação
    • Treinamento
    • Esteróides Anabolizantes
    • Geral
    • Diário de Treino
    • Saúde e Qualidade de Vida
    • Academia em Casa
    • Área Feminina
    • Assuntos Acadêmicos
    • Entrevistas
    • Arquivo
  • Assuntos gerais
    • Off-Topic
    • Mixed Martial Arts
    • Fisiculturismo, Powerlifting e Outros
  • Fisiculturismo
  • Multimídia
    • Vídeos de Fisiculturismo e Strongman
    • Fotos Fisiculturismo
    • Fotos de Usuários
  • Fórum
    • Críticas, Sugestões e Suporte ao Fórum
    • Lixeira
  • Off-Topic

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Localização


Peso


Altura


Idade

Conteúdo continua após a publicidade.

Encontrado 399 registros

  1. Salve rapaziada. Então, eu sou bastante sedentário e possivelmente fora do meu peso ideal (meço 1,80cm e estou pesando 60), já tentei academia antes e desisti pois eu não tinha motivação o suficiente, agora no entanto estou em um período de mudança de pensamento e quero voltar a me exercitar (logo que esse surto de corona passar). Só que eu me vejo diante de um dilema, já conversei com pessoas ligadas ao fisiculturismo e vejo que quase todas as pessoas seguem uma mesma linha de raciocínio, que eu sendo um frangote sedentário tenho que me alimentar bastante e fazer a suplementação necessária, mas por algum motivo eu me alimento muitíssimo pouco. Não sei se é algum distúrbio que carrego, sei que sempre fui assim desde a adolescência e hoje estou com 22, sempre comi muito pouco apesar de saber manter uma alimentação saudável (gosto muito de verduras, legumes, raízes, algumas frutas também, e abomino qualquer tipo de industrializado ou gorduras), eu regularmente como metade ou menos da metade que a maioria das pessoas comem e eu já fiz essa comparação, no RU da universidade eu geralmente deixo muita comida na marmita mesmo quando sinto que cheguei ao limite, como muito mais lentamente também em comparação às outras pessoas. Se eu for seguir essa linha de raciocínio que eu tenho que comer igual um búfalo, nunca vou crescer pois é meu hábito (talvez seja uma disfunção, mas como sempre comi dessa forma tenho pra mim que é um hábito) comer pouco, e não adianta eu forçar comida goela abaixo pois não vai funcionar. Existe algo que possa fazer com relação à minha alimentação? Ou então posso substituir uma refeição farta por pura suplementação (os tais shakes Whey Protein, ou barras nutricionais)? Mais uma dúvida, substituir um cardápio totalmente protéico por um cardápio vegetariano pode me garantir os valores nutricionais necessários para praticar o esporte? É apenas isso, gostaria de mandar um abraço pra todo mundo do fórum, e se cuidem, lavem as mãos para acabar com essa doença maldita em breve.
  2. Bom dia, amigos! Estava aqui pensando, se faço uma dieta de 2.000 kcal dia e meu gasto diário é de 1.700 kcal irei engordar. Queria saber se teria diferença no corpo, somente no corpo, de alguém que come essas 2.000 kcal em alimentos saudáveis (ovo, frango grelhado, aveia, arroz integral...) de quem come essas mesmas 2.000 kcal em alimentos pouco saudáveis (sorvete, pizza, doces, bolos...). Já que as duas pessoas estão consumindo as mesmas 2.000 kcal (300 a mais do gasto diário). Sei que pode variar o metabolismo das duas, mas se fosse iguais, ou a mesma pessoa em períodos diferentes... As duas vão criar barriga? Ficar flácidas?? Também sei que uma vai ter maior probabilidade de ter colesterol, etc... mas minha pergunta é somente em relação ao físico. Obrigada.
  3. Eu estava tenho um acompanhamento nutricional e minha dieta pro cutting era a seguinte: segunda,quarta,sexta,domingo eu comia: 8:00- 5 colheres de cuzcuz + 5 ovos mexidos+ caneca de café 10:00- vitamina de banana com 5 ovosmexidos 13:00- 190g de frango+ 2 porçoes de pure de batata doce 16:00- caneca de frutas com 1 colher de sopa de leite e 1 de sobremesa de aveia 19:00-160g de frango e 140g de batata doce 22:00-4 colheres de abacate com um copo de leite Ja nos outros dias eu comia: 8:00- 160g de batata doce com 4 ovos mexidos 10:0-: uma crepioca de ovo,aveia e 4 colheres de frango 13:00- 2 colheres de arroz, 1 concha de feijao, 190 g de frango, 1 colher de algum legume cru e 1 colher de brocolis 16:00- 1 iorgute natural +40 g de alguma amendoa 19:00- 140g de batata doce com 160g de frango 22:00- 1 omelete com 5 ovos. A questao é que, eu nao estou com condiçoes mais de pagar nutricionista. Ando tendo muitos problemas financeiros e atualmente estou fazendo um cutting me baseando nessa dieta.Contudo, agora eu quero partir por bulking e queria saber o quanto eu deveria aumentar em quantidade cada uma dessas refeiçoes? tendo em vista esse alimentos que coloquei acima sao os mais tranquilos pra comprar. (ESTOU PESANDO 82 KG, 1,80de altura, tenho 20 anos e eSTOU COM APROXIMADAMENTE 15% DE BF)
  4. Bom dia! Gostaria de saber, para quem está em Bulking, existe algum horário especifico para uso de hipercalórico ?
  5. CALORIAS DO ÁLCOOL CONTAM OU MAGICAMENTE DESAPARECEM? Eu gostaria que a resposta para essa pergunta fosse simples, mas não é. Se bebidas alcoólicas engordam depende de diversos fatores. O primeiro é se o consumo é feito dentro de um contexto de superávit calórico, mantido durante semanas ou meses. Em um cenário de déficit calórico, é literalmente impossível para qualquer coisa na dieta - álcool incluído - contribuir para ganho de peso, mesmo sabendo que álcool contém 7 kcal por grama. A discussão a seguir vai tentar esclarecer a questão que envolve consumo de álcool e queima de gordura. Efeitos de curto prazo O corpo enxerga o álcool essencialmente como uma toxina e existem diversas vias metabólicas disponíveis para, em última instância, se livrar dele. Aqueles interessados na bioquímica e fisiologia do metabolismo do álcool podem ler mais aqui¹, então não vou me aprofundar nos detalhes nesse artigo. Entretanto, o que é relevante para esta discussão é o efeito térmico do álcool (o custo energético de metaboliza-lo). É bem sabido que os macronutrientes variam em seus efeitos térmicos, o que é também conhecido como efeito térmico dos alimentos (ou TEF, thermic effect of food). Quanto maior o TEF, maior a quantidade de calorias necessária para metabolizar o alimento ou nutriente. Proteínas lideram esse quesito, com TEF de 25-30%, carboidratos tem 6-8% e gorduras 2-3%² de TEF. O efeito térmico do álcool (etanol) é 22,5%³, portanto bem semelhante ao das proteínas. Existe um vasto corpo de pesquisas mostrando que proteína é o macronutriente que mais sacia e menos engorda4. Álcool não recebeu a mesma reputação que proteína nesse quesito. O corpo de evidências de curto prazo indica que álcool não sacia e a maioria dos estudos mostram um aumento na ingestão de comida quando consumido antes e durante refeições5. O mecanismo desse estímulo de apetite ainda não é bem entendido, mas especula-se que o álcool pode atuar no sistema neurotransmissor que aumenta a sensação de recompensa por comida. Enquanto pesquisas agudas são importantes, precisamos observar o que acontece em períodos mais longos para ter um panorama geral dos efeitos do álcool no que realmente interessa para essa discussão: peso e/ou composição corporal. Incongruência entre estudos de curto e longo prazo Os estudos de curto prazo sobre o efeito estimulador de apetite do álcool não coadunam de forma confiável com os de longo prazo que examinaram peso e composição corporal. O conjunto de pesquisas observacionais mostram que uma ingestão pequena a moderada de álcool não é associada com ganho de peso. De forma não surpreendente, o consumo exagerado é consistentemente associado a ganho de peso. Interessante notar que diversos estudos transversais mostraram uma relação inversa (pequena) entre o hábito de beber e quantidade de gordura em mulheres. Independente do gênero, o consumo frequente, em quantidades pequenas a moderadas de álcool, não é associado com o aumento do risco de obesidade em estudos transversais. O mesmo acontece com estudos longitudinais: o consumo leve-moderado de álcool não é associado com ganho de peso ou aumento da circunferência abdominal6. Agora que já tratamos de estudos observacionais, o que dizer dos experimentos controlados? Pesquisas observacionais podem traçar correlações, mas diferente de experimentos controlados, não pode indicar causa. Algumas coisas interessantes aconteceram em experimentos controlados, onde o álcool consumido realmente parece desaparecer. Um estudo clássico de Crouse e Grundy7 confinou 12 pessoas em uma câmara metabólica por 4 semanas, controlando estritamente todo o consumo energético. Apesar de adicionar 630 kcal de álcool ao nível de manutenção calórica, 8 de 12 participantes perderam peso (variando de 0,1 a 2,6kg), os outros 4 ganharam peso (0,2 a 1,8kg). Os autores especularam que a perda de peso pode ter sido ocasionada pela redução da absorção de outros nutrientes ou por conta da diurese induzida pelo álcool (perda de água), o que poderia ser apenas uma observação transiente, caso o estudo fosse levado por mais que 4 semanas. De forma similar, Fletchner-Mors et al8 compararam os efeitos de uma dieta de 3 meses, contendo 1500 kcal, sendo 10% destas provenientes de vinho ou suco de uva, e não encontraram diferenças nas mudanças de composição corporal. Apesar de não ter atingido significância estatística, o grupo que consumiu vinho teve uma redução de peso levemente superior (0,8kg). Em um estudo de 6 semanas, Cordain et al9 não encontrou diferenças significativas em composição corporal ou peso, apesar de adicionar 2 taças de vinho tinto (270ml, 13% de álcool) ao jantar. Esse estudo feito sem controles estritos, com o reporte da ingestão de calorias feito pelos sujeitos, mas teve seus resultados reforçados pelo formato estudo cruzado (cross-over design); os sujeitos acrescentaram o vinho por 6 semanas e depois retiraram nas 6 semanas seguintes ou vice-versa. A ausência de efeitos da adição de uma quantidade moderada de álcool também foi vista em mulheres com sobrepeso10. Calorias de cerveja parecem não desaparecer magicamente como as de vinho. Infelizmente, para aqueles celebrando a Oktoberfest, uma recente revisão sistemática e meta-análise feita por Bendsen et al11 encontrou uma associação positiva entre o consumo de 500ml de cerveja por dia e ganho de peso. A análise feita em estudos de intervenção mostrou que o consumo de cerveja nos experimentos que duraram 1-4 meses resultou em um pequeno ganho de peso (0,73kg). Vale ressaltar que a maioria dos estudos até a presente data analisou vinho e cerveja. Há poucos dados acerca de outras bebidas. Portanto, há chances de não se conseguir traçar fortes conclusões sobre seu drink favorito. Conclusões e aplicação prática A maioria dos estudos de curta duração mostram que há um aumento da ingestão calórica ao se consumir álcool antes e/ou durante refeições. Entretanto, estudos mais longos não mostram um efeito de ganho de peso quando o consumo é moderado (cerca de 2 drinks por dia), mesmo em comparações que adicionaram calorias a uma condição de manutenção calórica. Então sim, nesse sentido, as calorias provenientes da ingestão moderada de álcool aparentemente desaparecem, em vez de serem depositadas como gordura. Os mecanismos por trás desse fenômeno ainda não são bem compreendidos. Vale ressaltar que há poucos estudos bem controlados que dão suporte a esse truque de mágica. Eu adicionaria também que a indução do apetite provocada pelo álcool tem grande variabilidade a depender do indivíduo. Enquanto uma ou duas taças de vinho podem não afetar algumas pessoas, outras podem sofrer aumentos ferozes de apetite capazes de acabar com o progresso da dieta. Ao contrário da ingestão leve/moderada, o consumo exagerado e regular de cerveja e outras bebidas pode acarretar o ganho gordura (duh). Em termos práticos, encaixar bebidas alcoólicas na dieta é simplesmente uma questão de observar o seu conteúdo calórico e incluí-lo no lugar de carboidratos e/ou gorduras, dependendo das preferências individuais e objetivos. Para aqueles que já tem uma baixa ingestão de gorduras, é preferível sacrificar carboidratos. O contrário se aplicaria aqueles com baixa ingestão de carboidratos. Referências http://pubs.niaaa.nih.gov/publications/arh294/245-255.pdf http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/12174324 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/8184963 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25926512 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20096714 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21790610 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/6736783 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15356671 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/9100213 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11092514 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23356635
  6. Fala galera, tenho tomado esse hiper que montei 2x por dia, 8h da manhã e as 23h da noite todo dia, tá bacana ou tem algo que deva mudar? Ficou com muita gordura? Já to usando ele tem um mês mais ou menos 500ml de leite integral - 25g carb - 16g prot - 15g gord 100g farinha de aveia -58g carb -12g prot -10g gord 60g amendoim em pó -12g carb -10g prot -26g gord 30g whey concentrado growth 80% -5g carb -24g prot 2 bananas -30g carb total: -130g carb -67g prot -51g gord kcal: 1247
  7. Pessoal, estou muito acima do peso 120kg, tenho 1,85cm e estou fazendo cutting. Mas me preocupo que não consigo chegar no consumo de proteínas que me indicaram 1,6 a 2g/kg, na verdade fico +- em 110g diárias de proteínas. E nem é questão de conseguir incluir dentro das calorias sugeridas no dia, pois consigo fácil. É mais questão financeira mesmo, que tenhos uns 2 meses pela frente que tá fod... 😅 Então, gostaria de uma luz, saber opiniões do que precisaria de calorias diárias pro meu cutting, e os macros, para ter certeza dos macros que preciso bater principalmente em questão de proteínas, e se não tô sofrendo sem necessidade por não bater as proteínas no dia. Tendo em vista que quase não tenho músculos, e quero manter o pouco que tenho, e depois do cutting a ideia era fazer um bulking limpo.
  8. Fala Galera! Então, estou querendo começar a fazer marmitas, não somente para rua mas principalmente para comer em casa msm( na janta). O motivo é que chego em casa depois de um dia cansativo e não tenho disposição de ficar cozinhando,sujando louça e depois tendo que lavar, por isso pensei em fazer marmitas para janta. Gostaria de dicas de experiência de vocês sobre marmitas. Principalmente recipientes para serem usados como marmitas, e também qual alimentos melhores, dá para congelar macarrão ou fica ruim?, etc... Resumindo o post, eu quero dicas e relatos de experiencias de vocês com marmitas, já que muitos aqui são dinossauros quando se trata de fazer marmitas, hehe Valeu galera !!!
  9. Boa noite! Montei uma dieta para mim mas acredito que tem muita gordura e pouco carbo. Não sei que mais alimentos posso colocar para bater as 3300kcal que preciso sem encher de gorduras. Sou ectomorfo, tenho 62kg e 1,80. Refeição 1 Prot Carbo Gord Kcal 200g bananas 2 45 0 188 100g de aveia de sabores 14 67 12 432 300ml de leite 9 15 12 204 0 0 0 Total 25 127 24 824 Refeição 2 Prot Carbo Gord Kcal 300g de arroz 9 75 3 363 200g de frango 62 0 8 320 100g de feijão 4,8 13,6 0 73,6 0 0 0 Total 75,8 88,6 11 756,6 Refeição 3 Prot Carbo Gord Kcal 4 ovos 24 2 22 302 2 fatias de pão de forma 6 20 0 104 12ml de azeite 0 0 11 99 0 0 0 Total 30 22 33 505 Refeição 4 Prot Carbo Gord Kcal 100g Maltodextrina 0 95 0 380 0 0 0 0 0 Total 0 95 0 380 Total das refeições Prot Carb Gord Kcal 130,8 332,6 68 2465,6 Alguém tem alguma sugestão de alteração?
  10. Fala pessoal, treino há 03 anos e com certeza ainda sou um frango. tenho ginecomastia desde os 10 anos eu era super obeso pesava 100kg com 13 anos, por isso sempre tive receio de tomar EAs. estou a 3 meses tomando tamox e tive uma regreçao de uns 30% da gineco, (uma das dúvidas é se eu deveria continuar tomando tamox durante o ciclo) Meu peso está em 93/94kg altura 1.82 14%BF Objetivos: Definição, Massa magra. Sem 1: 400 mg Prop DSDN Sem 2: 400 mg Prop DSDN Sem 3: 400 mg Prop DSDN Sem 4: 400 mg Prop DSDN Sem 5: 400 mg Prop DSDN Sem 6: 400 mg Prop DSDN Sem 7: 400 mg Prop DSDN sem 8: 400 mg Prop DSDN Proteção: 0.5 anastrozol dsdn, Multivitaminico, Omega 3 e vitamina E. TPC: SERMS (teoricamente pois irei fazer exames pra montar a tpc e ver o melhor caminho de voltar o eixo) TREINO: SEG: OMBRO PANTURRILHA TRAPEZIO TER: BICEPS TRICEPS ABS QUA: PERNA QUIN: PEITO OMBRO SEX: COSTAS BICEPS ABS SAB: TRICEPS PANTURRILHA DIETA: VOU COMEÇAR INGERINDO 2300KC UMA VEZ DE MINHA TMB E 2800 DE ACORDO COM RESULTADOS IREI VER SE IREI SUBIR OU BAIXAR CALORIAS (PROTEÍNA E GORDURA SEMPRE PESOX2 PESOX1 RESPECTIVAMENTE). https://ibb.co/ynRcp1M https://ibb.co/6HvcPsj https://ibb.co/nk94Lpp https://ibb.co/pb56ZLy
  11. Boa tarde, Gostaria de opiniões a respeito da quantidade de macro nutrientes em porções de alimentos. Por exemplo, assei 440 gramas de peito de frango sem pele, ao ficar pronto estava pesando 240 gramas, aí vem a questão, na tabela TACO 100 gramas assado equivale a 32 g proteína, porém, se eu fazer uma regra de 3 na quantidade de frango cru que eu assei sobre o quanto rendeu, 100 g dele assado equivale a 39 gramas. Também fiz bife de colchão mole 230 gramas cru após grelhar rendeu 130 gramas, havendo divergência com a tabela ao usar regra de 3. As duas porções renderam após de pronto uma média de 55% do montante cru. Me sinto mais seguro usar como base para contabilizar os macros pesando os alimentos cru, pois os macro nutrientes vão continuar lá, o que sai é a água, mas consome um pouco de tempo a mais anotar é calcular a porcentagem para saber quanto comer. Porém da impressão que em 100 gramas de bife não tem 9 gramas de gordura, e algo estranho, sobre a carne de colchão mole. Igualmente com a batata doce, na tabela 100 gramas cru possui 28 g de carbos, mais após cozinhar continua com as 100 g o mesmo pedaço, mas a tabela indica que esse pedaço após cozido tem 16 gramas de carbo, como vai mudar a quantidade de macros se não alterou o peso??
  12. Galera, tava pesquisando um pouco e não achei muito conteúdo sobre, mas as poucas coisas que eu achei me mostraram que tiveram resultados sem nem precisar diminuir muito os carbos, eu to tentando fazer o cutting com carbo moderado, ta bem de boa, nao to com vontade de mudar minha dieta, mas só queria saber pra agregar msm, alguém ja fez cutting com carbo alto? foi diferente dos outros?
  13. Olá pessoal, minha dúvida é a seguinte, eu estou numa dieta tentando baixar um pouco meu índice de gordura corporal que esta 17% 😓,sem perder muita massa corporal.. O nutricionista me passou para comer pasta de amendoim 3x ao dia sendo 40g cada vez, totalizando 120g ao dia, fora o azeite que é 15ml no almoço e 15ml na janta. Isso que estou achando estranho, ingerindo esses dois, a tendência não é piorar ou acabar mantendo esses 17% que eu quero diminuir? Se alguém puder me ajudar, ficarei muito grato!! Obrigadão.
  14. Processos fisiológicos acontecem a todo momento em nosso organismo, querer ganhar massa muscular ao mesmo tempo que perde gordura é um custo muito caro e praticamente sem sucesso pelas adaptações fisiológicas que acontecem. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Exemplifico alguns processos que acontecem em superávit calórico e déficit calórico, sendo um antagonista do outro, criar músculo com baixos estoque de glicogênio acarretará degradação muscular, assim como querer perder gordura com seu corpo armazenando energia, seria burrice e perda de tempo em indivíduos naturais.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Com baixos estoques de glicogênio, a enzima AMPK é ativada, inibindo enzimas do crescimento Muscular como AKT, MTOR, P13K... esta enzima ativada atua no processo de transporte da glicose para célula, sendo assim o corpo levará está glicose para o cérebro, onde será usada para gerar energia para as principias funções do organismo, não sendo armazenada no músculo. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Baixos Níveis de insulina aumentam a lipólise pela enzima Lipólise Hormônio Sensível, quebrando os triglicerídeos armazenados em ácidos graxos e glicerol. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Ter paciência e consistência a longo prazo te levará a sua melhor versão, adaptações metabólicas irão existir, aceitar o processo é importante para atingir o seu objetivo, não viva na bitolação de querer tudo de uma vez, seu corpo é dinâmico e não um processo estático e querer tudo de uma vez a um custo muito alto, pode te levar a compulsão alimentar e desistência. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
  15. Olá pessoal! Aconteceu de hoje eu acordar doente (aquele pus na garganta, moleza, febre...) Obviamente ja era treino até eu ficar melhor. Minha dúvida é: devo mexer nas calorias e macros (e de que forma) durante esse período ou mantenho? Grato pela atenção
  16. Olá amigos do fórum, espero que esteja tudo bem com vocês! Pessoal, tenho um bom tempo de treino já, já subi em campeonatos aqui no RS, então não sou leigo sobre diversos assuntos, porém sou universitário, tudo fica caro, aluguel e afins. Estou pensando em fazer uma dieta a base de ovos, macarrão, e batatas, leite essa seria a minha base da dieta, podendo incluir um pouco de carne, mas não muito(visando gastar pouco). Quero incluir essas coisas pois saem barato pra mim, ovos eu posso comer facilmente 2 dúzias por dia, uma vez que meus pais moram no interior, e tem bastante ovos lá, suplementação básica, Gostaria da opinião de vocês 💪 obs: suplementando "normal" hipercalórico, creatina, multivitaminico.
  17. Fala aí galera,blz? Bom, há 11 dias atrás eu fui em uma nutricionista com o objetivo de ganho de massa muscular, só que ela me passou uma dieta que eu to desconfiando muito, parece não ter o número de calorias necessário para o meu objetivo. Posso tá errado eu sei, sei que nem tudo é caloria, mas parece ser muito pouco, deem uma olhada aí 21 anos 1,86 68kg Taxa metabólica basal: 1651kcal Ao acordar: 300ml de água 7:00 Desjejum: Suco 2 laranjas 1 maçã 1 cenoura 1 gengibre 1 folha de couve mineira 9:00 Pré treino: 2 medidas de hipercalórico Bcaa em pó Glutamina Manipulado: HMB 800mb, Turkesterone 500mg, Ácido fosfatídico 500mg, 5-htp triptofano 60mg, Vitamina B6 100mg Polivitamínico: Cálcio 200mg Zinco 8mg Cromo 40mcg Magnésio 200mg Selênio 20mcg Vitamina D 400ui Vitamina K2 50 mg Fósforo 10mg Vitamina A 5000ui Vitamina B1 10mg Vitamina C 200mg Vitamina E 400ui Biotina 5mg Manganês 10mg Inositol 150mg 11:00 Pós treino: 2 medidas de hipercalórico Bcaa em pó Glutamina 12:00 Lanche da manhã: 3 colheres de sopa de frango desfiado 13:00 Almoço: Salada com folhas verdes claras e escuras, cenoura, beterraba, 2 filés de peito de frango 16:00 Lanche da tarde: 3 colheres de sopa de frango desfiado e purê de batata doce 19:00 Jantar: O mesmo do almoço 22:00 Ceia: 2 bananas amassadas com 2 colheres de sopa de aveia Falem aí se tem algo errado ou é eu que to maluco
  18. Idade: 19 anos Altura: 1,88m Peso: 83,5 BF: 15~17% Objetivo: Estética, BF 8~11%, bump! (Ter um shape sven ultado com ogre buff de bkb ativada). ~~~~~~~~~~ DIÁRIO COM FOTOS ~~~~~~~~~~ Resumo: Direto do triangulo mineiro, um garoto super gordinho ate os 13 anos, que incrivelmente chegou no ensino médio magrelo demais (13 anos cheguei a pesar 62, com 15 consegui manter uma ''forma'' pesando 56) e agora com 19 pretendo focar em ter um corpo saudável e atraente. Boooora! Treino e dieta vindo direto do monstro wendell pinheiro Tri-campeão do Duelo de Gigantes. Tri-campeão Mineiro.. Vice-campeão Brasileiro 14 Bicampeão Brasileiro. 2015 e 2016 Campeão do 2° Desafio Mineiro DIETA:
  19. Boa tarde galera!! Tenho 19 anos, me chamo Claudiano Lima e já fui bastante gordo antigamente, tinha 27% a 29% de bf, pesava 120kg com 182cm de altura, mas então decidir mudar porque estava afetando bastante minha autoestima e comecei a academia em fevereiro de 2019 basicamente "sozinho", sem ter nutricionista e muito pouco ajuda de personal, fui aprendendo os exercícios com videos na internet, cursos e etc, para entender a mecânica do exercícios, já na parte de alimentação fui pesquisando mais e aprendendo um pouco mais sobre alimentação e fiz uma dieta de médio carboidratos consumia no máximo 150g de carboidratos, já que não conseguia fazer uma dieta cetogênica, ficava com muita falta de energia e sempre mantive o deficit calórico, comecei fazendo um déficit de 100 kcal e fui aumentando com as semanas até meu consumo diário chegar em 1500 kcal. Resolvi perder as gorduras que eu tinha para depois começar um bulking limpo. Não gostava muito de fazer aeróbico então eu fazia aeróbico raramente que atualmente me arrependo, pois acho que se eu tivesse feito aeróbico pelo menos 3 vezes na semana eu estaria atualmente com um bf muito menor, mas então agora que já falei um pouco sobre minha caminhada até agora, vamos ao assunto. Atualmente peso 106 kg e tenho 16% de bf, mais estou sentindo que estou muito mucho e queria saber se começo a fazer um bulking ou se mantenho em cutting, lembrando também que sinto como se estivesse estagnado em perda de gordura e também sinto que minhas costas e barriga ainda possui gordura e o peito possui um pouco de gordura já que possuía bastante gordura no peito antigamente, não é ginecomastia é apenas gordura para ser queimada, o que aumentando mais ainda meu receio de começar um bulking e ficar gordo novamente como antes e com peito cheio de gordura novamente. No momento estou tomando apenas creatina monohidratada da growth. Agradeço desde já a todos que tiverem a paciência de ler e me ajudar, me desculpe por qual quer coisa, aceito críticas construtivas.
  20. Opa galera, tudo certo? Me chamo Douglas e treino faz 2 anos (demorei 1 ano para começar a pegar o jeito por causa do instrutor horrível). Faz 3 meses desde que fiz a avaliação na nutricionista para que ela me preescrevesse a dieta a seguir. Meu horário é um pouco incomum por causa dos meus estudos, mas já me adaptei por estar fazendo isso faz pouco mais de 3 anos e me sinto muito melhor assim do que o que seria considerado normal. Treino 6x na semana, aeróbico 3x. Dados antes da dieta: 17 anos 78kg 18% BF 173cm de altura Dados após a dieta: 17 anos 73kg 15% BF 174cm de altura Dieta: 3100kcal Desjejum (00:00) Leite desnatado - 01 copo Chocolate em pó - 01 colher de sopa Pão integral - 02 fatias Requeijão cremoso light (passo no pão) Colação I (03:00) Torrada integral - 04 unidades Pasta de amendoim - 08 pontas de faca Fruta de minha preferência - 02 unidades Colação II (06:00) Fruta de minha preferência - 01 unidade Leite desnatado - 1/2 copo Flocos de Cereais (Neston) - 02 colheres de sopa (coloco no leite) Castanha do Pará - 02 unidades Colação III (09:30) Fruta de minha preferênca - 01 unidade Biscoito de gergilm - 06 unidades Almoço (12:00) Arroz branco - 02 colheres de servir Feijão - 02 colheres de servir Bife/Filé de peito de frango - 01 unidade grande Salada a vontade Lanche (16:00) Pão integral - 02 fatias Peito de frango cozido - 03 colheres de sopa (colocar no pão) Apesar disso, sinto que estou estagnado e não consigo perceber muita diferença levando em consideração meus 2 anos de treino, sou falso magro e estou com dificuldade em progredir. Obs.: Nunca consegui chegar aos 12% de BF para que pudesse iniciar um bulking e por isso minha estagnação me desmotiva. O que acham disso tudo?
  21. Bom dia! Treino a 8 meses e no momento meu objetivo é hipertrofia. Estou em superávit calórico e com isso acabei ganhando um pouco de gordura. Surgiu uma viagem de última hora e queria dar uma queimadinha nessas gordurinhas para aparecer mais a definição. Qual dica vocês podem me dar?
  22. Seguem dicas de livros, blogs e mídias sociais de alguns dos principais nomes do fitness moderno: Lyle Mcdonald Livros: The Ketogenic Diet The Protein Book Ultimate Diet 2.0 Rapid Fat Loss Handbook A Guide to Flexible Dieting Stubborn Fat Solution (não li, mas é muito recomendado) Blog: http://www.bodyrecomposition.com/ Não tem muito o que falar do material do Lyle - ou melhor, teria coisa demais. Considero o Lyle o a pessoa que melhor consegue traduzir as informações científicas em aplicações práticas eficientes. Recomendo a leitura de tudo que ele fez. Fórum/Mídia Social: O Lyle tem um grupo fechado no facebook: bodyrecomposition. Basta solicitar acesso e ele aceita. Muita gente posta muita coisa e o Lyle quase sempre responde. Entretanto, pra quem não sabe, o Lyle é bipolar e, a despeito da doença, um extremo babaca, portanto, caso queiram tirar alguma dúvida lá, esperem algum nível de xingamento/trolagem. Ainda assim, vale a pena por tudo que é postado lá. Brad Schoenfeld Não conheço os livros do Brad. Blog: http://www.lookgreatnaked.com/ Mídias Sociais: Facebook – vale a pena segui-lo no face. Ele posta mta coisa interessante. O Brad é provavelmente o mais importante cientista da área de hipertrofia da atualidade. Vale a pena checar as pesquisas mais recentes dele. Alan Aragon Livro: The Lean Muscle Diet Blog: http://www.alanaragonblog.com/ O produto que provavelmente vale a pena do Alan é o AARR (Alan Aragon Research Review). Ele faz um review mensal dos estudos científicos na área nutrição esportiva. Como eu não assino (acho que custa 10 dólares por mês), difícil falar mais, mas deve ser muito bom – certamente é muito elogiado. Bret Contreras Não conheço os livros do Bret. Blog: http://bretcontreras.com/ Mídias Sociais: Facebook e Instagram – Bret sempre posta vários artigos no face e vídeos de suas alunas realizando os exercícios no instagram. Ele é conhecido como The Glute Guy. Recomendo que todas as mulheres acompanhem o trabalho do Bret. Brad Pilon Livro: Eat Stop Eat Só conheço esse trabalho do Brad Pilon. Martin Berkhan Blog: http://www.leangains.com/ Martin saiu de cena há algum tempo. Vamos ver se algum dia sai o livro Leangains. Bryan Haycock e Borge Fagerli (Blade) Desconheço livros dos dois. O trabalho mais importante foi o HST, mas assim como o livro do Martin Berkhan, nunca saiu. Fórum: http://thinkmuscle.com/community/ O fórum está meio parado atualmente, mas tem muita coisa de muita qualidade, inclusive com participação do Bryan e do Blade. No fórum tem um ebook muito bom sobre o HST feito pelo usuário Totentanz. Blog: http://myrevolution.no/blade/ Coloquei somente o blog do Blade porque não gosto muito do blog thinkmucle (do Bryan). Ben Carpenter Mídias sociais: Facebook, Instagram e Youtube – O Bem é um dos caras mais razoáveis dessa indústria. Todos os posts e vídeos dele são muito bons, sempre com referências científicas. Pra quem não sabe, ele é um modelo fitness britânico. Omar Issuf Mídias sociais: Facebook, Instagram e Youtube – O Omar dispensa maiores apresentações. Ele tem um dos maiores e melhores canais do youtube. Atualmente ele está disponibilizando conteúdo de LPO, em parceria com o técnico Bryan Marshal – que também pode ser seguido no face e insta. Greg Nuckols Livros: The Art and Science of Lifting (em parceria com o Omar Issuf – não conheço, mas é bem recomendado) Blog: http://www.strengtheory.com/ Mídias Sociais: Podem segui-lo no face e no insta. O Greg parece ser um cara bem bacana, ótimos textos e é/foi um powerlifter de sucesso. Espero poder ajudar com essas dicas de material. Eu sugiro que sigam todos esses caras no facebook, que é uma forma de se manter sempre atualizado de pesquisas, artigos e novos materiais - já que eles sempre postam tudo no face. Obs.: Por sugestão do Torf e do Busarello, evitem postar links para download de livros, pois isso é contra as regras do fórum. Abraços, Lucas
  23. Eu dei uma lida em diversos sites e vi que o ideal é comer entre 1,2g/kg à 3g/kg de proteína por dia. E como eu não disponho de muita "verba" para comprar alimentos diversificados e muito menos suplementos, decidi suprir essa demanda por proteína com ovos. Minha questão (assim como diz no título) é: comer ovos nessas quantidades traria algum risco de saúde para alguém que treina constantemente? Minha lógica - muito limitada - é que se o meu corpo vai necessitar e consequentemente usar essa quantidade de proteína, não tem nenhum problema consumir isso tudo ou até mesmo em maiores quantidades (dependendo da ocasião). Já consumo em média 10 ovos por dia durante meses. Até o momento não tive nenhum problema de saúde. O que, ao meu ver, corrobora com minha lógica acima. OBS: Eu já tomo água suficiente para fazer a digestão da proteína e não sobrecarregar o fígado.
  24. Fala manos!!! Blz? Então dia 22 de Setembro fui em uma nutricionista esportiva e gostaria de obter uma opinão de vocês em relação a minha alimentação. Minha Dieta 2.706,14 kcal 40% de Proteína 40% de Carbo 20% de Gordura Dieta Link dieta (.pdf) caso não consigam abrir me avise. Avaliação Antropométrica Valeu!!!
  25. Boa Tarde! Não sei se esse é o lugar certo para tirar umas Dúvidas Mas queria ver se a dieta que tou fazendo corresponde, Café da manhã 6:30 02 ovos cozido 40 Gr. Aveia 02 Bananas 40 Gr. Pasta amendoim ---------------------------------------- Treino Academia 08:20 após Suplementação Whey Creatina Bca ---------------------------------------- Almoço 11:30 02 ovos cozido 150 peito frango 230 Gr. Arroz Salada a vontade --------------------------------------- Lanche da tarde 15h 100 Gr. Arroz 120 Frango ---------------------------------------- Café da tarde 17:30 02 ovos cozido 100 Gr. Arroz ---------------------------------------- Janta 20h 100 Gr. Arroz 02 ovos cozido 120 Gr. Peito frango ---------------------------------------- Ceia 10:15 40 Gr. Aveia 40 Gr. Pasta amendoim ---------------------------------------- Antes de dormir tomo um tribulus da Ostrovit 1000MG --------------------------------------------------------------------------------------------- Será que está certo? devo mudar algo sobre horários de cada refeição tenho 8 meses de academia meu peso era 64kg quando comecei hoje tou com 73,8kg Alguem por favor que tenha um conhecimento e pode me ajudar, Obrigado
×
×
  • Criar Novo...