Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Clique aqui

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''metabolismo''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Hipertrofia
    • Venda de Suplementos
    • Nutrição e Suplementação
    • Treinamento
    • Esteróides Anabolizantes
    • Geral
    • Diário de Treino
    • Saúde e Qualidade de Vida
    • Academia em Casa
    • Área Feminina
    • Assuntos Acadêmicos
    • Entrevistas
  • Assuntos gerais
    • Off-Topic
    • Mixed Martial Arts
    • Fisiculturismo, Powerlifting e Outros
  • Fisiculturismo
  • Multimídia
    • Vídeos de Fisiculturismo e Strongman
    • Fotos Fisiculturismo
    • Fotos de Usuários
  • Fórum
    • Críticas, Sugestões e Suporte ao Fórum
    • Lixeira
  • Off-Topic

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Localização


Peso


Altura


Idade

Encontrado 39 registros

  1. Pessoal, minha duvida é a seguinte: Alguns dias eu preciso treinar durante o horário de almoço e eu almoço as 12:00h e vou treinar 12:20h (sem terminar a digestão do que acabei de comer). Dizem que treinar de barriga cheia retarda o processo de digestão e pode causar mal estar, como enjôo, vômitos, queda de pressão e hipoglicemia. Entretanto vamos focar apenas na primeira questão já que não senti enjoo, nem mal estar, nem queda de pressão nem tive sinais de hipoglicemia. O que quero saber é: Ja que eu comi as 12:00 e comecei meu treino as 12:20 finalizando o mesmo as 13:20 e atrasando minha digestão, os nutrientes que eu ingeri as 12:20 serão absorvidos apenas após o termino do meu treino representando um pós treino ? Eu entendo que oq eu comi 12:20 só vai ser absorvido pelo meu corpo no final do meu treino (e isso é a intenção mesmo) como se fosse um pré treino, então pra complementar eu só mando um wheyzin ou 400ml de leite desnatado pra n pesar de mais. Essa logica estaria correta ou eu estou correndo o risco de catabolizar ou não aproveitando o máximo a janela anabólica ficando sem comer após o treino?? Minha próxima refeição é só as 16:00
  2. Então, eu não ando na academia, contudo as vezes faço exercício físico e numa conversa com o meu nutricionista acerca de termogenicos o que ele me disse foi "não uses nada disso, nenhum deles faz emagrecer" Ainda na conversa deu a entender que o principal efeito do termogenico é a perda de água. Para completar ele disse que a cafeína não aumenta o metabolismo e que apenas ajuda na redução da fadiga, da fome, e dando energias, que l-carnitina não funciona, e que a única coisa que efetivamente pode ajudar no metabolismo são os chás. Confirma se? Afinal a cafeína e os termogenicos que vemos no mercado só servem para acabar com a retenção não aumentando o metabolismo? Eu perguntei de vários termogenicos, até mesmo da marca que o mesmo tem na loja para que trabalha e continuou a insistir que não resultam e que não vale a pena o uso dos mesmos.
  3. Bom dia Tenho serios problemas com meu metabolismo, que é muito lento, poderiam me indicar alguns alimentos que aceleram o metabolismo? Se possivel (no caso do gengibre, e alimentos que necessitam de uma receita, que não dá pra comer puro ahah) poderiam me passar alguma receita? não tenho restrição a nada. Meu objetivo é perder gordura E se puder também, quais suplementos que auxiliam no metabolismo?(fora o termogenico?)
  4. Bom dia. Eu queria saber algumas dicas de dietas e alimentos, horario que devo consumir tais alimentos, quantidade aproximada, se possivel uma lista de alimentos que seja totalmente focada em metabolismo, preciso ao maximo perder gordura, tenho 1,90 e peso 95kg, más meu nivel de gordura corporal está bem alto, sou o tal "frango/gordinho" e tenho prova militar daqui uns meses, e queria perder o quanto antes mesmo... podem me ajudar?
  5. Boa tarde galera. Qual a opinião de vocês referente a utilização de T3 e T4 para naturais para ajuda de aceleração de metabolismo como um todo? Alguém teria artigos sobre o assunto? Estive refletindo sobre a ideia de começar a utilização, porém o receio de f$der o hipotalamo me deixou mais preocupado com os colaterais do que com os beneficios. Qual a opinião de vocês? Att.
  6. Idade: 21 Altura: 171cm Peso: 83kg BF: cerca de 25% ou mais Boa noite pessoal, eu tinha uma vida totalmente sedentária, de passar o dia todo na cama mesmo devido depressão e etc No último mês comecei a fazer academia 3x por semana, eu tô bem gordinho e com pouca massa magra. Na última semana iniciei uma dieta coim 1780 kcal e percebi que não estava perdendo nada de peso, logo percebi que meu metabolismo deve estar muito lento, e não é problema hormonal pois no meio do ano fiz exame e deu tudo normal. Eu tô meio desesperado porque esse ano engordei 15kg e tô bem.gordinho e tô com medo de comer menos que isso e o metabolismo baixar ainda mais. Depois do ano novo começo boxe 2x na semana creio que já vai ajudar. Porem, em relação ao metabolismo, o que eu posso fazer pra dar uma acelerada nele pois de certo não parece estar muito normal.
  7. Já irão fazer dois anos desde que iniciei a musculação, desde o começo estou natural, sem recursos ergôgenicos, mas devido a minha estrutura de Ectomorfo, minha aparência não muda quando ganho peso, eu começo a engordar e a acumular gordura, mas quando estou de camisa parece que continuo magro, não sei o que fazer, estou desanimando já. Fiz Bulking e Cutting e mesmo no Bulking parece que não mudo.Alguém me diz o que faço? Devo usar recursos ergogenicos? No último bulking eu estava ingerindo 3.202kcal (Tudo em comida sólida) por causa disso já não aguentava mais comer, não tenho dinheiro para suplementar algum hiper-calórico, tenho o metabolismo muito acelerado e mesmo engordando meu shape não muda, apenas ganho gordura localizada (Que não aparece quando coloco camisa).Alguém me ajuda.
  8. Fala galera, estou com uma dúvida imensa sobre algo que me recomendaram. Seguinte, meu irmão sempre foi bastante ligado a toda essa parte importante de nutrição, metabolismo, etc... Enquanto eu, sempre acabei ficando mais no "malha e come" e nunca parei pra estudar a fundo essas coisas. Devido ao fato de ele entender um tanto razoável sobre isso, sempre pedi a ele pra me orientar nessas questões, agora que vem minha dúvida: Estou em um cutting a uns 6 meses já, tive resultados mais que excelentes mas no entanto não queria abaixar mais ainda minhas calorias (já estava em 1,700 calorias sendo que minhas calorias de manutenção são 2,500). Perguntei a ele se tinha como, mesmo que perdendo um pouco do resultado que tive, eu poder voltar o meu metabolismo ao normal e retomar o cutting e a instrução que ele me passou foi a seguinte: voltar de vez para minhas calorias de manutenção por 2 semanas, e após isso voltar abaixando as calorias gradualmente como no início do cutting. Fiz isso, e nos primeiros 2 dias dei uma inchada imensa, porém hoje (7° dia) estou vendo que já estou começando a acumular gordura no abdômen. Vocês acham que isso vai me trazer os benefícios que eu quero ? Metabolismo de volta ao normal sem ganhar toda a gordura que perdi de volta ? Agradeço desde já a todos que me responderem!
  9. Hoje vou iniciar um teste de privação do sono, verei quanto tempo consigo ficar acordado e as mudanças que ocasionalmente virão O Record mundial foi de 11 dias, a pessoa deste teste teve problemas de humor e alucinações, além de queda no desempenho cognitivo, verei em mim como isso pode agir. Postando diariamente os sintomas na qual sentirei. Estudo sobre o caso : http://www.psychiatrictimes.com/sleep-disorders/sleep-deprivation-psychosis-and-mental-efficiency
  10. Olá, tenho 16 anos e travei em uma batalha com minha genética, que acabou me desanimando na academia. Tenho facilidade em ganhar gordura e dificuldade em ganhar massa, tenho ossos extremamente finos, quadril bem largo (a estrutura óssea mesmo), ombros estreitos e rosto arredondado. Não tenho dinheiro para nutricionista e não sei se minha TMB está correta de acordo com os sites, pois quando monto a dieta ou perco massa ou ganho gordura. Alguém que passa pelo que eu passo poderia me indicar alguma dieta e alimentos que podem me ajudar a crescer e secar sem perder muita massa?
  11. Bom como dito no título, meu questionamento seria sobre como é definido nos cálculos a musculação em si, pois em vários lugares que pesquisei encontrei controvérsias. Começou quando estava pesquisando sobre cálculo de taxa metabólica basal e gasto calórico diário, e nesses cálculos(tanto testes online quanto as formulas em si) sempre há um campo para seu nível de atividade física. Eu já tinha ouvido falar e lido em vários lugares sobre esse cálculo, mas durante todo minha vida sempre fui no "olhometro" para minha dieta. Então decidi que ia seguir uma dieta para perder o excesso de gordura na barriga e um pouco no triceps, assim fui fazer o tal cálculo e cheguei no campo nível de atividade física e eu realmente fiquei confuso, onde musculação se encaixaria? Assim fui pesquisar em vários lugares e há várias contradições, inclusive dentro da minha própria academia, no caso elas são: -Musculação em si como um exercício anaeróbico não gasta muitas calorias, cerca de 280kcal durante um período de 1 hora de treino, então se considera uma atividade leve. -Musculação dependendo da carga está em um nível de atividade moderado a intenso, porque ela continua queimando calorias após várias horas após o treino em si alem de acelerar o metabolismo. Começando pela primeira afirmação, aqui http://www.cdof.com.br/nutri1.htm e em várias outras fontes, que vocês já devem ter visto, tem uma base de calorias gastas por exercícios para você colocar nas formulas de seus cálculos, no caso a musculação por 1h se da a 280kcal. Em diversos lugares inclusive no fórum vi pessoas dizendo que sim, é para colocar como atividade leve porque porque não há um gasto grande de calorias, e seria necessário outras atividades aeróbicas para mudar a categoria de exercício, além de outras atividades durante o dia, por exemplo trabalho pesado etc. Na segunda afirmação que contradiz a primeira, se dá ao colocar atividade no mínimo moderada, pois a musculação altera sim o metabolismo, além de continuar queimando calorias durante o processo de recuperação do músculo que se dá durante várias horas após o treino. Também já li artigos sobre isso nesse fórum e em vários outros lugares que pesquisei, vou colocar fontes de exemplo só para se inteirarem se não souberem do que estou falando. Não são fontes de artigos e estudos porém da para saber do que estou falando. E sim existem estudos sobre isso mas estou sem as fontes. https://www.ativo.com/fitness/musculacao-queima-calorias/ e http://www.posfmu.com.br/musculacao-queima-calorias-ate-48h-depois-do-exercicio/noticia/268 Agora fica a dúvida, uma pessoa no qual, o trabalho não exige esforço físico ex: trabalho em frente ao computador, e vai para a academia fazer somente musculação sem aeróbicos, de 4 a 5 vezes por semana, se encaixaria em Atividade Leve, Moderado, Intenso, ou até mesmo sedentário( que no caso eu discordo muito)? na opinião de vocês. Já respondendo acima, como meu caso, o trabalho é realmente em frente a um computador e faço raramente alguma outra atividade que não é musculação, na minha opinião deveria sim ser considerado no mínimo moderado, pois como a primeira afirmação não cita a queima após o exercícios e como se trata de um cálculo que envolve aceleração do metabolismo, acho que o músculo continua gastando calorias durante seu período de recuperação durante várias horas e isso interferiria no resultado de gasto calórico diário. Como não faço e não sou nenhum pouco fã de aeróbicos, eu vejo que se quiser acelerar mais ainda a perda de gordura um HIIT, pelo gasto pós exercício e a aceleração do metabolismo também, porém isso já entraria em outra discussão que não vem ao caso. Minhas informações são: Peso: 80kg (já estou em cutting faz 4 semanas, dieta como exercício moderado) Altura: 1,82 Bf vou medir ao final do cutting, mas é somente barriguinha leve. Treino musculação de 4 a 5 vezes na semana, ABCD de intensidade alta. O que realmente da medo depois de ler tanta coisa, é que no caso de cortar muito as calorias ou entrar em um estado de homeostase ou então acabar perdendo muita massa magra durante o cutting. Durante esse primeiro mês, consigo levantar as mesmas cargas de peso que antes, porém perdi sim cerca de 2 a 3 quilos, contando com a perda de retenção de água com a mudança da dieta. Então, qual seria a opinião de vocês?
  12. Fala galera do HIpertrofia, Suavao? Sou novo no forum e me desculpe se estiver postando no local errado, antes de qualquer coisa.. Tenho uma dúvida que me persegue desde quando comecei a treinar, a cerca de 2 a 3 anos.. Já pesquisei a respeito e consultei instrutores mas nunca tive uma resposta precisa sobre mesmo. É o seguinte: Quando eu treino e começo a ganhar massa muscular é tudo super tranquilo e normal e ganho de forma até que rápida. Só que quando paro os exercícios físico e de me manter ativo na academia, perco massa muscular muito rápida e sinto principalmente no lado direito do meu corpo, uma queimação muscular algumas vezes por dia. Não é a mesma sensação quando a gente sente o musculo fadigado no final daquele drop set nervoso... É uma queimação que gera uma certa dor localizada geralmente nos musculos que menos tenho desenvolvidos, como por exemplo meu antebraço. A dor ou desconforto da sempre mais nos musculos que estão mais "fracos". É uma dor que da e passa e fica voltando até que eu venha me alimentar e descansar completamente. Não tenho o costume de beber agua regulamente. Minha pergunta é: Existe algum estudo cientifico que diz se há possibilidade de existir dor ao perde massa magra de forma rápida? Vale reformar que quando paro a academia, eu paro de vez. Deixei de seguir dieta e quantidade de calorias e viro um completamente sedentário e como 3 vezes menos do que comeria se estivesse treinando.
  13. Estou com 85 de cintura a umas 3 semanas mesmo fazendo 30min de cardio + musculação e a 1800kcal diárias. Dieta foda estou sempre com fome. Estou pensando em subir para umas 2200kcal tudo adicional em carbo para ver o que acontece. Isso já aconteceu com alguém? passando fome e mesmo assim a porra do BF não abaixa? o que fizeram? segue meus macros: kcal 1752 carb 201 prot 147 fat 40
  14. Oi pessoal, Tenho 17 anos e sou ectomorfo(alto, ossos finos e longos, bem magro). peso 60kg. E quis vir aqui falar do problema que é ser ectomorfo na adolescência... O problema é: só de nascer ecto, seu metabolismo já vai ser acelerado(supostamente) e como todos sabem seu metabolismo na adolescência é pqp muito bom/ruim (depende do seu ponto de vista) Se vc é endo, talvez ajude um pouco Se vc é meso, TOP Se vc é ecto, fudeu, ou come 3.5k calorias ou fica sempre no mesmo peso, ai que chega meu problema, talvez sim eu pense que estou comendo muito e não estou. Só que eu tento comer sempre de 2h ou 3h em 3h horas, comendo até ficar bem saciado... Mas é seu corpo já vai queimar bastantes calorias e você ainda treina(o que queima muita caloria)... eu NUNCA estou com fome, se eu sentir um pouco de fome eu ja taco algo pra dentro e mesmo assim tá DIFICIL de sair dos 60kg... Mas é eu acho que 3000 35000 calorias pra mim com 17 anos e 60kg é muita comida e eu não vou conseguir comer isso tudo O que vcs acham? é ruim mesmo de crescer na adolescência quando se é ecto? Alguém passou ou está passando pelo mesmo que eu estou? se sim tem algumas dicas pra me ajudar?
  15. Oi pessoal, estou com uma duvida, acho que no titulo eu especifico bastante, gostaria de saber qual é a capacidade máxima que tem o corpo em absorver e armazenar o glicogenio nos seus devidos loicais de armazenamento? Sei que o cerebro requer um gasto energético de aproximadamente 100 gramas de glicogenio para ocorrer o seu funcionamento em ótimo estado, sou estudante de nutricao e estou com essa duvida, saudacoes a todos... abracos
  16. Fala povo Tenho estudado um pouco mais sobre metabolismo, pois sinto que é muito simplória a abordagem de nutrição aqui no fórum. Traduzi o artigo a seguir, que define um pouco melhor como funciona. Ainda que é bem básico e a pesar não ter me acrescentado muito, pode ajudar os iniciantes. Em resumo, é importante entendermos o equilíbrio metabólico, entender que nosso corpo regula a TBM "para baixo" como um mecanismo de defesa quando estamos em um estado de déficit calórico, e isso pode ser prejudicial para os processos anabólicos e inclusive para a saúde, já que seu corpo utiliza a pouca energia disponível para os principais processos. Além de tudo isso, com o metabolismo desregulado (para baixo), é dificil obter resultados razoáveis em um cutting, bem como uma transição para um bulking de forma rápida pode resultar em ganho excessivo de gordura. Exemplificando: Metabol desregulado para cutting: quem não tem um amigo gordo que fala que come muito pouco mas mesmo assim não emagrece? Que tem "metabolismo lento"? Se você está comendo pouco a muito tempo, seu corpo se regular para consumir menos calorias para que você sobreviva. Metabol desregulado para bulk: agora, imagina você sem comida por 10 dias e falam que irão de colocar 1 dia num open food de churrasco, japa, massas, etc, e depois ficar mais 10 dias sem comer. Como você vai se comportar? Ingerindo o máximo para estocar para os próximos 10 dias, certo? Seu corpo reage da mesma forma. Quando eu achar artigos mais práticos e mais ricos nesse sentido posto aqui tbm. Se alguem souber, seria ótimo compartilhar. Abs e boa leitura ------------------------------------------------- ENTENDENDO O EQUILÍBRIO DO SEU METABOLISMO Seu metabolismo é um assunto complicado e frequentemente gera confusão, mesmo sabendo que entendendo como ele funciona - ao menos o básico - pode te deixar tremendamente mais confortável com sua dieta, seu metabolismo está no coração do ganho, perda ou manutenção de peso. A maioria das pessoas pensam que a relação entre perda de e ganho de peso é dicotômica, com uma fina linha conhecida como "manutenção do peso" dividindo os dois. E quase invariavelmente, elas assumem que essa linha está mais próxima do fim do espectrum de perda de peso do que do espectrum de ganho e, no mínimo, pensam que eles estarão melhores mantendo peso com poucas calorias ao invés de mais calorias. Elas reduzem as calorias e terminam reduzindo suas performances também. Entretanto, perda e ganho de peso não são tão exatamente divididos; não é tanto como uma balança, como você pode acreditar. Seu metabolismo é um pouco mais flexível, não linear. Sim, existem pontos concretos que podemos cientificamente determinar com tendo as informações necessárias - pontos em que você vai ganhar ou perder peso, gordura e proteína - e sim, sua Taxa Metabólica Basal (TBM) é estática (ou próximo o bastante de ser). Mas quando considera-se sua dieta e seu estilo de vida de forma global, existem muito mais elasticidade/flexibilidade no sistema, e isso faz com que sua necessidade efetiva de manutenção de peso um pouco mais aberta/subjetiva. O que o seu metabolismo não é O seu metabolismo não é uma linha dividindo perda de peso e ganho de peso a qual você está sempre tentando equilibrar-se; é um range contínuo desde um perigoso déficit calórico (onde proteína muscular é quebrada e eventualmente proteína dos orgãos quebram-se além da perda de gordura) até manutenção de peso até um perigoso superávit calórico (onde tecido adiposo é estocada além de tecido muscular). Você pode não perceber que é assim que vê seu próprio metabolismo, mas é uma crença muito comum. Por exemplo, é a raiz da ideia que ganho de peso no longo prazo é causado pela ingestão de apenas um pouco demais todos os dias até que, 10 anos depois, você está pensando 10kg a mais do que você costumava pesar. Se você acredita que isso é verdade, então tudo o que é preciso fazer seria ingerir 10 calorias em excesso diariamente, o que é equivalente a uma unidade de batata Ruffles. Isso parece ridículo quando se define assim, mas é exatamente o que ter uma linha dividindo ganho e perda de peso representa. Pelo fato de muitos pessoas virem seus metabolismos como uma balança, normalmente diminuem quantas calorias ingerem e ainda mantêm o peso. Na verdade, isso frequentemente funciona como um ciclo de feedback negativo, onde o individuo abaixa suas calorias, não perde peso, e diminui ainda mais suas calorias até quando a perda de peso finalmente acontece. O problema é que enquanto essa é uma estratégia essencialmente boa para perda de peso, é fácil esquecer que você pode manter peso com uma quantidade maior de calorias. Assim que você atinge sua meta de perda de peso ou desiste do cutting, você nunca aumenta suas calorias até um ponto de manutenção saudável; na verdade, você ingere sempre uma quantidade próxima ao limite de perda de peso. É fácil entender como isso acontece, mas não é necessário e pode não ser saudável. No mínimo, não é bom para a performance porque você está dando ao seu corpo o mínimo que ele precisa para manter o status quo; ele simplesmente não tem o necessário para recuperar-se efetivamente ou melhorar. O que o seu metabolismo é Seu metabolismo corre de um extremo a outro com inúmeros pitstops fisiológicos entre cada um. Se usarmos a TBM (mais as calorias das atividades diárias, ou seja, GCD), então os extremos pareceriam com isso: BMR = TBM (nesse caso, GCD) Basicamente, é melhor pensar no seu GCD como o mínimo para manutenção de peso, porque se você ingere menos que isso, seu corpo irá utilizar energia de outra fonte (por exemplo, seus tecidos estocados, primeiramente gordura) para manter-se funcionando normal - mas ultrapassando seu GCD não garante ganho de peso porque existem inúmeras outras áreas para consumir calorias ao invés de estocar como gordura. Essas áreas incluem, mas não são limitadas a: ganho proteico (músculos, tendões, ligamentos, etc), ganho de glicogênio, reparação de tecidos, atividades que mínimas (por exemplo, mexer-se). Então, quando você come mais calorias, você permite que seu corpo faça todas as funções que não são essenciais - você não vai morrer sem elas - mas são frequentemente críticas para performance e sucesso, como por exemplo expandindo seus estoques de energia intramuscular (carbo e gordura), desenvolvendo músculos, fortalecendo tecidos conectores e reparando tecidos danificados de forma mais eficiente. Como um ponto final, nos também precisamos considerar que "peso" pode ser mantido mesmo quando músculo (ou gordura) cresce (diminui). Se você treina diligentemente - e especialmente se você é novo nos treinos - você pode ganhar uma quantidade grande de músculo sem ganhar peso pois geralmente há perda de gordura. Ao mesmo tempo, se você continuar ingerindo a mesma quantidade de gordura e parar de treinar, você provavelmente irá perder peso e ganhar gordura. Assim, "manutenção de peso" - que é distinto de "manutenção de gordura" ou "manutenção de massa magra" pode ocorrer em uma variedade muito maior de formas que o gráfico acima demonstra. Tudo isso reforça a importância do acréscimo/decréscimo de calorias de forma lenta, ao mesmo tempo que observa se está ganhando ou perdendo peso. Source: http://www.climbingnutrition.com/diet/understanding-your-metabolism/ Abs
  17. Vou começar com um tópico simples, mas em torno do qual surgem muitos mitos, conversa fiada, tititi e isso dá espaço pra o demônio da broscience. SISTEMAS METABÓLICOS MUSCULARES DURANTE O EXERCÍCIO Obs: Os números, tempos e esportes são exemplos práticos aplicados a atletas de um modo geral pra o entendimento, deve-se considerar as particularidades de cada atleta, predominância de tipos de fibras treinadas (e porque não grupos musculares em um mesmo corpo), forma como os esportes são praticados e etc. As mesmas formas de metabolismo estão presentes nas partes do corpo também estão presentes nos músculos esqueléticos, então o entendimento e as medidas quantitativas são importantes pra o entendimento dos limites das atividades físicas, reposição de nutrientes (a velha história da depleção de glicogênio) e etc. ___________________________________________________________________________ Antes de mais nada, entendendo o básico pra entender o básico: A vida só existe (um espaço aqui pra as crenças particulares de cada um) porque o curso da variabilidade genética/acaso trouxe u mecanismo básico de armazenar energia pra direcioná-la pra onde precisamos dentro da célula. O Trifosfato de adenosina (ATP) é uma molécula mais ou menos assim: (eu sou muito noob com edição, é melhor clicar pra a imagem ampliar) ATP > Adenosina -PO3 ~ PO3 ~ PO3- ADP > Adenosina -PO3 ~ PO3- (liberou 1 íon fosfato a partir do ATP) AMP> Adenosina -PO3- (liberou 2 íons fosfato a partir do ATP) Essas ligações com o fosfato são de alta energia (cada ligação armazena 7.300 calorias de energia por mol de ATP). Sendo assim, o ATP (adenosina com 3 fosfatos) pode ser convertido em ADP (adenosina com 2 fosfatos) e AMP (adenosina com 1 fosfato) e a energia liberada/absorvida com a formação/quebra dessas ligações pode ser canalizada pra o que precisa de energia nas células (contrações microtubulares, canais, e tudo mais). A quantidade de ATP presente nos músculos, mesmo de um atleta bem treinado, é suficiente para sustentar uma potência muscular máxima por apenas cerca de três segundos, então é essencial que novo ATP seja formado continuamente, a todo momento, e é sobre as formas de gerar ATP que vou discorrer abaixo. ____________________________________________________________________________________________ As mesmas formas de metabolismo estão presentes nas partes do corpo também estão presentes nos músculos esqueléticos, então o entendimento e as medidas quantitativas são importantes pra o entendimento dos limites das atividades físicas, reposição de nutrientes (a velha história da depleção de glicogênio) e etc. [2] Esses sistemas são: (1)sistema da fosfocreatina-creatina, (2) Sistema do glicogênio-ácido lático e (3) sistema aeróbico 1 - SISTEMA DA FOFOCREATINA-CREATINA A fosfocreatina é outro componente químico que também possui uma ligação de fosfato de alta energia: Creatina ~ PO3- (vou botar imagens melhores assim que aprender) Pode ser decomposta assim: Creatina ~ PO3- --> Creatina + íon fosfato + energia Então, dessa forma, essa molécula pode liberar/armazenar grandes quantidades de energia. Na verdade essa ligação tem quase 10.300 calorias por mol, mais do que a ligação fosfato de alta energia do ATP, Dessa forma, a fosfocreatina pode fornecer energia suficiente para reconstruir a ligação de alta energia do ATP. A maioria das células musculares possuem três vezes mais fosfocreatina que ATP, e como a transferência de energia da fosfocreatina para o ATP ocorre em uma pequena fração de segundo, TODA A ENERGIA MUSCULAR ARMAZENADA NA FOSFOCREATINA MUSCULAR ESTÁ INSTANTANEAMENTE DISPONÍVEL PARA A CONTRAÇÃO MUSCULAR. A combinação da quantidade de ATP + fosfocreatina na célula é chamada de sistema de energia do fosfágeno. Esse sistema pode fornecer potência muscular máxima por 8 a 10 segundos (quase suficiente para uma corrida de cem metros). A energia do sistema fosfágeno é suficiente, então, para pequenas solicitações de potência muscular máxima. Por exemplo: -100 metros rasos -Salto -Levantamento de peso -Arrancadas no futebol Taxa máxima de produção: 4 moles de ATP/min (taxa máxima de geração de potência) Tempo de resistência: 8 a 10 segundos 2 - SISTEMA DO GLICOGÊNIO-ÁCIDO LÁTICO Glicogênio nada mais é do que polímeros de glicose. A glicose pode ser usada como energia (dá pra explanar mais sobre isso em outro tópico, vou me ater aos sistemas de energia). O primeiro estágio do processo que usa a energia contida na glicose ocorre no citoplasma das células, não precisa de oxigênio para acontecer e pode produzir moléculas de ATP 2,5 vezes mais rápido que o mecanismo que usa oxigênio (é o próximo sistema de energia), portanto, quando se exigem grandes quantidades de ATP em curtos períodos de de tempo, esse mecanismo básico pode ser usado para fornecer energia rápida. O mecanismo consiste em realizar apenas a primeira quebra da glicose em duas moléculas de ácido pirúvico e há liberação de energia para formar 4 moléculas de ATP para cada molécula de glicose. O ácido pirúvico entraria na mitocôndria para fornecer mais ATP (é o próximo sistema de energia), mas quando não há oxigênio suficiente para a realização desse modo, o ácido pirúvico é convertido em ácido lático, que é difundido para fora da célula. O ácido lático causa aquele desconforto que sentimos quando realizamos as atividades em que usamos relativa potência muscular por períodos consideráveis, por exemplo, arrancadas, natação de 200m, a própria musculação em exercícios com altas repetições. O sistema glicogênio-ácido lático pode ser usado para reconstituir fosfocreatina e ATP. A reconstituição desse sistema significa principalmente a remoção do excesso de ácido lático dos líquidos corporais, o que é importante porque o seu acúmulo causa fadiga extrema. Taxa máxima de produção: 2,5 moles de ATP/min (taxa máxima de geração de potência) Tempo de resistência: 1,3 a 1,6 minuto 3 - SISTEMA AERÓBICO No sistema aeróbico, acontece a oxidação dos alimentos na mitocôndria para fornecer energia. em termos gerais: a glicose, ácidos graxos e aminoácidos (após alguns processos intermediários, que podem ser explanados em outro tópico tranquilamente) combinam-se com o oxigênio para liberar quantidades enormes de energia. Esse sistema é requisitado para atividades atléticas prolongadas e necessita de disponibilidade de oxigênio. O sistema aeróbico é utilizado o tempo todo para reconstituir os outros dois sistemas. Taxa máxima de produção: 1 mol de ATP/min (taxa máxima de geração de potência) Tempo de resistência: indeterminado (enquanto houver nutrientes e oxigênio) - Pronto, é um início.
  18. Bom dia ! No começo de minha dieta e treinamento persisti por muitos meses e mais meses em uma dieta hipocalórica aliado a intenso exercícios físicos (resistência + aeróbico) com a idéia de que quanto mais me exercitasse e menos ingerisse alimentos mais eu conseguiria emagrecer. Nas primeiras semanas e meses consegui resultados , porém com o tempo os resultados foram estagnando e a perda de peso parou de acontecer, e pelo contrário do que eu esperava quanto menos eu comia mais eu engordava. Agora que já possuo um conhecimento melhor sobre treinamento e dieta, principalmente sobre metabolismo consigo entender o quanto eu estava estressando meu corpo e colocando-o em modo de "sobrevivência" , poupando toda energia que entrasse em meu corpo por meio de reservas de gordura. Enfim, depois de muito tempo persistindo no erro consigo entender que este não é o método para perda de gordura sustentável e permanente. Agora estou tentando fazer com que meu metabolismo volte a ser o que era, estou me alimentando melhor e me exercitando menos. A questão é: Em quanto tempo eu consigo fazer com que volte ao normal meu metabolismo ? Eu sei que é difícil dar um número exato , mas é algo demorado ou nem tanto ? E se alguém puder dar dicas para mim sobre como não entrar neste efeito sanfona de novo , estou totalmente aberto a opiniões. Minha TMB: 2.568 Kcal Teve época que eu ingeria no máximo 1.400 Agradeço qualquer ajuda !!!
  19. escrito pelo Dr. Jade Teta. Traduzido por mim a partir do artigo do T-Nation Aqui está o que você precisa saber ... Lutando cotra a falta de motivação, baixa libido ou apenas sentindo que você fez todas as coisas certas, mas já não consegue responder à dieta e ao treino? Pode ser uma disfunção metabólica. Você pode sentir-se mal e ter disfunção metabólica sem estar em um estado que a doença se manifesta. "Comer menos e fazer mais exercício" pode facilmente levar um levantador avançado a um estado de disfunção metabólica. Seu metabolismo não funciona como uma calculadora. Ele funciona como um termostato. Há três maneiras de reparar o seu metabolismo, dependendo em qual estágio do "estado de fome" que você está. Estado de fome, disfunção metabólica, resistência à perda de peso, fadiga adrenal ... Por alguma razão, estes termos ficam sob a pele das pessoas. Você ouve constantemente sobre esse e aquele mito e sobre como todas essas coisas são falsas. Isso de lembra de um provérbio de Osho, meu filósofo favorito: "Quanto menos uma pessoa sabe o mais obstinadamente ele sabe disso." Esses não são mitos e há uma abundância de pessoas que lidam com estas questões. Se você é uma daquelas pessoas de vinte e poucos anos com grande energia, um corpo perfeito e pouca experiência de vida, então provavelmente você está pronto para descartar este artigo logo de cara. Mas só me faça um favor: guarde-o. Você pode precisar dele mais tarde. Por outro lado, se você é alguém que tem lutado com a falta de motivação, baixa libido, overtraining, doença ou sente que você fez todas as coisas certas, mas já não consegue responder à dieta e ao treino da mesma forma, então essas informações são para você. Compreendendo a terminologia Honestamente, eu não sei de onde esses termos vieram. Como muitas coisas na saúde e no fitness, há frases que são utilizados em algum lugar e, em seguida, tornam-se parte do vocabulário. Eu sou um médico integrativo. Eu, e muitos médicos como eu, têm lidado com problemas de danos metabólicos durante anos. Só que nunca os chamamos de "danos metabólicos" ou "estado de fome." Nós os chamamos de disfunção neuro-endócrino-imune. Ou nós os chamamos por algumas de suas manifestações, como "fadiga adrenal." Às vezes, quando um diagnóstico real pôde ser feito, nós os chamamos de "hipotireoidismo" ou "tireoidite de Hashimoto" ou "insuficiência adrenal." Desde então adotei o termo "dano metabólico" porque é mais descritivo e mais fácil de compreender em comparação com "disfunção neuro-endócrino-imune." Disfunção versus Doença Aqui está uma visão sobre medicina e saúde que é importante entender. Uma pessoa pode sentir-se mal e ter disfunção metabólica sem estar em um estado de doença. Deve fazer sentido para a maioria das pessoas que você pode ter disfunção metabólica muito antes de você ter a doença metabólica. E a medicina tradicional não tem muito a oferecer a menos que haja um diagnóstico. É por isso que o campo da medicina funcional emergiu. Medicina funcional é uma especialidade médica que lida com a área cinza da disfunção entre a saúde e a doença. Este é o tipo de medicina que pratico. E é aí que termos não-diagnósticos como "fadiga adrenal" vem. Deixe-me dar um exemplo concreto deste problema. Diga que você não está se sentindo tão bem, você está com fome o tempo todo, urinando mais do que o normal e ganhando peso. Quando você vai ver o seu médico tradicional, ele testa o seu açúcar no sangue para descartar diabetes. Se os seus níveis de açúcar no sangue em jejum são 119, você não tem diabetes, mas se bater 120 você tem. Você vê como absolutamente ridículo isso é? Muito antes de você chegar à marca de 120, você tinha alguma disfunção grave acontecendo. Mas ninguém sabe ao certo como chamá-la. Assim, a medicina chama de um monte de coisas diferentes, como a desregulação de açúcar no sangue, diminuição da glicemia, pré-diabetes, etc. Mas nenhum desses termos são aceitos como diagnóstico. Eles são simplesmente termos descritivos que descrevem uma perturbação mensurável que ainda não se tornou uma doença. Os termos de danos metabólicos, estado de fome e outros sofrem um problema similar. Eles descrevem um distúrbio funcional que pode ou não estar associada a uma doença particular. Muito antes de transtorno de déficit de atenção, síndrome do ovário policístico, fibromialgia, autismo e síndrome de fadiga crônica tornarem-se diagnósticos válidos, eles foram chamados de mitos e suas existências foram negadas. Enquanto isso, doutores com visão de futuro foram logo tratá-los e definir as suas características. Assim, dizer que estado de fome ou danos metabólicos "são mitos" é muito parecido com dizer que pré-diabetes é um mito. Dizer que "fadiga adrenal não existe" é como dizer que "o overtraining não existe." Estes são distúrbios funcionais que têm sinais e sintomas que podem ser detectados em exames físicos e exames de sangue. Esses distúrbios podem ou não ter um diagnóstico correspondente, mas isso não significa que eles não existem. Esta é a área cinzenta entre a saúde e doença, a área onde as funções começam a ficar comprometidas. Então o que é "estado de fome" exatamente? Estado de fome e danos metabólicos são reais. Para facilitar o entendimento, eu só vou me referir a este como estado de fome daqui em diante. (Você verá logo aonde "danos metabólicos" se encaixa) O engraçado é que quando você consegue enxergar o que realmente é estado de fome, você provavelmente vai entender o que estamos falando rapidamente. Descobri que a confusão sobre estes temas geralmente vem da falta de uma estrutura organizacional para entender as coisas. Na realidade, estado de fome é sem dúvida a ocorrência mais aceita em todas as pesquisas sobre dietas. Mas os pesquisadores não o chamam de "estado de fome", o chamam de termogênese adaptativa. Eu o chamo de Lei da Compensação metabólica. Refiro-me a ele como uma lei, porque é um fenômeno confiável e previsível que ocorre em qualquer cenário de dieta. É o grau de ocorrência que varia. Você pode pensar nisso como um mecanismo natural de proteção desenvolvido pelo metabolismo ao longo de milhões de anos. É o que impediu o seu antepassado de morrer de fome quando a sua próxima refeição nunca foi uma garantia. Se você é um fisiculturista magro, um atleta de elite ou uma pessoa comum tentando perder algum peso, você vai sofrer pela compensação metabólica do corpo. Dano metabólico: um exemplo Vamos examinar um exemplo. As coisas começam com uma dieta. Pela dieta eu quero dizer que você faça alguma combinação de comer menos e fazer mais exercício. No começo você parece estar indo muito bem. Você perde alguns quilos logo de cara. Por enquanto, tudo bem. Agora você está há uma semana assim e começa a sentir fome, sua energia cai e você se encontrar com desejo por alimentos salgados, alimentos gordurosos e doces. Este é um sinal de que o corpo está começando a se mover para uma compensação metabólica. Pense nisso como Nível 1 do estado de fome. Devido a esta compensação, você nota que sua perda de gordura diminui. Talvez ela pare de uma vez. E se você é uma daquelas pessoas que tem uma queda metabólica muito brusca, pode até perceber um certo ganho de peso. E a fome, energia e desejo por alimentos lixo está ficando cada vez pior. Mas você não está brincando. Você se orgulha da sua vontade de ferro e ética de trabalho sólida. Você dobra os seus esforços e aumenta o corte de calorias e também o tempo de treino. Muito bem. Agora seu corpo está mudando novamente. Outro quilo, talvez dois, perdidos. Mas isso não dura. Algumas semanas mais tarde e você está preso novamente. Desta vez, a fome e os desejos são piores e sua energia está no vaso. Seu metabolismo não está exatamente cantarolando. Sua taxa metabólica diminui ainda mais. Talvez se esforça ainda mais, mas agora seu corpo apenas não vai ceder. Você parece estar fazendo tudo "certo", mas o metabolismo ignora seus saltos. Você acabou de entrar em resistência metabólica. Este é estado de fome Nível 2. Você não sabe o que diabos está acontecendo e não sabe como lidar com isso. Tudo que você precisa fazer é se esforçar mais. Você vai assistir Conan o Bárbaro e ouvir a música tema de Rocky Balboa. Você quadruplica o seu esforço! Você vê muito pouco resultado para seus esforços neste momento. Semanas se passaram e você está se sentindo acabado. E agora você tem outras queixas. Você começa a se sentir com gases e inchado. Os shakes de proteína que você usou para tolerar esse estado estão perturbando seu estômago. Você está recebendo azia também. Se você é uma mulher, sua menstruação se torna irregular ou desaparece. Se você é um homem, sua libido vai pro saco. O sono é fragmentado e imprevisível. Você tem essa sensação estranha de estar ligado internamente, mas cansado externamente. Você está começando a se sentir doente e com mal-estar. Você pode estar ansioso, deprimido ou ambos. E agora você parece retido, apesar de uma dieta baixa em carboidratos e apenas não consegue treinar do mesmo jeito. Você ainda pode estar ganhando peso! Este é o dano metabólico, Fase 3, e a fase final do estado de fome. O que não fazer Então agora você corre atrás de alguma ajuda. Todo esse material sobre "danos metabólicos" sendo um mito está voltando para assombrá-lo. Então você vai para um treinador físico. Descreve a ele o que está acontecendo e ele diz: "Você está em estado de fome. Você precisa comer mais e aliviar os exercícios." Dizem-lhe para dobrar sua ingestão de calorias e ter calma no seu treino louco. Adivinha o que acontece? Você explode como um balão de hélio. Com o seu metabolismo se movendo no ritmo de um caracol, porque você fez exatamente a coisa errada. Não é uma jogada inteligente. Você ganha cerca de 7 quilos em 6 dias (Eu tive vários pacientes com este tipo de colateral)! É claro que é fisiologicamente impossível para ganhar essa quantidade de gordura em um curto espaço de tempo; é quase tudo água, mas é um sinal de seu metabolismo não está tão rápido. Você quer respostas então vai um médico. Talvez te diagnostiquem com problema de hipotireoidismo ou algum outro, ou talvez eles dizem que você é normal e nada está errado. Obviamente, eles não têm respostas. Se você for realmente azarado, eles dizem para você voltar ao comer menos e exercitar mais. Mas ainda não vai funcionar e isso só vai perpetuar o ciclo negativo e trazer mais danos à sua fisiologia e ao seu psicológico. Consertando o dano metabólico Aqui está o que você precisa saber sobre o seu metabolismo. Ele não funciona como uma calculadora; ele funciona como um termostato. E seu termostato agora está "quebrado". Quando a abordagem "comer menos, exercitar mais" é levada ao extremo, é como um jogo de cabo-de-guerra que você nunca pode ganhar. Você puxa e puxa para trás o metabolismo mas é difícil. Você se esforça mais e o metabolismo ri e quase arranca você para fora de seus pés. Qual é a única maneira de vencer cabo-o-guerra contra uma equipe mais forte do que você? Quando eles puxam, você deixa ir e eles impotentemente caem no chão. Esse é o caminho para fora do estado de fome metabólico. Consertando o estado de fome Não importa em que fase você está, o primeiro passo é parar com a abordagem de comer menos e fazer mais exercícios. Este é o equivalente a soltar a corda. Neste ponto, você tem duas escolhas. Você pode comer menos e se exercitar menos ou comer mais e exercitar mais. Esta é a única maneira de reduzir o estresse do seu metabolismo e não ganhar peso no processo. Se você chegou até a fase 3 no entanto, sua única opção é a comer menos e exercitar menos. Recuperando seu metabolismo Fase 1: Compensação Metabólica: Esta fase é fácil de lidar. Mova-se para uma abordagem "comer menos, exercitar menos" ou "comer mais, exercitar mais". Ambos irão funcionar. Contanto que você saia do "comer menos, exercitar mais", normalmente você vai estar de volta na pista dentro de uma semana. Fase 2: resistência metabólica: Isso também não é tão difícil de lidar. Apenas cicle a sua dieta. Gaste 2-3 semanas em uma fase "comer menos, exercitar menos", em seguida mude de direção para uma abordagem de "comer mais, exercitar mais". Você pode precisar passar por algumas outras etapas também. Isso pode envolver priorizar o descanso e a recuperação. Andar a pé, massagem, sauna terapêutica, sestas, sexo / afeto físico, rir, passar um tempo com animais de estimação, etc. Basicamente, qualquer coisa que reduza os hormônios do estresse e restaure o equilíbrio do sistema neuroendócrino. Programe-se para estar de volta ao caminho certo dentro de 1-3 meses. Fase 3: Danos Metabólicos: Uma vez que você está aqui, você tem pouca escolha. "Comer menos, exercitar menos" é a única opção. Você precisa concentrar todo o seu tempo em repouso e recuperação. Andar a pé e alguns tradicionais exercícios de peso é provavelmente tudo que você vai ser capaz de fazer. Consultar com um médico de medicina funcional seria inteligente. Eles serão capazes de avaliar tireóide, supra-renal e função gonadal. Isso está além do escopo de um treinador físico. Suplementos e hormônios podem ser necessários. Com a ajuda certa, você pode estar de volta no caminho certo dentro de 3 a 15 meses. O cenário ideal? Não se meta nessa situação, para começar. Referências Major, et. al.Clinical significance of adaptive thermogenesis. International Journal of Obesity. 2007 Feb;31(2):204-12. PUBMED Jason, et al. Chronic fatigue syndrome versus neuroendocrineimmune dysfunction syndrome:differential attributions. Journal of Health & Social Policy 2003;18(1):43-55. PUBMED Muller, et. al. Adaptive thermogenesis with weight loss in humans. Obesity. Feb;21(2):218-228. PUBMED Rosenbaum, et. al. Long-term persistence of adaptive thermogenesis in subjects who have maintained a reduced body weight. American Journal of Clinical Nutrition. 2008;88(4): 906-912. nutrition.org Camps, et. al. Weight loss, weight maintenance, and adaptive thermogenesis. American Journal of Clinical Nutrition. 2013;97(5):990-994. PUBMED Tremblay, et. al Adaptive reduction in thermogenesis and resistance to lose fat in obese men. British Journal of Nutrition. 2009;102(4):488-492. PUBMED Labayen, et. al. Role of baseline leptin and ghrelin levels on body weight and fat mass changes after an energy-restricted diet intervention in obese women: effects on energy metabolism. The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism. 2011;96(6):E996-1000. PUBMED Miller, et. al. Resistance to slimming: adaptation or illusion? Lancet. 1975;1(7910):773-775. PUBMED Winsier, et. al. Do adaptive changes in metabolic rate favor weight regain in weight-reduced individuals? An examination of the set-point theory. American Journal of Clinical Nutrition. 2000;72(5):1088-94. PUBMED
  20. Ontem ouvi na academia que depois que se faz o 1º Ciclo, o metabolismo muda para o resto da vida. Achei uma grande mentira, mas qual a opinião de vocês? Alguém já sofreu com isso?
  21. Desde meus 14 anos tenho um metabolismo doido, ate os 14 anos eu era magrelo, aparecia todas costelas, e então no mesmo ano de uma hora para outra fiquei GORDO fui de 60 a 88 kg em 3 meses, ai dos 14 aos 17 emagreci para 77 kg e então agora tenho 19 e comecei a ter umas variações ( obs: mesmo treinando e fazendo dieta) engordo e emagreço 2 kg variando quase que de uma semana pra outra o tempo todo.
  22. yFuturoMaromba

    Gengibre

    O que vocês acham de tomar 2 copos de chá de gengibre no dia para, dar uma acelerada no metabolismo e quem sabe da uma aumentada nos resultados da academia?
  23. Atenção, leia tudo antes de criar um post criticando! Já sei que tem muita informação a respeito no site, mas venho compartilhar minha opinião com a galera que ta começando. Se não estiver na área correta, peço que mudem. Metabolismo Acelerado - Ganhar Massa Temos um grande problema com a obesidade, mas ainda há aqueles entre nós que fariam qualquer coisa para ganhar peso. Se você for como eu, você pode comer de tudo por fora da dieta e não ganhar uma misero kg. Eu sou um grande exemplo como podem ver quando comecei: Há uma tal avalanche de informações enganosas na mídia, hoje, ao em vez discernir as informações corretas. Então, vamos passar por cima de alguns dos aspectos-chave que você deve seguir para ganhar peso quando você tem um metabolismo rápido. Armadilhas propagadas pela mídia - Spoiler Rápido. De um modo geral, dietas da moda prometem emagrecimento rápido e sem muito esforço. São dietas que ajudam a vender revistas, mas que não recebem apoio dos nutricionistas e médicos. Elas podem ser perigosas, uma vez que a maioria não é balanceada e pode causar deficiência de certos nutrientes. Além disso, emagrecer muito rapidamente, a menos que seja sob orientação médica e nutricional muito específica, não é saudável. Outro problema com as chamadas “dietas da moda” é que, apesar de prometerem emagrecimento em curto prazo, ao restringir radicalmente a ingestão de calorias, elas dificilmente podem ser mantidas por um longo período de tempo. Desta forma, na maioria das vezes, a pessoa recupera o que emagreceu e chega até a engordar mais do que antes, sofrendo o famoso “efeito sanfona”. Em vez de embarcar nessas promessas muitas vezes bizarras de emagrecimento rápido, consulte um nutricionista e veja o que realmente pode funcionar – e ser saudável – para o seu organismo. Muito melhor do que tratar o emagrecimento como “dieta”, com começo, meio e fim, é tratá-lo como uma mudança duradoura na relação com os alimentos – ou seja, a “velha” e boa e saudável reeducação alimentar. A cada dia que passa, eu procuro informar as pessoas ao meu redor, tentativa essa, que geralmente vem a ser falha, pois a alienação causada pela mídia, é tamanha, que pessoas não conseguem enxergar o básico. Buscam sempre o mais fácil, o mais rápido, aquele caminho que te trará o vulgo resultado esperado em uma ou duas semanas, até que chegue o carnaval, sabe as vezes isso cansa. A primeira chave é o treinamento com peso, e antes de eu ir mais longe, eu quero que você esqueça tudo o que você já leu sobre o tema da formação de peso, musculação, e qualquer outra coisa do tipo. As chances são muitas de que você tenha sido alimentado com mais informações equivocadas então isso não é nada bom, vamos começar do zero. A maioria dos "grandes", já começou seu treinamento errado no principio, treinamento errado esse, fruto de informações talvez passadas por pseudo profissionais alienados, que passam técnicas de treinamento equivocadas a principiantes, na grande maioria das vezes. Com isso acabamos desperdiçando um grande e precioso período, onde poderíamos estar aproveitado e retirando o máximo dos nossos corpos. OK, há apenas alguns exercícios-chave que você precisa fazer, não mais que dois ou três dias por semana. Quanto mais melhor, em inúmeras coisas na vida, mas não na musculação para ganhar peso, é completamente o oposto. Se você gastar muito tempo na academia em muitos exercícios tudo o que você vai fazer é o excesso de treino e você pode até mesmo perder peso, especialmente se você tem um metabolismo rápido. Você está afetando seus ganhos por treinar em excesso ? As Categorias de Treinamento com Pesos – Parte 1 Categorias de Treinamento com Pesos – Parte 2 A chave é realmente treinar duro em apenas alguns exercícios principais, e realmente concentrar em ficar mais forte a cada semana, mesmo que seja apenas com um par de kilos. Aqui está um exemplo de alguns exercícios que você deve fazer, dois ou três dias por semana. 1) Agachamento 2) Supino 3) Bent-Over Barbell 4) Desenvolvimento Militar 5) Levantamento Terra Tudo sobre agachamento Levantamento Terra, técnica adequada Estes são os pais de todos os exercícios de peso. Não pense que o agachamento e levantamento terra só vai fazer ganhar pernas grande. Na verdade, se você fazê-las da maneira correta, eles serão responsáveis por 80% do peso que você vai ganhar em seu corpo inteiro. Agora, aqui é um ponto chave que você não pode esquecer: não cometa o erro de acreditar que porque as repetições são relativamente elevadas, significa que você está indo só para estar usando pesos leves. Pense exatamente o contrário, você vai estar treinando com pesos pesados (em relação a seus pontos fortes ou fracos) em alta reps. Soa como um paradoxo eu sei, mas o peso pesado para altas repetições irá trabalhar para estes exercícios, e mais importante, eles vão fazer maravilhas para o seu ganho de peso. Um aspecto de extrema importância, que geralmente é deixado de lado, talvez influenciado pelos "improfissionais" do mercado atual, é o treinamento dos membros inferiores. Treinar os membros inferiores será de extrema importância para o desenvolvimento muscular do corpo todo. O segundo aspecto é a sua dieta. A regra número um para o ganho de peso é a seguinte: você só vai ganhar peso quando você tem consumido mais calorias, que você queimou. Então aqui está o que você deve fazer a seguir: a partir de amanhã, comer o que você come normalmente todos os dias, mas contar quantas calorias você está comendo. Seja qual for o seu número, o seu objetivo é comer em torno de 500 a 1.000 calorias a mais, que a cada dia. Aqui está um pequeno truque para ajudá-lo a fazer isso: todas as manhãs, faça um enorme shake de proteína, o suficiente para caber em um recipiente de galão, e vá consumindo-o ao longo do dia, com ou sem as suas refeições. Va jogando alimentos saudáveis, calorias e proteína, alimentos embalados, até atingir os 500 a 1.000 calorias extras que você precisa. Geralmente procuro fazer minha dieta usando cerca de 70% de alimentos regrados, saudáveis, e os restantes 30% costumo comer por fora, mas sempre mantendo tudo dentro dos meus macros nutrientes necessários diariamente. Aprenda a calcular seus macros: Cálculos de macros Lean Gains [passo-a-passo] O que comer no seu pós Treino: O que comer no pós Tabela de alimentos para montar sua dieta Tabela de Alimentos Tabela do excel para auxiliar a montar dieta Tabela Excel para Dietas Como montar sua dieta Passo a passo: montando sua dieta Importância de se alimentar de 3 em 3 horas Alimentar-se de três em três horas Base da minha dieta Iifym - Se Encaixa Nos Seus Macronutrientes [Com Vídeo Ex... Artigo do Blog para Magrelos (no caso EU) Ganhando massa muscular: guia para magrelos inveterados O último aspecto que você não pode esquecer, se você quiser aprender a ganhar peso quando você tem um metabolismo rápido é limitar suas outras atividades e descansar o máximo possível. Toda vez que você está se movendo você está queimando calorias extras, e você vai querer queimar tão pouco quanto possível fora de seu treinamento de peso. Isso significa que não há exercícios cardiovasculares ou qualquer esporte tão seguidamente. Lembre-se, você está tentando aprender a ganhar peso quando você tem um metabolismo rápido e qualquer atividade fora do seu treinamento com pesos é contra produtivo. Corpo humano é uma incrível máquina biológica, que é submetido a muito stress diariamente. Isso é o que acontece quando treinamos, colocamos nosso corpo e mente cada vez em níveis mais altos de estresse. Portanto, para obter o máximo benefício durante e após os treinos, você precisa obter horas suficientes de sono. Sabemos que geralmente a maioria das pessoas precisa de cerca de 8 horas de sono por dia, mas também sabemos que existe diferenças entre cada organismo. No meu caso, encontrei o seguinte parâmetro, se durmo menos de 5 horas, não me sinto bem e acabo ficando exausto, e o oposto ocorre quando durmo mais de 7 horas. Então sei que devo sempre ficar entre 6 e 7 horas de sono, e essas são suficientes para mim, acho isso importante para todos. O Grande Papel Do Sono Tópicos Importantes para quem busca ganho de Massa: Off Season: Construindo uma fortaleza Artigo Criado por Maurício Costa.
  24. Termogênicos, um dos suplementos alimentares que hoje sem dúvidas é um dos mais utilizados por praticantes de atividades físicas e por não praticantes, indivíduos que fazem seu uso visando um emagrecimento rápido e que quase sempre não é alcançado, não por falta de eficácia do produto, mas sim por seu mau uso. Na maioria das situações se faz uso deste tipo de produto de forma errônea, colocando-o como um suplemento “milagroso”. É notável a quantidade de pessoas que vão em busca desse tipo de produto achando que o senhor da lojinha de suplemento vai falar para ela “Você vai emagrecer em uma semana” e o pior, realmente falam, porém, isso nunca vai acontecer, pelo menos não da forma que vocês acham. Em sua grande maioria, esses produtos são constituídos com a mesma base, são substâncias extraídas de plantas como a cafeína, guaraná, theobroma de cacau, capsaicina que é uma substancia presente na pimenta, as catequinas do chá verde e outras substâncias lipolíticas. O Processo que ocorre é chamado termogênese, que por sua vez é um processo regulado pelo sistema nervoso e quando ocorrem interferências positivas ajudam no controle do processo de emagrecimento, esses tipos de substancias contidas no produto entra em ação no sistema nervoso, mais especificamente o sistema nervoso central, como também diretamente tem ação no músculo, esse potencial de ação faz com que ocorra uma potencialização da capacidade de contração e concentração do indivíduo. Esse tipo de produto também tem a capacidade de acelerar o metabolismo, fazendo com que ocorra um aumento do gasto energético, facilitação da mobilização de gorduras, fazendo com que o organismo use-a como fonte de energia, o que iria gerar um emagrecimento. Mas veja bem, até aqui não vi mal algum em usar esse produto… E é justamente aqui que mora o perigo, como já dito, o uso destes produtos é de forma continua e descontrolada, e essa forma de uso pode e vai gerar uma serie de reações danosas a saúde do indivíduo, como dor de cabeça, insônia, tonturas e etc. “Aah, mas isso é besteira, eu aguento, sou vida loca.” Outro processo que ocorre é a liberação da Adrenalina (Hormônio e neurotransmissor que tem efeito sobre o Sistema Nervoso Simpático) e quando ocorre à liberação dessa adrenalina por algum estimulo, ela vai desencadear o aumento dos batimentos cardíacos, que é resultado de um grande volume de sangue e de um bombeamento mais rápido, porém, o problema realmente vai agravar ainda mais se a pessoa em questão tiver alguma artéria entupida (Individuo com sobrepeso são mais propícios a ter) porque com a artéria obstruída o sangue não vai conseguir circular da forma que ele deve circular, causando a morte das células por falta de oxigênio, ou seja, infarto. Vejamos, existe uma leve diferença a ser colocado em ponto aqui, primeiro, se você já tem predisposição a algum tipo de doença cardíaca, ou até mesmo sensibilidade a alguns dos componentes, tudo isso vai influenciar no nível de atividade dessas substâncias no seu corpo. Entende agora o porquê que você ouve tanto falar em “tomei termogênico e senti meu coração saltar pela boca”? Um outro efeito tão conhecido e tão certo como o sol é o famoso efeito reboot, esse, faz com que seu corpo responda de forma contrária a estimulo gerado antes, ou seja, você perde, você ganha depois, porque? Por quê seu metabolismo quis assim, você estimula ele a trabalhar em determinada “voltagem” por uso de alguma substância, depois você cessa, o que você acha que vai acontecer? Diminuição da taxa metabólica e favorecimento a síntese de gordura. Abraços.
  25. "@moderação: Se possível deixar alguns dias aqui até mover para seção correta." Estou certo de que ninguém, incluindo o profissional da área médica, entende os problemas da tireoide de forma ampla. E o problema das pessoas nos Estados Unidos com a tireoide é enorme. Meu amigo e professor, Dr. Harry Eidenier, Jr. me disse anos atrás que mais de mil funções do corpo são atribuídos à tireoide, o que provavelmente é uma estimativa baixa por sua própria admissão. Somos inundados com a palavra "metabolismo", mas ironicamente, a maioria das pessoas não tem ideia do que isso significa. É apenas uma palavra para eles para justificar tudo que estamos discutindo sobre exercícios, perda de peso, ganhos de massa muscular etc. Apenas uma das dificuldades da caminhada pela vida está constantemente a tentar separar as mentiras das verdades. A tireoide trabalha em um "loop" endócrino que inclui a hipófise, hipotálamo e glândulas supra-renais. Este é o seu metabolismo. Alguns dos caras inteligentes da área médica alguma vez já lhe disse isso? Claro que não. Deixe-me explicar o que acontece quando você é mais jovem. Vou relatar um exemplo sobre minha ex companheira. Do Anabolismo para o Catabolismo Tivemos confrontos sobre seus hábitos alimentares e consequentemente, nós terminamos por causa deles. Sua ideia de uma ceia sempre foram 6 nugets e uma pepsi. Ela era uma senhora muito bonita, mas ela estava começando a ganhar peso. Ela não conseguia entender por que e sempre falava que quando tinha 15 anos ela poderia comer qualquer coisa que queria. Gostaria de lembrar que ela não tem mais 15 anos e sim 34 anos. Expliquei-lhe que a partir do momento que você nasce, com o tempo (passando da faixa etária dos 28 a 30 anos) você sai do estado analógico para o estado catabólico. É por isso que quando você é jovem, você pode abusar nutricionalmente e fisicamente isso não faz qualquer diferença. Seus níveis hormonais são os mais elevados, os níveis de ácido clorídrico são os mais elevados, e cada função do corpo está em perfeitas condições de absorção. Mas quando você chegar a esse número mágico de 28 a 30 anos, você chegou a um "limite". Depois que você entrar no estado catabólico, você pode mudar drasticamente em um ano se não cuidar de si mesmo. Mesmo quando você é mais jovem, o pouco exercício que se faz ou a pouca alimentação adequada que você segue, já irão estimular a sua tireoide e as glândulas endócrinas, mas depois que você entrar no estado catabólico as reações já não são mais as mesmas. Infelizmente, a maioria das pessoas acham que já é demasiadamente tarde para começar. Vince Gironda costumava dizer repetidas vezes que a ignorância sobre a nutrição no esporte do bodybuilding é monumental. Mitos do exercício Eu estava escrevendo um artigo no outono passado chamado verdades e mitos do exercício. Eu tinha uma mulher chamada Linda no meu escritório há alguns meses que ganharam peso durante um período de dois a três anos. Em uma tentativa de perder esse peso que acumulou nestes anos ela começou ir ao ginásio (academia) todas as noites, corria, fazia flexões, treinava exaustivamente todos os dias, mas ainda assim não estava perdendo peso. Eu disse a ela que o exercício não reduz a gordura supérflua. Ela me olhou espantada, porque todos os comerciais na televisão, e rádio e em todos os anúncios de revistas nos dizem que só conseguimos perder peso com exercícios. Eu disse a ela que isto é um mito. Reo Blair e Vince Gironda diziam que poderia fazer qualquer um perder peso com o programa de alimentação adequado. Eu disse a Linda que eu ia provar a ela que o exercício não reduz a gordura supérflua. Vamos dizer que você foi para a cama hoje à noite e você fez muitos exercícios. Na manhã seguinte, quando seu estômago está doendo, o que realmente está sofrendo, o músculo ou a gordura? Ela por um instante pensou e respondeu: "o músculo". Eu disse a ela que é isso que acontece. Você não pode "jogar a gordura corporal para fora" e que a queima de calorias é um mito, apenas uma invenção da teoria ultrapassada de alguém primitivo. Vince disse-nos que "definição" é o resultado da dieta e da tireoide, ponto final. Lembre-se toda aquela propaganda rende milhões de dólares, então por que matar a galinha dos ovos de ouro? Ganhar e perder gordura supérflua é um processo metabólico química interna constituída pela ação da hipófise, hipotálamo, as supras-renais, e o aquecimento do corpo, a tireoide. Se você comer pequenas refeições e eliminar os carboidratos simples, você vai perder a gordura corporal. É por isso que o exercício por si só não fez "nada" por Linda e é por isso que quando eu tinha a Power House Gym centenas de pessoas diriam que eles não estavam perdendo peso, apesar do fato de que estavam se exercitando. A tireoide Uma vez que eu corrigi a tireoide de Linda, o peso de repente começou a cair. Se a sua tireoide está funcionando mal, sua vida será uma bagunça. Eu posso atestar isso, porque eu tenho problemas de tireoide luto por anos, e não foi um médico que me curou, foi por causa da minha boa alimentação que hoje eu tenho uma tireoide bastante saudável, não perfeita, mas razoavelmente saudável. Se você prestar bastante atenção, Vince Gironda sempre discutiu sobre a tireoide em seus ensinamentos. A maioria das pessoas não compreendiam até então, e hoje a grande maioria ainda não compreende. Só os inteligentes fazem isto. Sintomas de uma tireoide deficiente: - Libido diminuído (homens e mulheres) - Má qualidade do cabelo ou perda de cabelo - Sempre cansado, mesmo depois de dormir muitas horas - Ganho de peso e perda de peso - Edificação da gordura corporal - Problemas mentais - Fraqueza e esgotamento - Confusão - Falta de concentração - Poucas evacuações - Mãos e pés frios - Baixa temperatura corporal - Pele seca entre outros sintomas Testes médicos impróprios Muitos clientes vêm até mim com sintomas clássicos de uma tireoide escassa. Eu digo-lhes que sua tireoide não está funcionando como devia. Mas os clientes quase sempre me dizem que foram ao médico onde os mesmos disseram que suas tireoides estavam funcionando muito bem. Só para expressar novamente minha opinião muitos médicos ainda são muito ignorantes na profissão pois o que eles fazem é: pegam um exame de sangue e enviam-no ao laboratório. O técnico do laboratório testa os resultados e vê que a T3 e T4 estão circulando na corrente sanguínea Ele envia os resultados ao médico e o médico diz ao paciente que sua tireoide está bem. Errado. Certamente os hormônios T3 e T4 estão circulando na corrente sanguínea, mas deixe-me dizer o que acontece. Deficiências de iodo O seu médico não entende que há substâncias desagradáveis em nossa água, nosso alimento que são chamados de cloro, flúor e brometos. Os brometos estão em todas as farinhas brancas que são utilizados para bolinhos, tortas, donuts, bolos, macarrão, etc. Fabricantes de alimentos utilizavam iodo natural em diversos alimentos há mais de 20 anos, mas como o iodo é mais caro ele foi substituído pelo perigoso halogênio brometo na busca de um maior lucro. Uma das minhas professoras a Dr. Kurt Donsbach na Califórnia, disse-me há 25 anos que metade dos canceres, metade dos problemas de tireoide e metade dos problemas do coração são causados por nossa água poluída. O que seu médico não sabe é que estes halogênios movem-se em sua tireoide e "imitam" o iodo. Além de atacar sua tireoide os halogênios atacam seu coração e podem causar câncer. Quando os halogênios cloro, flúor, e brometo movem-se dentro de sua tireoide eles deslocam o iodo natural tornando sua tireoide insalubre. O seu médico, em seguida, coloca um hormônio sintético. Deixe-me dar um exemplo do que um sintético faz a sua tireoide Quando um cavalo de corrida está entrando na última curva e ele está empatada com outros três cavalos na reta final o jóquei chicoteia o cavalo. É exatamente o que os produtos sintéticos fazem, eles chicoteiam sua tireoide e fazem ela funcionar. Quanto mais você usa o sintético, mais você precisa e mais fraca fica sua tireoide, fazendo com que você precise cada vez mais, tornando-se um círculo vicioso. Requisitos para uma tireoide saudável No entanto, descobri que mesmo se você estiver utilizando um sintético, você ainda tem deficiência de iodo. O iodo é o número um em nutriente para sua tireoide Depois do iodo chega a vitamina E, proteínas, ácidos graxos essenciais e tirosina, não necessariamente nessa ordem. Estes têm um efeito direto sobre sua tireoide saudável. Prejudicamos nossa tireoide quando comemos farinha branca, arroz branco, açúcar branco e os óleos hidrogenados. Empresas farmacêuticas sabem que o que estou prestes a dizer é um fato, assim como Kevin Trudeau provou com seu livro, "Curas Naturais "Eles" não querem que você saiba sobre", eles intencionalmente tentam encobrir todas as curas naturais. Vamos olhar os homens e mulheres nos Estados Unidos e os homens e mulheres no Japão. No Japão, não há uma prevalência de problemas de tireoide, câncer de ovário, câncer de mama, mimosa ou cistos. Por quê? Porque o homem médio japonês e a mulher controlam seu iodo natural entre 13-14 miligramas por dia. Americanos se consomem fica em torno de 150 microgramas, que é praticamente nada. A questão está na sua dieta, pois os japoneses comem peixes e vegetação do mar e o seu solo não se esgota de minerais como o solo americano. Eu recomendo o sal do mar, porque tem muito dos minerais que estão faltando na dieta dos americanos. Empresas farmacêuticas e os médicos sabem disso, mas preferem encobrir. A única maneira que você pode conseguir o que você precisa para uma tireoide saudável é com um suplemento. A Pituitária Adjacente a sua tireoide na base do cérebro, é a hipófise que libera o hormônio natural HGH e ajuda na queima da gordura assim como na construção muscular. Depois de fazer a sua tireoide entrar no caminho a glândula pituitária também terá que entrar, pois fica sob estresse. É muito importante que estas três glândulas estejam bem nutridas com os nutrientes que eu mencionei anteriormente. O hipotálamo Você já conheceu alguém que é conhecido como "yo-yo", onde hora sobe de peso, hora desce peso. Então de repente por um dia alguma razão, o "yo-yo" para. Não importa o que faça, você não perde mais peso. Chega uma hora que o hipotálamo percebe que está sendo enganado então ele simplesmente diz: "olha, não sei o que você quer que eu faça então eu não vou fazer mais nada". Muitas vezes as pessoas se frustam e partem para uma cirurgia ou lipoaspiração e nunca lidam com o problema, eles apenas continuam a lidar com os sintomas. Isso é claro, é a pedra angular da profissão médica, nunca lida com a causa, apenas os sintomas, pois o tratamento dos sintomas é rentável. Por que se livrar da causa quando é uma fonte contínua de dinheiro para as empresas farmacêuticas e os médicos? Conclusão Quase todos os dias alguém me chama dizendo que agora percebe o quão brilhante Vince Gironda era e que ele verdadeiramente revolucionou a musculação tendo dito isto a 60 anos atrás. Como já disse um milhão de vezes, apenas cerca de 10% a 15% dos que buscam um físico melhor vão abraçar os métodos de Vince. Se você olhar atentamente verá que são pessoas que realmente ouvem, questionam tudo e têm um certo grau de inteligência e não uma mentalidade de um "Home Simpson". Autor: Ron Kosloff Fonte: www.bodybuilding.com
×
×
  • Criar Novo...