Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Clique aqui

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''insulina''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Hipertrofia
    • Venda de Suplementos
    • Nutrição e Suplementação
    • Treinamento
    • Esteróides Anabolizantes
    • Geral
    • Diário de Treino
    • Saúde e Qualidade de Vida
    • Academia em Casa
    • Área Feminina
    • Assuntos Acadêmicos
    • Entrevistas
  • Assuntos gerais
    • Off-Topic
    • Mixed Martial Arts
    • Fisiculturismo, Powerlifting e Outros
  • Fisiculturismo
  • Multimídia
    • Vídeos de Fisiculturismo e Strongman
    • Fotos Fisiculturismo
    • Fotos de Usuários
  • Fórum
    • Críticas, Sugestões e Suporte ao Fórum
    • Lixeira
  • Off-Topic

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Localização


Peso


Altura


Idade

Encontrado 59 registros

  1. Mais um mito indo pro cemitério. Esse então parece consagrado. Dieta com canela etc... Posso estar errado mas evidências científicas sugerem uso numa dieta e dizem que está "baseado em evidência científica". Como se isso fosse suficiente para provar que funciona. Esquecem de perguntar "Isso faz sentido mas foi testado? Se funciona, qual o benefício que posso esperar disso?" Para uma teoria funcionar, mesmo baseada em evidências ela precisa ter comprovação prática em seres humanos com controle rigoroso e verificar se os benefícios EXISTEM E SÃO SIGNIFICANTES. Então não adianta nada montar um protocolo e dieta inteligente baseado em evidências científicas se as mrsmas não comprovadas na prática com mensuração de benefícios. Pode parecer que funciona mas na verdade é mais placebo na dieta que algo que dá resultado significativo. Tem que pensar em deixar as coisas simples e não complicar sem mensuração de benefícios. Pensar que podemos perguntar "Isso faz sentido mas o foi feito um teste pra saber se funciona e se o ganho é significativo?" Dizer "na prática isso funciona" é afirmar um paradigma. Não é argumento, deixar de fazer uma coisa que se faz há décadas dá medo mesmo, tem que ter coragem e discernimento para abarcar a verdade relativa de ponta. Estudo de 22-fev-2019 aceito pela Sociedade Coreana de Endocrinologia com 40 referências bibliográficas. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6435844/ MITO: A RESISTÊNCIA À INSULINA CAUSA O GANHO DE PESO Qualquer medida de obesidade está positivamente associada à resistência à insulina, e o ganho de peso provavelmente aumenta a resistência à insulina. Um mito popular surgiu que defende a ideia de que a resistência à insulina aumenta o ganho de peso e / ou previne a perda de peso. Esta é a premissa para livros best-seller de perda de peso, como "O código da obesidade" por Fung [34]. Indivíduos resistentes à insulina compensam uma diminuição na ação da insulina com um aumento na concentração plasmática de insulina [35]. Como a insulina estimula a lipogênese [36], alguns afirmam que o estado hiperinsulinêmico - necessário para compensar a resistência à insulina - pode impedir a perda de peso. Zavaroni et al. [37], no entanto, refutaram essa hipótese e mostraram que o grau de resposta à insulina durante um teste oral de tolerância à glicose não prediz o ganho de peso ao longo de 14 anos de acompanhamento. Neste estudo, os adultos com uma média de idade basal de 40 anos foram estratificados em quartis com base na sua concentração de insulina de 2 horas após um desafio oral de 75 g de glicose. As concentrações de insulina variaram de 18 µIU / mL no quartil mais baixo a 106 µIU / mL no mais alto. Embora tenha havido uma diferença de quase seis vezes nas concentrações de insulina e, presumivelmente, na mesma faixa de resistência à insulina, o ganho de peso foi semelhante entre os quartis em 14 anos de acompanhamento. McLaughlin et al. [38] também mostraram que as diferenças na linha de base na resistência à insulina medida pelo teste de supressão de insulina não previam o grau de perda de peso em resposta a uma dieta hipocalórica. Em outro estudo, mulheres obesas (IMC 30 a 36 kg / m2) que foram caracterizadas como sensíveis à insulina ou resistentes à insulina com base no teste de supressão de insulina perderam o mesmo grau de peso em resposta a uma dieta hipocalórica e sibutramina medicação para perda que foi subsequentemente descontinuada) durante um período de 4 meses [39]. As mulheres resistentes à insulina perderam 8,6 kg e as mulheres sensíveis à insulina 7,9 kg. As mulheres resistentes à insulina também melhoraram significativamente seu grau de resistência à insulina em 34%, sugerindo que a IMGU pode ser modificada pela perda de peso. Recentemente, Gardner et al. [40] mostraram que indivíduos com sobrepeso / obesidade perderam a mesma quantidade de peso em dietas com baixo teor de gordura e baixo teor de carboidrato, independentemente de suas concentrações plasmáticas de insulina (medida em 30 minutos durante o teste oral de 75 g de tolerância à glicose). Quando os indivíduos foram estratificados por tercis das concentrações plasmáticas de insulina, o grau de perda de peso não variou entre os tercis, reforçando ainda mais a ideia de que o grau de hiperinsulinemia não altera a capacidade dos indivíduos de perder peso. Além disso, o tipo de dieta (baixo teor de gordura versus baixo teor de carboidrato) ou o genótipo da dieta (que sugeriu maior resposta a dietas com baixo teor de gordura ou baixo teor de carboidrato, ou nenhum) também não alteraram a capacidade dos indivíduos de perder peso. Em conclusão, os indivíduos com excesso de peso / obesos resistentes à insulina podem perder peso na mesma proporção que os indivíduos sensíveis à insulina.
  2. A gente ingere altas quantidades de carboidratos no Bulking, mas como evitar a resistência a insulina? Já ouvi falar do ciclo de carboidratos, só que tá difícil de adequar a minha rotina. Tem algum outro jeito?
  3. Boa noite pessoal, Vou direto pro assunto, sou um cara que tem pouca fome, especialmente de manhã... E ouvi falar numa dica do Renato Cariani que é comer alimentos em pequena quantidade que aumentam a insulina, que em consequência, irá dar fome! Porém não sei que alimentos causam o aumento da insulina.. Se vocês me falassem uns alimentos que ajudam no aumento da insulina agradecia, valeu :)
  4. Fala fellas ! Só pra trocar uma ideia... Amigo meu é diabético tipo 1, mas ele é um safado. Ganhou muito peso e muita mm de uns meses pra cá, num bulk de respeito mas com um detalhe: mandando quase 100ui de insulina/dia. E ele acha que é natural kk. Aí vim pedir a opinião de vocês, o que acham disso ? E eu acho que numa federação natural, por exemplo, ele não seria aceito. Ele mandava cerca de 700g de carbo / dia, e com a ajuda da insulina, na minha opinião, a mm foi construída sob um condição muito mais viável. Qualquer louco que mandasse lá suas 4.000 kcal dia, treinando 5x na semana, com 1,73 de altura, natural, eu acho que acabaria com muita gordura. Insulina é talvez o hormônio mais anabólico que existe e todos sabemos disso. Detalhe: os ganhos foram majoritariamente secos ! Kkkkk. Quase uns 10kg. E uns 5cm de braço kk Vlw !
  5. bombakill

    sulina + t4

    Galera tenho 24 anos e uma certa experiencia com esteródes, fiquei bom período em blast e cruise. Atualmente estou usando insulina regular Humolim R e T4, ficarei nesse processo por quatro semanas q é o tempo q se pode usar a insulina. Gostaria de saber quanto tempo tenho que esperar parar voltar a usar esses dois hormônios quando parar. e qual dosagem mázima de insulina posso usar, uso só apó o treino.
  6. após algumas leituras vi que a insulina ajuda no processo de crescimento dos musculos. então me ocorreram algumas dúvidas: - diabético tem mais dificuldade para crescer se depender da insulina? a dieta dele pos treino precisa ser muito bem pensada pois ele não vai dar conta do recado se comer o muito carboidrato? - tomar doses de insulina (se você for diabético) após o treino é bom?
  7. Olá pessoal, semana que vem quero começar uma dieta cutting e vendo como iria fazer me surgiu muitas dúvidas quanto mais eu pesquisava no forum, gostaria de saber se vcs podem ajudar. Pode ser meio extenso mas agradeceria muito uma ajuda. Eu já venho num bulking tem alguns meses e meu % de gordura chegou a 17 e agora eu queria dar uma secada. Eu ganhei 10 quilos e uns 4% de gordura desde que começei a academia tem 6 meses. Porém nos últimos tempos tenho ganhado muito mais gordura, foi nesse tempo em que relaxei mais e começei a comer alimentos com mais índice glicêmico ou mais densos, mas tudo dentro dos macros. Eu tenho dificuldade em comer, sempre fui muito magro, então esses alimentos ajudam muito. É aqueles bolos prontos, refrigerante, batata palha. Primeira dúvida é: agora mais pro final eu acabei com mais gordura por causa dos carbos simples que eu tava comendo? Ou é normal pois com o BF aumentando, mais díficil o ganho de massa, ou até pq já passei da fase dos ganhos mais fáceis?? O surplus não tava tão alto assim, eu fui ajustando de acordo com o tempo, estava ganhando 200g a meio kg por semana. Agora no cutting, eu deveria cortar esses alimentos? Ou combinar eles com algo pra baixar o IG? Mesmo em manutenção ou déficit baixo, tenho dificuldade em comer apenas limpo. Se eu ainda utilizar esses alimentos, vou estar dificultando a perda de gordura mesmo em déficit calórico? Lembrando que eu não passo dos macros, sou bem rigoroso e tento marcar sendo o mais fidedígno o possível! Muito obrigado
  8. Fala galera! To iniciando o uso de GH e gostaria da opinião de vocês. Treino a 8 anos e já tenho experiência com EAS e busco um shape mais diferenciado. Idade: 40 Altura: 1,83 Peso: 85kg BF: 6% Protocolo: - 125mg de enantato de testosterona + 100mg de acetato de trembolona tsds - 3ui de gh + 5 uis de insulina humalog de ação ultra rapida + 200g de arroz branco no pós-treino Iria seguir esse protocolo por três meses. A minha outra opção seria manter meu blast que é: - 125mg de testo + 150mg de trembo + 100mg de masteron dsdn Como não tenho experiência com GH queria uma ideia. Obrigado!
  9. Salve!!! Estou preparando um ciclo e gostaria da opinião dos mestres. Antes de perguntarem o porque de duas testo, digo que não confio 100% na Duo, então mandarei Enantato da Landerlan junto. Segue o protocolo: - Idade: 30 - Altura: 1,83 - Peso: 100,00 - Medidas: Não meço. - Percentual de gordura: 18% - Tempo de treino: 10 anos - Quantidade de ciclos: Blast e Cruise há 7 anos - Objetivo: Cutting - Estrutura do ciclo: 01-24: Propionato de Testo 700mg/sem 01-24: Enantato de Testo 525mg/sem 01-24: Trembolona Acetato 262,5mg/sem 01-24: Boldenona Vet 525mg/sem 12-24: Oxandrolona 50mg/dia 01-24: Insulina Glargina 30ui/dia 01-24: Anastrozol 1mg/dia 01-24: HCG 500ui 2x sem 01-24: Rivotril 6mg/dia, 2mg 3x dia. 01-24: Ritalina 30mg, 10mg 3x dia. 01-24: Clenbuterol ciclos de 15on/15off 24-36: 400mg enantato 24-36: Exemestano 25mg dsdn 24-36: HCG 250ui 2x sem Suplementação: -Whey 3x ao dia, 50g no jejum, 50g pos-treino e 50g antes de dormir. -BCAA: 30g/dia, 10g em cada shake. -Glutamina 30g/dia, 10g em cada shake. -Creatina, 15g/dia, 5g em cada shake. - Multivitaminico 2x dia, vitamina D 3000ui dia, 1g vitamina C, Magnésio 600mg, complexo B 1cp concentrado. Treino: A- Peitoral B- Costas C- Pernas D- Ombro E- Bíceps F- Tríceps G- Abdominal Considero aumentar doses de Trembo e Boldenona gradativamente, para não entrar em homeostase. Máximo de trembo, 350mg/sem e Boldenona 700mg/sem. Entrarei com Oxan na 12 sem justamente para evitar estagnação dos ganhos. Dieta: Estou em uma dieta bulk de 4500 kcal. Entrando em cutting, pretendo chegar nas 2700 kcal. O objetivo é manter um shape denso, não muito definido (pois é difícil manter BF baixo) penso em algo em torno de 11%-12%. Um dos prazeres da vida é comer besteira. Não deixo de comer. Eu não vou competir, então não vejo necessidade de seguir uma dieta muito restrita. Sou tranquilo nesse aspecto. Aplicações: Todos os dias, bumbum 25x0,7, deltóides 13x0,45. Marca das drogas: Duopharma, Landerlan, Equiboost, Lantus. Segue imagem das drogas que recebi: Alguma sugestão? Opiniões? Abraços!
  10. Salve galera, gostaria de tirar uma dúvida. No meu ultimo exame de sangue tive a surpresa de ver que minha insulina estava um pouco elevada, até onde pesquisei. Porém, não cheguei a uma conclusão sobre o que eu posso fazer. Creio que eu tenha uma resistência a insulina, visto que ganho gordura facilmente, porém, como faço para reverter esse quadro? Uma outra coisa que não entendi também, foi o fato de minha glicose ser baixa, teoricamente, se eu fosse resistente, ela deveria ser alta, correto? Segue abaixo os exames. INSULINA: 8 mU/L Referência: 2 a 13 mU/L GLICOSE: 79mg/dL Referência: 75 a 99 mg/dL
  11. Tenho muita resistência à insulina. Sempre que como um doce, dá vontade de comer cada vez mais. Como faço para reverter isso? Como faço para ser mais sensível à insulina? Agradeço desde já.
  12. Eae galera suave? Bom tou tomando hipercalórico como pós treino, 80g que dá: 48g de carboidratos 17,6g de proteina 3,4g de gordura Porém, são carboidratos baixo IG... Fiquei sabendo que dar uma aumentada na insulina depois do treino ajuda a anabolizar, e pra disparar a insulina tem que ingerir 40g de carboidrato de alto IG No momento não tenho como suplementar malto + whey no pós treino... Algumas dicas sobre alimentos bons para aumentar a insulina e proteicos para mandar no pós treino?
  13. Como é sabido está rolando uma polêmica na internet por causa desse vídeo aqui. Resolvi desmistificar esse assunto e trouxe várias pesquisas interessantes, passei os últimos 3 dias só lendo e produzindo esse material. Como é de costume, quem estiver com preguiça de ler, convido a assistir meu vídeo clicando aqui. Já vou adiantando que no vídeo eu critico a postura do Renato Cariani (ABETV) pois ele denegriu a imagem dos fóruns e o "conhecimento de internet" sendo que ele próprio tira todo o conhecimento dele do pubmed também. Agora, manchar a imagem do fórum é inaceitável pra mim. Os fóruns são algo valiosíssimo em questão de conhecimento compartilhado. Mesmo que ninguém nunca se entenda, a troca de informação é incrível. FÓRUM RULES. Pois bem, vamos ao que interessa. Existe alguma relação REAL sobre canela e insulina? Primeiro é interessante saber que existem dois tipos mais comuns disponíveis da canela. A canela da índia e a cássia. Para esse assunto, qualquer um dos tipos servirá. Exceto quando eu for falar da toxicidade, mas lá farei a diferenciação. Enquanto quando eu falar "canela", entendam os 2 tipos. O artigo que gerou toda a polêmica foi esse, de 2001, isolando e testando o polímero metilhidroxichalcone que é um dos componentes da canela, perceberam que essa molécula tem a capacidade de ativar a glicogênio sintase e inibir a glicogênio sintase kinase, que já é um mecanismo conhecido da insulina. Depois fizeram outro teste desse polímero junto com insulina, para ver se juntos, seria necessária a mesma quantidade de insulina para o mesmo fim. E prestem atenção na conclusão: Que o metilhidroxichalcone é um efetivo mimetizador da insulina e que juntos, podem ser úteis no tratamento de resistência à insulina. (1) Aí rola a dúvida. Então a canela precisa estar junta com a insulina para fazer efeito? NÃO. E aí tem trocentas fontes para demonstrar isso. Quem tiver curiosidade e interesse pelo tema, sugiro abrir os artigos e lê-los. Vale a pena. (2,3,4,5,6,7,8,9,10) Por exemplo, artigo aqui de 2015, com 30 pessoas, fizeram uma refeição e tomaram 6g de canela no formato de chá. Observem o gráfico e vejam por si próprios. O grupo que tomou o chá teve um menor aumento da glicemia sanguínea, segue o gráfico. (9) Se observar, é uma diminuição relevante. De 11 foi pra 9. São 18%. Todos esses artigos estão demonstrando isso, que existe relevância na utilização da canela para controle da glicose sanguínea. Inclusive nessa meta-análise de 2013, com 513 pessoas envolvidas, avaliaram os efeitos da canela na glicemia e no lipidograma e pra quem não sabe, lipidograma é colesterol, ldl, hdl, vldl, etc. Perceberam nesse grande estudo que o consumo de canela reduziu significativamente a glicose sanguínea, o colesterol total, o ldl, os triglicerídeos e aumentou o hdl. (11) Vamos entender quais são alguns desenrolares bioquímicos para demonstrar que fitoterápico pode ter relevância. Nesse estudo aqui mostrou que a canela também no estômago, diminuindo a velocidade do esvaziamento gástrico, fazendo o papel de uma fibra. (12) Em dois outros estudos, foi demonstrado que a canela bloqueia algumas amilases e glicosidases no intestino, ou seja, enzimas que quebram carboidrato, dificultando e impedindo sua absorção. (13,14) Além disso Inibir o fator de necrose tumoral alfa que é associado com resistência a insulina (15,16) Inibe as interleucinas 6, que são citocinas inflamatórias associadas com diabetes (17) Inibe também o fator nuclear kappa beta, associado com diabetes tipo 1 e 2 (18) Ativa o PPAR gama e reduz a glicose sanguínea via GLUT4, um transportador de glicose que fica dentro da célula (19) Aumenta a quantidade de reguladores de células T, protegendo contra o diabetes (20) Percebam que a canela apesar de ser um fitoterápico (e o Renato Cariani, no vídeo praticamente despreza todos eles), tem um potencial REAL imenso no controle da glicemia sanguínea, resistência à insulina e se combinado com insulina, os efeitos são potencializados ainda mais. Agora algo sério, é que a canela cássia é mais hepatotóxica que a canela da índia pois existe uma substância chamada cumarina e ela se apresenta com mais evidência na canela cássia. Não é algo exclusivo da canela, várias e várias outras plantas também têm tal substância.(21) Então no que diz respeito a toxicidade, a gente entra nas dosagens seguras. Fizeram um estudo com 60 pessoas utilizando dosagens de 1g até 6g. E em todas elas, os benefícios foram semelhantes, logo, o inteligente a ser feito é utilizar a menor dosagem que continua te dando os mesmos benefícios. (22) E assim como existem toxicidades, existem pessoas que não devem ingerir canela no geral. São elas: Gestantes Crianças Alérgicos Diabéticos que tomam junto com insulina, cuidado pelo rebote hipoglicêmico. Se você é diabético/fisiculturista e quer diminuir a dose da sua insulina ou melhor, potencializar o efeito, dá uma ida no médico e veja junto com ele ou com seu coach QUE TENHA EXPERIÊNCIA NO ASSUNTO. Espero que eu tenha esclarecido esse ponto e desmistificado essa polêmica boba. Existem vários e vários fitoterápicos interessantes e com resultados REAIS e relevantes. A canela é um desses. Abraços
  14. Olá, galera Blz ? Bom hoje vou começar a relatar para vocês meu primeiro ciclo com AES, acabo de sair de um ciclo de PH onde obtive resultados aceitáveis, meu ciclo ira funcionar da seguinte maneira, nao irei relatar a TPC mais irei fazer! Enantato de Testosterona | 1_12 | 0,5ml/150mg | DS/DN Undecilenato de Boldenona | 1_12 | 1ml/300mg | Terça/Quinta Masteron | 7_12 | 0,5ml/50mg | Segunda/Sexta Estou hoje com meu peso variando entre 58 e 59kg, após o uso do PH MSTANE, a minha dieta esta formulada da seguinte maneira: Desjejum Carboidratos Gorduras Proteinas Calorias 1 Fatia G de Queijo Minas 0g 6g 16g 112 3 Castanhas do Pará 1g 3g 1g 27 Total: 1g Total:9g Total:17g Total:139 Lanche Carboidratos Gorduras Proteinas Calorias 2 Fatias de Pão de Forma Integral 23g 2g 5g 145 1 Porção M de peito de frango 0g 5g 30g 155 1 Colher De Leite de Côco 2g 4g 0g 41 3 Castanhas do Pará 1g 3g 1g 27 Total:26g Total:14g Total:36g Total:368 Almoço Carboidratos Gorduras Proteinas Calorias Porção G arroz Branco 56g 0g 5g 256 2 Ovos Cozidos Inteiros 0g 8g 11g 130 Filé de Patinho M 0g 7g 36g 220 Porção G Brócolis 5g 1g 3g 32 Total: 61g Total:16g Total:55g Total: 638 Lanche da tarde Carboidratos Gorduras Proteinas Calorias 2 Fatias Pão de Forma Integral 23g 2g 5g 145 1 Fatia M Queijo Minas 0g 3g 8g 56 Total:23g Total:5g Total:13g Total:201 Pré Treino/50 Minutos antes carboidratos gorduras proteinas calorias Mass Gainer 1 Dose/Agua 128g 3g 16g 603 Total:128g Total: 3g Total: 16g Total:603 Pós Treino/Imediato Carboidratos Gorduras Proteinas Calorias Whey Concentrado/Dose 12g 1g 23g 150 3 Colheres Sopa Dextrose 39g 0g 0g 155 10g Creatina 0g 0g 10g 70 Total: 51g Total:1g Total:33g Total:375 Jantar/Pós Treino Carboidratos Gorduras Proteinas Calorias 1 Batata Inglesa G 36g 0g 5g 170 Filé M Patinho 0g 7g 35g 210 Total:36g Total: 7g Total:40g Total:380 Ceia Carboidratos Gorduras Proteinas Calorias 1 Maracujá médio 6g 1g 1g 30 Omelete 2 ovos/ fatia G ricota 0g 15g 32g 300 Total:6g Total:16g Total:33g Total:330 Totais: Carboidratos Gorduras Proteinas Calorias TMB: 1501 Calorias 332g 71g 243g 3034 Em breve posto minha rotina de treino para que vocês possam avaliar, e as medidas que estou agora no inicio do ciclo, não irei postar fotos minhas de agora pois ja coloquei no outro post como ficou na finalização do M STANE. Iniciei meu ciclo ontem dia 26/12/2017, o ciclo ao todo ira durar em torno de 14 semanas em media com a TPC.
  15. Olá, Galera boa noite Vou relatar com voces meu ciclo com PH, Dieta, Treino e Evolução com tudo isso! Esse meu projeto tera duração de 3 meses, mudando um pouco a dieta treino e suplementação! Minha ideia e fazer 1 mês com M Stane + Organ Shield + Dilatex + Insulina / 1 mes com Recycle + Anabol 5 + Dilatex + Insulina / 1 mes com metildro + shekka abdomen + Dilatex + Insulina Idade: 20 anos, Diabetico tipo 1, Fumante ( Irei tentar parar, para fazer todo este processo), 6% de BF, 50KG nao me lembro de todas medidas, mais irei pegar a ficha da academia e posto para vocês! Rotina, acordo todos os dias as 7:00, trabalho em escritório ou seja sem esforço fisico, treino em torno de umas 20:00 e durmo as 00:00 Estou relatando tudo por cima, para vocês terem uma base! Dieta regrada, tentando ingerir mais proteína do que carboidratos para manter mais controlada possível a glicose. Para ajudar estou dosando duas vezes ao dias as quantidades necessárias de insulina para controle da glicose no sangue! Treino ABC A = Peito + Triceps + Ombro B = Costas + Biceps + Panturrilha C = Somente perna intercalando abdomen entre os treinos, caso queiram posso passar cada exercício que faço! Dieta tentando chegar na casa de 3500kcal, organizada mais ou menos da seguinte maneira consumindo alguns desses alimentos em cada refeição, estou realizando alguns testes antes de terminar a quantidade ou definir apenas um alimento vou testar qual ira dar mais resultado! - Café da manha | 25und de insulina NPH Pao, Ovo, queijo frescal, batata-doce, banana, torrada, bolacha, barrinha de cereais, atum, peito de peru, peito de frango, leite, amendoim, maça, pera! - Almoço Arroz, Feijao, Macarrão, Ovo, Peito de Frango, Atum, Cenoura, Batata, Pepino, Peixe, Brócolis, Abóbora, Alface, Berinjela - Lanche Maça, pera, sao , atum, peito de peru, ovo queijo frescal, torrada, bolacha, barrinha de cereais - Pre treino | 25und de insulina NPH bata-doce, peito de frango, ovo, peixe, atum, peito de peru, queijo frescal, bcaa, creatina - Pos treino Banana, pera, atum, ovo, maça, queijo frescal, bcaa, creatina, whey isolado - Ceia Arroz, feijão, macarrão, ovo, peito de frango, atum, cenoura, batata, pepino, pera, brócolis, abóbora, alface, barrinha Vou postar alguns prints de como esta sendo minhas refeições nos últimos dois dias, estou monitorando por aplicativo bem legal, junto com algumas fotos minhas de como estou agora e irei atualizando diariamente com relatos e semanalmente com fotos e maiores detalhes!
  16. Quero neste tópico solicitar a avaliação deste meu 3° ciclo, sendo a primeira vez com GH e Insulina (lembro que tenho que estudar quanto ao uso de insulina, aceito sugestões) Informações básicas (medidas) Tempo de Academia Experiências Objetivos
  17. Aos mods: esse foi o fórum que me pareceu mais apropriado pra postar isso já que é relacionado à alimentação, sintam-se à vontade pra realocá-lo se necessário for. Fiz um tipo de cirurgia de redução de estômago que pode causar o que chamam de dumping, evento onde tua glicose no sangue baixa demais pouco tempo depois de subir demais, como quando vc come carboidratos de rápida absorção. Passei 6 anos com esse problema e sem saber, meus médicos não souberam diagnosticar o problema quando eu relatava o que sentia de vez em quando (os efeitos da hipoglicemia). Hoje, a minha glicose em jejum sempre está estável, entre 85 e 90 mg/dl, mas quando como ela começa a bagunçar. Comendo direito, carbos de baixa absorção (b.doce, arroz integral, feijão carioca) e proteína (frango) ela sobe pros seus 120 mg/dl, só que depois de algum tempo começa a baixar para valores não adequados, lá pros seus 60, 70, às vezes abaixo disso. Se eu como porcaria, carbos de absorção rápida, aí fode tudo; em pouco tempo tá na casa dos 30 mg/dl. Não me preocupo muito com os carbos ruins pq eu posso simplesmente evitar eles, blz. Mas se isso acontece mesmo quando me alimento saudavelmente, aí tenho um problema, pode não ser algo grave mas é um problema pra otimizar minha saúde, meus ganhos na academia e minha qualidade de vida. Já tem algum tempo que estou cansado o tempo todo, perdendo massa muscular e ganhando cintura embora nem as dobras cutâneas nem o peso mudem (sei que a cintura tá alargando pq as roupas estão mais apertadas lá, sei que a massa muscular está diminuindo pq as roupas estão mais folgadas na região dos braços e superior do tórax, e pq toda vez que alguém passa dois meses sem me ver me fala que eu estou mais magro, pergunta se eu estou doente e se já fiz teste pra HIV algum vez). Quando decido passar um mês fazendo um cutting e mais aeróbicos, perco mais massa muscular e a cintura continua igual, quando decido passar um mês fazendo bulking eu não ganho músculo nem força e as roupas apertam mais na cintura. Daí que tem algo errado com meu corpo e eu tô tentando descobrir exatamente o que é pra ver o quanto disso é reversível e como lidar com o que não é. Endocrinologista aqui é muito complicado de marcar, a espera é de 3 meses pelo plano de saúde. Os dois com quem eu falei nao estavam muito interessados em entender exatamente como eu funciono hoje, só estavam preocupados em eu não ter nenhum ataque de hipoglicemia e morrer de uma parada cardíaca. Me passaram um remédio que retarda a absorção da glicose ingerida, e deram a coisa como resolvida. O remédio é o "Acarbose" ou "Glucobay". Sei que insulina e pâncreas são coisas complicadas, pq o organismo se acostuma e fica resistente à ação da primeira conforme o tempo passa e o segundo tende a jorrar mais e mais dela no sangue pra tentar fazer a absorção da glicose. O fato deu estar sempre sem energia e com aumento de gordura visceral deve ter relação com isso tudo, essa energia não tá entrando nos meus músculos por algum motivo e tá virando gordura. Queria descobrir o pq, qual a situação atual do meu pâncreas pois li que ele pode começar a ter problemas quando começa a produzir hormônios demais, e como resolver ou amenizar isso tudo pra voltar a ter saúde. A única coisa que tenho de informação sobre minha insulina é isso, um teste que uma médica com quem cruzei em minhas andanças fez. É uma pesquisa dela pra tese de mestrado dela. Comigo em jejum me deu um líquido com aparentemente 200ml de glicose e colheu sangue em determinados intervalos de tempo. A dosagem da glicemia também foi feita mas infelizmente não estão no resultado, aparentemente ela media a glicemia apenas para controle de riscos durante o experimento (evitar que eu tivesse um ataque durante o teste) e descartou essas informações. Os resultados: Insulina: Jejum Resultado: 6,30 uUI/mL Valores referência: Em jejum: 4 a 24 uUI/mL Adultos obesos: até 70 uUI/mL Insulina (60min) = 579,1 uUI/mL Insulina (105min) = 27,4 uUI/mL 02/05/17 Método: Quimioluminescência Architect 2000 Abbatt -------------------- Alguém teria informações pra me ajudar a descobrir como reverter o que quer que seja que eu tenha, e como fazer meu corpo voltar a transformar a glicose em energia pros músculos em vez de gordura pras minhas vísceras? Se souberem quem eu possa procurar pra ter mais informações (grupos de médicos que estudem sobre diabetes/insulina/efeitos de redução de estômago), também ajuda. Grato pela atenção
  18. Pessoal, boa noite. Fiquei com uma grande duvida de onde postar isso, então se estiver na área errada me avisem pfv. É o seguinte, sou diabetico e treino a 3 anos( parei a 6 meses e voltei em junho). Meu bio tipo é Ecto-Morfo Puro( morro comendo ) e tenho dificuldades para ganhar peso. Minha duvida é a seguinte: Consegui ganhar um peso consideravel com a insulina ( de 62 para 70 em poucos meses) Estou pensando em iniciar um ciclo, mas estou em duvida em iniciar agora ou continuar a pegar mais um peso somente com a insulina aumentando a demanda de calorias. O problema é que como vcs sabem, a insulina "embaça" o shape e não to gostando do resultado atual( sem muito volume e ainda sem definição). Vou deixar aqui minha medidas. Idade : 18 Altura: 1,78 Peso: 70 kg Bf: 9 a 12 % ( nao tenho certeza) Braços: 37 cm ( o resto estou sem medir a um tempo mas logo pego) Agradeço a ajuda de todos.
  19. Bom dia, galera. Não faço uma abordagem de ciclar carbos na dieta, mas como estou em cutting pensei no seguinte: É vantajoso em dias em que não treino reduzir a ingestão de carboidrato, principalmente no horário de pós treino, para melhorar a sensibilidade insulínica, ou é algo irrelevante por ser apenas um dia de descanso e não geraria nenhum benefício em adotar uma abordagem mais low carb nesses dias para beneficiar o cutting? Pensei nisso pois a maioria dos meus carboidratos (65%) estão concentrados no pós treino e num dia que não treino não sei se haveria alguma vantagem em dar um aporte tão grande de carbos e ainda nem que fosse necessário ser nesse horário. Treino abcx2 e deixo um dia de descanso na semana quando termino o abc para recomeçar. Estou em cutting, leia-se déficit calórico, numa fase próxima as calorias de manutenção, porém déficit ainda pequeno. Macros : 2.3g P /kg 0.9 G /kg Resto completo com carboidratos
  20. Meu peitoral superior é bem fraco e como faço TRT estava pensando em começar aplicar no peitoral, para ver se da uma melhorada como se fosse uma local porem com AEs, eu apertando a parte superior sinto ate o osso kk, acho que o ideal seria a agulha de insulina, o que vocês acham? tem alguem que faz isso? algumas dicas? Irei fazer igual esse cara "Ele esta utilizando local Synthol" OBS: Antes que me perguntem por que não utilizar ADE ou Synthol, Essa são as duas coisas que nunca vou utilizar, prefiro aplicar stano do que localizadas.
  21. Olá, iniciei musculação há pouco tempo e não entendo muito. Me disseram que o excesso de carboidrato e muitas refeições durante o dia pode gerar uma resistência a insulina, podendo aumentar a glicose e gerar diabetes, é isso mesmo? Pensando a longo prazo, é vantajoso comer carboidratos demais ou é bobagem? Só quem tem tendência ao aumento da glicose é prejudicial?
  22. Após uma pesquisa no fórum, percebi que não havia um tópico específico acerca de LOW CARB. Desta maneira, a mérito exclusivo de contributo coletivo aos colegas do fórum, decidi fazer uma tradução de um site, cuja fonte se encontra no final deste primeiro tópico. Sem mais delongas, vamos ao que interessa! Uma dieta low-carb (baixo carboidrato) para Iniciantes Você deseja uma perda de peso sem muitos esforços? Você é diabético tipo 2 e/ou possui outros problemas de saúde? Talvez uma dieta baixa em carboidratos pode ser boa para você. Você pode comer tudo que você precisa para se sentir satisfeito - não há nenhuma contagem de calorias necessária, nunca. Nenhum produto. Sem pílulas. Sem cirurgia. Apenas comida real. Uma dieta baixa em carboidratos restringe alimentos açucarados e amidos, como massas ou pão. Em vez disso você vai comer deliciosos alimentos reais, incluindo proteínas, gorduras e vegetais naturais. Dietas de baixo carboidrato funcionam, elas foram utilizadas para mais de 150 anos e há toneladas de histórias de sucesso . Dezenas de científicos estudos provam que, comparado com outras, as dietas de baixo carboidrato são mais eficazes. Este guia contém tudo que você precisa - o que comer , o que evitar , e exatamente como fazê-lo. Introdução Uma dieta baixa em carboidratos significa que você come menos carboidratos e uma maior proporção de gorduras. Isso é muitas vezes chamado de Low-carb High-fat, dieta rica em gordura (LCHF). O mais importante é você minimizar a sua ingestão de açúcar e amidos. Você pode comer outros alimentos deliciosos até que esteja satisfeito - e ainda perder peso. Muitos estudos científicos de alta qualidade mostram que uma dieta baixa em carboidratos faz com que seja mais fácil tanto para perder peso quanto controlar o seu açúcar no sangue. E isso é apenas o começo. O básico Coma: carne, peixe, ovos, hortaliças acima do solo e gorduras naturais (como manteiga). Evite: Açúcar e alimentos ricos em amido (como pão, massas, arroz, feijão e batatas). Comer quando você está com fome, até que você esteja satisfeito. É simples assim. Você não precisa contar calorias ou pesar seu alimento. E simplesmente esquecer de produtos de baixo teor de gordura produzidos industrialmente. Há razões científicas sólidas que explicam como as dietas low-carb trabalham. Quando você evita açúcar e amidos o açúcar no sangue estabiliza e os níveis de insulina, o hormônio de armazenamento de gordura, diminui. Isso aumenta a queima de gordura e faz você se sentir mais saciado. Low-carb é ideal para seu caso? A maioria das pessoas pode iniciar qualquer tipo de dieta baixa em carboidratos imediatamente. Mas nestas três situações você pode precisar de preparação extra ou adaptação: Você está em uso de medicação para diabetes , por exemplo, insulina? Saiba mais Você está em uso de medicação para pressão arterial elevada ? Saiba mais Você está amamentando ? Saiba mais Se você não está em nenhum desses grupos, você está pronto para começar. Ótimo! O que comer numa dieta Low-carb? Aqui está um guia visual para low carb. Vamos começar com os alimentos que você pode comer. É possível comer tudo que você gosta de, até que você esteja satisfeito. É interessante, porém, ainda contabilizar as calorias ingeridas para maior eficácia no cutting, por exemplo. Todos os alimentos acima estão abaixo de 5% de carboidratos, como você pode ver. Aderindo a estes alimentos fará com que seja relativamente fácil de permanecer em uma rigorosa dieta baixa em carboidratos, com menos de 20 gramas de carboidratos por dia (Low-carb rigorosa). Neste link, há uma detalhada lista de alimentos com baixo teor de carboidratos. E quanto às bebidas? Então, o que você bebe quando em Low-carb? A água é perfeita, assim como o café ou o chá. Idealmente não usar adoçantes com carboidratos, e uma PEQUENA quantidade de leite ou creme se você gostat (cuidado com café com leite !). Sempre de olho na quantidade de gramas de carbo por dia. 1 copo de leite de 200ml, integral ou desnatado, possui cerca de 10 gramas de carboidrato. Todo produto lácteo merece maior atenção para não extrapolar os limites diários de carboidratos. O copo de vinho seco é uma boa opção ( guia de álcool em low-carb ). Evite! (se puder) Aqui está o que você deve não comer no carb baixo - alimentos cheios de açúcar e amido: Os números são gramas de carboidratos digestíveis por 100 gramas (3,5 onças), salvo indicação em contrário ou um planejamento bem feito para não exceder na quantidade de carbos diária. Lista mais detalhada dos alimentos a evitar>>> Guias visuais low-carb Vegetais Frutas Nozes Snacks ("porcarias") Bebidas alcoólicas. Chocolates (bônus) Quão baixo devo manter os carboidratos na low-carb? Quanto menos carboidratos você comer, maiores efeitos sobre o peso e açúcar no sangue serão. Eu recomendo seguir as recomendações dietéticas tão rigorosas quanto possível. Quando você está feliz com seu peso e saúde que você pode gradualmente tentar comer mais liberal (se você quiser). Aqui estão três exemplos de como uma refeição de baixo carboidrato pode olhar, dependendo de quantos carboidratos você come (estipula) por dia: Prato 1 (abaixo de 20g de carbo/dia) Prato 2 (low-carb moderado, 20~50g/dia) Prato 3 (low-carb liberal, 50~100g/dia) ... DEFINIÇÕES Aqui é a nossa forma de definir diferentes níveis de low carb na Diet Doctor: Estrita low carb <20 carboidratos gramas por dia. Esta é uma dieta cetogênica (se a ingestão de proteína é moderada). Moderado low carb 20-50 gramas por dia Liberal low carb 50-100 gramas por dia Para efeito de comparação uma dieta ocidental regular pode facilmente conter 250 gramas de carboidratos ou mais em um dia, a maioria deles maus carboidratos refinados, incluindo o açúcar e alimentos à base de trigo. FIBRA Os números acima referem-se a digestíveis carboidratos, descontando a fibra. Você pode deduzir-los de suas contagens de carboidratos, ou seja, comer toda a fibra natural que você quer, a partir de vegetais, por exemplo. Outra palavra para carboidratos de fácil digestão, com a fibra deduzida, é "carboidratos líquidos". No entanto, não se deixe enganar pelo rótulo "carboidratos líquidos" dos produtos transformados, como barras de chocolate. Isso é geralmente apenas uma maneira de enganá-lo, e estes produtos são frequentemente cheios de álcoois de açúcar, com efeitos negativos, inclusive para o seu peso e de açúcar no sangue. Eu sugiro não comer nada com as palavras "carboidratos líquidos" impressa sobre ele. Como escolher Algumas pessoas precisam comer muito poucos carboidratos para um efeito máximo em uma restrita dieta low-carb. Isto inclui muitas pessoas com grandes problemas de peso , diabetes (principalmente o tipo 2) e alimentos ou açúcar vício , por exemplo. Fazer uma dieta mais liberal low-carb minimiza o risco de quaisquer efeitos colaterais. Sim, na low-carb, alguns colaterais são possíveis de acontecerem. Um terceiro grupo de saudáveis, magros e ativos não precisam comer low carb em tudo, contanto que eles comam principalmente carboidratos lentos (baixo índice glicêmico), diminuindo a ação da insulina. Se você quiser começar a fazer low carb eu sugiro começar com uma versão estrita, só para experimentar o poder dele. Mais tarde, como você espera aproximar suas metas de peso e de saúde, você pode tentar adicionar mais carboidratos para ver o quanto você tolera. É tudo uma questão de individualidade biológica e preferência pessoal. Como as dietas low-carb funcionam? O que você está concebido para comer? Um pouco de história. Os humanos evoluíram ao longo de milhões de anos como caçadores-coletores, sem comer grandes quantidades de hidratos de carbono. Comemos a comida disponível para nós na natureza pela caça, pesca e coleta de todos os alimentos comestíveis que se possa encontrar. Estes alimentos não incluem amido puro sob a forma de pão, massa, arroz ou batatas. Temos apenas comido esses alimentos ricos em amido para 5 - 10 000 anos, desde o desenvolvimento da agricultura. Apenas uma adaptação limitada dos nossos genes ocorre em relativamente pouco tempo. Com a Revolução Industrial, 100 - 200 anos atrás, nós temos fábricas que podem/podiam fabricar grandes quantidades de açúcar puro e farinha branca. Hidratos de carbono simples, de digestão rápida. Nós quase não tivemos tempo para nos adaptarmos geneticamente a esses alimentos processados. Na década de 80, o medo de engordar agarrou o mundo ocidental. Produtos de baixo teor de gordura apareram em toda parte. Mas se você comer menos gordura, você precisará comer mais carboidratos para se sentir saciado. E é neste momento na história em que os nossos epidemias desastrosas de obesidade e diabetes começou. O país mais gordura-fóbica no mundo, os EUA, foi o mais atingido e é agora o país mais obeso do mundo. Hoje em dia, é claro que o medo de comida de verdade com conteúdo de gorduras naturais tem sido um grande erro. O problema com o açúcar e amido Todos os carboidratos digestíveis são quebrados em açúcares simples no intestino. O açúcar é então absorvido no sangue, elevando os níveis de glicose no sangue. Isto aumenta a produção da hormona insulina, a hormônio de armazenamento de gordura. A insulina é produzida no pâncreas. Em grandes quantidades impede a queima de gordura e armazena excesso de nutrientes na células de gordura. Depois de algum tempo (algumas horas ou menos) isso pode resultar em uma falta percebida de nutrientes no sangue, criando a sensação de fome e os desejos para algo doce. Normalmente, nesse ponto as pessoas comem novamente. Isso inicia o processo novamente: Um ciclo vicioso que leva ao ganho de peso. Por outro lado, uma baixa ingestão de carboidratos lhe dá uma glicose menor, mais estável sangue e menores quantidades de insulina. Isso aumenta a liberação da gordura de suas reservas de gordura e aumenta a queima de gordura. Isso geralmente leva a perda de gordura, especialmente ao redor da barriga em indivíduos com obesidade abdominal. Perda de peso sem fome Uma dieta LCHF (Low-carb High-fat) torna mais fácil para o corpo a usar suas reservas de gordura, como a sua saída não está bloqueada por níveis elevados de insulina. Esta pode ser uma razão porque comer gordura produz uma sensação de saciedade mais duradoura do que carboidratos. Tem sido demonstrado em vários estudos: Quando as pessoas comem tudo que eles querem em uma baixa ingestão calórica e de carboidratos, o peso normal e naturalmente cai. Assim, não há necessidade imprescindível de contagem calórica ou alimentos restritamente pesados. Você pode esquecer as calorias e confiar em seus sentimentos de fome e saciedade. A maioria das pessoas não precisam de contar ou pesar a comida mais do que eles precisam contar sua respiração. Se você não acreditar, apenas faça um teste por um par de semanas e descubra por si só. Saúde como um bônus Nenhum animal na natureza precisa da ajuda de especialização ou de calorias tabelas nutricionais para comer. E ainda assim eles, ordinariamente, ficam com um peso normal e evitam cáries, diabetes e doenças cardíacas. Por que os seres humanos seriam uma exceção? Por que você seria uma exceção? Em estudos científicos não só é o peso melhorou em uma dieta baixa em carboidratos, mas também a pressão arterial , glicemia e perfil de colesterol (HDL, triglicérides) melhoraram. Um estômago calmo e menos ânsias para alimentos doces também são experiências comuns. Efeitos colaterais indesejados na dieta low-carb Se você parar de comer açúcar e amido, você pode experimentar alguns efeitos colaterais à medida que o seu corpo se ajusta. Para a maioria das pessoas estes efeitos colaterais tendem a ser leves e duram apenas alguns dias. Há também formas de minimizá-los. Efeitos colaterais comuns na primeira semana: Dor de cabeça Fadiga Tontura palpitações cardíacas Irritabilidade Constipação e problemas intestinais Os efeitos colaterais diminuem rapidamente quando seu corpo se adapta e sua queima de gordura aumenta. Eles podem ser minimizados por beber mais líquidos e aumentando temporariamente o consumo de sal um pouco. Alternativamente, beber alguns copos extras de água e colocar mais sal na sua comida podem ajudar, principalmente no início. A razão para isso é que os alimentos ricos em carboidratos podem aumentar a retenção de água em seu corpo. Quando você parar de comer alimentos ricos em carboidratos você vai perder o excesso de água através dos seus rins. Isto pode resultar em desidratação e uma falta de sal durante a primeira semana, antes de o corpo se adaptar. Algumas pessoas preferem diminuir a ingestão de hidratos de carbono, lentamente, ao longo de algumas semanas, para minimizar os efeitos secundários. Mas o "caminho Nike" (Just Do It) é provavelmente a melhor escolha para a maioria das pessoas. Remover a maior parte do açúcar e amido resulta muitas vezes em vários quilogramas perdidos na escala dentro de poucos dias. Podem ser principalmente líquidos, mas é ótimo para a motivação. Evitando efeitos colaterais na Low Carb Você luta ao iniciar low carb? Você começa com uma dor de cabeça, cãibras nas pernas, constipação ou qualquer um dos 6 efeitos colaterais mais comuns? Geralmente é possível evitá-los - e se sentir bem enquanto a perde peso. A principal solução para os problemas mais comuns quando se inicia low carb é aumentar a ingestão de água e sal. É ainda melhor para fazê-lo preventivamente durante a primeira semana. Se você fizer isso você vai provavelmente sentir menos os efeitos destes problemas. A depender de cada indivíduo, um efeito colateral pode não ocorrer, enquanto que outro pode atrapalhar drasticamente a vida dos adeptos ao low-carb, no início da dieta. Neste caso sugiro a leitura deste manual detalhado em inglês para tentar diminuir/eliminar tais efeitos indesejados. Colesterol O medo desnecessário de gordura e colesterol começou a epidemia de obesidade e diabetes. A ciência moderna mostra que foi um erro. Nós pensamos que todo colesterol é prejudicial. Que um baixo colesterol foi sempre bom, e que um colesterol elevado era sempre ruim. ideia errônea. A verdade é - como de costume - mais complicada. Mais importante do que ter um baixo colesterol é ter um bom perfil de colesterol. Como proteger uma boa relação entre HDL e LDL? Bem, a maneira mais fácil é evitar açúcar e farinha, e, em vez disso, comer gordura e proteína o suficiente para se sentir satisfeito. Evitar gordura e, em vez disso, comer uma grande quantidade de carboidratos de fácil digestão, muitas vezes induz a um perfil de colesterol perigoso: partículas de LDL densas desagradáveis pequenas e falta de proteção do HDL. É provavelmente por isso que alimentos com baixo teor de gordura parecem causar mais doenças do coração. Será que a LCHF vai arruinar meu perfil de colesterol? Aparentemente, não. Leia mais aqui. .......... Tradução e adaptação do site DIET DOCTOR. Sugiro a leitura de outros materiais do site para quem se interessar. ... Leituras complementares: É isso!
  23. Então galera, vou introduzir insulina no meu ciclo porque acho que vale a pena por conta da alta quantidade de carbo que to ingerindo e por estar muito dificil de subir de peso.. To querendo saber a respeito das dosagens da humalog lispro, sei que 10ui 3x por dia posso tomar sem problema, só que quando usei tal quantidade não tive resultado, por isso comprei de novo pra tentar uma dosagem superior.. A minha duvida é a seguinte, é possivel mandar 20-30ui por vez se eu ingerir a quantidade certa de carbo? Porque vejo todos usando somente 10-12ui por aplicação, e li alguns artigos que dizem que isto estaria apenas repondo a quantidade que seu corpo produz naturalmente, ou seja não faz muita diferença.. O que acham? Isso é só pra quem entende ou já usou, por favor..
  24. Eu sei que pode soar um tanto equivocada essa pergunta mas estava pensando nisso enquanto estudava sobre Insulina nas aulas de biologia. Se o pico de insulina pode ser usado pra aumentar o peso, a coca-cola por contar com uma grande quantidade de açúcar pode ser usada (com moderação) durante as refeições pra ajudar durante um período de ganho de peso (bulking)?
×
×
  • Criar Novo...