Clique aqui

Masteron, também conhecido como drostanolona, é um anabolizante derivado da dihidrotestosterona (DHT).

Apareceu pela primeira vez para uso médico na década de 60 e tal como acorre com muitos esteroides derivados do DHT, a drostanolona foi usada para tratar câncer de mama.

Hoje em dia, fisiculturistas (e usuários recreativos) usam este hormônio com propósitos estéticos, para acelerar a hipertrofia e queima de gordura.

Primeiramente, precisamos entender que existem dois tipos de drostanolona.

  • Propionato de drostanolona
  • Enantato de drostanolona

A principal diferença entre elas está no éster em sua estrutura química, o que muda o tempo de ação e meia vida da droga no organismo.

Ambos são entregues via injeção intramuscular profunda e possuem os mesmos benefícios (e riscos).

Entenda.

Propionato de drostanolona

O propionato de drostanolona (ou propionato de masteron) tem uma meia-vida de dois dias e meio.

Para manter níveis estáveis da droga no organismo, a maioria dos usuários optará por usar esta versão todos os dias ou em dias alternados (o famoso DSDN [dia-sim-dia-não]).

Enantato de drostanolona

Enantato de drostanolona, também conhecida como enantato de masteron, é a versão com éster longo da droga.

Esta versão tem uma meia-vida de 10 dias.

Por causa de sua longa meia-vida é possível administrá-la apenas uma ou duas vezes por semana (apesar de ser recomendado a administração frequente para manter níveis estáveis independente do éster).

Sobre o ciclo com masteron

Masteron costuma ser usado em ciclos para cutting em conjunto de outros esteroides como winstrol, testosterona e trembolona, com o propósito de gerar maior densidade muscular (isso não significa que você deva fazer isso também).

Porém os seus benefícios costumam ser mais vistos quando você já possui um percentual de gordura baixo.

Masteron não é uma droga capaz de gerar ganhos expressivos em hipertrofia (por isso é usada com outros esteroides em conjunto).

Ela costuma ser usada por fisiculturistas que já estão em preparação, apenas para gerar mais densidade muscular e outros aspectos que serão bem aproveitados na fase de pré-competição (e na própria competição).

Por isso a maioria das recomendações de ciclos com masteron sugere estar abaixo dos 12% de gordura para ver os resultados que a droga pode trazer.

Dosagem

A dosagem típica de masteron durante ciclos é de 300 a 700mg por semana.

Pessoas sem experiência com a droga costumam começar com 300mg.

Para a maioria, o “meio-termo” que não traz tantos malefícios costuma ser em torno de 500mg por semana.

Lembrando que estes dados são baseados em empirismo – não se trata de uma orientação médica, muito menos uma recomendação oficial (isso não existe quando se trata de esteroides para uso estético).

Como a versão mais comum de masteron é a propionato, que tem uma meia-vida curta, esta dosagem semanal geralmente é administrada diariamente,

Dessa forma é possível manter os níveis da droga estáveis no corpo e minimizar efeitos colaterais causados por oscilações.

Por exemplo: entre usar uma dose pequena diariamente e uma dose maior dia-sim/dia-não, a dose pequena tende a trazer menos malefícios pois nunca gerará um pico alto da droga no sangue.

Quando a versão enantato é usada, na maioria das vezes a droga é administrada duas vezes na semana para evitar oscilações extremas.

Benefícios esperados

Masteron (propionato de drostanolona) tem uma proporção anabólica: androgênica de
62 para 25.

Isso significa que a droga é relativamente fraca (a testosterona tem uma proporção de 100 para 100 de anabolismo e androgenicidade).

Ela realmente brilha quando o assunto é gerar densidade e qualidade muscular, deixando o físico mais completo e a pele colada no músculo.

Não é a toa que praticamente nenhum fisiculturista fica sem ela durante a preparação para um campeonato.

É válido lembrar que masteron não aromatiza (não se converte em estrogênio), portanto não gera, também, os efeitos colaterais relacionados como retenção hídrica e ginecomastia.

Por isso um dos seus efeitos mais notáveis é a densidade já que você poderá gerar ganhos limpos e livre de água, que serão vistos facilmente quando o percentual de gordura estiver baixo.

A maioria dos relatos de uso também mostram que drostanolona aumenta significativamente o “pump” (inchaço) durante o treino, aumentando a entrega de nutrientes e gerando uma impressão de que você está ainda maior.

Apenas não espere milagres em termos de hipertrofia máxima, pois ela é usada apenas em situações específicas (quando o percentual está baixo, por exemplo).

Outras drogas como testosterona, dianabol e deca, poderão trazer muito mais ganhos, ao menos no que tange força e hipertrofia.

Efeitos colaterais

Como vimos, masteron não aromatiza.

Isso significa que você não terá que lidar com efeitos colaterais como retenção de líquidos ou ginecomastia.

Esta é  uma das principais razões pelas quais as pessoas preferem usá-la durante um cutting (e não um bulking).

Mais interessante ainda é que a droga possui propriedades antiestrogênicas (inclusive, era por isso que era usada para tratar câncer de mama).

Ao mesmo tempo que isso diminui a necessidade por drogas como anastrozol (inibidores de aromatização), isso requer mais cuidado para não “crashar” (diminuir muito) seu estradiol e acabar com efeitos colaterais relacionados.

Lembre-se que homens também precisam de estradiol (estrogênio) para a saúde, tanto mental como sexual.

Masteron não é tóxico para o fígado ou rins (não mais que outros esteroides injetáveis) e tende a ser tolerado sem maiores problemas pela maioria das pessoas (que estão com a saúde em dia).

Porém, como acontece com essencialmente qualquer esteroide anabolizante androgênico, o masteron, que é derivado do hormônio DHT, vai trazer alguns efeitos indesejáveis dessa categoria.

Os principais efeitos colaterais do masteron (em sua maioria relacionados ao DHT)  incluem:

  • Perda de cabelo;
  • Acne;
  • Mudanças de humor (agressividade)
  • Mudança no perfil lipídico (colesterol)

Se você tem predisposição a perder cabelo, drostanolona é uma droga que você vai querer manter distância.

DHT é o principal hormônio envolvido na queda de cabelo já que temos receptores desse hormônio no couro cabeludo.

Masteron é simplesmente uma versão sintética de DHT e poderá elevar os níveis do hormônio até a estratosfera no corpo.

Por isso, pessoas predispostas, poderão perceber que a perda de cabelo vai acelerar.

E mesmo se tratando de uma droga relativamente fraca, mulheres poderão sofrer grande virilização (adquirir traços femininos) com masteron se não souberem o que estão fazendo.

Oxandrolona é uma escolha muito mais adequada nesse caso.

Palavras finais

Masteron é um esteroide muito útil para gerar densidade muscular quando você já possui um percentual de gordura baixo e uma quantidade significativa de massa muscular.

Portanto é ótimo para ser usado em cutting para amplificar ainda mais os resultados de um plano bem elaborado que já está sendo colocado (com sucesso) em prática.

Possui poucos efeitos colaterais (comparado com outros esteroides), porém ainda trará alguns relacionados ao DHT.

Este texto ajudou você ?

1 Comentário

  1. Adoro usar masteron no cutting, droga fantástica… Deixa o corpo seco, todo desenhado, além de não me causar nenhum colateral agressivo.

Escreva um comentário