Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Clique aqui

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''prolactina''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Hipertrofia
    • Venda de Suplementos
    • Nutrição e Suplementação
    • Treinamento
    • Esteróides Anabolizantes
    • Geral
    • Diário de Treino
    • Saúde e Qualidade de Vida
    • Academia em Casa
    • Área Feminina
    • Assuntos Acadêmicos
    • Entrevistas
    • Arquivo
  • Assuntos gerais
    • Off-Topic
    • Mixed Martial Arts
    • Fisiculturismo, Powerlifting e Outros
  • Fisiculturismo
  • Multimídia
    • Vídeos de Fisiculturismo e Strongman
    • Fotos Fisiculturismo
    • Fotos de Usuários
  • Fórum
    • Críticas, Sugestões e Suporte ao Fórum
    • Lixeira
  • Off-Topic

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Localização


Peso


Altura


Idade

Conteúdo continua após a publicidade.

Encontrado 14 registros

  1. Olá, tudo bom? Em fevereiro decidi realizar um ciclo inicial de Oxandrolona. Comprei o produto pela internet em uma loja de suplementos. Contudo, logo nos primeiros dias notei alguns colaterais que não deveriam existir no caso da Oxandrolona. Como uma queda brutal na libido, dentre os demais efeitos que acompanham no caso de uma alteração hormonal. Então, interrompi o uso após 6 dias. Minha libido deu uma melhorada, mas não ficou igual antes. Mesmo após 3 semanas. Resolvi então realizar exames semana passada para descobrir o que tinha de errado. Eis os resultados. Pensei em tomar Anastrozol para tratar o problema. Porém, como seria a forma mais adequada nesse caso? 0,5mg ou 1mg DSDN? E principalmente, por quanto tempo manter o Anastrozol? Obrigado a todos
  2. Boa noite rapaziada, Vejam se conseguem me ajudar... Sempre venho treinando, e parando, devido ao trabalho, no passado já fiz ciclos pesados, já usei GH, stano, testo, trembo, mastreron, sempre tendo as precauções e usando os protetores necessários. Acontece que, devido ao trabalho corrido, decidi fazer um mini ciclo de 50mg trembo + 50 mg enantato testo DSDN. Ocorre que o vagabundo só quer saber de moleza, resolvi comprar umas receitas de Deposteron para jogar uma a cada 15 dias. Sempre tive sensibilidade no teta, e sempre controlava com anastrazol 0,25mg TSD. Final dia história, estou com um caroço no peito direito e pretendo usar 40mg de tamoxifeno por uns 2 meses, juntamente com 0,5mg de anastrazol TSD. Também não vou parar com o cipionato, tomando uma vez a cada 7 dias. Sei que preciso medir: E1, E2, Prolactina, Testosterona, mas terei que pagar o plano este mes para poder fazer esses exames. Pergunto, algum de vocês já passaram por isso? Se puderem e quiserem ajudar será aceito. Um forte abraço e aguardo feedback de vocês.. FELLAS.... ABRAÇOS
  3. Eu tava com 21 de prolactina, tomei cabergolina e 1 mes depois tava 24, e ja faz 2 meses sem anabolizante. Essa cabergolina foi bem inutil entao? Comprei na farmacia ultrafarma
  4. Bom dia! A duas semanas virei vegetariano, e estou consumindo 70 gramas de grão de soja por dia + 30 gramas de proteina isolada da soja (suplemento da Growth). Faz tres dias que estou sentindo meu mamilo sensível, e nos exames deu Prolactina Alta!!! Faz mais de dois anos que não uso nenhum esteróide. O que devo fazer?! Seguem exames: TESTOSTERONA TOTAL 541 ng/dL VALOR DE REFERENCIA (VR): 240 a 871 ng/dL TESTOSTERONA LIVRE 72 PG/ML VR: 34,00 a 246,00 PROLACTINA 53,0 ng/mL VR:4,6 a 21,4 ng/mL ESTRADIOL - E2 14PG/ML VR: 11 a 44 pg/mL HORMONIO FOLICULO ESTIMULANTE 1,94 mUI/mL VR: 0,95 a 11,95 mUI/L HORMONIO LUTEINIZANTE 2,12 mUI/mL VR:0,57 a 12,07 mUI/mL SHBG: 64,2nmol/L VR:13 a 71 nmol/L
  5. Pessoal, fiz um exame no último sábado passado pelo médico. O exame foi completo e na sua totalidade deu bom, mas a prolactina deu alterada, seguem valores: Prolactina - 39,90 ng/mL Valor de referência feminino: 2,0 a 23,3 ng/mL SHBG - 74,7 nmol/L Valor de referência feminino: 74,7 nmol/L Demais parâmetros analisados: Insulina: 7,8 mcU/mL Valor de referência feminino: 2 a 13 mcU/mL Estradiol: 199,0 pg/mL Valor de referência feminino - Fase folicular - 13 a 166 pg/mL Fase ovulatória - 86 a 498 pg/mL Fase Luteinica - 44 a 211 pg/mL Testosterona: 26,0 ng/dL Valor de referência feminino: 3 a 63 ng/dL Testosterona Livre: 9,3 pmol/L Valor de referência feminino: 2 a 45 pmol/L Testosterona biodisponível: 6 ng/dL Valor de referência feminino: até 25 ng/dL Vitamina D: 56,2 ng/mL Valor de referência: Maior que 20 ng/mL Cortisol: 14,4 mcg/dL Valor de referência: 5,0 a 25,0 mcg/dL Foram analisados outros parâmetros tb como vitaminas, perfil lipídico, mas todos deram ok. Como eu posso fazer pra melhorar esses parâmetros descritos acima? Lembrando que treino de 4 a 5 vezes na semana com objetivo de hipertrofia. Minha alimentação é 95% do tempo saudável (proteína animal, vegetal, carbos complexos, gorduras boas, suplemento com Opti-women, Vitamina D 5.000 da Now e ômega 3 da sundown) e durmo entre 6 e 7 horas de segunda a sexta. Fim de semana durmo no mínimo 8 hs. Obrigada desde já!
  6. Visitante

    Prolactina e antagonistas

    Suponha que a dosagem de prolactina no sangue de um homem aumente de 'x1' para 'x2', e, consequentemente, os seus níveis de dopamina e serotonina se alteram. Se ele retorná-la para 'x1', os níveis de dopamina e serotonina vão, obrigatoriamente - em 100% dos casos -, voltar para o que eram antes? Caso a resposta for não, qual a probabilidade de que tal fenômeno aconteça?
  7. Olá. Efetuei acompanhamento médico, junto com a realização de alguns exames. Nunca ciclei, ou usei anabolizantes. Tinha um alto percentual de gordura (Pesada 110kg; 1.90m). Durante 1 ano e meio de treino e dieta perdi 20kg, e decidi ir ao medico para dar uma evoluida maior. O medico disse que a presença de hormonios femininos estava muito alta, e que apesar da Testosterona Livre estar excelente, ela não era bem aproveitada, dado que os receptores eram utilizados por esses hormonios femininos (por conta das ligações quimicas e este hormonio tem um formato diferente o que faz com que ele se ligue mais rapidamente) Ele me receitou tamoxifeno 30mg 1 de manha e 1 a noite. Disse que isso faria com que os receptores não fossem utilizados para receber esses hormonos "femininos" que estavam atrapalhando os ganhos. Disse que meu nivel de hormonios masculinos e Hgh ja estavam bom o suficientes para recomendar algum ciclo ou reposição. Disse que o acumulo de gordura em regisões consideradas femininas se dava por isso (tenho mt pneu atras) Passou uma dieta restrita de carboidratos, praticamente so proteina, e diversos fitoterapicos (Crisina, Ginseng, e etc). Minha principal duvida foi: Sempre que pesquiso sobre tamoxifeno vejo que ele esta ligado, a gineco, e etc. Ele serve para meu caso? Fiquei na duvida. Alguem tem alguma recomendação do que posso fazer para aproveitar melhor meus niveis de testosterona? Abaixo alguns resultados de parte dos exames que fiz: HORMONIO LUTEINIZANTE (LH), soro ========================================= Método: Eletroquimioluminométrico RESULTADO VALORES DE REFERÊNCIA 15,0 UI/L Adultos : Até 9,0 UI/L Crianças pré-púberes : Até 0,6 UI/L HORMONIO FOLICULO ESTIMULANTE (FSH), soro ================================ Método: Ensaio eletroquimioluminométrico RESULTADO VALORES DE REFERÊNCIA 10,9 UI/L Adultos : Até 10,0 UI/L Crianças pré-púberes: Até 4,0 UI/L ESTRADIOL, soro ========================================================== Método: Imunoensaio competitivo por eletroquimioluminescência RESULTADO VALORES DE REFERÊNCIA 3,0 ng/dL Sexo masculino : 2,6 a 6,0 ng/dL Crianças de 1 a 10 anos: até 2,0 ng/dL PROGESTERONA, soro ======================================================= Método: Imunoensaio competitivo por eletroquimioluminescência RESULTADO VALORES DE REFERÊNCIA 126 ng/dL Adultos : de 20 a 90 ng/dL Crianças pré-púberes: até 40 ng/dL TESTOSTERONA, soro ======================================================= Método: Imunoensaio competitivo por eletroquimioluminescência. RESULTADO VALORES DE REFERÊNCIA 670 ng/dL Condições basais: Sexo masculino : 240 a 816 ng/dL Crianças pré-púberes TESTOSTERONA LIVRE, soro ================================================= RESULTADO VALORES DE REFERÊNCIA Condições basais 543,3 pmol/L Sexo Masculino : 131 a 640 pmol/L EHIDROEPIANDROSTERONA, soro ============================================= Método: Cromatografia líquida / espectrometria de massas em tandem RESULTADO VALORES DE REFERÊNCIA 2302 ng/dL Crianças pré-púberes maiores de 1 ano: até 170 ng/dL Adolescentes e adultos até 30 anos : 240 a 1200 ng/dL Acima de 31 anos: 120 a 870 ng/dL HORMONIO DE CRESCIMENTO (HGH), soro ====================================== Método: Ensaio imunométrico quimioluminescente RESULTADO VALORES DE REFERÊNCIA Condições basais: Masculino 0,81 microg/L 0,02 - 0,97 microg/L
  8. Bom pessoal boa noite tenho 24 anos atualmente , recentemente fiz uma pergunta sobre IMC no caso estou pesando 63 / 64 kg, 1.72 altura atualmente estou meio sedentário não praticando musculação no momento só caminhada de leve mesmo , bom vou ser rápido peguei esses exames de hormônios hoje no laboratório e queria saber a opinião de vocês venho a acompanhando o fórum um tempão vou ser rápido em anexar ai você veem por favor ajudem. obs, tenho tido pouca noite de sono e stress e também bebido um pouco . mais faz parte não sei. ai vai?? o que acham esses hormônios na real ?? Valeu fico aguardando opinião para procurar um endócrino certo.
  9. Bom dia Fellas, procurei no Fórum por esse tema, mas não encontrei, já que trata-se de um assunto bastante específico. Bem, sem mais delongas, vamos lá: Sofro (ia) de ginecomastia puberal e como todos sabem, é algo que causa bastante incomodo e afeta fortemente o psicológico (acredito que deixa um trauma até para aqueles que não tem mais esse problema). Posso afirmar que minha ginecomastia deu-se inicio na puberdade, contudo, não podemos dizer ao certo se foi por questões púberes (maior parte dos casos) ou devido a um micro adenoma (Prolactinoma) que possuo, este que afeta acentuadamente os meus níveis hormonais (especificando de uma forma simples: é um tumor benigno na hipófise que está no cérebro e por sua vez interfere na produção hormonal). Realizei a cirurgia de ginecomastia + lipomastia em dezembro de 2015 aos meus 23 anos de idade, tal momento foi muito feliz, pois há anos queria ter realizado esse procedimento, mas não era possível visto o elevado custo $$$. Após isso a minha vida foi mudada, com 4 meses já havia voltado aos treinos e estava com outra aparência na região do tórax. Com 6 meses após a cirurgia realizei uma ultrassonografia mamaria para avaliar o resultado (por dentro), já que externamente estava excelente. Após 14 meses de cirurgia realizei outra ultrassonografia mamaria e nela relatava mais um resultado satisfatório quando comparado antes da cirurgia. A parte ruim iniciou quando notamos que a ginecomastia estava “retornando”, e ao médico avaliar os exames que fizemos por “precaução”, percebeu que a glândula havia aumentado entre os exames, ainda que pouco. Apesar que, visualmente, consegue-se se enxergar e sentir ao apalpar. (Não está nem de perto como era antes, mas já causa certo desconforto por marcar na camisa e poder ver ao olhar no espelho quando sem camisa). Peço a ajuda de vocês para avaliar junto comigo esta situação, quem sabe podemos regredir esse caso para como ficou após a cirurgia, ou ao menos impedir que ela avance. Algumas informações sobre meu estado atual: 25 anos Altura - 1m77cm Peso - 80kg atualmente, estou em processo de emagrecimento – pretendo atingir 73kg para me enquadrar na categoria de peso para competições de jiujitsu Possuo uma boa qualidade muscular, tenho uma definição moderada, acredito que ficarei bastante definido quando atingir o peso de 73kg Rotina semanal: 4 – 6 lutas (jiujitsu e submission) | 3x musculação | 3x preparação física Média dos níveis hormonais: Testo 900 | Estradiol 40 | Prolactina 25 (Nunca realizei nenhum ciclo na vida) Tentei resumir ao máximo, mas ainda assim está extenso - caso tenha faltado alguma info relevante, me avise que estarei a disposição para acrescentar.
  10. GINECOMASTIA Glenn D. Braunstein, M.D. Traduzido, adaptado e complementado por Hitch ETIOLOGIA Ginecomastia é causada basicamente pelo desequilibro entre andrógenos e estrógenos livres. Logo o X da questão se trata do aumento do nível de estrógeno não-ligado no tecido mamário. Tá, mas isso pode acontecer por diversos mecanismos diferentes: - Se o individuo tem hipogonadismo, ele consequentemente tem um nível de testosterona baixo, prejudicando o equilíbrio entre T/E. - Se o individuo tem hipertireoidismo, ele consequentemente tem maior nível de SHBG e como a testosterona tem maior afinidade por essa globulina do que o estrógeno, haverá prejuízo no equilíbrio entre T/E. - Alguns medicamentos tem mais afinidade pelo SHBG do que o estrógeno e menos do que a testosterona, a espironolactona é um exemplo disso. Nesse caso, apenas o estrógeno é deslocado do SHBG resultando em mais estrógeno livre, o que prejudica o equilíbrio entre T/E. E por ai vai... Vale ressaltar que na puberdade (principalmente quando esta se dá de forma precoce), há naturalmente mais produção de estrógeno testicular e em tecidos periféricos em detrimento de testosterona mais baixa, pois essa ainda não atingiu um nível ideal. DIAGNÓSTICO E SINAIS/SINTOMAS Os sinais característicos da ginecomastia envolvem a presença de uma massa firme e não muito dura que fica na região mamilo-areolar(onde fica a glândula), ou seja, nos mamilos e no circulo ao redor. Geralmente a ginecomastia é bilateral e por muitas vezes é assintomática, porém no estágio inicial da doença os indivíduos costumam sentir dor e sensibilidade nos mamilos. Com isso, através do exame físico, o especialista já consegue diferenciar ginecomastia de uma lipomastia. O especialista a procurar nesses casos é o mastologista. Para saber o que originou a ginecomastia, o médico deve solicitar exames hormonais (pelo menos LH, TT e estradiol - ver tabela a abaixo) e saber que tipos de medicamentos o individuo utiliza, isso inclui fitoterápicos também. TRATAMENTO Obs 1: Antes de tudo deve-se avaliar juntamente com médico se é necessário o tratamento realmente. Digo isso porque a ginecomastia puberal, por exemplo, costuma ser auto-resolutiva, assim como alguns tipos de ginecomastia (a depender do grau de severidade). Depois do primeiro ano o tecido glandular que estava hiperplasiado e com inflamação (por isso a dor) dá lugar ao tecido fibroso, que é mais denso e não haverá mais presença de inflamação. É nessa fase que os indivíduos costumam ser assintomáticos. Se a ginecomastia não reduzir e aquilo realmente estiver abalando o psicológico do homem, a cirurgia pode ser uma opção. Obs 2: Com exceção da ginecomastia idiopática, o objetivo principal do tratamento de modo geral é reverter a doença de base. Exemplo: Individuo com hipogonadismo, deve tratar sua baixa testosterona primeiramente, porque isso irá melhorar sua razão T/E. No caso de medicamentos que possam causar ginecomastia, o ideal é suspendê-los mas isso deve ser feito sempre em decisão conjunta com o seu médico. I. Tratamento com medicamentos Para maior eficácia dos medicamentos o ideal é que o tratamento seja feito o quanto antes, pois depois que o tecido fibroso substitui totalmente o tecido glandular (1-2 anos), usar medicamentos, sejam de que classe forem, será praticamente inútil. O foco do tratamento é corrigir o desequilíbrio entre T/E e/ou impedir que o estrógeno consiga promover o alargamento da glândula mamária. SERMS: Apesar de não existirem diretrizes oficiais, os SERMS são a classe de primeira linha para o tratamento de ginecomastia na fase aguda, devido a maior eficácia clínica. Tamoxifeno, na dose de 10-20 mg/dia por 3-9 meses tem uma taxa de regressão de 80-90%. Como disse o quanto antes você tratar, melhor, porque até a duração da terapia pode ser menor que essa. O tamox é usado inclusive no tratamento profilático de ginecomastia de homens em tratamento para câncer de próstata. Raloxifeno, também tem uma taxa de regressão semelhante ao do tamox com uma dose de 60 mg/dia, entretanto, é bem mais caro. O clomifeno dentre os SERMS foi pouco estudado para tratamento de ginecomastia e tem uma taxa de regressão de aproximadamente 42%. Inibidores da Aromatase (IAs): Os principais agentes usados são anastrozol e testolactona, porém eles são menos eficazes do que os SERMS. Os IAs podem ser usados para evitar uma possível ginecomastia, como é o caso de indivíduos que apresentam uma atividade excessiva da aromatase ou nos usuários de esteroides que usam compostos que aromatizam, porém depois do quadro instalado os SERMS são a melhor opção. Usando uma analogia básica do Dr Scally: Imagine que você tem um castelo com 100 entradas e precisa defendê-lo de ladrões. As entradas são os receptores de estrógeno e os ladrões são o E2 . Nesse cenário você tem duas opções: (1) Defender todos os portões, bloqueando-os (SERMS) (2) Matar 50% (podendo chegar a 90%) dos ladrões mas não proteger os portões (IAs) Na escolha da segunda opção, eventualmente algum ladrão vai passar, a pergunta é: se a quantidade deles vai ser suficiente para arruinar seu castelo. Vai arriscar? Preparações tópicas de DHT e uso de danazol são usadas no tratamento de ginecomastia em alguns estudos, mas carecem de estudos com um maior prazo e ainda sim apresentam menor taxa de regressão do que as opções acima. II. Tratamento cirúrgico O tratamento cirúrgico é indicado para indivíduos: - Que tem ginecomastia persistente; - Que não foram responsivos ao tratamento medicamentoso; - Que querem uma solução imediata, do ponto de vista estético; - Ou todas. A faca pode ser uma opção na ginecomastia de leve a moderada. A ginecomastia de alto grau, deve ser avaliada cuidadosamente porque há um comprometimento grande do tecido e por muitas vezes o efeito estético final não é o que o paciente espera. A cirurgia não é indicada para indivíduos que estão na puberdade. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Esse texto é meio que uma atualização desse: http://web.archive.org/web/20090716203625/http://www.hipertrofia.org/forum/index.php?showtopic=13102. Que é tão antigo que não tem mais na versão atual do fórum hehe Não tem a mesma abordagem, até porque o primeiro tópico não é de minha autoria, mas é no mesmo segmento. Artigo principal: http://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMcp070677 Demais referências: http://www.nature.com/nrendo/journal/v10/n11/full/nrendo.2014.139.html http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3987263/ http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3987263/ http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2770912/ Links interessantes: https://thinksteroids.com/community/threads/steroids-gynecomastia-and-gyno-surgery.134363225/ https://thinksteroids.com/community/threads/a-thread-devoted-to-gynecomastia.134304625/ http://www.gynecoma.com/ http://www.hipertrofia.org/forum/topic/187061-ginecomastia-e-tamoxifeno/(tópico stein) FAQs E a ginecomastia por prolactina? Bom, a hiperprolactinemia pode causar feedback negativo e consequentemente diminuir os níveis de testosterona e talvez isso cause um desequilíbrio real entre T/E. Só que o aumento da prolactina em homens se dá geralmente pelo aumento de e2, pois os dois tem correlação positiva, a não ser que você tenha um tumor na pituitária (espero que não). Veja você, a chave está em controlar o estrógeno. Embora a prolactina tenha receptor próprio no tecido mamário, sem o estrógeno não há hiperplasia ductal. Então você está dizendo que na ginecomastia o uso de cabergolina ou bromocriptina é dispensável? Bingo. Depois da cirurgia, há chance de recorrência? Sim, dependendo do método da cirurgia a chance pode chegar a 10%. Entenda que se você continuar usando EAs sem controlar o estrógeno, usar outros medicamentos que possam causar ginecomastia, tiver um alto ganho de peso etc, a glândula pode voltar a crescer sim, porque qualquer que seja a técnica cirúrgica e dependendo do grau da ginecomastia, pode haver vestígios glandulares mesmo após a ressecção. Estou na puberdade e estou com ginecomastia, preciso fazer algum tratamento? Eu recomendaria esperar pelo menos uns 6 meses, porque na maioria dos adolescentes a ginecomastia tende a reduzir espontaneamente. Entretanto, se isso lhe incomodar de verdade, procure um médico. Depois de inciado o tamox com quanto tempo começo a sentir melhora nos sintomas? Em média, no primeiro mês, a maioria dos homens tendem a ficar assintomáticos e com melhora significativa da ginecomastia.
  11. Boa noite, galera. Há 10 meses atrás, realizei um ciclo com M-drol, onde não fiz a devida tpc. Resultado: "tetas". Fui consultar um endócrino, realizei exames em dois laboratórios diferentes, e não diagnosticaram ginecomastia, apesar de existir um nódulo na mama. A endócrina afirma que é ginecomastia, mas os dois laboratórios, que por sinais são bem famosos, negam a informação, dizendo apenas ser um "tecido mamário". Seguem as foto: Consultei um cirurgião plástico para realizar a cirurgia, mas a UNIMED negou, pois alegou ser por "estética", já que os exames não apontam ginecomastia. Realizei diversos exames, e a minha prolactina está normal. Com muita pesquisa, entendi que o m-drol causa mamas pela prolactina. A minha dúvida é: Compensa eu comprar o dostinex agora, e tentar sanar o problema? Será que mesmo agora, depois de 10 meses, posso ter um efeito bacana na solução dessas tetas? Valeu galera, abraços!
  12. Boa tarde, galera! Por conta do início de um relacionamento sério resolvi marcar um urologista para fazer exames de DSTs e ter uma vida sexual saudável e tranquila. Ao consultar-me com o médico, além dos exames de DSTs, também relatei que estava sentindo há algum tempo a libido bem abaixo do normal e estava com dificuldades em manter a ereção. Desse modo, pedi para que fosse feito um exame de testosterona, receoso de que ela estaria baixa. Além do exame de testosterona, o médico, por conta própria, receitou os exames de prolactina, FSH e LH. Quando peguei o resultado, assustei-me com os níveis de prolactina, que realmente estavam muito altos. Comecei a pesquisar na internet e relacionei aos sintomas que estavam me acometendo. Em nova consulta com o médico, enfatizei a falta de libido, dificuldade de manter a ereção e os relacionei com a alta prolactina. O médico disse que aquele resultado era irrisório para caracterizar os sintomas que eu estava sentindo e diagnosticou como uma dificuldade psicológica. Assim, receitou-me por 2 meses uma fórmula de L-arginina 1000 mg, Tadalafila 6 mg e Ioimbina 10 mg, a ser tomada antes de dormir. Desde então, a libido e a ereção melhoraram um pouco, mas estão longe de 100%. Isso me faz pensar que a causa desses sintomas é a alta prolactina. Dessa forma, gostaria da ajuda e opinião de vocês para tentar reverter este quadro! Desde já, muito obrigado! Seguem os exames!
  13. Bom dia!! possuo 24 anos a mais ou menos 1 ano e meio tive um problema com ginecomastia devido ao uso de Pro Hormonais, (M-droll) onde inclusive entrei na faca para retirar a glândula, só que imagino que por questões estéticas a medica acabou deixando um pedaço da glândula, o formato de peito de mulher sumiu, porem os bicos ficaram pontudo. Pois bem ultimamente a glândula voltou a crescer nada gritante apenas sinto um caroço crescer abaixo os mamilos e se alastrar em direção as axilas, sem dor nem sensibilidade realizei uns exame de prolactina e estradiol e gostaria da opinião de vocês sobre os valores abaixo e a possível solução se tiver rsrsr, Prolactina, Resultado 11,16 ng/ml Referencia 4,00 - 15,2 ng/ml Estradiol E2, Resultado 29,1 ng/ml Referencia pre púberes até 20 pg/ml adultos 7,63 a 42,6
  14. Fiz alguns exames de sangue somente por curiosidade para ver como tava o quadro hormonal. Segue : LH, FSH e E2 eu imagino que estão ok, porém a testosterona, mesmo dentro dos níveis padrões, não está baixa de mais, levando que em conta que eu tenho 19 anos e estou no "pico da minha juventude"? Será que está baixa assim por causa da Prolactina? E outra coisa, acham que eu deveria entrar com Dostinex em razão da Prolactina relativamente alta? Obs: Nunca ciclei, e por enquanto não pretendo, só quando fizer uns 21 anos. O que vocês acham?
×
×
  • Criar Novo...