Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Clique aqui

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''estrogeno''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Hipertrofia
    • Venda de Suplementos
    • Nutrição e Suplementação
    • Treinamento
    • Esteróides Anabolizantes
    • Geral
    • Diário de Treino
    • Saúde e Qualidade de Vida
    • Academia em Casa
    • Área Feminina
    • Assuntos Acadêmicos
    • Entrevistas
    • Arquivo
  • Assuntos gerais
    • Off-Topic
    • Mixed Martial Arts
    • Fisiculturismo, Powerlifting e Outros
  • Fisiculturismo
  • Multimídia
    • Vídeos de Fisiculturismo e Strongman
    • Fotos Fisiculturismo
    • Fotos de Usuários
  • Fórum
    • Críticas, Sugestões e Suporte ao Fórum
    • Lixeira
  • Off-Topic

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Localização


Peso


Altura


Idade

Conteúdo continua após a publicidade.

Encontrado 3 registros

  1. GINECOMASTIA Glenn D. Braunstein, M.D. Traduzido, adaptado e complementado por Hitch ETIOLOGIA Ginecomastia é causada basicamente pelo desequilibro entre andrógenos e estrógenos livres. Logo o X da questão se trata do aumento do nível de estrógeno não-ligado no tecido mamário. Tá, mas isso pode acontecer por diversos mecanismos diferentes: - Se o individuo tem hipogonadismo, ele consequentemente tem um nível de testosterona baixo, prejudicando o equilíbrio entre T/E. - Se o individuo tem hipertireoidismo, ele consequentemente tem maior nível de SHBG e como a testosterona tem maior afinidade por essa globulina do que o estrógeno, haverá prejuízo no equilíbrio entre T/E. - Alguns medicamentos tem mais afinidade pelo SHBG do que o estrógeno e menos do que a testosterona, a espironolactona é um exemplo disso. Nesse caso, apenas o estrógeno é deslocado do SHBG resultando em mais estrógeno livre, o que prejudica o equilíbrio entre T/E. E por ai vai... Vale ressaltar que na puberdade (principalmente quando esta se dá de forma precoce), há naturalmente mais produção de estrógeno testicular e em tecidos periféricos em detrimento de testosterona mais baixa, pois essa ainda não atingiu um nível ideal. DIAGNÓSTICO E SINAIS/SINTOMAS Os sinais característicos da ginecomastia envolvem a presença de uma massa firme e não muito dura que fica na região mamilo-areolar(onde fica a glândula), ou seja, nos mamilos e no circulo ao redor. Geralmente a ginecomastia é bilateral e por muitas vezes é assintomática, porém no estágio inicial da doença os indivíduos costumam sentir dor e sensibilidade nos mamilos. Com isso, através do exame físico, o especialista já consegue diferenciar ginecomastia de uma lipomastia. O especialista a procurar nesses casos é o mastologista. Para saber o que originou a ginecomastia, o médico deve solicitar exames hormonais (pelo menos LH, TT e estradiol - ver tabela a abaixo) e saber que tipos de medicamentos o individuo utiliza, isso inclui fitoterápicos também. TRATAMENTO Obs 1: Antes de tudo deve-se avaliar juntamente com médico se é necessário o tratamento realmente. Digo isso porque a ginecomastia puberal, por exemplo, costuma ser auto-resolutiva, assim como alguns tipos de ginecomastia (a depender do grau de severidade). Depois do primeiro ano o tecido glandular que estava hiperplasiado e com inflamação (por isso a dor) dá lugar ao tecido fibroso, que é mais denso e não haverá mais presença de inflamação. É nessa fase que os indivíduos costumam ser assintomáticos. Se a ginecomastia não reduzir e aquilo realmente estiver abalando o psicológico do homem, a cirurgia pode ser uma opção. Obs 2: Com exceção da ginecomastia idiopática, o objetivo principal do tratamento de modo geral é reverter a doença de base. Exemplo: Individuo com hipogonadismo, deve tratar sua baixa testosterona primeiramente, porque isso irá melhorar sua razão T/E. No caso de medicamentos que possam causar ginecomastia, o ideal é suspendê-los mas isso deve ser feito sempre em decisão conjunta com o seu médico. I. Tratamento com medicamentos Para maior eficácia dos medicamentos o ideal é que o tratamento seja feito o quanto antes, pois depois que o tecido fibroso substitui totalmente o tecido glandular (1-2 anos), usar medicamentos, sejam de que classe forem, será praticamente inútil. O foco do tratamento é corrigir o desequilíbrio entre T/E e/ou impedir que o estrógeno consiga promover o alargamento da glândula mamária. SERMS: Apesar de não existirem diretrizes oficiais, os SERMS são a classe de primeira linha para o tratamento de ginecomastia na fase aguda, devido a maior eficácia clínica. Tamoxifeno, na dose de 10-20 mg/dia por 3-9 meses tem uma taxa de regressão de 80-90%. Como disse o quanto antes você tratar, melhor, porque até a duração da terapia pode ser menor que essa. O tamox é usado inclusive no tratamento profilático de ginecomastia de homens em tratamento para câncer de próstata. Raloxifeno, também tem uma taxa de regressão semelhante ao do tamox com uma dose de 60 mg/dia, entretanto, é bem mais caro. O clomifeno dentre os SERMS foi pouco estudado para tratamento de ginecomastia e tem uma taxa de regressão de aproximadamente 42%. Inibidores da Aromatase (IAs): Os principais agentes usados são anastrozol e testolactona, porém eles são menos eficazes do que os SERMS. Os IAs podem ser usados para evitar uma possível ginecomastia, como é o caso de indivíduos que apresentam uma atividade excessiva da aromatase ou nos usuários de esteroides que usam compostos que aromatizam, porém depois do quadro instalado os SERMS são a melhor opção. Usando uma analogia básica do Dr Scally: Imagine que você tem um castelo com 100 entradas e precisa defendê-lo de ladrões. As entradas são os receptores de estrógeno e os ladrões são o E2 . Nesse cenário você tem duas opções: (1) Defender todos os portões, bloqueando-os (SERMS) (2) Matar 50% (podendo chegar a 90%) dos ladrões mas não proteger os portões (IAs) Na escolha da segunda opção, eventualmente algum ladrão vai passar, a pergunta é: se a quantidade deles vai ser suficiente para arruinar seu castelo. Vai arriscar? Preparações tópicas de DHT e uso de danazol são usadas no tratamento de ginecomastia em alguns estudos, mas carecem de estudos com um maior prazo e ainda sim apresentam menor taxa de regressão do que as opções acima. II. Tratamento cirúrgico O tratamento cirúrgico é indicado para indivíduos: - Que tem ginecomastia persistente; - Que não foram responsivos ao tratamento medicamentoso; - Que querem uma solução imediata, do ponto de vista estético; - Ou todas. A faca pode ser uma opção na ginecomastia de leve a moderada. A ginecomastia de alto grau, deve ser avaliada cuidadosamente porque há um comprometimento grande do tecido e por muitas vezes o efeito estético final não é o que o paciente espera. A cirurgia não é indicada para indivíduos que estão na puberdade. --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Esse texto é meio que uma atualização desse: http://web.archive.org/web/20090716203625/http://www.hipertrofia.org/forum/index.php?showtopic=13102. Que é tão antigo que não tem mais na versão atual do fórum hehe Não tem a mesma abordagem, até porque o primeiro tópico não é de minha autoria, mas é no mesmo segmento. Artigo principal: http://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMcp070677 Demais referências: http://www.nature.com/nrendo/journal/v10/n11/full/nrendo.2014.139.html http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3987263/ http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3987263/ http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2770912/ Links interessantes: https://thinksteroids.com/community/threads/steroids-gynecomastia-and-gyno-surgery.134363225/ https://thinksteroids.com/community/threads/a-thread-devoted-to-gynecomastia.134304625/ http://www.gynecoma.com/ http://www.hipertrofia.org/forum/topic/187061-ginecomastia-e-tamoxifeno/(tópico stein) FAQs E a ginecomastia por prolactina? Bom, a hiperprolactinemia pode causar feedback negativo e consequentemente diminuir os níveis de testosterona e talvez isso cause um desequilíbrio real entre T/E. Só que o aumento da prolactina em homens se dá geralmente pelo aumento de e2, pois os dois tem correlação positiva, a não ser que você tenha um tumor na pituitária (espero que não). Veja você, a chave está em controlar o estrógeno. Embora a prolactina tenha receptor próprio no tecido mamário, sem o estrógeno não há hiperplasia ductal. Então você está dizendo que na ginecomastia o uso de cabergolina ou bromocriptina é dispensável? Bingo. Depois da cirurgia, há chance de recorrência? Sim, dependendo do método da cirurgia a chance pode chegar a 10%. Entenda que se você continuar usando EAs sem controlar o estrógeno, usar outros medicamentos que possam causar ginecomastia, tiver um alto ganho de peso etc, a glândula pode voltar a crescer sim, porque qualquer que seja a técnica cirúrgica e dependendo do grau da ginecomastia, pode haver vestígios glandulares mesmo após a ressecção. Estou na puberdade e estou com ginecomastia, preciso fazer algum tratamento? Eu recomendaria esperar pelo menos uns 6 meses, porque na maioria dos adolescentes a ginecomastia tende a reduzir espontaneamente. Entretanto, se isso lhe incomodar de verdade, procure um médico. Depois de inciado o tamox com quanto tempo começo a sentir melhora nos sintomas? Em média, no primeiro mês, a maioria dos homens tendem a ficar assintomáticos e com melhora significativa da ginecomastia.
  2. EXCESSO DE ESTROGÉNIO NO SER HUMANO: CAUSAS, EFEITOS E COMO O EVITAR! O excesso de estrogénio é um crescente problema de saúde que afecta toda a gente ao redor do mundo. Embora se trate de um problema mais comum nas mulheres que nos homens, também pode afectar os homens, e causar sérios problemas, tais como infertilidade, disfunção eréctil, hipertrofia da próstata e certos tipos de cancro. Embora o estrogénio seja conhecido por ser uma hormona feminina, também é produzida pelos homens em pequenas quantidades. O excesso de estrogénio é um desequilíbrio hormonal que acontece quando os níveis de estrogénio estão demasiado altos em relação a outras hormonas do organismo. Pode ser causado por um excesso de produção de estrogénio ou pela produção insuficiente de outras hormonas, tais como a testosterona e progesterona. Embora o excesso de estrogénio nos homens, seja causado em grande parte por factores como a obesidade, alcoolismo ou exposição a uma forma de estrogénio ambiental chamado de “xenoestrogénios”. Pode também ser causado por um número de problemas médicos, incluindo doenças da glândula pituitária e tumores nos testículos. Se suspeita que pode estar a sofrer de excesso de estrogénio, consulte um médico o mais brevemente possível. SINTOMAS DE EXCESSO DE ESTROGÉNIO EM HOMENS Libido baixa Impotência/disfunção eréctil Infertilidade Calvice Ginecomastia Aumento da massa adiposa Aumento da próstata Cancro da próstata Cancro dos testículos COMO EVITAR O EXCESSO DE ESTROGÉNIO: Mantenha um peso saudável. O estrogénio é produzido em grande parte, pelas células adiposas, por isso, uma das causas mais comuns do excesso de estrogénio nos homens e nas mulheres, é a obesidade. Baba 6-8 copos de água por dia. Manter-se hidratado, ajuda os rins a manterem-se funcionais e saudáveis, encorajando assim um equilíbrio hormonal saudável. Ingira uma dieta rica em fibra. A fibra alimentar liga-se ao excesso de estrogénio e remove-o do organismo como sendo lixo. Também ajuda a prevenir a obstipação, o que agrava a síndrome do excesso de estrogénio. Exercite-se de forma regular. A pratica regular do exercício promove um equilíbrio hormonal saudável. Beba álcool com moderação ou torne-se abstémio. O álcool é uma substância “estrogénica”, quer dizer, faz com que o organismo produza mais estrogénio. Também interfere na capacidade dos rins removerem o excesso de estrogénio do organismo. O alcoolismo é outra causa para a síndrome do excesso de estrogénio nos homens. Evite os xenoestrogénios. Os xenoestrogénios são um tipo de substancia (produzidas pelo homem) chamados de desestabilizadores do sistema endócrino, que imitam a acção do estrogénio no organismo. São encontrados em muitos objectos presentes no nosso dia-a-dia, incluindo alimentos, e um crescente numero de cientistas acreditam que eles são um dos maiores factores que estão a contribuir para o problema do excesso de estrogénio a nível mundial. Para muitas pessoas, as fontes mais comuns de xenoestrogénios incluem a carne e produtos do campo em que foram usados hormonas de crescimento, pesticidas químicos e herbicidas que acabam por ser consumidos à mesa ou usado em casa ou jardim. Outras fontes comuns, são certos tipos de produtos plásticos, cosméticos e produtos de beleza. REDUZINDO A EXPOSIÇÃO AOS XENOESTROGÉNIOS Níveis excessivos da hormona estrogénio, também chamada de domínio do estrogénio, estão associados a vários problemas de saúde. Uma das maiores causas do excesso de estrogénio é uma classe de compostos conhecidos como “xenoestrogénios” Xenoestrogénios (estrogénio estranho literalmente) são compostos fabricados pelo homem, que imitam o efeito do estrogénio natural no organismo. São semelhantes em, função aos fitoestrogénios. Que existem de forma natural nas plantas, mas têm tendência a ser muito mais fortes. O efeito dos xenoestrogénios no ambiente e organismo humanos ainda está em fase de estudo, no entanto, sabe-se já que muitos tipos de xenoestrogénios aumentam o efeito do estrogénio no organismo. Por essa razão, acredita-se que são um grande factor contributivo em muitos casos de síndrome de excesso de estrogénio. Evitar os xenoestrogénios, é um passo importante no sentido de reduzir os sintomas e problemas de saúde associados aos níveis excessivos de estrogénio, incluindo o cancro da mama, endometriose, fibroma uterino, PMS, PCOS e infertilidade/impotência. É especialmente importante que as grávidas, mulheres que amamentam, crianças, adolescentes e indivíduos com doenças sensíveis aos estrogénio, que reduzam ao máximo a exposição aos xenoestrogénios. Infelizmente os xenoestrogénios estão presente em milhares de objectos do nosso dia a dia, incluindo na comida, cosméticos e utensílios de cozinha. ALIMENTOS ORGÂNICOS QUE É IMPORTANTE COMPRAR Estes são os alimentos com os níveis mais altos de xenoestrogénios e outros compostos desreguladores do sistema endócrino Morangos Espinafres Repolhos Ananás Feijão Verde Espargos Cenouras Amoras Cerejas Maçãs Pêssegos Uvas Pimentos PESTICIDAS QUÍMICOS E FERTILIZANTES Um dos xenoestrogénios mais famosos é o DDT, o qual foi banido nos Estados Unidos graças ao trabalho inovador de Rachel Carson´s, que investigou os perigos ecológicos dos pesticidas sintéticos. Infelizmente, este composto ainda é usado na alimentação e outros produtos agrícolas em muitos outros países, e pode persistir no solo durante séculos, por isso, apesar de estar banido, muitas pessoas em todo o mundo continuam a estar expostas e a sofre os efeitos do DDT. O DDT persiste no corpo humano durante décadas, onde é armazenado no tecido adiposo tal como os seios. As mulheres com níveis detectáveis de DDT no tecido mamário, têm 5 vezes mais probabilidades de desenvolver o cancro da mama do que as mulheres sem níveis detectáveis. Infelizmente, o DDT não é o único químico de uso agrícola que contem xenoestrogénios, e muitos outros continuam a ser de uso legal nos Estados Unidos e no mundo. Estima-se que o cidadão americano comum consume cerca de meio kilo de pesticidas por ano. Entre os produtos comuns que contem xenoestrogénios estão a atrazide, endosulfan e methoxychlor. Existem algumas boas notícias em relação aos pesticidas: Pela primeira vez a EPA vai requerer testes a um certo número de químicos usados como pesticidas para determinar se actuam como desreguladores do sistema endócrino. No entanto, é provável que ainda tenham que passar muitos anos ate se saibam os resultados e sejam tomadas medidas. COMO EVITAR OS PESTICIDAS Adquira comida orgânica sempre que possível Use métodos naturais de controlo de pragas na sua casa e jardim Evite o uso de champôs, coleiras e pesticidas contra as pulgas nos seus animais e em casa Se realmente tem que usar pesticidas ou fertilizantes, segui as instruções exactas do rótulo do produto Faça campanha contra o uso de pesticidas nas escolas e locais de trabalho. As crianças são especialmente susceptíveis aos efeitos dos xenoestrogénios A carne e leite proveniente de gado alimentado a pastos, tem menos probabilidade de conterem xenoestrogénios CARNE, LEITE, E OVOS As hormonas de crescimento aplicadas nas vacas, porcos e outro gado, são uma fonte importante de xenoestrogénios, e o consumo elevado de leite produzido de forma industrial está especialmente associado a níveis elevados de estrogénio, devido à combinação das hormonas naturais e artificiais contidas no leite. Entre os criadores industriais de gado, é uma prática bastante comum, a aplicação de compostos xenoestrogénicos no gado, de forma a aumentarem mais de peso, já que são baratos e essa pratica não é convenientemente fiscalizada. COMO EVITAR ISSO Prefira carne ovos e leite de origem orgânica. Melhor ainda, escolha carne e leite de animais alimentados a pastagens, bem como frangos e porcos criados a pastagens. Reduza o seu consumo geral de produtos animais, especialmente lacticínios produzidos de forma industrial. PRODUTOS DE PINTURA PARA AS UNHAS, SÃO UMA FONTE COMUM DE XENOESTROGÉNIOS Cosméticos e toalhetes Infelizmente, uma das formas mais eficazes de absorver os xenoestrogénios é através da pele. Os xenoestrogénios absorvidos através de pele, são 10 vezes mais potentes que os ingeridos de forma oral, porque passam directamente para os tecidos em vez de passarem pelo fígado. Os produtos para pintura de unhas são uma fonte de xeonestrogénios cosméticos, toalhetes e outros produtos aplicados directamente na pele, contêm xenoestrogénios. Alguns champôs, em particular os direccionados para a comunidade afro-americana, até anunciam o seu conteúdo em estrogénio (estradiol)! Pintura para as unhas e protectores solares são fontes comuns de xenoestrogénios, incluindo phthalates, benzophenone-3, homosalate, 4-methyl-benzyline camphor (4-MBC), octyl-methoxycinnamate e octyl-dimethyl-PABA. Outros produtos, incluindo cremes hidratantes, pastas de dentes, sabonetes, cremes de barbear, sprays para o cabelo, e muitos mais, contêm xenoestrogénios na forma de parabenos, phenoxyethenol, phenoxyethenol, phthalates e outros compostos. COMO OS EVITAR A melhor fonte de informação acerca da segurança dos cosméticos e produtos de beleza é o site, http://www.cosmeticsdatabase.com PLÁSTICOS Os plásticos, especialmente os plásticos moles, contem muitos compostos que são considerados xenoestrogénicos. Phthalates, é um tipo de plástico, usado para tornar os plásticos mais moles e flexíveis, são um xenoestrogénio comum. Esses compostos podem ser libertados ao longo do tempo, em resposta ao calor ou outros estímulos. Os phthalatos são usados em vários produtos desde, manutenção de alimentos (tupperwares), brinquedos de criança, certos tipos de roupa e calçado, produtos de higiene, pesticidas, sacos de supermercado, biberões… a lista continua quase indefinidamente. COMO OS EVITAR Utilize rolos de plástico transparente, que não contenha DEHA e substitua os plásticos transparentes da carne e outros alimentos que compra no supermercado logo que chegue a casa, a menos que compre numa cadeia de supermercados como a “Whole Foods” que não usa plásticos com DEHA. Nunca aqueça comida em plásticos no microondas. Mesmo que afirme que é próprio para utilizar no micro-ondas. Em vez disso utilize suportes de vidro ou cerâmica. Evite o Teflon e outros utensílios com propriedade anti-aderentes. Utensílios em aço são uma alternativa mais barata, duradoura e saudável. Compre a agua e outras bebidas engarrafada em vidro em vez de plástico. Evite o consumo de alimentos enlatados. Nos USA, cerca de 85% dos enlatados contêm bisphenol-A (BPA), para reduzir o sabor metálico que pode estar presente nos alimentos enlatados. Infelizmente, o BPA é um xenoestrogénio conhecido que é libertado quando exposto ao calor, tal como o processo de esterilização pelo qual algumas latas passam, ou ácido. O BPA está também presente em muitos biberões de plástico, tupperwares, e outros produtos. Não beba líquidos em copos ou canecas de plástico. PRODUTOS DE LIMPEZA Muitos produtos de limpeza contêm xenoestrogénios. Particularmente perigosos são, os detergentes e amaciadores usados para lavar roupa, porque os resíduos que ficam nas roupas, toalhas e outras peças, passam a estar em contacto com a pele. Ambientadores e repelentes de insectos são também fontes de xenoestrogénios. COMO OS EVITAR Utilize produtos de limpeza mais “antigos”, tais como vinagre, borato de sódio e bicarbonato de sódio, sempre que possível. Evite amaciadores de roupa. Utilize um detergente de lavar roupa com poucos químicos. Ventile de forma frequente a sua casa e evite o uso de ambientadores, insecticidas e outros produtos que libertam químicos no ar. AS RÃS SÃO OS ACTUAIS CANÁRIOS DAS MINAS? Água Infelizmente, os centros de tratamento de agua actuais, não estão desenhados para remover os poluentes hormonais, e a agricultura e industria farmacêutica actual, criaram uma epidemia curiosa nos peixes e rãs em vários cursos de agua por todo o mundo. Essas criaturas aquáticas estão a “mudar de sexo” devido aos elevados níveis de estrogénio que são libertados no seu meio ambiente! Embora o organismo dos seres humanos seja mais complexo que o das rãs e peixes, os poluentes hormonais também nos podem afectar a nós se bebermos ou tomarmos banho em água que os contenha. A água em muitas partes da América e do mundo, também está contaminada com produtos de uso agrícola, incluindo muitos pesticidas e fertilizantes que contêm xenoestrogénios, para além da urina e outros desperdícios de animais tratados com hormonas. COMO OS EVITAR Não passe a beber água engarrafa, que é pouco regulada e pode estar ainda mais poluída que a agua das companhias. Em vez disso, instale um sistema de filtragem da água por osmose reversa. Esses sistemas podem ser instalados em apenas uma torneira ou na casa toda. OUTRAS FONTES COMUNS DE XENOESTROGÉNIOS Café e outras bebidas com cafeína BHA e BHT, 2 dos conservantes de alimentos mais usados FD&C Red Nº3. Um agente comummente usado para desidratar alimentos (erythrosine) Marijuana. fonte:musculaçãonet referência: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1240992/pdf/ehp0110-000917.pdf
  3. Olá galera, há algum tempo faço uso do forum, já relatei bulk e agora vou ciclar pela 1ª vez. Pretendo iniciar semana que vem e gostaria de uma avaliação para melhorar a estrutura. Estudei e pesquisei tudo o que achei necessário, então quem puder ajudar será bem vindo. Não espero milagres, é só pra dar um up no shape e dar uma queimada na graxa, que não é muita (acho, rs). Atualmente : - Idade : 28 anos - Altura : 184cm - Peso : 88kg - Percentual de gordura: 11% - Medidas: só no relato (não to apegado a isso) - Tempo de treino: 7 anos total, sendo os três últimos com afinco - Objetivo : Hipertrofia muscular (visual com volume e estético) -Biotipo : mesomorfo -Metabolismo Basal: 1895C -Gasto Energético: 3240C Segue o Ciclo: 1-8 500mg/semana de Durateston Land (segunda e quinta) 2-8 80mg TSD de Oxandrolona (manipulada) 1-8 dsdn meio comprimido (2,5mg) Letrozol TPC – após 21 dias da ultima dura 15 dias 40mg de tamoxifeno 15 dias 20mg de Tamoxifeno +zma +vitaminaE (400mg) +sulbutiamina (400mg), durante os trinta dias tsd. A dieta é voltada para proteínas, hipercalórica (200+) e os detalhes postarei no futuro relato. Suplementação durante o ciclo: Whey, Creatina, BCAA e multivitamínico (incluindo vitD). Rotina de treino: Pull Push 2x para superiores e 1 dia para pernas (geral) FDS descanso Importante (eu acho): Já tomei Roacutan Pretendo acompanhar com exames Faço uso regular de tretinoína (ácido retinóico) Bom espero que esteja tudo aí. Sugestões fundamentadas são bem vindas. Quero fazer um relato top e claro obter o máximo de resultados. Abraços!!!
×
×
  • Criar Novo...