Ir para conteúdo
Clique aqui

Porque praticar uma alta ingestão de proteínas

Avalie este tópico:


Posts Recomendados

Conteúdo continua após a publicidade.

  • Respostas 216
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Olá,   A ideia deste tópico é listar e discutir estudos sobre alta ingestão de proteínas e seus potenciais efeitos na composição corporal e na saúde. Aqui eu vou mais listar do que discorrer

Se aparecer um cara que fala que 1,2 é o ideal porque testou e esse foi o valor que ele encontrou. Aí vem outro e fala que testou 1,2 e näo foi bom e quando chegou a 2,5 é que teve bons resultados.

Faça um cutting em um atleta natural com 1g/kg como o amigo ali em cima citou e veja o que sobra dele.. Generalizar é uma merda, essa questão de proteína e quantidade dela na dieta NUNCA, eu disse NUN

No meu caso, uma baixa ingesta de proteína é suficiente. Talvez pelo meu biotipo de ecto misturado com meso. Posso aumentar carb e fat de forma considerável sem ganhar gordura, com low protein (~1,2g) sem afetar muito a composição corporal. Claro que a pele não fica fininha, mas consigo ver a definição do abs. Ótimo artigo!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Que vão contra que eu saiba tem os que correlacionam alta ingestão de proteínas com problemas renais que é mais mito que comer de 3/3h e tem alguns que não mostram benefícios adicionais. Ai se for pra errar, na proteina acho melhor errar pra mais que pra menos.. Haha.

 

1,2g/kg é um valor que eu considero legal já mas também o limite minimo; consegue se obter benefícios, mas ai entram outros fatores. 1,2g/kg, por exemplo, pra alguem com o bf de 20% tem um impacto diferente do que aquele que tem de 12%. Temos que levar em consideração se está em déficit, manutenção ou superávit. A fonte de onde vem essa proteina, porque dependendo a fonte podemos estar subestimando a quantidade. A dieta em um contexto em geral, por exemplo: se a pessoa estiver em keto pode não ser interessante um quantidade grande de proteinas se a relação de gorduras não estiver muito alta. 

 

Enfim, malefícios não vai ter pela maior ingestão de proteinas, benefícios muitos estudos mostram, então pelo menos arriscar eu acho que vale a pena. 

 

Abraços.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pode até ser mas pra mim nao rolou.

Aparentemente eu estava consumindo mais proteína do que meu corpo conseguia absorver, o que estava fazendo acúmulo de acido úrico e aumento das excretas nitrogenadas (fiz exames, ta no meu post)... Diminuí um pouco a carga proteica...

 

tem que ter cuidado nesse lance de high protein, essa parada de ureia é perigoso.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom dia 

Um dos dados que considerei de maior relevância foram os resultados obtidos em pessoas de +65, pois perdem gordura e aumentam a massa magra

algo bem desafiador de se fazer nesta faixa etária 

Mas considero que deve ser algo de curta duração, pois o consumo alto causa danos no figádo e rim devido a uréia e outros compostos presentes na sitntése proteica 

Obrigado pelo tópico com ótimas informações, merece a curtida

Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Shrödinger tu tens acesso integral ao estudo:

http://ajcn.nutrition.org/content/early/2016/01/26/ajcn.115.119339 ?

 

Pra mim parece meio ridículo os caras com déficit calórico de 40% em 4 semanas ganharem 1.2kg de massa magra.

 

Gostaria de ver o protocolo de treinamento e o perfil da amostra, se possível.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
13 minutos atrás, hylian disse:

@Shrödinger tu tens acesso integral ao estudo:

http://ajcn.nutrition.org/content/early/2016/01/26/ajcn.115.119339 ?

 

Pra mim parece meio ridículo os caras com déficit calórico de 40% em 4 semanas ganharem 1.2kg de massa magra.

 

Gostaria de ver o protocolo de treinamento e o perfil da amostra, se possível.

https://www.researchgate.net/publication/292154332_Higher_compared_with_lower_dietary_protein_during_an_energy_deficit_combined_with_intense_exercise_promotes_greater_lean_mass_gain_and_fat_mass_loss_A_randomized_trial

Segue o full (ainda não li =/)

 

PS.: Galera quanto quiserem full de algum artigo, procurem no researchgate, muitos dos próprios autores publicam lá, quando não publicam o full existe a opção de você requisitar o artigo aos mesmos para leitura (aí vai da vontade deles disponibilizar ou não)

Link para o post
Compartilhar em outros sites
25 minutos atrás, hylian disse:

@Shrödinger tu tens acesso integral ao estudo:

http://ajcn.nutrition.org/content/early/2016/01/26/ajcn.115.119339 ?

 

Pra mim parece meio ridículo os caras com déficit calórico de 40% em 4 semanas ganharem 1.2kg de massa magra.

 

Gostaria de ver o protocolo de treinamento e o perfil da amostra, se possível.

Tentei colar aqui o AARR sobre esse estudo, mas não consegui desproteger o pdf. Em todo caso, o Ricardo já postou o fulltext aí em cima. 

 

Os participantes eram obesos, ao que tudo indica, destreinados. Tem alguns artigos sobre esse estudo pela internet.

 

abs

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.


Clique aqui



×
×
  • Criar Novo...