Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Clique aqui

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''Low Carb''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Hipertrofia
    • Venda de Suplementos
    • Nutrição e Suplementação
    • Treinamento
    • Esteróides Anabolizantes
    • Geral
    • Diário de Treino
    • Saúde e Qualidade de Vida
    • Academia em Casa
    • Área Feminina
    • Assuntos Acadêmicos
    • Entrevistas
    • Arquivo
  • Assuntos gerais
    • Off-Topic
    • Mixed Martial Arts
    • Fisiculturismo, Powerlifting e Outros
  • Fisiculturismo
  • Multimídia
    • Vídeos de Fisiculturismo e Strongman
    • Fotos Fisiculturismo
    • Fotos de Usuários
  • Fórum
    • Críticas, Sugestões e Suporte ao Fórum
    • Lixeira
  • Off-Topic

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Localização


Peso


Altura


Idade

Conteúdo continua após a publicidade.

Encontrado 50 registros

  1. O que é cetose? Cetose é o resultado da alteração na proporção dos hormônios insulina/glucagon e indica a mudança generalizada de um metabolismo baseado em glicose para um baseado em gorduras. A cetose ocorre em alguns estados fisiológicos, incluindo jejum (cetose de jejum), a partir de um consumo elevado de gorduras (cetose dietética) e imediatamente após exercícios (cetose pós-exercício). Todos os estados cetogênicos ocorrem basicamente pelas mesmas razões. A primeira é a redução dos níveis hormonais de insulina e aumento do glucagon – ambos dependentes da depleção do glicogênio hepático. A segunda é um aumento na disponibilidade de gorduras (ácidos graxos livres) na corrente sanguínea, seja por meio de gorduras a partir da dieta ou provenientes dos estoques de gordura do corpo. Fontes de energia do organismo As principais fontes de energia são: glicose, proteínas, gorduras e cetonas. O principal determinante do combustível utilizado pelo organismo é a disponibilidade de carboidratos. Portanto, a ingestão de carboidratos é importante pra determinar qual será o combustível utilizado primariamente. Glicose é o combustível preferido pela maioria dos tecidos. O coração é a principal exceção, pois usa uma mistura de glicose, gorduras e cetonas. A maioria dos tecidos pode usar gorduras (ácidos graxos livres), se estas estiverem disponíveis. Estão incluídos músculo esquelético, coração e a maioria dos órgãos. Entretanto, existem outros tecidos como o cérebro, medula espinhal e fibras musculares do tipo II, que não podem usar gorduras. Apesar do cérebro usar preferencialmente glicose como fonte de energia, caso haja disponibilidade, é possível a utilização de cetonas. Na verdade, após um período de adaptação, até 75% da energia do cérebro pode vir de corpos cetônicos. Assim como gordura e glicose, a utilização de cetonas é relacionada a sua disponibilidade. Em condições normais, cetonas tem uma concentração tão baixa que a sua utilização como energia é desprezível. Entretanto, caso a concentração de corpos cetônicos aumente, a maioria dos tecidos passará a utilizá-los para suprir parte de sua demanda energética. A partir do terceiro dia de cetose, todo o combustível não proteico advirá de cetonas e gorduras. A partir da terceira semana, a maioria dos tecidos que pode usar corpos cetônicos como combustível deixarão de fazê-lo. Nesse momento, a energia destes tecidos será obtida a partir da quebra de ácidos graxos livres. Acredita-se que esta adaptação serve para garantir níveis adequados de cetonas para o cérebro. Quebra e transporte de triglicerídeos Quando os triglicerídeos são quebrados, são formadas uma cadeia de glicerol e três de ácidos graxos livres. Os ácidos graxos livres viajam pela corrente sanguínea presos a uma proteína chamada de albumina. Uma vez que os ácidos graxos livres estejam na corrente sanguínea, podem ser utilizados como fonte de energia pela maioria dos tecidos, com exceção do cérebro e alguns outros. Os ácidos graxos que não forem utilizados pelos outros tecidos chegarão ao fígado, onde serão oxidados (queimados). Se existirem ácidos graxos suficientes e o fígado estiver preparado para a produção de cetonas, as mesmas serão produzidas. As células adiposas são um regulador importante da formação de cetonas, já que a ausência de uma quantidade adequada de ácidos graxos livres vai impedir a produção de corpos cetônicos pelo fígado. Ou seja, mesmo que o fígado esteja em modo cetogênico, a falta de ácidos graxos livres vai impedir o desenvolvimento da cetose. Glicogênio hepático A quantidade de glicogênio hepático é que vai determinar se o fígado vai produzir cetonas. Após aproximadamente 12-16 horas sem ingestão de carboidratos – a depender da atividade -, as reservas de glicogênio hepático estarão praticamente esgotadas. Nesse momento a cetogênese aumenta rapidamente. Na verdade, após a depleção do glicogênio hepático, o fator determinante para a produção de corpos cetônicos será a disponibilidade de ácidos graxos livres na corrente sanguínea. Além da produção de corpos cetônicos, o fígado (os rins também desempenham essa função) produzem glicogênio, na ausência de carboidratos, a partir de glicerol, lactato/pirovirato e dos aminoácidos glutamina e alanina - num processo conhecido como gliconeogênese. Adaptações da cetose As principais adaptações são na utilização de glicose e proteína. As fontes primárias de energia passam a ser cetonas e gorduras. Além disso, o cérebro tem uma mudança grande nesse processo de adaptação, quando sua necessidade de glicose sai de cerca de 100 gramas por dia para aproximadamente 40 gramas – sendo 18g vindas do glicerol e cerca de 25g de proteínas -, após 3 semanas. Com isso, a quebra de proteínas musculares para produção de glicose reduz significativamente - os aminoácidos principais nesse processo são glutamina e alanina, que são utilizados pelo fígado e pelos rins para produção de glicose. Desta forma, a cetose traz consigo um efeito protetor de massa muscular. Macronutrientes e cetose Para entrar em cetose é importante praticar uma ingestão adequada de macronutrientes. Carboidratos são 100% anti-cetogênicos, gorduras são 90% cetogênicas (10% podem ser utilizados para produção de glicose, a partir de glicerol) e proteínas são 46% anti-cetogênicas e 58% cetogênicas. Assim, fica claro que é importante limitar a ingestão de carboidratos e, em menor escala, de proteínas, ao mesmo tempo em que se aumenta o consumo de gorduras. Uma boa forma de saber se uma refeição é ou não cetogênica é utilizar a equação/razão cetogênica. Razão cetogênica Para uma refeição ser cetogênica, esta deve ter o coeficiente K/AK > 1,5. Uma boa forma de garantir que o coeficiente vai ser maior que 1,5 é manter uma proporção (em gramas) de gorduras/proteínas/carboidratos em algo parecido com 5:3:1 (ou até mesmo 4:3:1). Outra forma de se pensar em relação a essa razão é manter proporção de calorias de gorduras/proteínas/carboidratos em 70/25/5 – é possível chegar até ~10% de carboidratos, mantendo a cetose, ou até mais dependendo de outros fatores. Manutenção de massa muscular (prevenção de perda de nitrogênio) Nas semanas iniciais o cérebro precisa de 100g de glicose. Deste valor, 18g serão produzidos a partir de glicerol - este valor representa 10% do valor de gordura catabolizado em um dia por um indivíduo médio. Os 82g restantes devem ser obtidos a partir de proteínas e/ou carboidratos. Levando-se em consideração que 58% de toda a proteína ingerida vai aparecer na corrente sanguínea como glicose, há a necessidade de uma ingestão de ~150g de proteínas para evitar a utilização de proteína dos músculos. Caso se ingira carboidratos, esta ingestão pode ser menor. A partir da terceira semana, quando a demanda de glicose pelo cérebro cai para cerca de 40g, a necessidade de proteínas para a manutenção de massa muscular também reduz pra aproximadamente 40 gramas – 58% de 40 gramas equivalem a 23g, que somados aos 18g obtidos do glicerol resultam nos pouco mais de 40g de glicose necessária para o cérebro. Portanto, uma ingestão de ao menos 150g de proteínas deve garantir a manutenção de massa muscular, mas deve ser acompanhada de uma maior ingestão de gorduras e menor de carboidratos, para se manter uma proporção adequada – e a razão cetogênica acima de 1,5. Uma menor ingestão de proteínas pode preservar massa muscular, mas nesse caso é necessário consumir mais carboidratos, que são 100% anti-cetogênicos (o que pode aumentar a necessidade de gorduras para se atingir a cetose). Refeeds estruturados Periodicamente pode ser interessante realizar refeeds estruturados, que são recargas das reservas de glicogênio a partir da ingestão de carboidratos. Estas recargas retirarão o corpo temporariamente da cetose, mas não são suficientes para reverter completamente as adaptações metabólicas. Os refeeds de carboidratos tem alguns objetivos: (1) repletar glicogênio muscular; (2) normalizar hormônios como grelina, leptina, insulina...; (3) "resetar" a TMB; (4) reverter a condição catabólica do corpo; (5) dar uma folga mental pra dieta. Importante notar que um aumento na ingestão de proteínas e gorduras não tem o mesmo efeito que os carboidratos em relação aos itens 1 e 2. Além disso, há algumas discussões acerca da eficácia de refeeds curtos - um dia ou menos - quanto aos itens 2 e 3. Segue tabela associando as quantidades de carboidratos e a duração dos refeeds: Duração do Refeed Quantidade de Carboidratos 5 horas 3-6 g/kg de massa magra 1 dia 8-12 g/kg de massa magra 2 dias 4-6 g/kg de massa magra OBS1: Vale ressaltar que durante o refeed a ingestão de gordura deve ficar abaixo de 50g por dia (ou ~15% da ingestão calórica). Isso faz muita diferença visualmente, visto que um refeed com pouca gordura e frutose tende a deixar o físico mais definido e com os músculos mais preenchidos e maiores. OBS2: As fibras não entram na contagem dos carboidratos pra efeito de cetose, nem tampouco pra reposição de glicogênio.portanto usem apenas os net carbs (carbos totais menos fibras) nas contas para esses fins. O tópico Vamos conversar sobre carboidratos tem alguns números que podem ajudar a ter uma ideia de quanto se precisa de glicogênio para as atividades físicas, sobretudo aquelas de alta intensidade, o que pode ajudar a determinar o tamanho do refeed. Uma coisa interessante sobre o refeed, é que esta é uma das poucas situações onde é possível queimar gordura em um superávit calórico. Isso acontece, pois os carboidratos (que devem representar o grosso da ingestão calórica nesse processo) são direcionados pra repor os estoques de glicogênio. Entretanto, para que isso ocorra, é importante limitar a ingestão de gorduras (em 50g ou 15% das calorias), pois estas continuam sendo a forma de energia preferida. Assim, durante as primeiras 24h (ou até que os estoques de glicogênio atinjam seus níveis normais), o corpo continua queimando gordura, mesmo que se esteja em um superávit calórico. Pra quem duvida, sugiro a leitura desse post. Qual a vantagem desse tipo de abordagem quanto à composição corporal? A resposta curta é: nenhuma. Um estudo recente de Kevin Hall em câmara metabólica mostrou - como diversos outros estudos anteriores - que não houve diferença na composição corporal. Entretanto, esse estudo trouxe algo interessante: houve aumento no gasto calórico em repouso, em cerca de 100kcal, nos primeiros 7-10 dias. O estudo é esse. Portanto, é possível esperar um aumento inicial no curto prazo no gasto calórico, mas esse aumento se dissipa em pouco mais de uma semana - em todo caso, resulta em cerca de 1000 calorias a mais no gasto, sem grande esforço adicional. Das vantagens, me parece que a saciedade é o aspecto mais relevante, além da perda inicial de peso, por conta da perda de líquido. Além disso, há uma menor retenção com esse tipo de dieta, o que tende a ser bastante positivo psicologicamente. No final das contas é uma questão de preferência pessoal. Conclusão Os corpos cetônicos são sempre produzidos pelo organismo. O estado de cetose também é bastante comum e pode acontecer a partir de um jejum mais prolongado, por exemplo, não dependendo de abordagens dietéticas mais complexas. Por outro lado, para se obter um estado de adaptação pleno à cetose são necessárias ao menos 3 semanas, praticando uma ingestão alta de gorduras e limitada em termos de proteínas e sobretudo carboidratos. Nesse estado cetogênico, a necessidade de glicose do organismo será inferior a 50g, que poderão advir de gorduras e proteínas, e a maioria dos órgãos utilizará apenas cetonas e sobretudo gorduras como combustível. Links e referências A principal referência é o livro The Ketogenic Diet, do Lyle McDonald. Sugiro a leitura do tópico Vamos conversar sobre carboidratos, para melhor entendimento da função dos carboidratos e dos estoques de glicogênio e sua relação com a performance, bem como as quantidades necessárias. Além disso, pra entender mais sobre refeeds, refeições do lixo e fulldiet breaks, vale a leitura do tópico Protocolo Rapid Fat Loss. Pra finalizar, recomendo demais a leitura do guia do Ricardo, que ensina a calcular o gasto calórico (coisa que a maioria não sabe fazer), no tópico [Guia] Estimando seu GCD, Turma 101 - é importante deixar claro que a abordagem cetogênica não traz nenhum resultado mágico, portanto a perda de peso ainda vai ser o resultado das calorias gastas menos as consumidas, por isso a importância de saber estimar o GCD corretamente. Abraços, Lucas
  2. Sexo: feminino Altura: 1,74m Peso atual: 70kg BF: 22% (método das dobras cutâneas) Braço direito: 30,1 Braço esquerdo: 28,9 Cintura: 72,7 Abdome: 79,6 Quadril: 101,4 Coxa direita: 62,7 Coxa esquerda: 60,0 Começando um diário aqui para acompanhar os resultados, mas antes uma pequena introdução: Em setembro/2017, com 85kg e muito frustrada com meu corpo, resolvi começar uma low carb (que na verdade era uma cetogênica) e perdi 13kg em menos de 4 meses, só com a dieta, sem fazer exercícios. Comecei academia em abril/2018 mas, como não tinha muito conhecimento, não vi muita diferença no meu corpo, não perdi mais peso nenhum mas também não ganhei. No espelho não vi muita diferença, e por causa disso em outubro/2018 acabei largando a academia e relaxando na dieta (não voltei a comer do mesmo jeito que comia com 85kg, mas dei uma boa relaxada mesmo). Em abril/2019 resolvi pesar e tinha ganho 5kg dos 13kg que eu tinha perdido, ou seja, estava com 77kg novamente. Resolvi ir numa nutri e voltar para a academia e estou firme na dieta e nos treinos desde então, e agora sim vi resultados na balança e no espelho. Dieta Tenho ovário polístico, logo a nutri me passou uma low carb de +/- 1000 kcal (50g carb / 110 prot / 30g gord). Ela também me passou 3g de creatina diárias e um multivitamínico. Treino Musculação 4x na semana, na divisão AB2x HIIT de 2x na semana (após algum treino durante a semana e no sábado que eu faço só isso na academia) Caminhada em jejum de 40 minutos 6x na semana (não sei se eu posso chamar isso de cardio) Fotos atuais http://bit.ly/2LMYTTN http://bit.ly/2NKePsC Hoje comecei a tomar clenbuterol da Lavizoo, 1ml antes da caminhada em jejum as 7h50 da manhã, são 11h30 e eu ainda não senti nenhum colateral (to tremendo aqui, mas é de frio mesmo). Se continuar assim amanhã aumento pra 2ml.
  3. Vejo a maioria dos atletas e nutris passando dietas com baixo carb, mas os estudos que li a respeito (e os tópicos do fórum) falam que na prática, não há diferença na queima de gordura. O que realmente importa é o deficit calórico. Por que eles mexem no carboidrato então? Aí entra carb-cycling, Low carb, 0 carb, etc...
  4. Faz algum sentido deixar a maior ingestão de carbo (algo em torno de 60-75% do dia) para o pós treino para quem faz low carb restrito/moderado (no máx 100g / dia) ? Essa estratégia otimiza alguma coisa? É boa para low carbers em bulk clean?
  5. Eae galera, finalmente resolvi criar um novo relato, só pra dar um ânimo a mais. Já estou fazendo o bulk em LCHF a quase um mês e a partir de hoje ou amanhã começo a relatar. Terminei meu cutting com cerca de 72kg mas não perdi a maldita barriga, estava me sentindo magro mesmo estando até que legal mas a barriga estava lá, então resolvi parar de querer secar a barriga e resolvi partir para o bulk em low carb, ouvi muitos relatos positivos e estou aqui testando. A minha dieta base é essa e é só a base, na realidade tenho variado bastante: Atualmente estou fazendo um treino ABCDE, segue: As vezes troco a sequência e dependendo do movimento na academia troco os exercícios também. Essas são minhas fotos no final do cutting (75 kg), cheguei a 72 kg como disse porém não tirei foto: Suplementação: Whey - está acabando, acho que resta uns 2 scoops Albumina - 1,5 kg nenhuma aberta Cafeína - uso antes do treino Creatina - uso kkkk O whey e a albumina eu quase não estou usando, comprei a albumina de besta pq os macros estão sendo batidos somente com comida, o dia que eu não tiver afim de mastigar eu uso. Estou esperando meu cartão do plano médico chegar para eu fazer exames de hormônios, vitamina e "os resto tudo". Progressão de carga - Atualizado (04/03) Resolvi começar a monitorar minha progressão de carga então fiz uma planilha, pra quem tiver interesse está ai. Vou atualizar ao final de cada semana. Planilha de progressão => progressão.xls Medidas - Atualizada (27/02) Acho que é isso pessoal, se alguém sentir que está faltando algo que eu coloco. Apesar de ser um relato críticas construtivas são muito bem vindas. Vamos seguir aiiiiiii
  6. Boa noite, galera! Eu tenho por volta de 13% de gordura e peso 72kg. Minha barriga não está chapada. Tô querendo ir p dieta low carb, máx 70g de carbo por dia. Proteina 2,2 por kg e gordura 1,1 por kg. O que eu quero saber é se eu vou perder muito peso até pegar 11~10% de gordura q é o meu objetivo. Assim, peso 72kg com 13% de gordura, daí quando eu chegar nos 10% de gordura estaria pesando 65kg? minha dúvida é qual a proporção de perda. Valeu, galera.
  7. Altura : 1,77 Peso : 76kg BF : 13% (?) Objetivo : Cutting Eu iniciei com uma dieta de 1900kcals já fazem 2 semanas, que era meu gasto total estimado sem contar as calorias gastas na academia. Decidi reduzir para 1750~1800 e acresentar Aej 2x por semana. Meu café da manhã também é pós treino, por isso aquela quantidade de carbos ( e o leite em pó e para matar a vontade de doce que fica por conta do mingau ). E as proteínas estão aptas para ajudar a manter a sensação de saciedade que o carbo não é capaz de produzir. Alguma dica para melhorias ?
  8. Boa noite, galera. Tentando entrar nessa lifestyle de lowcarb, estou indo atrás de um suplemento de Omega 3. Dei uma pesquisada nos fóruns, youtube e afins. E creio que todo mundo aqui já deve ter lido de concentração de DHA/EPA, contaminação de mercúrio, bafo de peixe, ingestão de 3 a 6 gramas de EPA/DHA(Acho que no início do usop), etc... Vocês fazem o uso? É constante durante todo ano batendo as o necessário por dia? Nunca fiz o uso e as perguntas principais são: Onde comprar?(Muito vago) Relação custo/benefício nacional ou importada? Já existe alguma nacional que compensa? Alguma marca predileta? https://www.monstersuplementos.com.br/omega-3-90caps-max-titanium?gclid=EAIaIQobChMI0cCN-LKm2QIVAorICh1veg85EAkYBSABEgLrafD_BwE Essa compensa?
  9. Olá, meu nome é Pietro, tenho 21 anos, e estou aqui para pedir dicas para a situação que me encontro. Eu sei que o ideal seria buscar um profissional, pois cada corpo é único, mas estou sem condições no momento. Vamos lá: estou ingerindo cerca de 150g de proteina por dia(As vezes menos, não consigo comer mais do que isso), cerca de 90g de cordura (uso nozes pecã, onde eu moro é bem barato). E aproximadamente 20 ou 30g de carboidrato. Altura: cerca de 1,78 Peso: 84kg Percentual de gordura: cerca de 23% Braço: 38cm Barriga medida a dois dedos acima do umbigo: 94cm Queria saber se estou no caminho certo, e se com meu percentual de gordura elevado, preciso fazer reposição de glicogênio semanalmente? Estou com essa dieta a exatamente 2 semanas. Aplico também o jejum intermitente(16 horas), e não sinto fome, também não consigo ingerir mais alimentos do que os citados a cima, consigo fazer apenas 2 refeiçoes. Nunca fui gordo, sempre fui magro barrigudinho devido ao sedentarismo, me encontro acima do peso a cerca de 1 ano, pois mudei de pais e tive problemas emocionais(depressão, me tranquei em casa e só ficava deitado). Quero saber se é possível eu perder gordura, e ganhar massa com apenas estes macros que estou ingerindo. Pratico musculação a cerca de 6 meses, 5 dias por semana (alta intensidade, até a falha), e aeróbico na escada 3 vezes por semana em jejum. Imagens retiradas antes de comer, apenas tinha bebido agua e chá:
  10. Fala galera suave? tava preparando uma dieta com baixo carbo e com 2 gramas de proteina por kg , que ficou 600 g de frango por dia , que dão 162 e eu peso 80 , aqueles bagulho de calorias diárias (TMB = 88,362 + (13,397 x peso em kg) + (4,799 x altura em cm) – (5,677 x idade em anos) o meu deu 1,936 , o frango só dá 1436 por ai , mas eu creio q esses 1,936 seria as calorias para eu manter né? eu precisaria abaixar um pouco certo? O resto da dieta seria bom colocar um pouco de carbo , e boa parte de gordura boa? Creio que vou comer esse frango e ovos as vezes , já que tem cara q tem 4g por kg então não dá nada certo? Eu acho q ficou um topico confuso mas espero q entendam , e se poder poderiam me ajudar com boas gorduras? Tipo Amendoas abacate e etc
  11. E ae gurizada tudo tranquilo? Seguinte, vou relatar aqui meu ciclo utilizando a tão falada trembolona. No ano passado fiz um ciclo com Enantato e boldenona, foram 12 semanas de ciclo, consegui ganhar 9 kg de massa magra durante o ciclo e mantive 5 Kg. Meu BF antes do ciclo estava em 21% e hoje tá com 16%. Gostei dos resultados, foi um ciclo de Bulking Limpo mas não cheguei a subir muito os carbos pois sou endomorfo. Com o BF alto na ocasião e sendo primeiro ciclo fui subindo os carbos aos poucos até chegar em 4g de carbo por Kg de peso. Esse ciclo farei em Cutting, estou no processo de perda de gordura desde janeiro quando iniciei a dieta Metabolica (Cetogênica). Durante este ciclo vou manter essa dieta, porém além de fazer a recarga de carboidrato no final de semana, farei também na quarta feira, assim sendo, será semelhante a uma dieta Low Carb Cicling. Meu objetivo com esse ciclo é baixar o BF e se possível ainda ganhar alguma mm. Como falei, no meu ciclo anterior consegui ganhar mm e ainda eliminar gordura, como tenho facilidade para ganho de mm creio que alguma coisa conseguirei ganhar com esse protocolo também. O treino será ABC 2x. Até então estava treinando ABCD, desta vez vou testar esse protocolo de treino para ver se me adapto bem e otimizo os resultados, tenho facilidade para recuperar a musculatura, então creio que ABC 2x deverá surgir um bom resultado, espero. O único problema é que estou em Low Carb, e manter um treino pesado com dois músculos por dia 2 x na semana não é fácil. Mas vamos ver o que vai dar, gosto de unir a teoria á prática, entendo que assim se forma uma boa opinião sobre qualquer coisa na vida. Dados: Treino ininterrupto á 1 ano e 7 meses Idade: 34 anos Peso: 87,9 Kg BF: 16% Altura: 1,80m Dieta Cetogênica Protocolo: 1 - 8 400mg/sem Propionato de Testo 1 - 8 400mg/sem Acetato Trembolona 1 - 8 800mg/sem Boldenona Aplicações dsdn, tudo na mesma seringa Todas da King Pharma Protocolo de 8 semanas podendo estender paa 10 e acrescentando uma Oxandrolona nas ultimas 4 semanas, conforme feed Back intra ciclo. Intra Ciclo IA usarei Anastrozol, 0,5 mg DSDN durante todo o ciclo e farei o desmame após término do ciclo e antes do início da TPC Protetor Hepático: 200 mg de silimarina por dia Também estarei mandando 500 UI de HCG 2x na semana TPC Tamoxifeno após término da meia vida da ultima aplicação de Testo e com avaliação da queda de testosterona através de exames que pretendo fazer durante o ciclo e após término. 1 - 4 40mg dia 5 - 8 20mg dia Fotos e exames antes do ciclo, postarei na sequencia Obs: Iniciei o ciclo nessa segunda-feira dia 28, aplicação no vasto lateral e logo depois segui para o treino de pernas e costas.
  12. Então... muitos me conhecem aqui, então nem vou me apresentar. O relato começa AQUI. Pedro, 25 anos. 108kg 1,88m Basicamente, 2015 foi meu auge, em 2016 terminei namoro, larguei tudo, só cachaça e farra. Comecei essa semana de novo com treinos e só me alimentando direito, sem dieta rigorosa. Conto com vocês para me ajudarem e apoiarem! Farei muay thai 2-3x na semana e treino com pesos 4x. Aeróbicos em jejum quando der vontade. Abraços!!
  13. Olá galera, então, estou fazendo a dieta cetogenica a 3 semanas e pretendo sair dela, estou consumindo 10g de carbos líquidos por dia, como eu faço para voltar a manutenção sem ganhar peso? Vou reintroduzindo quantos carbos/calorias por semana??
  14. Ingredientes: 180 gramas de abacate maduro 20 gramas de leite em pó desnatado 50 gramas de whey protein de chocolate ou baunilha 40 gramas de cacau 105 gramas de água Modo de preparo: Bata tudo com o mixer ou no liquidificador
  15. Então pessoal, antes de iniciar o tópico em si, e postar a minha dieta, eu gostaria de fazer um pequeno aparato sobre o que me fez chegar até aqui. Sempre fui gordinho, e isso sempre me incomodou de certa forma, sempre buscando meios de perder peso, sofrendo com efeito sanfona, e sofrendo até de depressão por isso. Venho de uma família de gordos, o que geneticamente é propicio para eu também ser um, mas eu quero mudar isso em minha vida, e começando hoje. Eu já frequentei diversos nutricionistas, médico com especialidade em nutrição (nutrologos), ou endocrinos, e sempre passam aquela dieta regradinha, que acho um oh, péssima. A última vez frequentei uma psicologa com especialidade em obesidade, e conversamos muito, e isso de ser gordo é até uma questão psicológica minha, pelo que vi, sou uma pessoa que engulo muitos "sapos", e deixo por isso, mas resolvi ser outra pessoa e mudar de vida, não quero ser esse Iago que sempre fui, quero ter uma vida ativa e plena, ter saúde, e esteticamente falando também quero ser magro e bonito, a psicologa me indicou um nutrologa que frequentei por um tempo, ela me passou uma dieta semi-cetogênica (só comia carboidrato no café da manhã, e no pré-treino, o resto do dia era qualquer alimento em qualquer quantidade, com exceção de farinhas e seus derivados, arroz, frituras, doces, refrigerantes, etc...), e eu consegui chegar nos 95 kilos seguindo está dieta e praticando muay thai. Contudo tive problemas com a faculdade, e vida pessoal, tive que largar o muay thai, e até trancar a faculdade, eu acabei me acomodando em casa, ficando sedentário novamente, e engordei tudo novamente... a pior coisa que me entristece nisso tudo é que eu consegui uma vez, eu estava chegando lá, ver as roupas que eu usava não me caber mais, porque eu engordei, me bate um desanimo tremendo. Então eu resolvi acordar de uma vez por todas para a vida, foi aí que com muitas leituras e pesquisas na internet eu cheguei neste forum. Andei lendo muita coisa por aqui, vocês não tem noção... vejo que muitos nutricionistas me passavam dietas totalmente erradas, dentro da caixinha, e que eu aceitava aquilo numa boa sem questionar. Lendo pelo fórum eu acabei adequando uma última dieta que eu tinha a alimentos que considero mais importantes na perca de peso saudavel. Quero que vocês me ajudem, avaliem minha dieta e deem dicas do que posso adicionar/mudar, estou querendo montar um diário aqui no fórum para incentivar futuros gordinhos no emagrecimento. Eu estou muito empenhado em fazer valer a pena. Altura: 178cm Peso: 110kg Idade: 22 anos TMB: Endomorfo Objetivo da dieta: emagrecimento Desjejum 05:30 Quantidade Nome do alimento Kcal Carboidrato Proteína Gordura 10g Azeite de Oliva (Gallo) 270kcal 0g 0g 30g 15g Chia em Grãos Jasmine 79.05kcal 6g 1.95g 4.05g 60g 51kcal 1.02g 10.98g 0.36g Café da manhã 06:00 Quantidade Nome do alimento Kcal Carboidrato Proteína Gordura 120g Café (USER) 20.4kcal 4.8g 0g 0g 10g canela em po (USER) 56kcal 2g 2g 4g 40g Queijo de Minas 149.2kcal 0.4g 12.4g 11.2g 50g Torrada (s) 156.5kcal 32g 5.5g 1g Colação 09:00 Quantidade Nome do alimento Kcal Carboidrato Proteína Gordura 50g Ovo de Galinha, inteiro, cozido 78.5kcal 0.5g 6.5g 6g 100g Clara de Ovo de Galinha, cozida 54kcal 0g 13g 0g Almoço 12:00 / 12:30 Quantidade Nome do alimento Kcal Carboidrato Proteína Gordura 100g Frango Grelhado 159kcal 0g 30g 2g 130g Batata doce, cozida, sem pele, sem sal 98.8kcal 23.04g 1.78g 0.18g 10g Vinagre 2kcal 0.5g 0g 0g 70g feijao carioca (USER) 214.9kcal 37.1g 16.1g 0g pós-treino 15:00 / 15:30 Quantidade Nome do alimento Kcal Carboidrato Proteína Gordura 100g Biomassa de banana verde (USER) 122kcal 28g 1g 0g 30g Aveia em flocos QUAKER 105.9kcal 17.1g 4.2g 2.1g 200g Frango Grelhado 318kcal 0g 60g 4g Lanche da tarde 17:00 Quantidade Nome do alimento Kcal Carboidrato Proteína Gordura 1g Ovo Cozido (USER) 71kcal 0g 6g 5g 100g Clara de Ovo de Galinha, cozida 54kcal 0g 13g 0g Jantar 19:00 / 20:00 Quantidade Nome do alimento Kcal Carboidrato Proteína Gordura 100g Frango Grelhado 159kcal 0g 30g 2g 100g Sopa de legumes (cenoura, chuchu, beterraba, alho e cebola) (USER) 72kcal 11g 2g 1g Obs¹: Os indices da dieta são apenas parametros, até porque no dia a dia devem mudar as gramas sem que você perceba, um dia você come um pouco a mais, no outro um pouco a menos, etc. Obs²: A biomassa de banana verde é uma receita caseira que eu comecei a fazer, é bem fácil, e o que mais me agrada nela é que ela é um anti-depressivo natural, o que por sua vez auxilia no sentido de eu não desistir. Sem contar que ela ajuda na prisão de ventre (eu tenho muita) Obs³: O desjejum como perceberam, eu estou ingerindo 1 colher de sopa de azeite + 1 colher de sopa de chia + 1 limão expremido em água morna, misturo tudo e bebo. Vou tomar meu banho, e me vestir, até dar 06:00 da manhã, aí sim eu tomo o meu café da manhã. Esse desjejum vi que é ótimo, pois auxilia também na prisão de ventre (a chia + o azeite), e o limão é como um detergente em nosso organismo, limpando as toxinas de ruim. Mas só vou tomar isso por 30 dias, para não causar danos no meu estomago. Obs4: Comecei a fazer academia, sendo que, 40min de esteira (intercalando entre caminhar e correr), 20min ou 10min de bicicleta, um treinamento funcional que o instrutor passa, e por último ainda posso ir para os aparelhos, mas como canso bastante só com o resto acabo não fazendo aparelhos e vou embora. Quando eu pegar o pique eu começo a fazer tudo que tenho direito na academia. Ingestão diária de água: 3/4 litros Então pessoal, acho que por enquanto é isso. Aguardo qualquer um que possa somar aqui no tópico. edit: Total Calorias 2291.25kcal Total Carboidrato 163.46g Total Proteína 216.41g Total Gordura 72.89g Carboidrato por KG 1.486g Proteína por KG 1.967g Calorias por KG 20.83kcal Gordura por KG 0.663g % de Proteína 37% % de Gordura 28% % de Carboidrato 28% Sobre suplementação eu não tenho muito a que acrescentar, mas eu tenho pensado em inserir algum multivitamico, sempre vejo falarem do centrum homem, que tem bastante zinco, e um pouco de cada vitamina que necessitamos diariamente. Também estava querendo inserir pró-bioticos e fibra solúvel, mas não sei se é necessário este último, vou começar a dieta hoje, e vou notar como meu intestino funcionara.
  16. Bom pessoal, dar início a um diário/relato deste ultimo mês de cutting. Dados: Minha história na musculação (resumo): Objetivo atual: Alcançar o menor BF possível nestes 30 dias final de cutting, assim iniciando um bulking limpo trabalhando meus pontos fracos. Rotina de alimentação: Imagens das REFs: TREINO 5x na semana (adaptado para treinar peito 2x na semana que é meu ponto fraco): FOTOS: 2014_12: Quando tomei vergonha na cara hahaah 201512_01: Alcancei um bf de 11.5% até Agosto (1900-2000 kcal), então fiz um bulk de 4 meses (2200 kcal) e consegui aumentar 3 kg de MM e 0.5kg de MG mas o bf fechou neste ano em 11.3% com 83,5 kgs. 03/2016 - Nas férias, embassou bastante cheguei a comer um chocotonne sozinho numa sentada kkkkk resumindo em Março estava com 90 kgs, em duas semanas diminui para 86 kgs com 13% de BF quando fiz minha avaliação. 04/2016 - Minhas fotos mais atuais não sei quanto de BF precisamente eu estou, meu peso é 82 kgs se possível quero deixar menos de 80 kgs ao final do cutting. É isso ai galera podem dar suas sugestões e críticas tamo junto, bons treinos. EDIT: Imagens já estão todas OK
  17. Boa tarde pessoal, Estou tentando montar um dieta de Carb Cycling, porém não tenho muita experiencia no assunto e estou estudando artigos, vocês poderiam avaliar e ver se pelo menos estou no caminho certo? rs Altura: 1,87cm Peso: 95 kg Objetivo: Reformular minha dieta completamente e ter ganhos limpos Agradeço desde já qualquer ajuda!
  18. Estou com uma duvida muito grande. Muito se fala de low carb, zero carb e entar em cetose. Ja vi aqui no forum falando do teste de cetose, mas não achei nada muito confiável tipo uma marca, valor justo e se vale o investimento? Abs a todos
  19. História Por quase toda minha infância fui gordinho, óbvio que era zoado na escola. Lembro que em 2010~2011 comecei a treinar, porém ia somente algumas vezes, treinava errado, não fazia dieta. Ou seja, tempo e dinheiro perdidos. Cheguei a pesar mais de 100 Kg com 1,78 de altura. No começo de 2014 resolvi fazer dieta sem treinar, comia cerca de 1.000 Kcal ao dia, porém pelo menos nesta vez consegui emagrecer, perdi 30 Kg em 9~10 meses. Não tinha algum conhecimento sobre dieta. Dia 17/11/2014 comecei a fazer aulas funcionais "crossfit" com 71 kg, fiz até abril e cheguei até 75 Kg. Em maio montei minha home gym e estou treinando em casa até o momento. Dia 15/09/2015 iniciei meu cutting, cheguei aos 85 kg ao fim do bulking. Medidas atuais 04/12/2015 Idade: 20 anos Altura: 1,78 Peso: 79 kg BF: 17% (olhômetro) Braço relaxado: 35 cm Cintura (parte mais fina): 83 cm Peitoral: 101 cm Ombros: 120 cm Perna: 60 cm Fotos 21/11/2015 Treinamento Atualmente faço ABC sequencial (todos os dias, pelo menos tento ), postarei os treinos nos relatos. A: Peito, ombro, tríceps. B: Costa, bíceps, trapézio C: Perna Abdominais, antebraço e panturrilhas: DSDN O que tenho na minha Home Gym: 1x banco reto 1x barra 1,80 m 2x barras 40 cm com rosca 80 Kg em anilhas (4x10 kg - 4x5 kg - 4x3 kg - 4x2 kg) 1x barra de porta 1x Kettlebell 8 kg Home Gym Dieta Adotei o low carb, tentarei postar a dieta do dia nos relatos. Utilizo o site Myfitnesspal para controlar macros e calorias. Consumo de calorias: -
  20. Sou apenas mais um obeso que resolveu fazer calisthenic, nada demais. Dados: Peso: 95kg Altura: 1.75 BF: ? Treino: Full Body 6x Dieta: Low Carb
  21. Hey brothers! Hoje eu estou iniciando um experimento que eu farei comigo mesmo dentro do powerlifting, low carb. A minha dieta será rígida e o teste para eu analisar os primeiros resultados será de um tempo bastante curto, 30 dias. As gramas de carboidratos ficará sempre em média de 103 a 105g, nunca ultrapassando isso e eu não terei refeed e muito menos dia do lixo nesses 30 dias. Eu irei gravar vídeos a cada 10 dias para atualizar vocês sobre o shape. A minha vida é como a de um cidadão comum, então acho que esse diário pode servir de espelho para quem está pensando em fazer o mesmo. Eu trabalho, eu estudo e eu treino, além da minha vida fora disso tudo, como por exemplo curtir a minha família e amigos, nem de longe eu vivo disso, então espero tirarem bom proveito de tudo. Esse é o inicio do meu cutting, caso dê tudo certo nesses 30 dias, irei seguir até o final do cutting. Irei relatar aqui apenas como está sendo meu dias, treinos, como a minha energia e força andam reagindo a toda essa mudança (primeira vez fazendo low carb), além do emocional que no cutting normal já fica diferente, na low carb creio que esse ponto deve piorar. Eu: Treino: A1 Squat: 5 x 3 / 3 x 6 Deadlift: 5 x 3 / 3 x 6 Leg Press: 3 x 8 Side Squat: 4 x 6 GHR: 1 x falha (as vezes eu simplesmente esqueço de fazer) B1 Supino: 5 x 3 / 3 x 6 Dips: 5 x 5 Pullups: 5 x 5 Wall Handstand Pushup: 1 x 8 OHP: 1 x 8 Remada Curvada Unilateral: 1 x 10 Scott: 3 x 10 Triceps X: 3 x 10 ('x' porque eu simplesmente vou pelo felling, sempre é aleatório, sendo um isolador, está ótimo) A2 Squat: 5 x 3 / 6 x 3 Deadlift: 5 x 3 / 3 x 4 Leg Press: 3 x 8 Side Squat: 4 x 6 GHR: 1 x falha B2 Supino: 5 x 5 / 6 x 4 Dips: 5 x 5 Pullups: 5 x 5 Wall Handstand Pushup: 1 x 8 OHP: 1 x 8 Remada Curvada Unilateral: 1 x 10 Scott: 3 x 10 Triceps X: 3 x 10 Dieta: A minha dieta está entre 2333kcal a 2340kcal. HIIT: Eu irei treinar HIIT apenas 2x na semana, seria quarta (dia off) e sábado (dia off)
  22. Idade: 26 anos Altura: 1,83 Peso: 92 kg BF: ? – vou fazer avaliação ainda, mas 26% pelo calculo (altura, peso, idade e cintura) TMB: 2064 Gasto: 3200 Desde o dia 29/06 na academia indo no mínimo 4 x por semana – fds descanso Voltei andar de bike fazendo um percurso médio de 8 km diários como aquecimento antes de ir pra academia e um dia ou outro fazendo um percurso um pouco maior chegando até 30 km. Cuidando da alimentação, comecei com 100kg consegui baixar 8 kg em um mês, agora dei uma estagnada, mas já percebi muita mudança...o que me falta mesmo é conseguir baixar o BF. Então resolvi fazer uma dieta Low Carb. Utilizando o calculo de 2g de proteína para cada kg, preciso de 180 gr diárias de proteína. Mandei a dieta no anexo ali.
  23. Fala galera, peço que avaliem minha dieta low carb: Idade 20 Altura: 1,72 Peso: 77kg Bf: 16-20% Objetivo: Dieta normocalórica, para ganhar massa com o mínimo de gordura e para ter um corpo saudável, com hormônios regulados. 06:30h - Desejejum/Pré-Treino 4 ovos (omelete) 50g Queijo Cottage Leite desnatado com cacau em pó, canela, aveia e chia 1g Vitamina C Zinco 50mg Vitamina D 10.000ui 08:30h – Pós-Treino 30g Whey 1 Banana 1g Vitamina C 09h - Lanche 1 Castanhas do Pará 6 Amêndoas Chá de Hibisco 12h – Almoço 250g Carne (Aves, gado ou porco, depende o que tem na empresa) 50g Arroz integral 1 cáp. Ômega 3 15h – Lanche 170g Iogurte Natural Caseiro 10g Cacau em pó 1c de chá de Chia 100g Coco 17h – Janta 150g Frango temperado com Curry 250ml Chá Verde + Camomila + Gengibre 22h – Ceia 30g Amendoim 50mg Zinco 400mg Magnésio Lugol 5% – 5 gotas por 10 dias, após, 2 gotas TSD Macros: +- 2.00kcal / 160g Proteína / 110g Carbo / 100g Gordura
×
×
  • Criar Novo...