Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Clique aqui

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''Cerveja''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Hipertrofia
    • Venda de Suplementos
    • Nutrição e Suplementação
    • Treinamento
    • Esteróides Anabolizantes
    • Geral
    • Diário de Treino
    • Saúde e Qualidade de Vida
    • Academia em Casa
    • Área Feminina
    • Assuntos Acadêmicos
    • Entrevistas
    • Arquivo
  • Assuntos gerais
    • Off-Topic
    • Mixed Martial Arts
    • Fisiculturismo, Powerlifting e Outros
  • Fisiculturismo
  • Multimídia
    • Vídeos de Fisiculturismo e Strongman
    • Fotos Fisiculturismo
    • Fotos de Usuários
  • Fórum
    • Críticas, Sugestões e Suporte ao Fórum
    • Lixeira
  • Off-Topic

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Localização


Peso


Altura


Idade

Conteúdo continua após a publicidade.

Encontrado 7 registros

  1. CALORIAS DO ÁLCOOL CONTAM OU MAGICAMENTE DESAPARECEM? Eu gostaria que a resposta para essa pergunta fosse simples, mas não é. Se bebidas alcoólicas engordam depende de diversos fatores. O primeiro é se o consumo é feito dentro de um contexto de superávit calórico, mantido durante semanas ou meses. Em um cenário de déficit calórico, é literalmente impossível para qualquer coisa na dieta - álcool incluído - contribuir para ganho de peso, mesmo sabendo que álcool contém 7 kcal por grama. A discussão a seguir vai tentar esclarecer a questão que envolve consumo de álcool e queima de gordura. Efeitos de curto prazo O corpo enxerga o álcool essencialmente como uma toxina e existem diversas vias metabólicas disponíveis para, em última instância, se livrar dele. Aqueles interessados na bioquímica e fisiologia do metabolismo do álcool podem ler mais aqui¹, então não vou me aprofundar nos detalhes nesse artigo. Entretanto, o que é relevante para esta discussão é o efeito térmico do álcool (o custo energético de metaboliza-lo). É bem sabido que os macronutrientes variam em seus efeitos térmicos, o que é também conhecido como efeito térmico dos alimentos (ou TEF, thermic effect of food). Quanto maior o TEF, maior a quantidade de calorias necessária para metabolizar o alimento ou nutriente. Proteínas lideram esse quesito, com TEF de 25-30%, carboidratos tem 6-8% e gorduras 2-3%² de TEF. O efeito térmico do álcool (etanol) é 22,5%³, portanto bem semelhante ao das proteínas. Existe um vasto corpo de pesquisas mostrando que proteína é o macronutriente que mais sacia e menos engorda4. Álcool não recebeu a mesma reputação que proteína nesse quesito. O corpo de evidências de curto prazo indica que álcool não sacia e a maioria dos estudos mostram um aumento na ingestão de comida quando consumido antes e durante refeições5. O mecanismo desse estímulo de apetite ainda não é bem entendido, mas especula-se que o álcool pode atuar no sistema neurotransmissor que aumenta a sensação de recompensa por comida. Enquanto pesquisas agudas são importantes, precisamos observar o que acontece em períodos mais longos para ter um panorama geral dos efeitos do álcool no que realmente interessa para essa discussão: peso e/ou composição corporal. Incongruência entre estudos de curto e longo prazo Os estudos de curto prazo sobre o efeito estimulador de apetite do álcool não coadunam de forma confiável com os de longo prazo que examinaram peso e composição corporal. O conjunto de pesquisas observacionais mostram que uma ingestão pequena a moderada de álcool não é associada com ganho de peso. De forma não surpreendente, o consumo exagerado é consistentemente associado a ganho de peso. Interessante notar que diversos estudos transversais mostraram uma relação inversa (pequena) entre o hábito de beber e quantidade de gordura em mulheres. Independente do gênero, o consumo frequente, em quantidades pequenas a moderadas de álcool, não é associado com o aumento do risco de obesidade em estudos transversais. O mesmo acontece com estudos longitudinais: o consumo leve-moderado de álcool não é associado com ganho de peso ou aumento da circunferência abdominal6. Agora que já tratamos de estudos observacionais, o que dizer dos experimentos controlados? Pesquisas observacionais podem traçar correlações, mas diferente de experimentos controlados, não pode indicar causa. Algumas coisas interessantes aconteceram em experimentos controlados, onde o álcool consumido realmente parece desaparecer. Um estudo clássico de Crouse e Grundy7 confinou 12 pessoas em uma câmara metabólica por 4 semanas, controlando estritamente todo o consumo energético. Apesar de adicionar 630 kcal de álcool ao nível de manutenção calórica, 8 de 12 participantes perderam peso (variando de 0,1 a 2,6kg), os outros 4 ganharam peso (0,2 a 1,8kg). Os autores especularam que a perda de peso pode ter sido ocasionada pela redução da absorção de outros nutrientes ou por conta da diurese induzida pelo álcool (perda de água), o que poderia ser apenas uma observação transiente, caso o estudo fosse levado por mais que 4 semanas. De forma similar, Fletchner-Mors et al8 compararam os efeitos de uma dieta de 3 meses, contendo 1500 kcal, sendo 10% destas provenientes de vinho ou suco de uva, e não encontraram diferenças nas mudanças de composição corporal. Apesar de não ter atingido significância estatística, o grupo que consumiu vinho teve uma redução de peso levemente superior (0,8kg). Em um estudo de 6 semanas, Cordain et al9 não encontrou diferenças significativas em composição corporal ou peso, apesar de adicionar 2 taças de vinho tinto (270ml, 13% de álcool) ao jantar. Esse estudo feito sem controles estritos, com o reporte da ingestão de calorias feito pelos sujeitos, mas teve seus resultados reforçados pelo formato estudo cruzado (cross-over design); os sujeitos acrescentaram o vinho por 6 semanas e depois retiraram nas 6 semanas seguintes ou vice-versa. A ausência de efeitos da adição de uma quantidade moderada de álcool também foi vista em mulheres com sobrepeso10. Calorias de cerveja parecem não desaparecer magicamente como as de vinho. Infelizmente, para aqueles celebrando a Oktoberfest, uma recente revisão sistemática e meta-análise feita por Bendsen et al11 encontrou uma associação positiva entre o consumo de 500ml de cerveja por dia e ganho de peso. A análise feita em estudos de intervenção mostrou que o consumo de cerveja nos experimentos que duraram 1-4 meses resultou em um pequeno ganho de peso (0,73kg). Vale ressaltar que a maioria dos estudos até a presente data analisou vinho e cerveja. Há poucos dados acerca de outras bebidas. Portanto, há chances de não se conseguir traçar fortes conclusões sobre seu drink favorito. Conclusões e aplicação prática A maioria dos estudos de curta duração mostram que há um aumento da ingestão calórica ao se consumir álcool antes e/ou durante refeições. Entretanto, estudos mais longos não mostram um efeito de ganho de peso quando o consumo é moderado (cerca de 2 drinks por dia), mesmo em comparações que adicionaram calorias a uma condição de manutenção calórica. Então sim, nesse sentido, as calorias provenientes da ingestão moderada de álcool aparentemente desaparecem, em vez de serem depositadas como gordura. Os mecanismos por trás desse fenômeno ainda não são bem compreendidos. Vale ressaltar que há poucos estudos bem controlados que dão suporte a esse truque de mágica. Eu adicionaria também que a indução do apetite provocada pelo álcool tem grande variabilidade a depender do indivíduo. Enquanto uma ou duas taças de vinho podem não afetar algumas pessoas, outras podem sofrer aumentos ferozes de apetite capazes de acabar com o progresso da dieta. Ao contrário da ingestão leve/moderada, o consumo exagerado e regular de cerveja e outras bebidas pode acarretar o ganho gordura (duh). Em termos práticos, encaixar bebidas alcoólicas na dieta é simplesmente uma questão de observar o seu conteúdo calórico e incluí-lo no lugar de carboidratos e/ou gorduras, dependendo das preferências individuais e objetivos. Para aqueles que já tem uma baixa ingestão de gorduras, é preferível sacrificar carboidratos. O contrário se aplicaria aqueles com baixa ingestão de carboidratos. Referências http://pubs.niaaa.nih.gov/publications/arh294/245-255.pdf http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/12174324 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/8184963 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25926512 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20096714 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21790610 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/6736783 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15356671 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/9100213 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11092514 http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23356635
  2. Algumas propriedades do Levedo que me chamaram atenção foi ele possuir os aminoácidos que o BCAA tem (histidina, arginina, lisina, triptofano, alanina, leucina, isoleucina, cistina, cistaína, glicina, ácido aspártico, ácido glutâmico, fenilalanina, treonina, metionina, tirosina, valina, prolina, serina, etc.) Eu gostaria de saber se o BCAA pode ser substituido pelo Levedo de cerveja, eu sei que talvez o BCAA tenha mais quantidade dos aminoácidos mas pelo preço do levedo ele da bastante coisas boas não acham? Aminoácidos, carboidratos, vitaminas ...
  3. Lançada a cerveja mais cara do mundo Jornalista Antonio Roberto de Paula envia esta notícia, para quem gosta de cerveja – e tem muito dinheiro. Enquanto os vinhos sempre fizeram parte da alta gastronomia, a cerveja sempre foi o patinho feio para os amantes da boa e refinada cozinha. Não mais. Pelo menos é o que espera a Carlsberg, maior cervejaria da Escandinávia, com o lançamento de sua nova e exclusiva cerveja: a Carlsberg Vintage nº 1. A exclusividade fica por conta das poucas garrafas que devem ser produzidas esse ano: apenas 600. E exclusividade tem um preço, neste caso o maior do mundo para a categoria. Cada garrafa da Carslberg Vintage nº 1 está sendo vendida por US$ 400 (mais de 700 reais), tornando-a assim, a cerveja mais cara do mundo. * Pois é. Olhando por outro lado, vai ser também a mijada mais cara do planeta. * Bem lembrado pelo leitor Gersão: pra comprar uma cerveja cara como esta, só com o cartão corporativo do governo.
  4. Bom Dia, Pessoal, essa é minha primeira vez aqui no fórum, seguinte, Postei uma perguntas sobre maromba para um amigo fisiculturista e o mesmo respondeu, fiquei de bobeira porque põe em cheque toda a maneira como venho suplementando etc etc gostaria de saber de vocês se concordam ou não. Eis o q postei: _______________ Eu comecei a malhar tem lance de uns 4meses estava com uma barriga mooonstro e sem massa magra alguma, dei uma boa enxugada e estou massaaté que bem rápido. Tb comprei uma pá de produtos, normalmente embarcado me alimento de 3 em 3 horas, uma boa dieta rica em proteínas, saladas, integrais e escassa em porcarias... Tomo tribulus, omega 3, Vita C, Chia, pre-treino Creatina com Glutamina e Pós Whey e antes de dormir Caseína com Albumina. Tudo relax qdo estou embarcado dá pra fazer na boa. Qdo estou em kza (14dias) eu tenho uma estaçãozinha, halteres etc onde moro tem trilhas q dá pra fazer um cutting maneiro tb... (em kza tenho Oxyelite e L-carnitina tb) mas agora q vem a merda... quase todo dia qdo estou em kza bebo no mínimo 1 engradado de cerva (lata) ao anoitecer.. ae o mês q eu malhei pesado em kza eu acho q não ganhei nada e o mês q fiz o cutting com aeróbico em jejum de 40minutos (bem leve) eu acho q perdi foi a massa q havia ganhado no emabrque anterior. O álcool aumenta o catabolismo e ainda retém gordura. Não quero parar de beber pq é minha descontação da folga... queria uma dica do q vc acha melhor fazer neste período, se é fazer somente aerbóbico e em caso positivo com qual suplementação? Ou se é pegar peso mesmo e com qual suplementação? Ou se é fazer ambos, aeróbico e anaeróbico com quais suplementações e em quais horários já que só bebo à noite. _______________ RESPOSTA DO MEU CAMARADA: Faz o seguinte Usa a glutamina sempre com a whey e pos treino N toma albumina nem creatina Toma cm pre treino Refeição boa uns 30 a 40 min antes e thermogenico a base de cafeína A neonutri eh uma boa marca Caseína vc pode tomar no café da manhã Evita leite o máximo q puder Tenta beber 2x na semana Preferência vodka com energético Usa bcaa pos treino e pre Tríbulus e zma vc pode usar Fora isso usa chá verde e óleo de cartamo antes do almoço e da janta Faça no mínimo 5 refeições por dia Açúcar vc diminui tb O resto vc já sabe Evita excesso de pesos no treino e da prioridade ao movimento certo e completo. _______________ VOCÊS ESTÃO DE ACORDO?! PS.: Eu não vou parar com a minha cerveja gelada, não vou tomar vodka com energético! *** Sei que tem muita gente aqui que vive pra malhar e vai querer me esculachar dizendo que malhação e bebida alcóolica não combinam, disso eu já sei. Não vim aqui pra ser esculachado! Desde já agradeço pela compreenção.
  5. Quantos de vocês não largaram a bebida , mas mesmo assim prefere as sem alcool? http://1.bp.blogspot.com/-wEf8zP6CpgQ/UifeUQpd7TI/AAAAAAADQkY/c3yurSRIgRc/s1600/DSC05228.JPG
  6. Bom galera , quero saber se a cerveja atrapalha nos ganhos de massa magra de um ectomorfo ? porque não tem como dispensar uma cervejinha de vez enquanto rsrs ( uma por dia ou duas ) e quero saber até que ponto isso pode me prejudicar na musculação ? já que sou um cara que é difícil de ganhar massa magra , e gordura ( barriga) quem puder responder eu agradeço..
  7. Bem vindo ao Diário do Wacabanga Bom, depois de algum tempo pensando se abria ou não esse diário, tomei jeito e decide relatar aqui o que venho fazendo nos treinos. Tanto como forma de me auto-motivar, como também criar um registro dos treinos, cargas, medidas e/ou métodos que eu segui e deram certo, ou não para mim. Desde o fechamento do diário do Craw69, venho treinando algo parecido com Powerbuilding, ou seja lá o que for que a galera queira dar nome.. Que vão desde treinos Split com low reps e high res, até Fullbody (treino esse q venho realizando agora) Aqui ficam os dados: Idade: 18 anos 19 Altura: 1,63m (sou um anão ¬¬’) Peso: 68kg eu acho 75,5 BF: não sei, algo em torno de 10% a 14% Histórico de dietas: 3-3h, LeanGains. Tipos de treino q já fiz: Treinos de BB, Starting S, ABO, low reps genéricos. Tempo de treino: uns 3 anos (sendo apenas 1 com algum conhecimento ) Historico com EA’s/PH’s: Nenhum Objetivo: Ficar forte (tanto no sentido estético como tbm no real sentido da palavra) Todos tirados em jejum: Braços: 38,5 cm Antebraços: 29 (são uma miséria esses antebraços ) Ombros: 123 cm Tórax: 103 cm Cintura: 80cm Coxas: 56 cm (não sei em q parte é pra medir, medi perto dos joelhos) Panturrilhas: 37 cm (tbm são uma merda hehe ) Sobre o treino 08/2012: A- Fullbody (Foco em OH press) B- Corrida/Ciclismo C- Treinos por tempo, usando complex D- Corrida/Ciclismo E- Fullbody (Foco em Agacho frontal) Sobre a Dieta: Bem normal e simples. Uso 1,8 a 2g de proteínas animal por kg. 3,5 a 4,5 de carbos por kg E uns 1 a 1,3 g de gordura por kg. Geralmente é assim, sendo os maiores valores nos dias de treino batendo umas 2800 kcals no mínimo, fora as coisas q não conto como gelatina, sorvete, um chocolate aqui, um cerveja ali.. Normalmente como de 6 em 6 horas, ou em 3 em 3 em três, não ligo pra isso, se der pra comer tudo ta ok. (novamente, mais detalhes conforme for relatando) Sobre lesões/doenças etc: Aqui é que entra algumas coisas que talvez atrapalhem um pouco a minha vida de maromba hehehe. Lesões no jolho (fazendo agacho de forma errada) No ombro (com Crucifixo) , que me obrigaram a deixar de treinar pernas e ombro por um bom tempo.. Além de um problema hormonal que tenho com a prolactina (q graças a Deus nunca me deu gineco). Talvez relate isso melhor depois. Hoje não terá treino, nem amanhã. Vou treinar segunda depois de umas 2 semanas parado, minha dieta esses dias tava um pouco abaixo da TMB, então vou fazer um dia do lixo amanhã para começar a semana com a "bateria carregada". Bons Treinos a todos! Fui! _____________________________________________________________________________________________________ Recordes Pessoais PR's: Aqui vou postar minhas PR's que encontrei pelo diario, vou desconsiderar algumas devido ao tempo que não fiz o exercicio, ou pq a técnica estava ruim. Os principais exercicios que faço estão ai. Agachamentos/Deadlift's e 'Walkers' x3 Agacho low bar - 100 kg's x3 Agachamento Frontal - 80kg's 82 kg's 86kg's x3 Agachamento high-bar - 90 kg's 96 kg's x3 Terra Sumô - 124kg x3 Terra - 120 kg, x1 - 136 kg 14 0kgs x3 One arm Deadlift - 70 kg's 80 kg's DL carry n’ Load - 120 kg Exercícios de Empurrar x4 BTN Press - 68 kg's 72 kg's x4 Clean n’ Press - A definir x3- OH press 66 kg's x3 Supino (bench press) - 92 kg's, 103 kg's 106 para 1RM. x3 Supino Inverso - 80 kg's x4 Supino Inclinado - 70 kg's 80 kg's x3 Supino fechado - 74 kg's Exercícios de Puxar x4 Encolhimento - 126 kg's x3 Pendlay Row - 80kg 82kg's x4 Cavalinho - 73 kg's x4 Power Clean - 60 kg's - 72 kg's para x1 O resto vou completando a medida que ir fazendo, e a partir de agora ao bater nova PR corto a antiga, aqui nesse post! Abraço a todos!
×
×
  • Criar Novo...