Clique aqui

LeandroTwin

Abacate

10 posts in this topic

O abacate, apesar de ser uma fruta com alto teor de gordura, é excelente para a dieta dos atletas da musculação e do fitness. Isto não é um paradoxo, como veremos a seguir.

Ainda há pouco tempo o abacate era considerado uma delícia decadente, mas estudos recentes fizeram com que os benefícios nutricionais dessa fruta se tornassem melhor compreendidos.

ABACATES estão cheios de gordura, mas é do tipo saudável, a gordura insaturada. Abacates podem fazer parte de uma dieta saudável para qualquer pessoa, mas eles são especialmente benéficos para os bodybuilders, que necessitam de gordura insaturada. Para obter o máximo dessa fruta, os atletas a usam em substituição a outras fontes de gordura menos saudáveis, como margarina, manteiga ou maionese.

Meio abacate de tamanho médio contém: zero de sódio, 8 gramas de fibras e aproximadamente 14 gramas de gordura. Desta gordura, 8 gramas são do tipo insaturado, 3 poliinsaturado e apenas 3 gramas são de gordura saturada. Esta generosa dose de gordura não saturada ajuda a manter o colesterol baixo e a proteger contra problemas cardíacos.

O Comitê Consultivo para Orientação de Dietas, do Departamento de Dietas, do Departamento de Agricultura e Saúde dos Estados Unidos, sugeriu pela primeira vez em sua edição do ano 2000, que gorduras insaturadas deveriam fazer parte de uma dieta saudável. Este é um endosso muito importante, considerado que as recomendações do Comitê tendem a ser conservadoras.

De acordo com a Comissão do Abacate da Califórnia, a fruta também é rica em vitaminas C e E, ácido fólido, potásio e do fitonutriente beta-sistoterol (que pode ajudar a baixar o colesterol do sangue), glutationa, bem como, em antioxidantes.

Os antioxidantes são especialmente benéficos para atletas da musculação e do fitness, pois ajudam a destruir os radicais livres gerados pelo treinamento intenso. A obtensão de antioxidantes por meio de frutas e vegetais é altamente recomendável, pois fornecem antioxidantes típicos, diferentes daqueles encontrados nos suplementos.

A cada 30 gramas, o abacate contém três vezes a glutationa* de bananas, maçãs, melões, uvas, ameixas ou cerejas. Ele é também um excelente alimento diário leve em carboidratos, pois meio abacate contém apenas 7 gramas de carbo, aproximadamente.

O abacate de casca verde escura enrugada é o mais comum e produz o ano inteiro. Antes de consumir um abacate, confira se ele está maduro: sensível a uma leve compressão e fácil de descascar. Coma ao natural ou tempere como desejar, guarde bem fechado mas antes salpique com limão para não escurecer.

O ABACATE, chamado "butterfruit" (fruta-manteiga) é com certeza um alimento muito agradável para musculadores, pois sua cremosidade melhora o sabor de alimentos secos como a batata e o peito de frango. Trinta gramas de abacate (mais ou menos 3 colheradas) contêm 55 calorias e quase 5 gramas de gordura. Igual quantidade de manteiga contém 215 calorias e 24 gramas de gordura.

Uma excelente forma de incorporá-lo à dieta é utilizá-lo no lugar da maionese ou da manteiga. Com textura macia e sabor suave, o abacate é uma saborosa alternativa para os cremes de queijo e outros geralmente usados para cobertura de batatas e pães. Batido, ele substitui com vantagem a maionese e outros ingredientes menos saudáveis em saladas de atum.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Desculpa desenterrar, mas você acha que pode ser consumido como última refeição ? Estaria dentro do programados dos macros, mas tenho dúvida quanto ao índice glicêmico e sua ingestão no final da noite. Grato!

Share this post


Link to post
Share on other sites

O ruim que essa fruta tem o gosto muito ruim.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Abacate tem IG bem baixo, pela gordura e fibras e tal. Na ceia é uma boa.

Eu curto mandar em salada, ou com adoçante e canela.

1 person likes this

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho o gosto de boa, mas mesmo se fosse ruim e os benefícios fossem bons, usaria de toda forma. Minha única dúvida era mesmo se valeria a pena colocar o abacate na ceia, mas tudo dentro dos macros programados.

Share this post


Link to post
Share on other sites

''Uma excelente forma de incorporá-lo à dieta é utilizá-lo no lugar da maionese ou da manteiga''.

1 colher cheia de maionese soya tem 26 kcals e 2,6 gramas de gorduras , só se a pessoa consumir umas 6 colheres cheia de maionese por dia pra dar meio abacate...

A manteiga concordo , 1 colher tem mais de 8g de gorduras...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nunca comi , seria uma boa mandar no pré treino ? ? ?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nunca comi , seria uma boa mandar no pré treino ? ? ?

Eu deixaria pra ceia ..

1 person likes this

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu deixaria pra ceia ..

Fexo então ! ! ! Vou Providenciar abacates pra ceia .

1 person likes this

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tava pesquisando sobre o abacate e achei a matéria num site. Nada muito diferente do que já foi postado, exceto a questão do DHT, que achei bem interessante , por isso, to dando uma levantada no tópico do irmão, mas só para reforçar a importancia de incluir esse fruto na dieta de todos mas especialmente de quem pratica alguma atividade física desgastante e toma algum produto para elevar a produção endógena de testo: 

 

Benefícios Ergogênicos e Demais Propriedades Nutricionais 
do Abacate
 
Autor: Isabella Yansen
 
Um dos grandes interesses da ciência da nutrição no campo bioquímico é o estudo dos fitosteróis
conhecidos também como “hormônios vegetais”.

São os fitoestrógenos presentes na soja, cuja ingestão colabora para o equilíbrio hormonal feminino 
dado pela capacidade que estes fitormônios têm de imitar os estrogênios produzidos por nós, 
atuando de forma semelhante a eles no organismo. Da mesma forma, existe um hormônio vegetal 
de estrutura química similar ao colesterol especialmente interessante para desportistas. 
É o beta-sitosterol, um composto encontrado no arroz, no germe de trigo, no milho, na soja e, em 
sua concentração máxima, no abacate. Além de um potente antiinflamatório, o beta-sitosterol tem 
atividade moduladora do sistema imunológico
, reforçando o organismo no combate a fungos, 
bactérias e vírus através da sua ação positiva no aumento da proliferação e da atividade das 
nossas células de defesa.
 

Desta forma, ele constitui também um agente supressor do câncer e do HIV. Obviamente, a estabilidade 
imunológica é essencial no rendimento de um atleta, mas não é ela o mecanismo de atuação do 

beta-sitosterol de maior interesse para atletas.Este composto vegetal é também responsável pelo 

aumento dos níveis de testosterona endógena,  sendo o princípio ativo do Saw palmeto e do Pygeum

africanum, por exemplo, vendidos em casas de produtos naturais como ergogênicos eficazes para 
desportistas.
Ele atua especificamente sobre o fígado, inibindo a enzima que converte a testosterona a dihidrotestosterona (DHT). O DHT age promovendo efeitos indesejados como calvície e acne, além de se ligar ao mesmo receptor hormonal da testosterona, impedindo, assim, que ela se uma a ele e atue satisfatoriamente no organismo. Disponibilizam-se, desta forma, mais receptores para a testosterona se ligar e agir, otimizando seus efeitos da mesma. 

Estudos demonstram, da mesma forma, o efeito antiestrogênico do beta-sitosterol, especialmente aplicável 
a atletas que desejam reduzir os malefícios típicos doa ação dos hormônios femininos, tais como retenção 
hídrica, aumento de peso e ginecomastia. Este mesmo efeito é benéfico em casos de câncer de mama e 
útero, cuja proliferação das células do tumor é alimentada pelo estrogênio. Além disto, o beta-sitosterol 
também se mostra interessante no combate ao câncer
 de próstata
 quando reduz os níveis de DHT,
uma vez que este hormônio, ao se ligar aos receptores androgênicos, causa hiperplasia prostática 
(aumento do número de células na próstata) e possibilita o aparecimento do tumor. As aplicações do 
beta-sitosterol no organismo são muitas.

O consumo de abacate, além disto, não é benéfico apenas na manutenção dos bons níveis hormonais e 
na prevenção da 
carcinogênese. Este fruto, dentre todos,
 é o mais rico em Glutationa,  um 
antioxidante que exerce inúmeras funções fisiológicas como o metabolismo da vitamina C e a proteção do fígado. 
Ele contém quantidades significantes das vitaminas A e E, também antioxidantes e conhecidas
  pelo seu poder antienvelhecimento. As gorduras monoinsaturadas do abacate, em conjunto com o beta-sitosterol, atuam, por sua vez, na proteção cardiovascular, uma vez que conseguem equilibrar 
eficientemente os níveis de colesterol plasmático. Tantos benefícios 
em um único alimento mostram que 
o consumo regular do abacate certamente contribui para a saúde do atleta. Por conter alto 
valor energético, 
ele é indicado especialmente em dietas de ganho de peso, quando o consumo de calorias precisa ser 
aumentado. Pode, no entanto, ser usado com moderação em dietas hipocalóricas, já que é capaz também 
de promover a saciedade. 

Referências bibliográficas: Valette, G. and E. Sobrin, Pharm Acta. Helv. 38910):710-6 (1963) UCLA 
Centre for Human Nutrition – California Encyclopaedia of Chemical Technology, Vol.7, p. 153, edited 
by Kirk Othmer, John Wiley & Sons, New York, 1979 Rique, A., Soares, E., Meirelles, C. Nutrição e 
exercício na prevenção e controle das doenças cardiovasculares. Rev Bras Med Esporte vol.8
no.6 Niterói Nov./Dec. 2002
 
 
 
 
Comentários

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!


Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.


Sign In Now

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.