Home / Treino / O que fazer se você travar no supino (e como evitar)

O que fazer se você travar no supino (e como evitar)

Travar no supino é relativamente comum e pode acontecer com qualquer pessoa, mas é mais perigoso do que você imagina. Saber o que fazer nessa situação é essencial para evitar lesões e até acidentes que podem colocar sua integridade física em risco.

Clique aqui

Se existe um exercício onde as pessoas correm mais riscos e fazem as coisas mais estúpidas, com certeza estaríamos falando do supino.

O problema é que a maioria das pessoas subestimam os perigos deste exercício.

Travar no supino pode causar lesões que farão você parar de treinar e prejudicar seu progresso no longo prazo.

Principalmente porque você pode fazer supino por um, dois ou sete anos, sem qualquer problemas.

Mas basta cometer uma negligência em um dia de má sorte para tudo dar errado e você acabar machucado.

Neste texto veremos como evitar que isto ocorra em primeiro lugar e, na pior das hipóteses,  o que fazer se você se encontrar preso sob a carga.

O que fazer para não travar no supino e como fugir

1 – Não use cargas que não são para você (leia antes de achar que é óbvio)

Você pode dizer que esta é a dica mais estúpida que existe, mas o principal motivo para uma pessoa travar no supino é por uso de cargas abusivas (e egocentrismo).

Lembre-se que o supino é um exercício que tem o potencial de prender você sob a barra.

Jamais tente usar cargas inéditas, sem supervisão.

E se for treinar sozinho, dê preferência ao supino usando halteres.

2 – Evite a pegada suicida

Pegada suicida (esquerda) e pegada com polegar envolvendo a barra.
Pegada suicida (esquerda) e pegada com polegar envolvendo a barra.

Existem evidências que usar a pegada suicida pode auxiliar no recrutamento de músculos secundários e aumentar a carga usada no supino, além de diminuir o estresse nas articulações dos ombros.

Clique aqui

Isto explicaria porque tantas pessoas se sentem melhor usando essa pegada no supino.

Mas será que vale o risco ?

Bem, o nome da pegada é “pegada suicida”.

E como falamos no inicio do texto, você pode fazer supino por anos, mas basta um único dia e um pouco de má sorte para acontecer algo como isso:

Se a barra estiver torta, as chances dela rolar e escapar da sua mão são ainda maiores.

Usar uma pegada normal poderá gerar ganhos tão bons quanto, mas reduzindo muito os riscos.

Texto continua após a propaganda.

Coloque estas informações na balança e veja o que vale a pena para você.

3 – Evite testar seus limites quando a academia estiver vazia

Tentar aumentar as cargas ou tentar testar seus limites de qualquer forma quando a academia está vazia é tentador para muitas pessoas, pois remove a pressão de estar sendo observado se houver falhas.

Contudo as chances de acontecer um acidente são maiores.

Se você está com medo de apertar o “play”, fique tranquilo, o cara não se machucou (mas provavelmente teve que comprar cuecas novas).

É possível treinar muito pesado chegando apenas perto da falha.

Você pode usar técnicas de pré-exaustão para usar menos cargas e ainda sim atingir o peitoral com eficiência.

A dica aqui é apenas evitar ultrapassar o seu máximo justamente num dia que você está sozinho. Isto é burrice.

Em todo caso, se mesmo assim você tem medo de travar e ficar preso. Na pior das hipóteses, você pode fazer isso:

Ou isso (é o mesmo vídeo, mas em momento diferente):

Obviamente, você não pode usar presilhas na barra com o segundo método. E você não deveria estar usando presilhas mesmo. A não ser que sofra de Mal de Parkinson, o peso não vai mexer.

O que achou das dicas ? Teria uma experiência boa ou ruim para compartilhar sobre o assunto ? Comente!

Este texto ajudou você de alguma forma ? Avalie!
[Total de votos: 8 Média: 3]


MÁXIMA CONCENTRAÇÃO. MELHOR CUSTO-BENEFÍCIO

Sobre Redação Hipertrofia.org

O maior site sobre musculação em língua portuguesa da internet. Desde 2007 trazendo o melhor conteúdo sobre musculação, sempre baseado nos últimos estudos científicos, autores renomados e experiência prática.

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
  Subscribe  
mais novos mais velhos mais votados
Me notificar
Derek

Outra dica, pra quem busca PRs, é observar quanto a barra pesa. Porque pode fazer muita diferença se você está acostumado com uma mais leve e pega uma mais pesada. Na minha academia mesmo, as “barras olimpicas” parecem variar até uns 5 kg. E não dá pra perceber visualmente.

Simple Share Buttons