Creatina causa retenção de líquidos?

Um dos efeitos colaterais da creatina é maior retenção de líquidos, mas isto não traz riscos e pode, no fim, ser um benefício a mais para quem faz musculação.

De forma simplista, a creatina funciona puxando água para as células musculares, o que pode levar a um aumento temporário no volume muscular e no peso corporal total. Esse aumento na retenção de líquidos pode ser mais perceptível em algumas pessoas do que em outras.

No entanto, é importante notar que esse aumento na retenção de líquidos não deve ser confundido com ganho de gordura ou massa muscular, muito menos com problemas de saúde (em situações normais).

Como a creatina causa retenção

A creatina funciona aumentando a quantidade de fosfocreatina disponível nas células musculares, o que aumenta a capacidade das células de produzir energia durante o exercício. Quando a creatina é ingerida, ela é absorvida pelo corpo e transportada para os músculos através da corrente sanguínea.

Uma vez que a creatina é armazenada dentro do musculo, ela atrai água para o interior dessas células, aumentando temporariamente o volume muscular e o peso corporal total. Esse processo pode ser visto e propagado como retenção de líquidos e é uma resposta natural do corpo ao aumento da presença de creatina.

Se você precisa de uma explicação mais científica, então a retenção está relacionada a osmose. A creatina é uma substância osmoticamente ativa, o que significa que atrai água quando sua concentração aumenta.

Portanto, um aumento no conteúdo de creatina dentro do músculo poderá resultar em maior retenção de água.

É válido mencionar, também, que a creatina é captada no músculo a partir da circulação por um transportador de creatina dependente de sódio. Como o transporte envolve sódio, a água também será absorvida pelo músculo para ajudar a manter a osmolaridade intracelular.

Resumindo: creatina é armazenada dentro do músculo e atrai água para o interior das células. Portanto a retenção de líquidos é um efeito natural e esperado.

A retenção  da creatina pode variar de pessoa para pessoa

Algumas pessoas relatam uma retenção de líquidos perceptível após 1-2 semanas de uso de creatina que pode ser comprovada através do aumento do peso corporal, mas isso não é um efeito esperado para todas as pessoas.

A quantidade de líquido retido também pode depender de vários fatores, como a dosagem de creatina, se fez saturação ou não, a duração total do uso, quantidade de massa muscular, a quantidade de água consumida e a sensibilidade individual ao composto.

Publicidade

Em alguns casos, pode não haver retenção de líquidos significativa. Isso não significa que o suplemento não está “funcionando”. Lembre-se que a retenção é um efeito colateral (e não uma finalidade do suplemento).

E também não afeta a “definição muscular”

Maior retenção de líquidos dentro das células dos músculos definitivamente pode alterar o tamanho, mas não a aparência dos mesmos. Lembre-se que o acúmulo de líquidos ocorre dentro do músculo, o que pode a amplificar seus traços naturais baseados na sua individualidade.

Outra coisa, totalmente diferente, seria se estivéssemos falando de retenção na região entre a pele e o músculo, o que poderia atrapalhar a visibilidade, mas não acontece com creatina.

De forma geral, uma pessoa com boa definição muscular – com quantidade de massa muscular significativa e pouca gordura corporal – continuará exibindo boa definição, com ou sem creatina.

Creatina causa edema?

É importante notar que a retenção de líquidos causado pela creatina não é o mesmo que um edema.

Diferente da creatina que pode causar maior retenção de líquidos dentro das células (dos músculos), edema é o acúmulo de líquido nos espaços entre as células, resultando em inchaços em regiões isoladas pelo corpo como pernas, tornozelos, pés, mãos, rosto e abdômen.

Existem muitas causas possíveis de edema, incluindo problemas circulatórios, problemas renais, problemas hepáticos, problemas linfáticos, reações alérgicas, entre outros. Em geral, se você notar edema em alguma parte do seu corpo, especialmente se for repentinamente e sem explicação óbvia, é importante consultar um médico.

Creatina causa inchaço abdominal?

Não há evidências científicas que sugiram que a creatina possa causar inchaço no abdômen. Você pode acumular creatina nos músculos do abdômen, mas isso dificilmente ocorre em quantidade suficiente para gerar uma mudança na circunferência da cintura e não causa sintomas relacionados ao inchaço abdominal (como os causados por gases).

É importante notar que alguns suplementos de creatina poderão ter outros componentes adicionados (como adoçantes) que, em alguns casos, podem contribuir para causar inchaço. Por isso o ideal é obter creatina da forma mais pura possível.

Se você percebe um inchaço abdominal, é importante conversar com um profissional de saúde para determinar a causa subjacente do problema. Pode haver várias causas possíveis, como intolerância alimentar, problemas digestivos, ou até mesmo uma condição médica mais séria.

Publicidade

Veja também -> Quais são os efeitos colaterais da creatina?

Ver bibliografia usada
  • Francaux, M. and J.R. Poortmans, Side effects of creatine supplementation in athletes. Int J Sports Physiol Perform, 2006. 1(4): p. 311-23.
  • Andre TL, G.J., McKinley-Barnard SK, Willoughby DS, Effects of five weeks of resistance training and relatively-dosed creatine monohydrate supplementation on body composition and
  • muscle strength and whole-body creatine metabolism in resistance-trained males. Int J Kinesiol Sports Sci., 2016. 4: p. 28–35.
  • Spillane, M., et al., The effects of creatine ethyl ester supplementation combined with heavy resistance training on body composition, muscle performance, and serum and muscle creatine
  • levels. J Int Soc Sports Nutr, 2009. 6: p. 6.
  • Powers, M.E., et al., Creatine Supplementation Increases Total Body Water Without Altering Fluid Distribution. J Athl Train, 2003. 38(1): p. 44-50.
  • Pasantes-Morales, H., et al., Mechanisms of cell volume regulation in hypo-osmolality. Am J Med, 2006. 119(7 Suppl 1): p. S4-11.
  • Ritz, P., et al., Effects of changes in water compartments on physiology and metabolism. Eur J Clin Nutr, 2003. 57 Suppl 2: p. S2-5.

Este texto foi útil para você?

Sim (1)
Não
Muito obrigado pela opinião!

Ainda está com dúvidas sobre alguma questão? Visite nosso fórum de discussões e compartilhe suas dúvidas com mais de 270 mil pessoas cadastradas.

×