Ir para




Olá, anônimo!


Entrar  Logar com o Facebook Logar com o Twitter

Cadastre-se
Seja bem vindo ao Hipertrofia.org. Que tal se registrar para poder participar das discussões e ainda ter acesso às áreas que somente usuários registrados podem ver ?
 
Para registrar-se, basta clicar ali do lado. É fácil, não demora nem 10 segundos e sequer pedimos confirmação por e-mail! Está esperando o que ?
 
Guest Message by DevFuse

Foto

Cetose


  • Please log in to reply
1 resposta para este tópico

#1 Dogmat

Dogmat
  • Membro
  • 173 posts

Postado as 10:02:09 em 20/12/2008

O Pulchalski fez uma breve referência no tópico

http://www.hipertrof...?showtopic=2744

Então, como li e achei importante, vai aqui um detalhamento maior sobre o que é, como funciona, como medir e como prevenir a cetose.



CETOSE

A cetose é o resultado da deficiência de glicogênio. Seu corpo requer quantidades adequadas de carboidratos para metabolizar corretamente a gordura corporal. Como diz o ditado, "a gordura é queimada na fornalha dos carboidratos". Quando não há carboidratos suficientes no organismo para que esse processo ocorra (geralmente como resultado de uma dieta hipocalórica muito estrita), o corpo tem que tomar medidas de emergência. O sintoma primário de cetose é cetonemia, o aparecimento de corpos cetônicos no sangue. Os corpos cetônicos são o produto da queima incompleta das gorduras. Essas cetonas podem ser usadas em lugar do glicogênio para produção de energia, e também podem ser usadas como energia para alimentar o cérebro e o funcionamento do sistema nervoso (que de outro modo depende totalmente do glicogênio).

O problema é que os corpos cetônicos não são tão eficientes para alimentar o exercício quanto o glicogênio. Em um estado prolongado de cetose, você tende a ficar preguiçoso e seu processo mental lento, e seu corpo torna-se gradualmente desidratado. Pior ainda: na ausência de carboidratos, seu corpo começa a metabolizar quantidades cada vez maiores de aminoácidos (proteína) para obter mais energia. Isto é, obviamente, contraproducente para qualquer um que está tentando aumentar e manter uma sólida base de massa muscular.

Há também outras desvantagens na dieta cetônica, que iremos examinar em mais detalhes no próximo capítulo. Por enquanto, aceite a minha palavra: qualquer tipo de privação é prejudicial à sua saúde, intensidade de treinamento e capacidade de produzir massa muscular máxima.

Mesmo a cetose sendo um estado indesejável, pode ser usada em seu favor quando você estiver tentando estabelecer uma dieta para competição envolvendo quantidades mínimas de vários alimentos. Como mencionei anteriormente, você pode fazer o teste de cetose usando Ketostix, que está disponível na maioria das farmácias. Quando há corpos cetônicos no seu organismo, as tiras de teste se tornarão roxas quando em contato com a sua urina.

Para guiá-lo na determinação da quantidade mínima de carboidratos que você deve ter na sua dieta, reduza gradualmente os carboidratos e teste para cetose. Quando você vir um sinal positivo de cetose, aumente imediatamente a quantidade de carboidratos até que os corpos cetônicos desapareçam. Nesse ponto você estará perto de cetose, mas não com cetose. Você estará ingerindo carboidratos suficientes para evitar um estado de privação de carboidratos.

Repita os testes ocasionalmente para verificar se você não está desenvolvendo cetose. Lembre-se de que quanto mais forte você treina, mais carboidratos você precisa para não entrar em cetose. E não há outro meio de entrar em forma, não importa quanto a sua dieta é rígida, sem treinar muito forte.


ARTIGO ESCRITO POR:
Arnold Schwarzenegger
Livro Enciclopédia de FISICULTURISMO E MUSCULAÇÃO - 2ª edição

  • MarcelloB. curtiu isso

#2 Puchalski

Puchalski
  • Hall da Fama
  • 778 posts

Postado as 02:29:58 em 20/12/2008

Durante o exercício, o glicogênio muscular é utilizado como fonte de energia para o próprio músculo no qual está armazenado. Já o glicogênio hepático é primeiramente convertido em glicose e transportado no sangue até os músculos. Este é o processo chamado de glicogenólise. A função primordial do estoque de glicogênio hepático é o fornecimento de glicose para o SNC e não para o músculo, visto que a glicose é o único combustível utilizado pelo SNC e o músculo tem outras formas de obtenção de energia. Quando os estoques de glicogênio são totalmente depletados, passa a ocorrer então o processo de gliconeogênese, que consiste da síntese de glicose a partir dos componentes estruturais dos outros nutrientes, especialmente das proteínas. Os hormônios, especialmente a insulina, têm um papel importante na regulação dos depósitos de glicogênio, pois eles controlam os níveis de açúcar no sangue. Uma função importante dos carboidratos é a ativação do metabolismo das gorduras. Isto ocorre, pois é necessário dispor de fragmentos provenientes do metabolismo dos carboidratos (oxalacetato) para facilitar o metabolismo das gorduras (a entrada dos produtos da beta oxidação no Ciclo de Krebs). Se ocorrer um metabolismo insuficiente dos carboidratos (quer por depleção do glicogênio ou por deficiência no transporte da glicose para o interior da célula), o corpo mobiliza mais gordura do que consegue utilizar, ocorrendo um metabolismo incompleto dessas gorduras e o acúmulo de co-produtos ácidos, os corpos cetônicos, podendo levar ao quadro de cetose (ou acidose).

* A cetose acontece quando o organismo usa os depósitos de gordura como fonte energética (quando não há mais carboidratos).

* A cetose é tóxica para as células, podendo causar diversos problemas.

* A cetose costuma ocorrer em dietas sem carboidratos, como a dieta das proteínas.

* A pessoa em fase de cetose expele através da respiração um odor desagradável peculiar.

Não Sou o Pudzianowski, mas Sou da mesma raça!

CREF: 035927-G/RJ.






Termos de Uso: As mensagens contidas no site Hipertrofia.org não possuem o objetivo de substituir orientação de um profissional(independente da sua área de atuação), sendo da responsabilidade de quem as redigiu e não necessariamente refletem a opinião do proprietário do site.

Utilizando o site www.Hipertrofia.org você estará concordando com estes termos.