Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Clique aqui
Entre para seguir isso  
Wesley Pinto

Karate - Pra quem gosta.

Avalie este tópico:

Posts Recomendados

Só para quem gosta, admira, ou respeita :), ou pelo menos tenta entender. 


CRIEI ESSE TÓPICO COM O OBJETIVO DE COMPARTILHARMOS VIDEOS E CONTEÚDO SOBRE KARATÊ TRADICIONAL JAPONÊS e os de Okinawa. Ou seja, tentem evitar conteudo do karate esportivo, ou até do Kyokushin (esse é mais bem vindo ao meu ver), a não ser que contribua de alguma forma ao desenvolvimento marcial tradicional, mas por favor sejam criteriosos. 

Neste vídeo mostra a aplicação de alguns movimentos contidos nos katas, pouco treinados em kihon, mas que mostrar o quão grande foi e é a arte, e como ela foi capaz de proteger os Okinawanos de Japoneses Armados e com armaduras de palha e madeira. Como dizem os verdadeiros mestres, Karate é 70 % Kata, 20% Kihon, os outros 10% se treina o Kumite. Pois é no Kata que se aprende a arte marcial, Kumite ensina luta, desenvolve reflexos, tempo de ataque, posicionamento, porém apesar de fundamental não é a arte marcial. Luta é diferente de arte marcial. 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Conteúdo continua após a publicidade.

Lembro que quando tinha uns 12 anos briguei na escola e apanhei. Aí na outra semana meu pai me matriculou no caratê... Marcando aqui para assistir depois.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Legal.

Assisti um filme que mostrava ocidentais lutando contra pessoas armadas e mesmo com as mãos livres o lutador nocauteava e outro que estava armado com espadas e porretes, filme MUITO legal, uma pena que não lembro o nome.

Uma pena que no Brasil não se ache fácil bons mestres da arte.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
13 minutos atrás, Danilo Z disse:

Legal.

Assisti um filme que mostrava ocidentais lutando contra pessoas armadas e mesmo com as mãos livres o lutador nocauteava e outro que estava armado com espadas e porretes, filme MUITO legal, uma pena que não lembro o nome.

Uma pena que no Brasil não se ache fácil bons mestres da arte.


Primeiro sobre o video, sim isso ocorreu. O Karate, começou chamando-se Okinawa-te, na época os Okinawanos aprenderam a arte chinesa (alguns estudiosos dizem que era algo semelhante ao Hung Gar ou até uma vertente paralela do estilo), porém os Okinawanos tinham dois problemas, o primeiro é que não podiam treinar e dai surge os Katas, e o segundo é que os Japoneses portavam armaduras então os Okinawanas tiveram de otimizar a arte de forma a causa dano mesmo batendo em armadura. Hj conhecemos esse efeito como transposição de energia, e pode ser treinado por qualquer um e é facilmente observável se bater em uma Makiwara, inclusive a Makiwara se torna o principal componente de treino do Karatedoca por isso. Todo karatedoca começa a fazer Kihon no ar, depois a maior parte do Kihon é na makiwara.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 2/25/2016 at 12:48, Jaraqui disse:

Eu gosto.

 

 


Boa, tb sou adepto ao Karate tradicional, no momento sem praticar pois lugares que que encontrei com qualidade que necessito o mais perto ainda fica muito longe de casa (ônibus + metrô) e é caro, treinei lá por algum tempo mas foi insustentável. No Brasil poucos representam o tradicional karate japones e a JKA, e menos ainda representam o tradicional karatê de Okinawa. Se for pensar em nível de cidades ai fica raro mesmo, por exemplo na minha cidade Guarulhos não tem. 

Em SP que é o mais próximo é a Mushinkan (voltarei a treinar lá) a Seikaikan que falam muito bem, e o do Okuda Sensei que fica a a quase 2h-2h30 de viagem de casa e custa salgados quase 400 reais (eu acho).
 

Olhem o documentário que vai ser lançado: 
 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Talvez você encontre um preço menos salgado e uma de qualidade na Mushi Kan, junto ao terminal do metrô, possa também ser uma opção. Dê uma conferida. O sensei Carlão é formado pelo Okuda "daqueles tempos".

 

http://www.mushinkan.com.br

 

Há um fórum chamado karateca.net onde lá há alguns membros que treinam lá.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Meu sonho era fazer karate ou kung fu.

 

Ano passado eu ia fazer, tinha a duas quadras da casa que eu morava, a mensalidade era menos de 100 (acho q 70), fiz uma aula experimental mas não gostei.

 

Tipo, tinha mais criança que adolescente/adulto, e as mães das crianças ficavam sentadas num canto vendo os filhos treinarem e tal.. Aquilo foi meio estranho pra mim, fazer as paradas com um monte de mulher olhando kk, daí desisti, mas também foi por causa do kimono, na época eu não queria gastar muito então deixei quieto.

 

Já até pensei em aprender vendo vídeo na internet haha

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, Jaraqui disse:

Talvez você encontre um preço menos salgado e uma de qualidade na Mushi Kan, junto ao terminal do metrô, possa também ser uma opção. Dê uma conferida. O sensei Carlão é formado pelo Okuda "daqueles tempos".

 

http://www.mushinkan.com.br

 

Há um fórum chamado karateca.net onde lá há alguns membros que treinam lá.


Treinei lá, e é justamente onde falei que foi um dos poucos lugares que encontrei karate de verdade, e era justamente lá que é longe para mim. Na verdade sai pq recebi uma proposta de trabalho fora de SP, agora voltei mas ainda não posso voltar para lá a não ser quando me mudar para cidade. A Mushinkan fica na Santa Cruz, era facil para mim, trabalhava la perto e estudava. Agora to em Guarulhos, da quase 2h pra chegar lá. A do Taketo Okuda é ainda mais longe. 

Quem me levou pra lá foi o falecido Pedro, grande homem por sinal.

2 horas atrás, Marlon Paradise disse:

Meu sonho era fazer karate ou kung fu.

 

Ano passado eu ia fazer, tinha a duas quadras da casa que eu morava, a mensalidade era menos de 100 (acho q 70), fiz uma aula experimental mas não gostei.

 

Tipo, tinha mais criança que adolescente/adulto, e as mães das crianças ficavam sentadas num canto vendo os filhos treinarem e tal.. Aquilo foi meio estranho pra mim, fazer as paradas com um monte de mulher olhando kk, daí desisti, mas também foi por causa do kimono, na época eu não queria gastar muito então deixei quieto.

 

Já até pensei em aprender vendo vídeo na internet haha


Pratico Karate desde os meus 12, com algumas paradas. Hj com 28 não encontrei nada que gostasse mais do que Karate. Conheci o Kung Fu hungar e sanshou por 6 meses e não me convenceu. Muai Thay tb não me convenceu, não durei nem 10 aulas. Capoeira eu adorava fazer por ser divertido. Judo e JiuJitsu gosto muito, fiz os dois, hj tranquilamente faria Judô Kodokan e Karate Tradicional todo dia se pudesse.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aos 8 anos eu comecei a praticar karatê kyokushin, parei aos 15 e foi o pior erro que cometi, daí pra frente eu desandei por 5 anos da minha vida, bebidas, engordando, eu larguei de mão a dieta que eles passam, por um tempo fiquei até "rebelde" haha, mas depois de enxergar a necessidade de mudar, principalmente o corpo, eu iniciei no boxe, parei e então descobri que nesse fazenda/chácara ainda dá aula e estou voltando (por sinal, lá duplicou de tamanho).

 

O mais difícil de tudo é encarnar o espírito osu novamente. Tantas coisas tornaram-se vícios...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ainda para quem gosta de karatê um Kumite demonstrativo do Taketo Okuda com o Sensei Carlão da Mushinkan (SP). Nota: Época que o Karate no Brasil inteiro podia ser considerado uma arte marcial, agora se achar 1 dojo na sua cidade que não foca em competição no estilo olimpico se considere com sorte. 
 

 

Mais Taketo Okuda para vocês com fundamentos de luta: 
 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O Samurai Brasileiro do Karate, não pela técnica, mas pelo espirito. Juarez para quem acompanha videos e já viu aulas sabe que não é um primor técnico, mas respira a essência do Karate Tradicional, o espirito de luta. A espada após sair da bainha tem como unico destino o adversário, iniciado o ataque, o impeto, não tem como voltar, ganha o quem der o primeiro Kiai.
 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você sabe dar soco? Eu não sabia até treinar com o Sensei Carlão e o falecido sensei Pedro, e a insistência deles em sempre nos cobrar para tirar a força dos golpe, ficar leve, descontraia o corpo.
 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Meu Karate sempre foi meio hibrido. Pratico a anos o Shotokan Tradicional, mas também passei por escola de Kyokushin por um pouco mais de 1 anos e muito estudei o Goju Ryu no qual conheço boa parte das aplicações dos Katas, o Kata em si não domino. 

Se tratando de Goju Ryu, nada melhor do que falar de Morio Higaonna, esse cara não só é uma pedra humana como é um mestre na capacidade de contração e relaxamento, expansão e fluidez, dois dos conceitos mais "perdidos" no Karate e que o Shotokan deixou em partes ele passar desapercebido, quando após a morte de Funakoshi Nakayma deu continuidade no conceito de contração e relaxamento: kime, mas pouco deu continuidade no conceito de expansão e fluidez, por outro lado Egami também aluno de Funkoshi e assistente deu continuidade com o nome de Shotokai, porém só manteve a expansão e fluizes e o kime foi deixado de lado. Mais pra frente mostrarei ambos, e sobre o Sensei Asai, o que pra mim chegou a perfeição do Karate Shotokan ao após muito estudar conectar novamente os dois conceitos perdidos. Porém Morio Higaonna o domina em sua escola de Karate, o Goju  Ryu (Go = Duro, Ju = Suave).
 



Morio Higaonna mostrando como se condiciona o corpo para o combate:
 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Wesley, se você curte uma cervejinha no fim de semana, dar uma relaxada, etc, sugiro acompanhar as duas horas desse podcast, que foi ao vivo, lá em 2013, com duas personalidades dessa época: Roberto Sant´anna e Robson Maciel.

 

http://pintokaratedojo.com/2013/12/07/nosso-podcast-ao-vivo

 

Foi épico.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
11 minutos atrás, Tadeu Jordan disse:

Bom tópico, até Roberto Santanna sendo citado.

 

Contribuo com essas lembranças de um karate mais firme e não o pula-pula de hoje:

 


Esse Karate é eficiente, mesmo que o Kumite não define a totalidade da arte marcial, esse é o tipo do Kumite que vale de algo, se aprende, se esforça, se desenvolve para algo eficiente. Hj o que se vé é kizami fraco, gyako ajoelhado e frouxo, ura mawashi que parece tapinha de criança. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Yahara Sensei, ao meu ver um dos maiores Karatecas do shotokan, maior ao meu ver que Kanazawa, treinando e demonstrando o treinamento no Makiwara. Sem Makiwara não existe Karate. 

Yahara é da linha de Nakayama, do shotokan e não do shotokai, que preserva o Kime, contudo o estilo de Yahara é com foco no kime, totalmente no kime, na velocidade em que se é capaz de contrair e descontrair o corpo, ou melhor, de sair do estado relaxado para o estado contraído. Chegou ao ponto do Yahara ser tido como o mais "bruto" entre os velhos mestres, mas na verdade era a firmeza de seus golpes que o fazia parecer assim, sobretudo havia um pouco de exagero por parte do Yahara tb, no ultimo video no exame dele ele tem uma atitude desnecessária que só afirma sobre a "brutalidade" dele. 

 


Yahara vs Kagawa (Kagawa que foi um dos maiores karatecas em competição tradicional), falei que o foco não é competição mas se tratando de uma disputa desses dois no modo JKA vale a pena ver: 
 


Exame para oitavo dan de Yahara Sensei:
 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Meio que off,

dia desses estava lendo uma discussäo onde as pessoas tentava dizer qual é otipo de caratê de Ryu e Ken do Street Fighter... Muita gente acha que é o Shotokan mas a galera afirma que tá mais voltado para o Kyokushin, enquanto a Makoto é quem pratica o Shotokan.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Torf disse:

Meio que off,

dia desses estava lendo uma discussäo onde as pessoas tentava dizer qual é otipo de caratê de Ryu e Ken do Street Fighter... Muita gente acha que é o Shotokan mas a galera afirma que tá mais voltado para o Kyokushin, enquanto a Makoto é quem pratica o Shotokan.


A verdade é que o Ryu é apenas um estereótipo do Samurai que vaga em busca de duelos, e assim veste o Do-Gi branco, a faixa na cabeça tipica dos trabalhadores japoneses, e corta as mangas como um ato de negação a tradição? Talvez. Ou talvez ele seja realmente um escopo do Oyama fundador do Kyokushin.  Segundo a Capcom americana o ultimo estilo que ele aprendeu foi o Shotokan mesmo. 

O estilo de luta de Ryu foi descrito pela divisão norte-americana da Capcom como sendo caratê do estilo Shotokan, apesar dos golpes do personagem terem poucas semelhanças ao Shotokan.[2] Na história fictícia da série, ele é praticante do estilo Ansatsuken (暗殺拳,Punho Assassino?), uma arte marcial focada em matar o oponente. No entanto, seu mestre Gouken lhe ensinou uma variação do estilo onde a intenção assassina é retirada e suas técnicas letais passaram a ser defensivas ou utilizadas para incapacitar o oponente ao invés de matá-lo.[1] Tais técnicas, que desde o primeiro Street Fighter compõem o conjunto de golpes especiais de Ryu, incluem o Hadoken (波動拳, Hadouken?), uma onda de energia disparada pelas mãos, Shoryuken (昇龍拳, Shōryūken?), um uppercut realizado junto de um salto, e Tatsumaki Senpuukyaku (竜巻旋風脚, Tatsumaki Senpūkyaku?), uma sucessão de chutes aéreos e giratórios. - Wikipedia. 
 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vamos postando aí, as coisas que nos lembrarmos. Quem sabe aparece mais gente.

 

Um dos primeiros registros da era moderna (pós 1980) onde um karateca subiu a um ringue de Vale-Tudo: sensei Paulo Afonso.

 

 

Mais uma...

 

Sensei Paulo Afonso é preta no estilo Shotokan Tradicional

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Agora, se esta semente que ele plantou lá no passado fosse regada, isto é, discípulos seguissem pelo mesmo caminho, apanhando, batendo e reciclando aspectos esquecidos da arte marcial, a minha opinião é, não me leve a mal por isso, que o Karatê estaria entre uma das artes marciais mais praticadas atualmente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Jaraqui disse:

Agora, se esta semente que ele plantou lá no passado fosse regada, isto é, discípulos seguissem pelo mesmo caminho, apanhando, batendo e reciclando aspectos esquecidos da arte marcial, a minha opinião é, não me leve a mal por isso, que o Karatê estaria entre uma das artes marciais mais praticadas atualmente.


Isso é verdade, tanto que o Lyoto chegou a ajudar a lotar algumas dojos, Glauber Feitosa tb (no kyokushin), porém se tratando das tradicionais (shotokan, goju, wado, shito) e as de okinawa (goju, uechi, shorin) a verdade é que maioria dos dojos fora de okinawa/japão, ensinam um karate errado, principalmente shotokan muitos ensinam um karate esportivo, feito para ganhar medalhas. Esse karate olimpico é funcional? Para algumas pessoas sim, tem pessoas que conseguem se defender com ele, mas é a exceção da exceção, e que geralmente possuem um bom físico. Uma pessoa comum não consegue se defender com o shotokan olimpico, tanto que quando me perguntam e respondo: você pode frequentar um dojo de verdade? Se não, faça Jiu Jitsu na sua academia, que mesmo ele focado em competição é mais eficiente que o shotokan de competição. Se me perguntam como é que se sabe se é um dojo de verdade a resposta é sempre a mesma: Se tem makiwara é, se não tem não é. Não tem como existir karate sem makiwara. 

Hj eu treino sozinho, por questões pessoais (trabalho, familia), mas tenho minha makiwara em casa. 



 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Excelente tópico! Conheço pessoas que praticaram Karatê no período "casca grossa" dele no Brasil. Segundo dizem, era normal ver dentes voarem nas competições rsrs

Sei que foge ao que o autor estabeleceu no post principal, mas gosto muito de rever as lutas do Francisco Filho ("kyokushin monster") nos tempos do K-1... 

OSS

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Continuando:

O Sensei que mais se aproximou da perfeição do Karate. Sensei ASAI. Asai foi buscar na origem do karate, nas artes chinesas, o que havia se perdido. É possível notar que Asai fez o simples, mas não óbvio, uniu a contração (kime) de Nakayma com a fluidez de Egami.
 

 

 

Assai demonstrando ao seu discípulo Andre Bertel 
 


Kata:
 


Demonstração em seminário:
 


Asai e sua busca na China:
 





 

Agora para contextualizar Nakyama e Egami:


Nakayama

 



Estilo de Egami Shotokai: 
 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
31 minutos atrás, Joselito sem Noção disse:

Excelente tópico! Conheço pessoas que praticaram Karatê no período "casca grossa" dele no Brasil. Segundo dizem, era normal ver dentes voarem nas competições rsrs

Sei que foge ao que o autor estabeleceu no post principal, mas gosto muito de rever as lutas do Francisco Filho ("kyokushin monster") nos tempos do K-1... 

OSS


Francisco Filho grande karateca. Sobre o Kyokushin desde que não seja a competição pode postar algumas coisas sim. Competição do Kyokushin não vale soco no rosto, deixa a distância de luta extremamente padronizada para a competição, e assim como a competição do shotokan, é ineficiente numa situação real, no caso a do kyokushin é um teste de resitência e não uma arte marcial (competição), e shotokan é pontuar. Ainda que as competições de kyokushin desenvolva a resistência e força e de shotokan a velocidade e esquiva, estão, ambas, longe de ser eficientes ao real e longe do propósito da arte marcial. 

O kyokushin inclusive tb tem Kata, na verdade o treino do Kyokushin quando levado de maneira "tradicional" se assemelha aos estilos de okinawa. 
 

 



___

Agora não me leve a mal tb Joselito, ao meu ver o Oyama (kyokushin) treinou dois anos shotokan com Funakoshi e depois se dedicou ao Goju Ryu mas não conseguiu corporalmente entender o conceito de kime, expansão e contração, respiração. Não mantinha, e seus praticantes tb não, o corpo em estado completamente relaxado antes do contato do golpe, a contração do corpo só vem no contato e nunca antes, por isso todo mestre deveria dizer aos alunos: tire a força do golpe, mas contraia com toda força quando acertar o alvo.

A potência de um golpe de Higaonna mesmo na velhice é visivelmente mais forte do que muitos praticantes de Kyokushin. Também vejo até dos senseis "tradicionais" no kyokushin pouca prática da técnicas que foge os punhos e peito do pé e calcanhar, é possível ver alguns que treinam cotovelos e joelhos e faca de mão (shuto) no kihon, mas golpes com a cabeça do metacarpo, dedos, faca do pé, os dois lados da mão (haito e shuto). Ao meu ver Oyama deveria ter treinado um pouco mais, mesmo tendo sido um grande mestre. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Wesley Pinto disse:


Francisco Filho grande karateca. Sobre o Kyokushin desde que não seja a competição pode postar algumas coisas sim. Competição do Kyokushin não vale soco no rosto, deixa a distância de luta extremamente padronizada para a competição, e assim como a competição do shotokan, é ineficiente numa situação real, no caso a do kyokushin é um teste de resitência e não uma arte marcial (competição), e shotokan é pontuar. Ainda que as competições de kyokushin desenvolva a resistência e força e de shotokan a velocidade e esquiva, estão, ambas, longe de ser eficientes ao real e longe do propósito da arte marcial. 

O kyokushin inclusive tb tem Kata, na verdade o treino do Kyokushin quando levado de maneira "tradicional" se assemelha aos estilos de okinawa. 
 

 



___

Agora não me leve a mal tb Joselito, ao meu ver o Oyama (kyokushin) treinou dois anos shotokan com Funakoshi e depois se dedicou ao Goju Ryu mas não conseguiu corporalmente entender o conceito de kime, expansão e contração, respiração. Não mantinha, e seus praticantes tb não, o corpo em estado completamente relaxado antes do contato do golpe, a contração do corpo só vem no contato e nunca antes, por isso todo mestre deveria dizer aos alunos: tire a força do golpe, mas contraia com toda força quando acertar o alvo.

A potência de um golpe de Higaonna mesmo na velhice é visivelmente mais forte do que muitos praticantes de Kyokushin. Também vejo até dos senseis "tradicionais" no kyokushin pouca prática da técnicas que foge os punhos e peito do pé e calcanhar, é possível ver alguns que treinam cotovelos e joelhos e faca de mão (shuto) no kihon, mas golpes com a cabeça do metacarpo, dedos, faca do pé, os dois lados da mão (haito e shuto). Ao meu ver Oyama deveria ter treinado um pouco mais, mesmo tendo sido um grande mestre. 

 

Não tem como levar a mal uma pessoa que nos presenteia com tanta informação interessante, companheiro! Em verdade, não tenho muito conhecimento sobre essa nobre arte, sou só um amante das artes marciais e praticante de Jiu Jitsu. Acompanharei este excelente tópico, sempre no aguardo de mais postagens interessantes!

OSS

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

___

Continuando com os materiais de estudo do Karate Tradicional.


Pois bem, acima eu citei o fato de Sensei Asai ter sido um dos poucos Karatecas dos tempos "modernos" (pós JKA) do Karate a quase atingir a perfeição. Citei que essa quase perfeição se dava por ele ter conciliado as duas "forças" do karate, o Kime e a Fluidez, que no passado dividiu grandes mestres como Nakayama e Egami. Eu disse também que para isso ele teve que buscar conhecimento nas origens do Karate, la na china, e não por acaso tem um video (Lé Karaté Animalier) onde ele fala dos animais e sua aplicabilidade no Karate. Existe alguns poucos registros que confirmam que o Karate surgiu de um intercâmbio nas praias de Okinawa entre Okinawanos e Chineses praticantes de Hung Gar, um estilo de Kung Fu famoso e com a característica de ser tanto forte como fluido, e baseado nos 5 animais shaolin (Tigre, Garça, Serpente, Dragão, Leopardo) e ser utilizado em sua maioria na origem por pescadores, e o que os Okinawanos na maioria são/eram: pescadores.

Vamos olhar algumas bases do Hung Gar

FuHok-Poster.jpg

E os chutes que faltaram na imagem:
 




Agora vamos olhar para alguns movimentos do Karate:

447066_f520.jpgH

Algumas coisas parecem outras não. Normal, culturas diferentes, o tempo tb gerou mudanças, e o Karate teve de se adaptar a um ponto crucial: teve de ser enxugado pois foi proibido pelos Japoneses, sendo assim só treinado em forma de Kata, e o pior, quando utilizado para se defender os okinawanos combatiam Japoneses com armaduras de couro e madeira, sendo assim tiveram de desenvolver uma arte que fosse de utilizar um conceito que hj é conhecido como "transferência de energia" (falarei sobre depois), os golpes tinham dois caminhos ou as juntas do adversário onde geralmente não tinham proteção ou tinham que acertar a armadura de forma a causar dano la dentro no adversário (imagine a porrada que esses caras tinham), não a toa o Fumikomi Geri era para quebrar patas de cavalo. Nota: Cheguei estudar 1 ano de Hung Gar, mas parei e fiquei com Karate no qual a anos já praticava, o motivo é que isoladamente muitos dos golpes eram os mesmos, somente os Katas (Karate) se diferenciavam dos Katis (Kung Fu) e o treinamento diário era bem diferente também, mas os golpes em sua maioria os mesmos. Hungar Tem mais golpes, como falei o Karate foi enxugado, contudo acredito no sistema autônomo do cérebro, em que a repetição leva a perfeição, logo quanto mais complicado (com mais movimentos) algo é, mais tempo demora para o corpo responder automaticamente aos movimentos (por isso artes com menos movimentos tendem a formar bons praticantes, e mais bem preparados para o combate, em menor tempo). Assim fiquei no Karate.

Agora vem uma parte obscura na história do Karate e de um estilo conhecido pela eficência de Kung Fu, a Garça Branca (White Crane). Kanryo Higaonna um grande mestre de Karate (na época ainda chamado de Okinawa-te, e no caso dele o Naha-te por ser o Okinawa-te oriundo da região de Naha em Okinawa) que foi  professor de Mabuni fundador do Shito Ryu, e Myagi, seu discípulo pessoal, que foi fundador do Goju Ryu. Higaonna, rico, viajou para província de Fujian na china onde  estudou os estilos locais, lá conheceu o mestre Ryu Ryu Ko, que o acolheu e o apresentou ao Kempo Shaolin e a Garça Branca (White Crane) . Mais tarde retornou para China onde treinou por mais 10 anos com outros mestres. Em 1890 monta seu Dojo em Okinawa de Shorei Ryu, estilo que praticaria Mabuni e Myagi antes de fundarem seus estilos. Hoje a provincia de Fujian, principalmente a região de Fuchou é conhecida por disseminar o estilo da Garça Branca (White Crane). O detalhe para essa história é que foi perdido na prática do Karate moderno a herança do Karate com o kung fu e o quanto certos conceitos importantes foram deixado de lado, porém na memória da arte ainda pode ser notar muito da Garça no Karate, principalmente Goju Ryu em seus Katas, e o Kyokushin sendo desenvolvido por Oyama que foi praticante de Goju, mantém os Katas que se assemelham à Garça, porém a prática desse Karate é ainda mais distante de sua origem. 

Kata Sanchin (Goju, Kyokushin, e outros):
 


 
 Kati Sanzhan 
 


Outros Katas também possuem origem na china e podem ser observados no Goju Ryu, Uechi, Kyokushin e outros:

Tenshô, Sumparipei e seu irmão Hyakuhachiho do Shotokan, Saifa, Kururunfa, e alguns outros. Se tratando de Shotokan poucos ensinam ao seus discípulos alguns desses katas, nem mesmo o hyakuhachiho é ensinado, e voltando ao Asai, ele era um dos poucos a ensinarem esse kata e os principios perdidos dessa odisséia Okinawa e China. 

Vamos olhar novamente o estilo de Asai e agora comparar com White Crane.

White Crane
 


E novamente mais de Asai Sensei:
 


E então para aqueles que dizem "Karate é duro", "Karate é reto", esses nunca entenderam ou estudaram mais a fundo o Karate. Karate de verdade é adptável, tem várias formas que devem ser treinadas, das mais rigidas as mais fluidaz, na tentativa de somar as duas para que se possa, como Asai conseguiu, relaxar o corpo 99.9% do tempo, e contrair apenas no impacto, no golpe, e fazer o tão famoso Kime.

Séries de Kata do Asai (acredito eu, criados por ele)
 

 

 


E o tradicional Tekki Shodan feito por Asai, vejam como é mais fluido se comparado ao de Kagawa.
 


TekkiShodan de Kanazawa (que foi um gigante do Karate, mas não como Asai)
 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Wesley na minha opinião o melhor tópico do fórum.

 

Mas tem que levar uma coisa em consideração: a gente é trintão ( acho q vc também né)

 

Essa galera aqui do fórum é tudo 1990 pra cima, eles não pegaram aquela época que o sujeito era considerado fodão porque era faixa preta em karate. Só viram essa merda de CBK pula pula, isso não é karate é uma vergonha. Eu não culpo a galera pelo desinteresse.

Ainda que o Lyoto Machida serviu para mostrar que karate funciona sim e bem.

 

A maioria do pessoal que conviveu com Okuda sensei e seus discípulos é mais velho, esses puderam conhecer o que é um karate japonês de verdade, de resto um elo foi quebrado a tradição foi pouco repassada aos jovens. Hoje ninguém sabe quem foi Ronaldo Carlos.

 

Uma vez conversando com o Roberto ele dizia que até mesmo no Japão os jovens estavam ficando frouxos e não treinavam mais nada, que até os kenshusei estavam ficando fracos e nem sombra do que havia antes.

Realmente a melhor turma de kenshusei era aquela do tempo do Yahara Sensei; o treino era simples, após exaustivo kihon por 1h mais ou menos e depois um instrutor chamava para jiu ippon kumite ( sem luvas), com a real intenção de te quebrar no meio, desdentar. O incauto não podia atacar jodan e tinha que se esquivar de malucos como Asai, Yano, etc... por uns 5 a 20 minutos. 

 

Considerando o sistema de internato (com muita tortura psicológica) e que eram jovens temendo pela integridade física todos os dias no kumite, imagine o nível de karate a que essa pressão psicológica levou, gerou mestres como Kagawa, Yahara, Tanaka...

 

Impensável nos dias atuais, estamos ( a humanidade) muito frouxos e modernos para isso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Tadeu Jordan disse:

Wesley na minha opinião o melhor tópico do fórum.

 

Mas tem que levar uma coisa em consideração: a gente é trintão ( acho q vc também né)

 

Essa galera aqui do fórum é tudo 1990 pra cima, eles não pegaram aquela época que o sujeito era considerado fodão porque era faixa preta em karate. Só viram essa merda de CBK pula pula, isso não é karate é uma vergonha. Eu não culpo a galera pelo desinteresse.

Ainda que o Lyoto Machida serviu para mostrar que karate funciona sim e bem.

 

A maioria do pessoal que conviveu com Okuda sensei e seus discípulos é mais velho, esses puderam conhecer o que é um karate japonês de verdade, de resto um elo foi quebrado a tradição foi pouco repassada aos jovens. Hoje ninguém sabe quem foi Ronaldo Carlos.

 

Uma vez conversando com o Roberto ele dizia que até mesmo no Japão os jovens estavam ficando frouxos e não treinavam mais nada, que até os kenshusei estavam ficando fracos e nem sombra do que havia antes.

Realmente a melhor turma de kenshusei era aquela do tempo do Yahara Sensei; o treino era simples, após exaustivo kihon por 1h mais ou menos e depois um instrutor chamava para jiu ippon kumite ( sem luvas), com a real intenção de te quebrar no meio, desdentar. O incauto não podia atacar jodan e tinha que se esquivar de malucos como Asai, Yano, etc... por uns 5 a 20 minutos. 

 

Considerando o sistema de internato (com muita tortura psicológica) e que eram jovens temendo pela integridade física todos os dias no kumite, imagine o nível de karate a que essa pressão psicológica levou, gerou mestres como Kagawa, Yahara, Tanaka...

 

Impensável nos dias atuais, estamos ( a humanidade) muito frouxos e modernos para isso.


Você tem razão. Meu primeiro sensei de Karate tradicional andava com o Bo, caso alguém errasse uma base era uma de leve, mas dolorida, batida na batata da perna ou calcanhar, treinei nesse período também com o Sazaki, participei de um evento de 2 dias com o Tanaka, uma grande experiência. Depois tive uma passagem triste por Karate FPK/CBK onde o aluno cagava na cabeça do sensei, minha sorte é que tive a opção de treinar em um horário cujo sensei, o falecido Hélio, na época de 85 anos, foi pugilista no tempo que nem se chamava boxe e sim pugilismo e judoca dos tempos áureos e era um estudioso, foi meu primeiro contato com Bunkai.

Depois voltei ao tradicional, tive uma passagem pelo hung gar no mesmo período, 1 ano de kyokushin que sinceramente achei fraco onde fazia, mesmo com tanta troca de porrada não era nem de perto o desgaste de um bom treino tradicional, depois me passei por um dojo não de Karate Tradicional, mas um dojo de tradição no bairro da liberdade, até por fim me encontrar na Mushinkan onde fiquei pouco para o que almejo no Karate, mas o suficiente para reconhecer que ali é um dos poucos DOJOs de Karate. 

Hj moro longe da Mushinkan, é contra mão, e por isso treino sozinho. Acredito que é possível treinar sozinho por esse tempo até me estabilizar com livros do Nakayama que tenho, com livro do Kanazawa, com o livro do Funakoshi, com o Bubishi, observações que faço dos grandes mestres. 

E sim, sou quase trintão rs, tenho 28. 

Voltando ao motivo do desinteresse você tem razão. Hj molecada que Muay Thai, mas não devemos culpá-los, tem muito dojo ruim de karate por ai. Infelizmente o Karate ou se tornou esportivo demais, ou "zen" demais, não no sentido de caminho, mas sim de excluir a marcialidade, vendem aos país que Karate não é uma arte marcial, sendo que deveria ser ao contrário, pois o caminho, o Dô, o Budô, tem sua formação na dor, no sofrimento, no suor escorrendo, na perna tremendo, e em não desistir. Mas isso não vende, e as federações não estão interessadas no que não vende, nem a própria JKA que agora seus principais atletas, sim atletas, estão voltados ao cinema e os treinos estão cada vez mais artisticos e menos eficiente graças ao Naka Sensei. 

O que poucos sabem é que até o Karate frouxo pode ser eficiente, vide Vitor Belfort sendo treinado e seu treinador que é do tradicional mas é competidor. Contudo o Karate real é muito eficaz, arrisco-me a dizer que é uma das melhores artes, sei que sou suspeito a dizer, mas meu embasamento esta no fato de que é uma arte feita para se defender de quem usa armadura, ou seja, é para poucos, a verdadeira técnica e espirito de luta do karate, ao meu ver, faz dessa arte a que tem o golpe mais poderoso, pra mim o soco mais poderoso é o Gyaku Zuki. 


 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
44 minutos atrás, Wesley Pinto disse:


Você tem razão. Meu primeiro sensei de Karate tradicional andava com o Bo, caso alguém errasse uma base era uma de leve, mas dolorida, batida na batata da perna ou calcanhar, treinei nesse período também com o Sazaki, participei de um evento de 2 dias com o Tanaka, uma grande experiência. Depois tive uma passagem triste por Karate FPK/CBK onde o aluno cagava na cabeça do sensei, minha sorte é que tive a opção de treinar em um horário cujo sensei, o falecido Hélio, na época de 85 anos, foi pugilista no tempo que nem se chamava boxe e sim pugilismo e judoca dos tempos áureos e era um estudioso, foi meu primeiro contato com Bunkai.

Depois voltei ao tradicional, tive uma passagem pelo hung gar no mesmo período, 1 ano de kyokushin que sinceramente achei fraco onde fazia, mesmo com tanta troca de porrada não era nem de perto o desgaste de um bom treino tradicional, depois me passei por um dojo não de Karate Tradicional, mas um dojo de tradição no bairro da liberdade, até por fim me encontrar na Mushinkan onde fiquei pouco para o que almejo no Karate, mas o suficiente para reconhecer que ali é um dos poucos DOJOs de Karate. 

Hj moro longe da Mushinkan, é contra mão, e por isso treino sozinho. Acredito que é possível treinar sozinho por esse tempo até me estabilizar com livros do Nakayama que tenho, com livro do Kanazawa, com o livro do Funakoshi, com o Bubishi, observações que faço dos grandes mestres. 

E sim, sou quase trintão rs, tenho 28. 

Voltando ao motivo do desinteresse você tem razão. Hj molecada que Muay Thai, mas não devemos culpá-los, tem muito dojo ruim de karate por ai. Infelizmente o Karate ou se tornou esportivo demais, ou "zen" demais, não no sentido de caminho, mas sim de excluir a marcialidade, vendem aos país que Karate não é uma arte marcial, sendo que deveria ser ao contrário, pois o caminho, o Dô, o Budô, tem sua formação na dor, no sofrimento, no suor escorrendo, na perna tremendo, e em não desistir. Mas isso não vende, e as federações não estão interessadas no que não vende, nem a própria JKA que agora seus principais atletas, sim atletas, estão voltados ao cinema e os treinos estão cada vez mais artisticos e menos eficiente graças ao Naka Sensei. 

O que poucos sabem é que até o Karate frouxo pode ser eficiente, vide Vitor Belfort sendo treinado e seu treinador que é do tradicional mas é competidor. Contudo o Karate real é muito eficaz, arrisco-me a dizer que é uma das melhores artes, sei que sou suspeito a dizer, mas meu embasamento esta no fato de que é uma arte feita para se defender de quem usa armadura, ou seja, é para poucos, a verdadeira técnica e espirito de luta do karate, ao meu ver, faz dessa arte a que tem o golpe mais poderoso, pra mim o soco mais poderoso é o Gyaku Zuki. 


 

 

O karate real, tradicional, como luta ele é superior ou ao menos dá ferramentas para vencer lutadores de muay thai; o Lyoto na sua boa época ferrou o mundo inteiro com sua noção de distância e principalmente contra atacando no deai.

Em defesa pessoal é melhor que boxe, pois ensina a bater para quebrar, seiken destruidor mesmo; o uso de luvas tira uns 50% da eficácia do karate.

 

Isso como luta, na questão de arte não há comparação entre um karateca real e um bombadinho qualquer que entre palavrões e música eletrônica dá seus treinos de muay thai. Outra formação.

 

Realmente a noção de Budo tem se perdido até mesmo no Japão, que dirá no Brasil, ainda existem as Mushinkan da vida, o Dojo do Roberto em Ribeirão Preto, e só. 

A esperança é que essas novidades como a KWF e a organização do Yahara lancem mais filiais pelo Brasil, ainda tem muito pouca coisa. Mas antes treinar sozinho com makiwara do que um dojo CBK.

Editado por Tadeu Jordan (veja o histórico de edições)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

fiz karatê shotokan por 6 anos e meio , nao peguei a preta por falta de dinheiro e até hj nao voltei a treinar ainda por falta do mesmo e.e, e meu sensei mesmo tendo abolido ja o "casca grossa" ele nos treinava com caleijamento tirano, ou seja porrada e bambuzada na molecada pra perder a sensibilidade em alguns locais como pernas e abdomen

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
18 minutos atrás, Tadeu Jordan disse:

 

O karate real, tradicional, como luta ele é superior ou ao menos dá ferramentas para vencer lutadores de muay thai; o Lyoto na sua boa época ferrou o mundo inteiro com sua noção de distância e principalmente contra atacando no deai.

Em defesa pessoal é melhor que boxe, pois ensina a bater para quebrar, seiken destruidor mesmo; o uso de luvas tira uns 50% da eficácia do karate.

 

Isso como luta, na questão de arte não há comparação entre um karateca real e um bombadinho qualquer que entre palavrões e música eletrônica dá seus treinos de muay thai. Outra formação.

 

Realmente a noção de Budo tem se perdido até mesmo no Japão, que dirá no Brasil, ainda existem as Mushinkan da vida, o Dojo do Roberto em Ribeirão Preto, e só. 

A esperança é que essas novidades como a KWF e a organização do Yahara lancem mais filiais pelo Brasil, ainda tem muito pouca coisa. Mas antes treinar sozinho com makiwara do que um dojo CBK.


Acompanhei muito o Lyoto no inicio, no Jungle, inclusive o irmão dele fez boas lutas. E fato, DEAI é matador, noção de distancia que só o Karate dá e o Deai que só o karate dá com muito Jyu Ippon Kumite. Problema do Lyoto foi que ficou "velho", lento, e infelizmente deixando o Karate de lado, e o jogo do Deai foi aos poucos sendo abandonado por uma trocação comum, porém Lyoto ainda tem boa noção de distancia. 

Kung Fu tem muitas armas corporais, mas as vezes acho que peca pelo exagero, e também tem o fato que mencionei, os caras em Okinawa tinha de atacar armaduras, tem que ter culhão. Poucas vezes precisei me defender onde usei o Karate, mas quando precisei a primeira coisa que veio na minha cabeça foi o Kata Chinte, no qual treino com mais frequência que os damais, assim como Bassai, Teki. Nada me faz esquecer meu "meu cruzado" acima da costela (quase nas axilas) com o nó do dedo. Nunca imaginei que uma mudança na forma mudaria completamente a eficiência, um soco comum não faria aquilo, e nesse dia evitei ser "zuado" por uma galerinha bêbada.  Hj meu Kamae é sempre com os nós do dedo para cima, tanto para tirar a força do golpe como para utilizar o nó quando necessário. 

Pra quem não conhece esse é o Chinte
 



Engraçado que o Karate de Okinawa utiliza muito os nós dos dedos. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A perfeição em forma de soco (Tsuki). Kime: manter-se relaxado e contrair no momento certo, somado a um corpo fluido, e o conceito de trasnferência de energia:
 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nunca pensei que viria por aqui hahaha. Eu já era faixa marrom com 12 anos, fui obrigado a parar por ter que mudar de cidade
Tinha treinamentos todos os dias, até hoje treino em casa. Pena que a maioria não valoriza esta arte marcial
Acompanhando o/

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 horas atrás, Bgz_User disse:

Nunca pensei que viria por aqui hahaha. Eu já era faixa marrom com 12 anos, fui obrigado a parar por ter que mudar de cidade
Tinha treinamentos todos os dias, até hoje treino em casa. Pena que a maioria não valoriza esta arte marcial
Acompanhando o/

Pretende voltar a treinar?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Pretende voltar a treinar?

Aqui na minha cidade nova não tem não tem, mas ano que vem vou pra uma cidade próxima fazer faculdade e pretendo continuar lá

Enviado de meu XT1069 usando Tapatalk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quem veio de um bom sensei, que esteja na faixa roxa em diante, tendo uma metódica boa na qual inclua uma regularidade, daria até pra se pensar em treinar sozinho, três vezes por semana.

 

E aí, a cada quinze dias, ir a um bom sensei, de preferência o mesmo, pra entrar na porrada, afinar os conhecimentos e voltar sapecado pra casa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
41 minutos atrás, Jaraqui disse:

Quem veio de um bom sensei, que esteja na faixa roxa em diante, tendo uma metódica boa na qual inclua uma regularidade, daria até pra se pensar em treinar sozinho, três vezes por semana.

 

E aí, a cada quinze dias, ir a um bom sensei, de preferência o mesmo, pra entrar na porrada, afinar os conhecimentos e voltar sapecado pra casa.


Assim que penso também, pena que essa de a cada quinze dias é dificil. A não ser que o sensei seja muito seu amigo, pois se não terá de pagar mensalidade dai compensa ir mais vezes. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
27 minutos atrás, Wesley Pinto disse:


Assim que penso também, pena que essa de a cada quinze dias é dificil. A não ser que o sensei seja muito seu amigo, pois se não terá de pagar mensalidade dai compensa ir mais vezes. 

 

Aula avulsa. Qualquer coisa entre R$ 50,00 e R$ 150,00 deve estar já muito bem pago, levando-se em consideração que o sensei sabe que a pessoa viajou até ali para aquela aula com ele (aula coletiva, entenda-se aqui).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Um post um pouco diferente. O treino de hj, como será:

Katas:

Katas básicos: 1x + 1x "bunkai" (katas básicos não tem muito segredo no bunkai)

Tekki Shodan: 1 x + 2x Bunkai com estudo do movimento

Bassai Dai: 1x com "Bunkai" estudando cada movimento

Suishu: Continuar o aprendizado.


Fundamento de Luta

Sabaki (20x para cada lado)

Shinchido (10x de frente, 10x lateralmente, 10x giratório)

Sombra com fundamento de Deai


Kihon para Geri

Mae Geri em Zenkutso e em Kokutso Dachi

Mawashi e Yoko Geri em Heiko Dachi


Kihon no Makiwara (em Zenkutso Dachi, Kiba dachi e Sanchin Dachi)

Makiwara Seiken (zuki e uraken), Nukite, Ippon Ken, Nakadaka Ken, Hiraken e Haishu

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
39 minutos atrás, Jaraqui disse:

 

Aula avulsa. Qualquer coisa entre R$ 50,00 e R$ 150,00 deve estar já muito bem pago, levando-se em consideração que o sensei sabe que a pessoa viajou até ali para aquela aula com ele (aula coletiva, entenda-se aqui).

 
vou estudar essa possibilidade, mas 150 é aula todo dia na Mushinkan, só não volto para la pq hj é longe pra mim, mas em breve será perto novamente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Num belo dia, daqui a uns 9845 anos, quando eu voltar a ter um BF politicamente correto, a gente treina um basai dai.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Jaraqui disse:

Num belo dia, daqui a uns 9845 anos, quando eu voltar a ter um BF politicamente correto, a gente treina um basai dai.


Problema do Bassai Dai para quem tem BF alto ´e o impacto, pois se falar de desgaste o Gokushiho-sho é enorme. Um treino de HIIT rs.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Entre para seguir isso  

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×
×
  • Criar Novo...