É necessário fazer TPC após um ciclo com oxandrolona?

Muitas pessoas ficam em dúvida se é necessário fazer TPC após um ciclo com oxandrolona, já que o esteroide anabolizante é conhecido pelo seu perfil de segurança e poucos efeitos colaterais.

Embora a oxandrolona seja considerada um anabolizante relativamente fraco, a terapia pós-ciclo (TPC) ainda pode ser necessária. A oxandrolona, assim como qualquer outro esteroide anabolizante, pode suprimir a produção natural de testosterona do corpo, dependendo do indivíduo, dosagem e duração do uso.

Neste texto, iremos mais fundo nesta questão e explicaremos porque a supressão pode ocorrer e como fazer TPC da forma correta.

Atenção: este conteúdo é destinado apenas para fins informativos e não substitui a orientação de um médico. O uso de esteroides anabolizantes deve ser realizado somente sob supervisão médica e com prescrição adequada.

Para que serve a oxandrolona

A oxandrolona é um esteroide anabolizante sintético derivado da diidrotestosterona (DHT). Desenvolvida inicialmente nos anos 1960, ela é conhecida por seus efeitos relativamente leves em termos de ganho muscular e força, bem como por sua segurança quando comparada com outras drogas da categoria (isto não significa que ela é 100% segura).

A oxandrolona é frequentemente utilizada no tratamento de condições médicas que causam perda de peso, como infecções crônicas, traumas severos e queimaduras, devido à sua capacidade de promover o aumento da massa corporal magra sem a retenção significativa de líquidos.

Na musculação e fisiculturismo, a oxandrolona se tornou popular por sua capacidade de ajudar no aumento de massa muscular e força sem muitos dos efeitos colaterais indesejados associados a outros esteroides anabolizantes.

Se deseja saber mais, veja nosso guia completo sobre oxandrolona.

Efeitos colaterais da oxandrolona

Embora a oxandrolona seja considerada um esteroide anabolizante leve, ela ainda pode causar efeitos colaterais. Entre os efeitos colaterais mais comuns estão:

  • Supressão da produção natural de testosterona, o que pode levar a sintomas como fadiga, perda de libido e redução da massa muscular após o término do ciclo.
  • Alterações nos níveis de colesterol, como a diminuição do colesterol HDL (bom) e o aumento do colesterol LDL (ruim), o que pode elevar o risco de problemas cardiovasculares a longo prazo.
  • Hepatotoxicidade, embora seja menos severa em comparação com outros esteroides orais. O uso prolongado ou em doses altas pode causar estresse no fígado, levando a elevações das enzimas hepáticas, que indicam dano hepático.
  • Efeitos virilizantes em mulheres, como o aprofundamento da voz, crescimento excessivo de pelos corporais e alterações menstruais.

Um ciclo de oxandrolona precisa de TPC?

Sim, usar oxandrolona geralmente precisa de TPC. Mesmo considerada considerada um esteroide anabolizante relativamente leve, a oxandrolona pode causar supressão da produção natural de testosterona no corpo.

Publicidade

Essa supressão, embora menos severa em comparação com esteroides mais potentes, ainda pode ocorrer dependendo do indivíduo, tempo de uso e dosagem. Infelizmente, não há uma dose considerada segura para evitar supressão, porque a maioria dos estudos não avalia uso visando mudanças estéticas (com doses mais altas).

Há relatos de casos de usuários que não precisaram fazer TPC após o uso de oxandrolona. No entanto, isto pode ser considerado como uma exceção e não a regra, principalmente por conta da natureza da droga.

No fim do dia, não podemos nos esquecer que a oxandrolona é um hormônio anabólico como qualquer outro e quando nosso organismo percebe a presença de níveis acima do normal (como o que queremos para ter mudanças no físico), a resposta sempre será a mesma: impedir a produção natural do nosso próprio hormônio anabólico, a testosterona, como uma medida de segurança.

Em outras palavras, para conseguirmos ver benefícios dos esteroides anabolizantes, é preciso de uma dose maior que a natural (do contrário não seria necessário usar esteroides). No entanto, a partir do momento que temos mais hormônios que o necessário, nosso corpo responde diminuindo nossa própria produção de hormônios anabólicos na tentativa de evitar problemas.

Como fazer TPC para oxandrolona?

A TPC deve começar logo após o final do ciclo de oxandrolona. Dado que a oxandrolona tem uma meia-vida curta, é recomendável iniciar a TPC dentro de 1 a 2 dias após a última dose do esteroide.

O medicamento mais comumente usado na TPC para oxandrolona é o tamoxifeno, que especificamente no caso da oxandrolona, mesmo sozinho parece ser o suficiente para fazer voltar a produção natural de testosterona.

A dosagem e duração de uso do tamoxifeno na TPC costuma ser desta forma:

  • Semana 1-2: 40 mg por dia.
  • Semana 3-4: 20 mg por dia.

É válido mencionar que o tamoxifeno pode aumentar o risco de eventos tromboembólicos, como trombose venosa profunda (TVP) e embolia pulmonar em pessoas pré-dispostas. Este risco é devido ao efeito pró-coagulante do tamoxifeno.

O risco de trombose com tamoxifeno é muito baixo, mas é algo que precisa ser levado em consideração, especialmente em indivíduos com fatores de risco preexistentes, como histórico familiar, obesidade e uso de outros medicamentos que alterem a coagulação sanguínea.

Isto também é importante ter em mente já que a maioria das pessoas veem medicamentos da TPC como algo saudável, como algo que vai apenas “consertar” algo. No entanto, estes medicamentos são drogas que possuem seus próprios efeitos colaterais.

Publicidade

Quais os sinais de que a oxandrolona diminuiu a testosterona?

Os sinais de que a oxandrolona diminui a produção natural de testosterona incluem sintomas como fadiga persistente, diminuição da libido, perda de massa muscular, alterações de humor como desânimo ou irritabilidade. Ou seja, sintomas de testosterona baixa.

No entanto, estes sintomas são altamente subjetivos e podem ter outras causas. A forma mais precisa para saber se a testosterona está baixa por conta da supressão da oxandrolona, seria fazer um exame de sangue para checar testosterona total, LH e FSH. Em especial, o LH e FSH, quando abaixo da referência, indicarão que o corpo está suprimido.

Este texto foi útil para você?

Sim (1)
Não
Muito obrigado pela opinião!

Ainda está com dúvidas sobre alguma questão? Visite nosso fórum de discussões e compartilhe suas dúvidas com mais de 270 mil pessoas cadastradas.

Além disso, siga-nos nas redes sociais para receber notícias direto na sua timeline:

×