Músculos não ficam mais doloridos após o treino: é normal?

Avatar photo
Por Fábio Glinski

Escritor, pesquisador independente e criador de conteúdo na área de treino e nutrição há mais de 10 anos, além de colocar em prática (treinar e fazer dieta) desde 2003.

Quando você termina um treino pesado, geralmente espera acordar no dia seguinte com (muita) dor muscular.

É uma parte natural do processo de recuperação, e a dor (na maioria dos casos) significa apenas que seus músculos estão trabalhando exatamente como deveriam – e ficando maiores e mais fortes.

Mas o que acontece quando estamos treinando pesado e essa dor não ocorre? Existe algo errado?

Porque você fica dolorido após um treino

Acredita-se que a dor muscular do dia seguinte esteja relacionada a micro lesões nos músculos usados no treino.

De forma simplista, essas micro lesões causam uma cascata de reações que após o treino terminar estimulam os músculos a se adaptarem, dentre elas estão inflamação e dor.

A intensidade e duração da dor pode variar de acordo com vários fatores como experiência de treino e quão nova é a rotina para você, e não é incomum sentir dor por 1-3 dias (às vezes mais).

Quando não sentimos dor após o treino, o esforço foi perdido?

Oras, se dor é um “subproduto” natural de um bom treino, se você não sente, então o treino não foi tão bom assim, não é?

Não é tão simples assim.

Logo de cara, dor não é o único indicador de um bom treino e, nem de longe, o mais confiável.

Além disso, se você está ficando cada vez maior ou mais forte, pouco importa se você sente dor ou não.

Publicidade

E se você sente dor, mas não está tendo as mudanças corporais que queria, isso deveria ser um sinal vermelho.

Somente com isso fica subentendido o quão desimportante é ficar dolorido.

Mas isso não vai matar a pulga atrás da sua orelha quando não sentir dor após o treino, então, vamos lá.

Lembra quando falamos sobre o treino gerar uma cascata de reações que estimulam adaptação?

Essa adaptação não está exclusivamente relacionada ao aumento de massa e força muscular.

Conforme você se acostuma a treinar rotineiramente, seu corpo também se acostuma com a dor.

Além disso, quanto mais tempo de treino você tem, melhor tende a ser sua recuperação muscular.

Por isso uma pessoa experiente consegue lidar com uma carga de trabalho muito maior do que um iniciante.

E pode apostar que a pessoa experiente, mesmo treinando por mais tempo, usando mais exercícios e carga, jamais sentirá as mesmas dores debilitantes que um iniciante sente nas primeiras semanas.

Lembra quando você fez rosca direta pela primeira vez e não conseguia dobrar o braço no dia seguinte? Então…

Publicidade

Basicamente, é um erro esperar que você sempre sinta dor após todo todo treino, muito menos sentir dor com a mesma intensidade e duração.

E mesmo na ausência completa da dor, isso não necessariamente significa que seu treino foi ruim.

Existem métricas muito mais confiáveis para decidir se o treino foi produtivo ou não, como a sobrecarga progressiva e, com o tempo, ver medidas corporais aumentando (o espelho é o “medidor de progresso” mais honesto que existe).

Enfim, se você sente dor muscular, ótimo. Se você não sente dor, mas sabe que está treinando corretamente, ótimo também.

Este texto ajudou você ?

Ainda está com dúvidas sobre alguma questão? Visite nosso fórum de discussões e compartilhe suas dúvidas com mais de 270 mil pessoas cadastradas.