Clique aqui

Remédios estimulantes de apetite poderão facilitar a vida daqueles que, por alguma razão, não conseguem comer de forma suficiente ou precisam comer mais do que o suficiente para ganhar peso e massa muscular.

Existem vários remédios para “engordar”, cada um deles possui características distintas.

Neste texto veremos os mais famosos: o Profol, a Buclina e o Cobavital.

Além disso, veremos alternativas naturais para estimular o apetite, para que você não só possa extrair mais ganhos dos próprios remédios, mas não precise depender somente deles para obter bons resultados.

Os 4 melhores estimulantes de apetite

1 – Cobavital

O cobavital é o mais famoso estimulante de apetite disponível no mercado.

Esse medicamento é uma associação de duas substâncias:

  1. Cobamamida (considerada um anabolizante não-esteróide);
  2. Cloridrato de Ciproeptadina (que age como estimulante do apetite).

O principal efeito do medicamento é a estimulação do apetite, mas a presença da Cobamamida é um grande diferencial do Cobavital.

Os outros medicamentos que vamos comentar aqui não costumam ter um componente anabolizante em sua fórmula.

A Cobamamida aumenta a eficácia do metabolismo proteico hepático e melhora a síntese de proteína no corpo como um todo.

Além disso, pela Cobamamida não ser um anabolizante esteroidal, não traz nenhum dos efeitos indesejados destes como  virilização, perda de cabelo, ginecomastia, diminuição dos níveis naturais de testosterona e por ai vai.

Mas também não é possível esperar os mesmos resultados dos esteroides anabolizantes.

Estamos falando de um remédio barato e com princípios ativos naturais que darão apenas um “empurrão” para que você consiga comer mais e o seu corpo possa aproveitar mais esse acréscimo de nutrientes. Apenas não espere resultados absurdos.

2 – Buclina

A Buclina traz como composto principal o cloridrato de Buclizina.

Esse composto tem vários efeitos em nosso corpo como:

  1. efeito antiemético (evita o vômito e reduz enjoo ou náuseas);
  2. efeito orexígeno (o contrário de anorexígeno, ou seja, estimula a sua fome);
  3. efeito anti-histamínico (antialérgico).

Não é a toa que medicamentos anti-histamínicos costumam ser a primeira escolha dos médicos para estimular o ganho de peso em pessoas desnutridas.

Segundo o produtor do medicamento, o Cloridrato de Buclizina ainda age como hipoglicemiante, ou seja, retira o açúcar do seu sangue.

Isso, em nosso corpo, estimula nosso “centro da fome” no cérebro, fazendo com que nosso apetite aumente absurdamente.

A Buclina não tem um componente anabolizante como o Cobavital.

Mas pode aumentar muito o apetite através de maneiras diferentes (principalmente através do efeito hipoglicemiante), além de custar até metade que os outros.

3 –  Combo de buclisina com cobamamida

Como estamos falando de substâncias seguras, uma estratégia comum é aliar o uso de dois estimulantes do apetite para obter o poder de ambas através de vias diferentes.

Neste caso, a melhor saída seria comprar o composto já manipulado (não existe medicamento com as duas substâncias misturadas em doses corretas).

Um bom exemplo seria o composto para aumentar apetite da OficialFarma que já mistura a buclisina e cobamamida (os principais compostos da buclina e cobavital) em dosagens adequadas para que o benefício de ambas possam ser extraídos ao mesmo tempo.

Para saber mais sobre o produto, cuidados e como tomar, dê uma olhada no link do banner abaixo:mais apetite

4 – Profol

Já o Profol (não confunda com Propofol, o anestésico) é um dos estimulantes do apetite menos usado entre os três.

Mas isso não significa que ele não funcione.

Na verdade, o Profol é conhecido por ser uma versão “melhorada” da buclina.

Seu principal componente é o Cloridrato de Buclizina (o mesmo da Buclina), mas traz ainda Cloridrato de L-Lisina, L-Triptofano, Cloridrato de Piridoxina (Vitamina B6) e Cianocobalamina (Vitamina B12).

A Lisina é um dos aminoácidos essenciais (ou seja, aminoácidos que nosso corpo não consegue produzir por si só e devemos adquirir da dieta) usada para produzir todos os tipos de proteínas do nosso corpo.

Ela é especialmente importante na absorção de cálcio, na construção da proteína dos músculos e na recuperação de cirurgias ou lesões esportivas.

Hoje em dia é até pesquisada para o auxílio no tratamento do câncer.

O Triptofano, por sua vez, também é um dos aminoácidos essenciais.

Ele é um dos componentes necessários para produzir a Serotonina no cérebro, hormônio esse que induz o bem-estar.

A falta de triptofano e/ou serotonina está ligada com a depressão (o que indiretamente pode diminuir o apetite).

Esses componentes fazem do Profol um remédio para aumentar apetite mais completo do que a Buclina, o que pode ser útil para aqueles que não obtiveram bons resultados com ela.

Qual é o melhor  ?

qual é o melhor estimulante de apetite ?

Primeiro de tudo, é importantíssimo que você faça uma consulta com um bom médico (de preferência um endocrinologista) antes de tomar qualquer medicamento estimulante de apetite e para ter certeza que sua falta de apetite não está relacionada a um problema de saúde.

Somente um médico especializado terá conhecimento suficiente para  indicar um ou outro desses remédios da melhor forma possível.

Visto isso, e para não deixá-lo na mão, o medicamento que médicos costumam usar como primeira arma para estimular o apetite é o Cobavital, por ser extremamente barato e trazer um componente anabolizante além do estimulante do apetite.

O Profol é o segundo mais indicado, por ser um pouco mais completo do que a Buclina e esta, em associação com polivitamínicos (o que é bastante comum vermos por aí), também pode ser extremamente útil.

E por último a Buclina, o mais barato entre os três, mas que ainda gera um bom efeito no aumento do apetite.

Lembre-se que toda droga possui uma proporção de riscos e benefícios.

Até mesmo remédios simples como estes também trazem alguns efeitos colaterais.

Por exemplo: todos os remédios estimulantes de apetite, sem exceção, são famosos por causar sonolência extrema no começo do uso.

Portanto é extremamente importante não dirigir, operar máquinas ou fazer qualquer coisa que exija atenção.

Sempre leia a bula. Sempre!

Estimulantes de apetite realmente ajudam a engordar e ganhar massa muscular ?

De forma simples e direta, sim.

Estimulantes de apetite inevitavelmente farão você comer mais – e é esse o propósito deles e eles funcionam.

Se você está comendo mais, você estará ingerindo mais calorias e nutrientes, isto facilitará o aumento de peso e ganho de massa muscular.

Mas para que o ganho de peso seja da forma mais saudável possível, e a maior parte do aumento de peso seja em massa muscular, é essencial que você esteja treinando pesado (com musculação) e seguindo uma dieta adequada.

Estimulantes de apetite naturais

Além dos medicamentos, também é possível estimular o apetite de forma natural, seja através do uso de suplementos como realizar mudanças de hábitos que podem estar “matando” a fome sem você perceber.

Algumas deficiências de vitaminas e minerais, por exemplo, podem causar falta de apetite e explicar sua dificuldade para comer tudo o que precisa.

Os métodos a seguir são essenciais, não só para ter um apetite saudável, mas para amplificar os efeitos dos estimulantes de apetite:

1 – Consuma mais zinco

Deficiência em zinco pode causar mudanças do paladar e falta de apetite.

Pessoas que não conseguem ingerir alimentos como carne vermelha, ovos inteiros, oleaginosas, estão em maior risco de deficiência.

Neste caso, você pode começar a incluir estes alimentos na dieta ou suplementar diretamente com zinco (qualquer multivitamínico já fornece este mineral em níveis suficientes para evitar deficiência).

2 – Consuma mais tiamina

Deficiência em tiamina, também conhecida como vitamina B1, não só causa perda de apetite como perda de peso (em massa muscular).

Feijões (todos os tipos) e vegetais crucíferos como couve de bruxelas fornecem vitamina B1. Tenha certeza de incluir alguns destes alimentos em sua dieta.

3 – Não consuma líquidos junto com a comida

Tomar qualquer líquido junto das refeições preencherá mais espaço no estômago, fazendo você ficar satisfeito antes e com menos apetite para comer tudo o que precisa.

Deixe para consumir líquidos ao menos uma hora antes ou depois da refeição.

4 – Diminua o consumo de cafeína

A cafeína encontrada no café, refrigerantes, chás, energéticos, em suplementos pré-treino e em queimadores de gordura, poderão gerar mais energia e disposição durante o dia, mas também inibem o apetite.

Se você sofre com falta de apetite, é essencial diminuir o consumo de cafeína.

5 – Treino pesado

Nada melhor para estimular o apetite naturalmente do que fazer o próprio corpo pedir mais comida.

Fazer musculação e treinar realmente pesado, fará o seu apetite aumentar naturalmente, já que o seu corpo precisará de mais nutrientes para se recuperar e crescer.

Do contrário, se manter inativo durante o dia passará a mensagem contrária: de que não há necessidade de ingerir mais comida já que não há demanda para tal.

Enfim, uma pessoa ativa, que treina pesado e realiza inúmeras atividades, sempre terá muito mais fome do que uma que fica deitada e inativa a maior parte do dia.

Quando procurar ajuda

Se você está presenciando perda de apetite por um período prolongado, está perdendo peso de forma não intencional, está tendo sintomas associados a deficiências nutricionais como fraqueza e tontura, procure ajuda médica o quanto antes.

Em alguns casos, a falta de apetite está associada a problemas de saúde que não serão resolvidos apenas usando estimulantes de apetite.

Nesta situação, isto seria apenas tratar o sintoma (e não a causa).

No mais, estimulantes de apetite poderão ajudar de forma segura aqueles que precisam ganhar peso por motivos estéticos e melhorar ainda mais a saúde.

Este texto ajudou você ?

1 Comentário

Escreva um comentário