Por quanto tempo deve durar um bulking?

Saber quanto tempo deve durar um bulking pode influenciar drasticamente os seus resultados, porém esta questão é mais simples do que você imagina.

Muitas pessoas pensam que um bulking precisa durar 4, 8, 12 ou qualquer outro prazo fixo.

Porém se você não é um atleta com uma competição marcada, o primeiro erro é estabelecer estes prazos mirabolantes.

Por quê?

Atletas precisam estar preparados para uma competição a tempo e geralmente este tempo é curto.

Ele precisa planejar um calendário fixo de quanto tempo terá para ganhar massa muscular e depois o tempo para estar preparado para subir no palco.

Se você não tem pretensões de subir no palco, não há porque adicionar estresse desnecessário em sua rotina.

Além disso, o tempo que precisamos (e não o tem que devemos) ficar em bulking pode variar bastante de pessoa para pessoa.

Algumas pessoas precisam de 4 meses antes de interromper o bulking e migrar para um cutting.

Outras poderão precisar de anos (sim, anos), fazendo um bulking consistente.

Mas o que decide isso?

Duração do bulking depende do seu percentual de gordura

Toda vez que fazemos um bulking para ganhar massa muscular, alguma gordura será acumulada.

Isto é a apenas uma consequência óbvia de estarmos comendo mais calorias do que o corpo precisa.

Porém existe um limite onde o ganho de gordura pode se tornar uma bola de neve e começar a afetar seus resultados.

Acima de 15%-17%+ de gordura corporal não só começamos a perder boa parte da definição, mas também começamos a perder a sensibilidade ao hormônio insulina.

A partir daqui uma porcentagem maior dos nutrientes ingeridos poderão ser guardados em forma de gordura e não serão usados para construir mais massa muscular.

Por isso seu bulking pode durar tanto quanto for necessário e desejável para você, desde que você não esteja ganhando gordura demais.

Mais importante ainda (e algo que muitos ignoram), é que se você já está com o percentual de gordura alto, não adianta insistir em um bulking para “perder a gordura depois”, pois isso geralmente não acontece.

Perca o excesso de gordura e então vá para o bulking.

Duração do bulking também depende da estratégia

Imagine dois caras imaginários: o Joãozinho e o Carlinhos.

Ambos possuem 12% de gordura, fazem o mesmo treino e, no nosso mundo imaginário, possuem exatamente a mesma genética para ganhar massa muscular.

Porém Joãozinho é um cara apressado por resultados, ele quer ganhar o máximo de massa muscular possível no menor tempo possível. (Como culpar o Joãozinho, não é?)

Para isso ele resolve fazer um bulking sujo, não se importando com quanta gordura será adquirida durante o processo. Tudo o que importa é o peso subindo na balança.

Como esperado, a cada semana o peso está subindo significativamente.

Em menos de 3 meses, Joãozinho ganhou inacreditáveis 10kg.

Porém boa parte desse peso é retenção e gordura corporal. Não só isso, agora ele está com 16% de gordura corporal.

Joãozinho pode ser apressado, mas não é (tão) bobo. Vendo que o ganho de gordura está saindo de controle, ele decide imediatamente entrar em um cutting.

Todavia, para perder essa gordura, ele acabou ficando em cutting mais tempo do que imaginava, além disso ele acabou perdendo um pouco de massa muscular.

No fim do cutting Joãozinho não acreditou no corpo que estava vendo no espelho: ele estava com o mesmo corpo de antes de começar o bulking.

Agora vejamos a abordagem do Carlinhos.

Carlinhos não tem pressa por resultados, ele não é um atleta e não precisa estar com o corpo “pronto” para uma data específica.

Então ele resolve fazer um bulking limpo, fazendo superávit calórico discreto, ingerindo apenas um pouco acima de calorias da sua necessidade.

No final do primeiro mês de bulking, Carlinhos se pesa e percebe que ganhou não tão surpreendentes 2kgs.

Mas ao se olhar no espelho, ele percebe que há cada vez mais vascularização nos antebraços e bíceps.

Mais importante ainda, ele ainda consegue ver seu abdômen.

Apesar do “pouco” ganho de peso, Carlinhos se mantém firme e no segundo mês ganha um pouco menos de 2kg.

Contudo outra surpresa no espelho: apesar de estar em bulking, ele parece estar mais definido do que antes.

Carlinhos está conseguindo ganhar massa muscular e manter seu percentual de gordura baixo, portanto toda massa muscular adquirida está mudando a proporção de massa muscular para gordura do corpo.

Isso significa que mesmo não obtendo ganhos astronômicos na balança, ele ainda obtém mais mudanças visuais, pois sua composição corporal está melhor.

Passa-se 12 meses e Carlinhos conseguiu ganhar os mesmos 10kg do Joãozinho.

Enfim chegou a hora do cutting, não é?

Não. Carlinhos ainda está com 13% de gordura corporal e mantendo uma estética corporal, considerando um bulking.

Aqui ele pode decidir o que ele pode fazer e o shape dele estará bom independente do caminho que ele decidir seguir.

Ele pode insistir no bulking ou entrar em cutting.

E se ele quiser entrar em cutting, precisará de menos tempo de dieta para conseguir ficar definido, pois ele controlou o ganho de gordura durante todo o caminho.

Enfim, o que essa analogia tem a ver com a duração do bulking?

A sua abordagem determinará quão efetivo será o bulking e quão longo ele será.

Se você “pisar na bola” e ganhar muita gordura muito rápido, como o Joãozinho, você precisará interromper tudo prematuramente e entrar em cutting.

Como você não ganhou muita massa muscular para começo de conversa, durante o cutting poderá perder o que ganhou e voltar a estaca zero.

Porém, se você usar uma estratégia adequada e buscar melhoras a longo prazo, controlando o ganho de gordura, os ganhos poderão não ser tão expressivos a curto prazo, mas você estará no caminho certo e o resultado será melhor e, ironicamente, mais rápido do que uma pessoa que precisa transitar entre bulking e cutting toda hora por conta do ganho de gordura.

Palavras finais

Se você não é um atleta competitivo, criar prazos fixos para fazer um bulking pode ser um tiro no pé.

O tempo adequado de bulking vai variar dependendo do seu percentual de gordura atual e a estratégia usada no mesmo.

Quanto menos gordura você adquirir, mais tempo você pode ficar no bulking e ganhar mais massa muscular no longo prazo.

Quanto mais gordura você adquirir, menos tempo pode ficar no bulking e menos massa muscular vai ganhar no longo prazo.

É válido ressaltar que o conteúdo e as analogias usadas do texto consideram que você é um praticante de musculação natural.

Um praticante hormonizado poderá fazer bulkings mais agressivos, ganhar mais gordura e depois perder essa gordura de forma mais fácil, porém não é a realidade de naturais e da grande maioria das pessoas que fazem musculação.

Este texto ajudou você ?

1 comentário em “Por quanto tempo deve durar um bulking?”

  1. Como falado no texto vai depender do perfil corporal inicial do atleta e do plano específico para qual o atleta irá ser preparado o tempo necessário nessa preparação…

    Responder

Deixe um comentário

Hipertrofia.org Newsletter

Receba o melhor conteúdo do site direto em seu email (no máximo 2 por semana).