Hipertrofia rápida – 6 dicas para acelerar os resultados na musculação

Enquanto é impossível mudar o corpo da noite para o dia, você com certeza pode usar alguns hacks (truques) para acelerar os resultados e gerar hipertrofia de forma mais rápida.

Logo de cara, este texto não é sobre treinar usando exercícios compostos, comer a quantidade certa de proteína, dormir 8 horas por dia, executar corretamente os movimentos e coisas do tipo.

Isto é o básico para gerar hipertrofia muscular que todo mundo já deve saber.

O texto se trata de truques que foram aprendidos através de mais uma década de treino e dieta, algo que só é possível após errar muito e acabar descobrindo da pior foram o que funciona (e o que não).

E calma, você não vai ter que comprar absolutamente nada para melhorar os ganhos.

De antemão, nada do texto obriga você a comprar algo, todas as dicas poderão ser usadas por qualquer pessoa.

Enfim, o intuito é apenas mostrar um caminho mais curto para chegar em seu objetivo, sem que você tenha que aprendê-lo da forma mais difícil (através da tentativa e erro).

Claro, muitas vezes a melhor maneira para aprender algo é através dos próprios erros, mas lembre-se que você está querendo apenas ganhar massa muscular e não se preparar para a chegada do Vegeta e Napa no planeta terra (entendedores, entenderão).

O que estamos querendo dizer é que nem sempre erros bobos cometidos na musculação vão trazer alguma lição valiosa que vale a pena ser aprendida.

Na maioria das vezes, é melhor evitá-los em primeiro lugar para se ter resultados melhores antes do esperado.

Já dizia o ditado: “Pessoas inteligentes aprendem com os próprios erros, mas pessoas sábias aprendem com os erros dos outros”.

Bom, vamos realmente interesse.

6 maneiras para acelerar os resultados e gerar mais hipertrofia

1 – Deixe a maior refeição do dia para depois do treino

Logo depois de treinar, nosso particionamento de nutrientes melhor  porque nossos músculos ficam muito mais sensíveis a insulina.

Isto significa que os nutrientes ingeridos terão uma chance maior de serem usados pelos músculos, e não serão armazenados em forma de gordura.

Podemos tirar proveito disso para acelerar os resultados ao realizar uma refeição grande rica em carboidratos e proteína logo depois do treino, assim gerando maior anabolismo.

Apenas tenha em mente que a refeição pós-treino é apenas uma parte do dia, o restante da alimentação continua sendo importante.

2 – Faça aeróbicos mesmo que o seu objetivo não seja perder gordura

Muitas pessoas, que tem como principal objetivo a hipertrofia, negligenciam ou ignoram completamente os aeróbicos.

Um grande erro.

Fazer aeróbicos moderadamente possui inúmeros benefícios como:

  • Aumento da sensibilidade a insulina;
  • Maior condicionamento para treinar com pesos (leia-se treinar com mais intensidade e menos cansaço);
  • Maior recuperação muscular pelo estímulo da circulação sanguínea e liberação aprimorada de metabólitos gerados pelo treino,

E vários outros.

Pessoas que não fazem aeróbicos estão abrindo mão de todos estes benefícios e atrasando os resultados.

Faça ao menos três sessões de aeróbicos por semana com no mínimo 20 a 30 minutos de duração, mesmo odiando cada minuto.

3 – Jamais fique preso a uma única faixa de repetição

como acelerar os resultados na musculação e gerar hipertrofia mais rápida

Quando uma pessoa começa a treinar, mesmo de forma subconsciente, ela acaba adotando uma faixa de repetições específica como favorita.

Isto cria uma certa resistência para mudar o número de repetições do treino (nós sempre pensamos que o nosso jeito é melhor, isto é normal).

O problema é que cada faixa possui benefícios para hipertrofia.

Se você treina, digamos, apenas com 10 repetições por série. Você tem os benefícios dessa faixa, mas perde os das outras.

Uma ideia muito mais inteligente, e para gerar hipertrofia mais rápida, é treinar usando várias faixas de repetições no mesmo treino.

Por exemplo:

  • Primeiro exercício com 6-8 repetições, focando-se no aumento de força com hipertrofia;
  • Segundo exercício com 8-10 repetições, focando-se apenas no tempo sob tensão e hipertrofia;
  • Terceiro exercício com 12-15, focando-se no estresse metabólico e hidratação celular.

Em suma, todas as faixas poderão gerar resultados. O denominador comum é treinar pesado usando todas, e, desta forma, extrair o que cada uma tem de melhor a oferecer.

4 – Não está vendo progresso ? Você ainda não está comendo o suficiente

Quando o assunto é fazer dieta, rapidamente todos dizem que sabem da importância e que “estão fazendo a dieta mais regrada possível”.

Mas ao analisar isoladamente casos de pessoas que não estão ganhando massa muscular, 9 entre 10 pessoas ainda não estão comendo suficiente.

O texto poderia acabar aqui, e você poderia acelerar seus resultados somente com esta dica, portanto leia atentamente:

Hipertrofia muscular não é uma prioridade para nosso organismo e ele NUNCA vai desperdiçar energia com isso se há outras coisas mais importantes no caminho.

Isto significa que se não houver energia em excesso, não há treino, peito de frango, suplementos ou magia negra que funcione. Você não crescer.

Portanto, tenha certeza absoluta que está ingerindo a quantidade de calorias necessárias para ganhar massa muscular.

Assim que você estiver fazendo isso corretamente todos os dias, o corpo vai começar a responder e você vai ver resultados como nunca viu antes.

As cargas no treino vão começar a subir, você vai começar a se sentir nitidamente maior, e até a vascularização vai aumentar.

Tudo porque o corpo está finalmente recebendo energia suficiente para fazer tudo o que precisa e ainda sustentar a hipertrofia.

Se você não consegue seguir dieta por conta, talvez seja melhor contratar um profissional e seguir uma recomendação direta para você, isto pode ter um efeito psicológico positivo na consistência da dieta (já que você vai obedecer e tentar seguir o que lhe foi instruído)

5 – Se você não sente o músculo alvo trabalhar, você está perdendo tempo

A conexão mente-músculo é um dos fatores mais importantes (e subestimados) na musculação.

Se você não se conecta com o músculo que está sendo trabalhado e sente que é ele que está fazendo todo o esforço durante o exercício, é bem provável que o treino esteja sendo desperdiçado (ou mal aproveitado).

Contração muscular é tudo.

Portanto troque os exercícios do treino, mude a execução, mude a pegada, mude de barra para halteres (ou vice-versa), mude a velocidade de execução, diminua a carga pela metade…

Faça o que for necessário, mas tenha certeza que está sentindo o músculo trabalhando a cada repetição e não apenas levantando e abaixando a carga.

Você não tem ideia de como os seus resultados vão mudar quando você se atentar a isto.

E não precisa agradecer pela dica, o fato de você estar lendo o texto até aqui já é uma boa prova do seu interesse em mudar o corpo, o crédito é todo seu.

6 – Não gaste dinheiro com suplementos desnecessários, foque somente nos que funcionam (ou não use)

Vai parecer estranho um site que tem patrocínio de empresa de suplementos falar isso, mas antes de qualquer coisa, temos um compromisso com a verdade (mesmo que os mais céticos não acreditem).

A maioria das pessoas depositam fé demais nos suplementos. Mais de 90% dos produtos que prometem auxiliar na hipertrofia simplesmente não funcionam ou não valem o custo-benefício.

Pois é.

Chega ser triste ver alguém entrar em uma loja e sair com uma montanha de produtos diferentes, com esperança renovada, ansioso para abrir os potes e começar a usar a suplementação nova.

Não precisamos contar o final dessa história, pois você provavelmente já conhece e foi o protagonista dela (eu e todo mundo que faz musculação já foi ou vai ser, fique tranquilo).

O que precisamos aprender com esta história é que pouquíssimos suplementos serão úteis na hipertrofia.

Se você tiver dinheiro sobrando, uma creatina, proteína em pó e multivitamínicos serão tudo o que você precisa. Simples assim.

Caso não seja possível, foque-se em comer corretamente e fazer o melhor que você pode com o que tem, todos os dias, sem desistir.

É por conta disso que caras que nunca leram um artigo sobre musculação na vida e/ou não fazem uso de suplementos de forma contínua, conseguem ter ganhos expressivos enquanto pessoas com acesso a tudo não conseguem.

Palavras finais

Talvez as dicas não sejam o que você estava esperando, mas é isto que 99% das pessoas que querem resultados rápida na musculação precisam saber – e ignoram.

Na musculação, existem apenas duas maneiras de dizer que você vai ter resultados rápidos:

  1. Falar a verdade e aniquilar a esperança da pessoa mostrando que o simples é o que realmente funciona;
  2. Mentir e ainda ganhar dinheiro com isso mostrando que só será possível ter ganhos usando um produto ou método milagroso.

O que você prefere ?

Neste texto mostramos dicas que, se forem empregadas de forma consistente, realmente vão acelerar os seus resultados e gerar hipertrofia de forma mais rápida possível.

Tudo depende de você e o que você vai fazer com estas informações em mãos.

Esperamos genuinamente que este texto tenha lhe ajudado, e se restou alguma dúvida, não pense duas vezes, ao postar uma comentário. Desta forma, podemos deixar o texto cada vez mais completo.

Este texto ajudou você ?

42 comentários em “Hipertrofia rápida – 6 dicas para acelerar os resultados na musculação”

  1. Realmente pra quem vem treinando a um tempo bom percebesse q cada tópicos citados são 100% verídicos
    agradeço muito a página quanto ao site sempre vem me informando e me instruindo nos treinos

    Responder
  2. Olá, tenho uma dúvida: no tópico 3, as repetições aumentam.
    Seria assim no meu caso?

    Agachamento: Primeiro exercício com 6-8 repetições, focando-se no aumento de força com hipertrofia;

    Levantamento terra: Segundo exercício com 8-10 repetições, focando-se apenas no tempo sob tensão e hipertrofia;

    Supino: Terceiro exercício com 12-15, focando-se no estresse metabólico e hidratação celular.

    Responder
  3. Olá, e pra quem treina a noite pode deixar a maior refeição depois do treino mesmo? Porque no meu caso a refeição é pouco tempo antes de dormir. Desde de já obrigado.

    Responder
    • Fala Diego, blz?
      Então cara, no seu caso não tem problema, mas seria indicado um intervalo de pelo menos uma hora depois da refeição para ai sim ir dormir.
      Mas se não te incomoda dormir com estômago cheio, esse intervalo não precisa ser seguido a risca.
      Bons treinos!

      Responder
      • No meu caso é o contrário… Treino às 6 da manhã… mas o problema é que não consigo comer muito na refeição pós treino que é às 7:30… deixo minha maior refeição para o horário das 12 horas.. Será que tem problema?

        Responder
        • Me baseando no Dr. Paulo Muzy (não terei os links de onde ele fala isto neste momento), mas vamos lá, se você treina pela manhã, precisa fazer o pré treino antes de dormir, sim, isso mesmo que ele sugere, e pela manhã fazer uma refeição com todos os macronutrientes normalmente. Depois do treino seu corpo abre uma janela de 2hrs onde os nutrientes serão absorvidos com maior velocidade e aproveitamento assim digamos, logo você precisa comer então as 7:30 o quanto conseguir e às 9:30.

          Responder
  4. Eu nao tenho fome para comer o que necessito diariamente, geralmente como quase forçado e mesmo assim muito pouco. Seria melhor tomar suplemento ou um remédio pra abrir apetite.

    Responder
    • Andrea a suplementação pode te auxiliar a meio que contrabandear os macronutrientes mais facilmente para dentro do organismo, pode sim, assim como remédios para aumento de apetite como buclina e por aí vai, mas acredito que se você for quebrando a homeostase(equilíbrio) do seu organismo, ou seja, ir forçando aos poucos o comer mais você consegue sim aumentar as calorias e macros.

      Responder
  5. Parabéns pela redação, estamos enjoado de mentiras.
    Olha já tomei de tudo e tem muitos suplementos que prometem ser poderoso no aumento de músculos, mas quando vejo uma propaganda assim já sei que vem mais uma enganação de marketing.
    Não existe suplementos milagrosos e nem nos importados. Anabolizante + alimentação completa dá muito músculos ,mas se exagerar nas doses acabam prejudicando o organismo. 🏋💊😟

    Responder
  6. Eu tenho uma dúvida é somente com relação ao Item 1 do artigo, necessariamente a maior refeição teria que ser a pós-treino? mesmo que essa refeição já seja rica em carbo e proteína e você esteja com um balanço calórico diário positivo?

    Porque eu faço uma boa refeição de pré e pós treino, rica em carboidratos e proteínas, mas o meu pós-treino não necessariamente é a maior de todas as minhas refeições diárias, isso influi em algo?

    Responder
    • Sim. Capacidade aeróbica pode melhorar descanso entre as séries, permitir treinos mais pesados de músculos grandes (como pernas).

      E ser ectomorfo não é uma garantia de ter boa capacidade aeróbica.

      Responder
  7. Redação na dica 5 vcs sugerem uma possível troca de exercícios do treino, qual seria o parâmetro utilizado para trocar esses exercícios ? mantendo a periodização …

    Responder
  8. Variação de faixa de reps foi para mim essencial, indo contra a indicação do instrutor.

    Eu utilizo no 1° exercicio a faixa entre 6/8, as restantes entre 8/10 e para finalizar entre 12/15, buscando aquela sensação de “queimar”.

    Supino, back squat, pull up, terra, curl com barra, fundos, serão sempre entre 6/8. Os restantes exercicios complementares serão para 8/10 e os de isolamento 12/15.

    Foi assim, de forma involuntária, que comecei a ganhar peso, ganho de massa magra, e aumento de força!

    Indo contra a indicação do instrutor que me passou o esquema de treino baseado na faixa de 8/10reps.

    Para mim resultou.

    Responder
  9. Fiquei na dúvida se essa refeição após o treino é o pós treino ou a refeição mesmo. Pergunto porque eu tomo whey depois do treino e só mais tarde vou jantar.

    Responder
  10. Muito obrigada pelas dicas. Adoro o site, sempre buscando trazer conhecimentos de modo claro e objetivo. Gostaria de sugestões de proteína em pó!? Obrigada!

    Responder
  11. Muito obrigado pelas dicas, agora tentarei conseguir usando essas dicas maravilhosas, muito obrigado mesmo, ótimo artigo.

    Responder
  12. Sempre tive duvidas sobre suplementação, mas agora sei q e td marketing , muito obrigado pela informação, vou continuar mesmo no meu BCAA , complexo B e minha creatina mesmo

    Responder
  13. Olá!
    Tô começando a treinar tem dois meses, mas trabalho a noite e treino qdo chego de manhã , qual melhor refeição ?
    Gostei muito do texto.
    Eu sempre me saboto no aeróbico … Mas vou focar mais.
    Desde já obrigado.

    Responder
  14. Parabéns pelo texto e pelo excelente conteúdo do site. Tudo que quero aprender sobre hipeetrofia num geral encontro aqui. E recomendo a todos que entrem no site.Continuem assim!!!

    Responder
  15. eu malho antes do meu trabalho e não tenho tempo para uma refeição grande no pós treino, em media tomo uma dose um pouco maior de HIPERCALÓRICO e como uns salgados assados umas 2/3 horas depois do treino. teria alguma pra mim?

    Responder

Deixe um comentário

Hipertrofia.org Newsletter

Receba o melhor conteúdo do site direto em seu email (no máximo 2 por semana).