Clique aqui

O cinto de lombar usado na musculação é uma ferramenta de treino muito útil quando usada corretamente.

O propósito de se usar o cinto durante os exercícios é devido a sua capacidade de aumentar a pressão intra-abdominal. O aumento de pressão ajuda a estabilizar toda a região, criando um ambiente mais seguro para a coluna e pode até fazer com que você use mais carga.

Isto é extremamente útil em exercícios como agachamento e levantamento terra, que podem gerar mais compressão na coluna.

O lado negativo do uso do cinto é que, quando usado excessivamente e incorretamente, ele pode reduzir o desenvolvimento dos músculos que naturalmente protegeriam a lombar e coluna.

Na verdade, na maior parte do tempo, a maioria das pessoas não deveriam usar o cinto de lombar.

O cinto é uma ferramenta de treino, usada por pessoas específicas em situações específicas – e não um acessório (como luva ou garrafa d’água).

Todos nós já vimos aquele cara que chega na academia já com o cinto devidamente colocado, fica com ele durante o treino inteiro, tanto pra fazer terra como rosca direta com 5kg de cada lado.

Errado.

Esses caras podem pensar que estão sendo extra cautelosos ao cuidar da lombar, mas na verdade estão enfraquecendo-a ao impedir que o próprio corpo fortaleça essa região.

Veja bem.

Os músculos do core (lombar, abdômen, etc), quando fortalecidos, já formam uma espécie de cinto natural que protege nossa coluna. Usar precocemente e excessivamente uma ferramenta externa que faça isso por você, impede que isto aconteça ao mesmo tempo que o resto do corpo vai ficando mais forte.

O resultado ? Você vai ficar grande, mas com um core fraco e quando estiver sem o cinto estará sujeito a lesões mais frequentes justamente porque o corpo é capaz de gerar força para levantar bastante carga, mas sem ter estabilidade na coluna para sustentá-la.

cinto-de-lombar

Outro problema é que o uso do cinto pode estar mascarando problemas: às vezes as pessoas sentem dores na coluna e lombar ao executar certos exercícios, ao adotar o cinto  a dor desaparece. Isto acontece porque o cinto tira o estresse da região, mas o que estava causando a dor ainda pode estar lá.

Primeiramente, se você sente dor ao fazer um exercício, algo está errado. Você já pode estar machucado ou está executando o exercício de maneira incorreta (às vezes os dois).

Em ambos os casos, o cinto não deveria estar sendo usado, pelo menos não sem a supervisão de um médico. E não estamos sendo 100% politicamente corretos, coluna é um assunto sério e problemas deste tipo poderão afetar seriamente a sua “carreira” na academia (ao ponto de encerrá-la precocemente).

Se você sente dores articulares durante e/ou depois dos exercícios, procure ajuda médica e não tente fazer as coisas por conta própria (exemplo: usar cinto para “curar” a dor, sem saber a real causa).

Observação: professor de academia não é “ajuda médica”.

Afinal, quem deve (e não deve) usar o cinto de lombar ?

No geral, todos os iniciantes que não tem uma base sólida de força, ou seja, ainda estão longe de levantar o próprio peso em exercícios como agachamento e terra NÃO deveriam estar usando cinto (a menos que isto tenha sido recomendado pelo seu médico).

Com isto fora do caminho, o cinto deve ser usado em seu treino se:

  • Você já é um intermediário ou avançado que já está alguns anos treinando pesado e usando constantemente os exercícios básicos.
  • Você já progrediu bastante sem o cinto e já está levantando cargas bastante elevadas comparada com o seu peso corporal.
  • Você já dominou a técnica da maioria dos exercícios.
  • Você está testando a sua repetição máxima em exercícios como agachamento, terra e desenvolvimento militar (principais movimentos que comprimem a coluna).

Com todos esses fatores em cheque, o cinto finalmente pode ser usado e poderá até mesmo melhorar a sua performance no treino (neste caso).

Mesmo assim, o uso não é obrigatório ao ponto de você pensar que tem que ficar em casa se não tiver um cinto em mãos. Se você tem treinado tranquilamente sem cinto, está progredindo e a lombar nunca reclamou, você pode simplesmente continuar treinando assim e só usar um cinto quando realmente sentir necessidade.

Como usar o cinto

Ok, você já está treinando há algum tempo, já passou da fase de iniciante e usa pesos consideráveis. Agora você acha que está na hora de ultrapassar seu limite com segurança usando o cinto. Perfeito. Neste caso, como colocá-lo corretamente para extrair os seus benefícios ?

Primeiramente, não há muito a se falar a respeito de como usar o cinto, no sentido de que se você fizer algo errado na hora de colocá-lo, algo de muito ruim pode acontecer. Fique tranquilo quanto a isso.

Apenas tenha certeza de que o cinto esteja sendo colocado na parte inferior do abdômen, mas um pouco acima do osso do quadril de uma maneira que você não se incomode durante o exercício com o cinto impedindo o movimento natural do exercício.

Quanto ao aperto do cinto, se ele for de furos, veja qual é o furo mais apertado e então use o anterior (um pouco mais frouxo). Com o cinto de velcro você precisará de um pouco de tentativa e erro para ver qual é o aperto ideal, mas independente do tipo de cinto, ele precisa estar apertado ao mesmo tempo que você ainda pode respirar fundo usando ele.

Qual cinto comprar

Entre o cinto de couro com furos e o de tecido com velcro (os principais tipos disponíveis no Brasil), é muito melhor desembolsar alguns reais a mais e ficar com o cinto de couro e entre os de couro, não economize.

Um bom cinto de couro pode custar entre 100 a 200 reais, mas vai durar a vida inteira e, se duvidar, você ainda vai passá-lo como herança para o seu filho. Então vale a pena investir um pouco a mais e comprar algo bem feito.

Dica: se por ventura você conseguir estragar seu cinto de couro (você vai precisar de muito esforço pra conseguir fazer isso), procure um sapateiro. Ele vai conseguir consertar qualquer coisa que venha acontecer com o cinto e não vai custar mais que de R$10.

Palavras finais

Cinto de lombar é uma ferramenta útil, mas apenas para pessoas experientes, que usam bastante cargas nos exercícios básicos.

Antes disso, foque-se em aprender a fazer os exercícios corretamente, construa uma base sólida, desenvolva o seu core naturalmente e só então, quando e se precisar, use o cinto.

Este texto ajudou você ?

19 Comentários

  1. vinicius fortuna Responda

    O uso do cinto vai reduzir o desenvolvimento natural do core de qualquer forma, usado corretamente o prejuízo é minimizado, mas ainda tem prejuízo. Um cara que treina agachamento e terra pesado e usa o cinto apenas para esses 2 exercícios está perdendo os benefícios que eles trazem para a coluna, a chance de se machucarem se decidirem fazer com o mesmo peso e sem cinto é muito grande. Outros exercícios específicos para fortalecimento da região (geralmente isolados) não trarão os mesmos benefícios… ou seja, o corpo fica desequilibrado.

    Na minha humilde opinião, o cinto ajuda para testar 1 repetição máxima, em casos de problemas de coluna, o cinto dar uma falsa sensação de segurança que pode ser perigoso.
    O aumento gradual de cargas vai dar o limite do corpo, e eu não aumentaria esse limite com o cinto.

    • Renato Franklin Responda

      O cinturão deve ser usado apenas em competições de levantamento de cargas MUITO pesadas… Onde o atleta está buscando sua superação sem que corra o risco de se quebrar ao meio. Nos treinos diários os seus músculos devem fazer essa sustentação. Bons treinos a todos!

  2. Treino faz 16 anos, já até competi powerlifting e jamais usei cinturão. Depois de ler o livro do Chales Poliquin decidi que não precisaria de cinto e assim tem sido até hoje, sem problemas. O uso do acessórios encoraja gente que ainda não tem a técnica ou a força a exagerar e isso não raro acarreta nos extatos prejuízos à coluna que se buscavam prevenir.

  3. Na maioria dos casos é um “olhem, tenho um cinto, percebam como meu treino é hardcore…” Agacha com meio movimento e carga baixa… E nem tem uma vaga nossao do que seja levantamento terra… Mas entra e sai da academia com o famigerado cinto… Normalmente acompanhados daquelas garrafas de água gigantes mas o cabra não toma nem 1/5 da água…

  4. Olá, Boa Noite

    Eu sinceramente, pensei, que por segurança, uma vez que estamos já fazendo levantamentos com o peso do próprio corpo, já seria necessário a utilização do cinto!

    Meu foco (vejam bem, meu foco) na academia é erguer mais e mais peso a cada treino, já machuquei a lombar, por erros na execução, mas já me recuperei, e já estou erguendo bem mais peso, do que na época da Lesão, sempre respeitando agora a execução correta. Agora fiquei na dúvida, se uso ou não!?

    Existe alguma Base Científica, quanto ao uso do Cinto!?

    • vinicius fortuna Responda

      Então camarada, infelizmente os estudos são conflitantes, o cinturão realmente melhora a pressão intra abdominal que protege a coluna, e pode até prevenir algumas lesões mas esse papel é do SEU ABDOME não do cinto.
      Treinar com cargas progressivas, aumenta progressivamente a força dos músculos abdominais e lombares e consequentemente a proteção da coluna lombar. Usando o cinto, esta adaptação natural não vai ocorrer, gerando um desequilíbrio de força que pode ser prejudicial.

  5. silvana de oliveira Responda

    Acho importantíssimo a utilização de acessórios que nos auxiliem em nosso treino, por isso também a importancia de acompanhamento de um profissional, não importa 1 dia ou 1ano é necessário.

  6. Tenho usado o cinto para poupar a lombar.
    Faço treino ABC e sinto minha lombar ser muito exigida.
    A= Temos Terra ou Stiff, as vezes agachamento frontal
    B= Tem Desenvolvimento militar
    C= Tem Remada Curvada ou Cavalinho

    Eu ando variando o uso do cinto, revezo entre o uso dos dias dos treino, ou quando ja sinto a lombar muito fadigada antes do treino. Fazia a mesma coisa quando treinava AB.

    Isso é correto?

    • vinicius fortuna Responda

      Você está poupando a lombar de se desenvolver, se quer um conselho, diminua o peso pela metade e vá aumentando 2kg por treino, pois com os músculos do core subdesenvolvidos, vc vai sentir quando tentar usar as cargas pesadas que faz com o cinto.

      • Então, não sei se fui claro. Não tem como eu “sentir” depois sem o sinto, pq faço todos os treinos sem sinto (ABC) revezando o uso do cinto entre os treino.

        Vc acho que não tem problema treinar pesado e exigindo a lombar todos os treinos?

        grande abraço

  7. Valdinei silva Responda

    Eu gosto de treinar com sinto, sou amador. Me sinto bem de sinto, peso 69, e já agachei com 100kg, sem cinto não tenho confiança. Acho q se sempre ficarmos abaixo do nosso limite nunca vamos ultrapasa-lo

  8. Se você faz agachamentos com os mesmos pesos do Ronnie Coleman, use o cinto. Do contrário, largue de frescura. Daqui a pouco vai querer usar faixas nos joelhos para agachar com menos de 150 kg, usar luvinha de garota fitness, talquinho nas mãos, shortinho por baixo de outro shortinho, pomada nas articulações, calça colada no rego etc.

  9. Adorei a matéria! Meu maior medo sempre foi e sempre será a coluna e o joelho!!
    Cuido MUITO, sempre busquei me informar, procuro vídeos de como exercer todos os exercícios corretamente e etc.
    Pois se eu fraturar algo e não poder mais treinar, acho que entro em depressão profunda rs

  10. Quanto é bastante peso? Eu só tenho utilizado cinto para deadlift.
    Peso do corpo 79kg, treino deadlift com 95kg

  11. O agachamento (e outros) deixa a mulher com cintura grossa.Gostaria de saber se o uso do cinto minimizaria esse efeito secundario e indesejavel!?

  12. Tenho uma dúvida, as cintas de de corpete específicas para usar durante o treino feminino podem trazer algum tipo de malefício para a região do core como o cinto de lombar?

Escreva um comentário