Home / Emagrecimento / Como perder gordura no peitoral

Como perder gordura no peitoral

Quer saber como perder gordura no peitoral de uma vez por todas ? Entenda o que pode estar causando o problema e como resolvê-lo da maneira mais rápida possível.

Para a maioria das pessoas, gordura localizada no peitoral parece ser algo tão comum quanto gordura localizada na barra ou qualquer outro lugar do corpo.

Clique aqui

Mas não para quem, especificamente, sofre com gordura no peitoral.

Esta situação não só pode sabotar a estética corporal como a autoconfiança para realizar atividades comuns para outras pessoas (como tirar a camiseta, por exemplo).

O problema ainda piora quando estas pessoas tentam resolver a situação através de medidas que jamais vão, de fato, resolver o problema.

O que abalada ainda mais o psicológico e motivação, já que isto passa a imagem que o problema não tem solução e a pessoa terá que viver com o problema.

Nada disso.

Há solução para todas as causas da gordura no peitoral e você não precisa viver assim para sempre.

Clique aqui

Mas antes de qualquer coisa, você precisa entender o que está causando o problema.

Já que cada situação pode ter uma causa diferente, o que vai exigir um plano de ataque adequado específico.

Causas da gordura no peitoral

Para a sua “sorte”, existem duas causas principais que facilitam o acúmulo de gordura no peitoral ou geram o aspecto de ter gordura nesta região.

E se você sofre de forma significativa com o problema, é muito provável que o seu caso seja é um deles.

Causa 1 – Ginecomastia

Ginecomastia, na verdade, não é gordura acumulada, mas sim o aumento do tecido mamário em homens causado principalmente por desequilíbrios na proporção de estrogênio para testosterona.

Pode ocorrer em um ou ambos os mamilos, pode ser transitório (ou não) e pode ocorrer em qualquer idade (principalmente na adolescência).

ginecomastia e acúmulo de gordura no peitoral

O problema geralmente acontece quando uma quantidade excessiva de testosterona é convertida em estrogênio por uma enzima chamada aromatase.

Este estrogênio pode se ligar aos receptores nas glândulas mamárias causando crescimento acelerado e indesejado das mesmas.

Ginecomastia pode se manifestar como um pequeno nódulo atrás do(s) mamilo(s) que pode(m) crescer até o peitoral ganhar uma características feminina.

Mas calma, isto não ocorre do dia para a noite, e sim se o problema for ignorado por vários meses e a causa continuar presente.

Ginecomastia é extremamente comum na adolescência, quando há flutuações nos níveis hormônios, mas pode ocorrer na vida adulta também por outros fatores que também possa causar flutuações (excesso de peso corporal, dieta ruim, sedentarismo, etc).

Também pode ocorrer como um efeito colateral do uso incorreto de esteroides anabolizantes, porém, ironicamente, este é o motivo menos comum.

Em todos os casos, a ginecomastia pode ser transitória, curar-se sozinha ou revertida com remédios quando a causa é eliminada imediatamente quando o problema aparece.

Para todos os outros casos, onde a ginecomastia surgiu, não desapareceu sozinha e a causa não foi prontamente revertida, a única maneira de eliminar o problema é através de intervenção cirúrgica.

Em suma, se você já tem ginecomastia há algum tempo, é bem provável que só será possível eliminá-la através de cirurgia.

Causa 2 – Pseudo-ginecomastia/lipomastia

O segundo tipo de gordura no peitoral, felizmente, é muito mais comum e muito mais fácil de resolver.

Pseudo-ginecomastia é o simples acúmulo de gordura na região do peitoral que pode (ou não) gerar características femininas, parecer ginecomastia, mas se trata apenas de gordura propriamente dita.

exemplo de gordura no peitoral e como perder

Isto ocorre porque a distribuição de gordura corporal é principalmente determinada pela genética de cada um.

E algumas pessoas, infelizmente, possuem mais chances de acumular gordura no peitoral do em outras áreas do corpo.

Mas como saber se eu tenho ginecomastia ou pseudo-ginecomastia ?

A melhor maneira sempre será através de um exame de ultrassom, onde será possível detectar com clareza se a massa indesejada no peitoral é crescimento mamário, gordura ou ambos (sim, é possível ter ambos).

Mas até mesmo apalpando o peitoral com as mãos é possível descobrir se o problema é ginecomastia ou não.

Geralmente, ginecomastia se manifesta através de um nódulo duro atrás do mamilo que pode crescer ao ponto de saltar o mamilo para fora e deformar a aureola.

Quando o problema é unicamente gordura, não há nódulo ou qualquer massa rígida.

No caso de gordura, mesmo com o peito sendo maior que o comum, não é possível apalpar nada além da própria gordura que é extremamente maleável e flácida.

Como perder gordura no peitoral

Primeiramente, se o seu problema for ginecomastia, infelizmente, não há nada que você possa fazer para resolver o problema, a não ser procurar um médico para encontrar o melhor procedimento para o seu caso.

Nenhum exercício no mundo ou mudança de dieta vai fazer com que uma ginecomastia que já está estabelecida volte ao normal.

Claro, se você tiver ginecomastia e gordura no peitoral, as dicas a seguir vão melhorar o aspecto do peitoral (mas não vão curar a ginecomastia).

E se o problema for unicamente acúmulo de gordura no peitoral, será possível contornar o problema de forma eficiente (ou até completamente).

O segredo para isto acontecer será seguir as dicas a seguir com disciplina e por tempo suficiente para que os resultados apareçam. Simples assim.

1 – Foque-se em perder gordura como um todo (e não de forma localizada)

O principal erro que pessoas com gordura localizada no peitoral cometem é focar seus esforços em fazer exercícios ou métodos mirabolantes para queimar gordura localizada.

Logo de cara, e para não fazer você perder seu precioso tempo, queima de gordura localizada é um mito.

Cada pessoa possui habilidades diferentes para acumular e perder gordura em lugares específicos do corpo.

Trocando em miúdos, você pode ter facilidade para perder gordura em um determinado lugar do corpo, mas isto não significa que a perda é localizada.

Para perder gordura corporal, seja no peitoral ou qualquer lugar do corpo, é necessário queimar gordura do corpo inteiro.

Desta forma, a gordura do local desejado, no caso o peitoral, também será perdida.

E isto será feito principalmente através da dieta.

Para isto, existem inúmeros textos no site sobre o assunto, mas de forma geral, você precisará ingerir menos calorias do que o corpo usa diariamente, desta forma forçando o uso de gordura como fonte de energia.

2 – Treine pesado usando sobrecarga

Nada de fazer zilhões de exercícios para peitoral usando pouca carga e inúmeras repetições.

Isto pode fazer com que você sinta o peitoral queimando e dolorido nos dias seguintes, mas nada disso vai resolver o problema de gordura localizada.

Em vez disso, foque-se em treinar pesado, sempre buscando o uso maior de cargas com uma faixa que vai de 6 até 12 repetições por exercício.

Quanto mais massa muscular você ganhar, mais energia será preciso para sustentar tecido muscular (e menos gordura você terá com o tempo).

Em hipótese alguma, evite exercícios para peitoral como uma forma de diminuir o volume na região do peito.

Isto só vai piorar o problema quando a gordura for embora, e você não ter massa muscular para dar forma e tônus na região.

Também não é necessário realizar um treino específico para peito.

O que você precisa é treinar pesado – não só o peitoral, mas o corpo inteiro (pelos motivos já mencionados).

Treinamento pesado, utilizando sobrecarga em conjunto de uma dieta hipocalórica, farão você perder peso como um tudo ao mesmo tempo que mantém (ou aumenta) a massa muscular.

Isto, com o tempo, fará com que você perca gordura no corpo inteiro, o que também vai fazer com que a gordura no peitoral diminua.

Pode ser que você tenha uma genética que favoreça tanto o acúmulo como a perda de gordura no peitoral.

Neste caso o problema será resolvido rapidamente. Caso contrário, as coisas podem demorar mais.

Em em todas as situações, o método que vai funcionar e curar o problema serão dieta e treino pesado (não há segredo).

Infelizmente, por enquanto, não existe uma forma conveniente de curar o problema,como treinos especiais, remédios ou suplementos.

Talvez não seja isto que você gostaria de ouvir, mas é isto o que você precisa.

E se o problema for realmente ginecomastia e, na pior das hipóteses, a única solução for a cirurgia.

Sinta-se feliz.

Por quê ?

Porque a cirurgia é extremamente simples e o problema será resolvido, literalmente, da noite para o dia.

Em menos de um mês você estará normal (e sem esse volume extra no peitoral).

Por isso é extremamente importante procurar ajuda médica caso você desconfie que seu problema é mais sério.

Não fique tentando encontrar métodos milagrosos para curar o problema naturalmente.

Se for gordura corporal, faça dieta e treine pesado. Se for ginecomastia, procure um médico de uma vez.

Em caso de gordura acumulada, também existe a possibilidade de fazer lipoaspiração e remover a gordura cirurgicamente.

Mas quer uma opinião sincera ?

Se você não tratar a causa (o que levou você a adquirir esta gordura em primeiro lugar), o problema vai voltar com o tempo.

Em suma, desejamos boa sorte com seu problema, e se houver alguma dúvida, não deixe de comentar abaixo perguntando ou criticando o texto.

E se o texto ajudou você de alguma forma, considere assinar nossa lista de emails, desta forma você será o primeiro a ser avisado quando um novo texto como este for lançado.

Basta clicar aqui e colocar o seu email principal.

Caso preferir, você também pode curtir nossa página no Facebook. Avisaremos por lá também e tudo o que você precisa fazer é clicar no "curtir" abaixo :).

MÁXIMA CONCENTRAÇÃO. MELHOR CUSTO-BENEFÍCIO

Sobre Redação Hipertrofia.org

O maior site sobre musculação em língua portuguesa da internet. Desde 2007 trazendo o melhor conteúdo sobre musculação, sempre baseado nos últimos estudos científicos, autores renomados e experiência prática.
Clique aqui para saber mais

8 comentários

  1. Muito bom!

  2. Em caso de ginecomastia, qual seria a especialidade médica a procurar???

    • Redação Hipertrofia.org

      O diagnóstico pode ser feito por endocrinologista, clínico geral ou mastologista. A remoção da ginecomastia geralmente pode ser feita com mastologista ou cirurgião plástico.

    • Cirurgião Plástico, pra ambos os casos. Se for Gineco plano de saúde geralmente cobre. Lipo = $$

  3. Sempre tive desconfiança de ter ginecomastia..
    O fato de ter um nódulo duro na região realmente indica ginecomastia?
    se for eu tenho :/
    Obrigado pelas informações

  4. Eu fiz uma lipoaspiração, e depois de 45 dias comecei a treina , recomendo fazee a lipo

  5. WILLIAM PEDROSO

    Estava muito a esperar um texto como esse, pois tenho esse problema.

  6. Ajudo bastante!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários agressivos, ofensivos, com propagandas ou que não adicionam algo a discussão, não serão aprovados.

Simple Share Buttons