Home / Anabolizantes e Ciclos / Esteroides anabolizantes e seus efeitos colaterais mais sérios

Esteroides anabolizantes e seus efeitos colaterais mais sérios

Os efeitos colaterais dos esteroides anabolizantes podem variar de acordo com a genética do usuário, droga utilizada, dosagem, duração do ciclo e se o usuário é homem ou mulher.

Isto significa que esteroides anabolizantes podem gerar menos ou mais efeitos colaterais, mas sempre vão gerar algum efeito colateral – mesmo que você saiba o que está fazendo e esteja sendo supervisionado.

Clique aqui

Neste texto veremos, sem hipocrisia, o que o uso de esteroides anabolizantes podem causar e quão sérios os malefícios poderão ser.

Efeitos colaterais dos esteroides anabolizantes

1 – Diminuição da produção natural de testosterona

A diminuição da produção natural de testosterona é o efeito colateral mais comum dos esteroides anabolizantes.

Isto ocorre porque quando fazemos um ciclo com esteroides anabolizantes, nosso sistema endócrino tenta manter o equilíbrio dentro do organismo.

Para manter esse equilíbrio o corpo é forçado a diminuir ou parar totalmente a produção de hormônios.

Basicamente, se já há hormônios demais em circulação, não há razão para o corpo produzir ainda mais.

Cada esteroide anabolizante vai gerar um nível diferente de supressão da produção natural de testosterona, mas virtualmente todos os esteroides poderão causar isso.

A recuperação depois do término do ciclo vai depender de quão grande foi a supressão, os cuidados tomados e a genética do usuário.

Em suma, na maioria das vezes, se o indivíduo for saudável e a terapia pós-ciclo for realizada corretamente, os níveis de testosterona eventualmente voltarão ao normal.

2 – Danos ao fígado

Esteroides anabolizantes injetáveis não são um grande problema para o fígado, mas os orais sim.

Todos os anabolizantes orais precisam ser metabolizados pelo fígado para serem usados pelo corpo e gerar os efeitos esperados.

Clique aqui

Isto, com o tempo, pode causar danos ao fígado – principalmente em pessoas com alguma predisposição.

Por conta disso, a maioria dos ciclos com esteroides orais são curtos e hábitos que prejudicam o fígado precisam ser monitorados de perto durante o uso.

3 – Piora no colesterol

Praticamente todos os esteroides anabolizantes vão diminuir o colesterol bom (HDL) e aumentar o colesterol ruim (LDL).

Este efeito colateral é um dos mais sérios e pode favorecer o aparecimento de doenças cardíacas, principalmente naqueles que possuem alguma predisposição.

Outro fato curioso é que as drogas orais são as que mais pioram o colesterol (nem mesmo a oxandrolona escapa).

4 – Ginecomastia

Esteroides anabolizantes poderão causar crescimento das glândulas mamárias em homens (ginecomastia).

Texto continua após a propaganda.

Isto acontece principalmente porque muitos esteroides causam aromatização, que é a conversão de hormônios, como a testosterona, em estrogênio.

Quando o problema ocorre é possível descontinuar o uso da droga e/ou tomar medidas preventivas para evitar o problema.

Se as medidas falharem, a única maneira de se livrar da ginecomastia é através de cirurgia.

5 – Acne (espinhas)

A maioria dos esteroides poderão aumentar a produção de óleo pelas glândulas sebáceas, o que em contrapartida pode causar acne.

A gravidade deste efeito colateral vai depender da droga usada, da dosagem e da predisposição do usuário.

Em alguns casos, mesmo com dosagens altas, o problema pode não ocorrer e em outros, mesmo usando doses baixas e usando medidas preventivas, não é possível escapar.

6 – Exacerbar problemas psicológicos

Enquanto aumento de agressividade por conta do uso de esteroides é algo extremamente subjetivo, vários esteroides anabolizantes poderão potencializar problemas psicológicos que já existem na pessoa, como depressão e ansiedade.

Isto pode piorar ainda mais ao descontinuar o uso dos esteroides anabolizante, quando o corpo ainda está se recuperando e a testosterona inevitavelmente estará baixa.

7 – Perda de cabelo

Esteroides anabolizantes que se convertem em DHT ou são derivados do mesmo, poderão acelerar a queda de cabelos em pessoas com predisposição.

No geral, quanto mais antrogênico um esteroide, maior é a possibilidade dele causar queda de cabelo.

Vale ressaltar apenas que o problema só ocorre com pessoas que já tem uma genética para perder cabelo, neste caso, os esteroides só aceleram o problema.

8 – Virilização

Virilização é basicamente o desenvolvimento de características masculinas em mulheres, o que pode ocorrer com uso de esteroides anabolizantes.

Alguns sinais típicos de virilização:

  • Voz rouca ou grossa;
  • Aparecimento de pelos corporais onde não existiam;
  • Aumento do clitóris.

Estes efeitos colaterais poderão não desaparecer, mesmo descontinuando o uso dos esteroides anabolizantes.

9 – Pressão alta

Alguns esteroides anabolizantes poderão aumentar a retenção de líquidos, principalmente quando o estrogênio não é controlado.

Isto pode fazer a pressão arterial subir em certos indivíduos, podendo favorecer doenças cardíacas e renais.

10 – Aumento na porcentagem de hematócrito

Hematócrito é a porcentagem de volume ocupadas pelas células vermelhas no seu sangue. Enquanto ter uma porcentagem correta de hematócrito é crítico para a saúde, ter uma porcentagem alta pode deixar seu sangue viscoso.

Praticamente todos os esteroides anabolizantes poderão aumentar a porcentagem de hematocríto e quanto maior ele for, mais o coração sofre estresse para bombear o sangue pelo corpo.

Curta o Hipertrofia no Facebook também!

(Texto continua logo abaixo)

Isto pode causar problemas cardíacos a curto e longo prazo em pessoas com alguma predisposição.

A única maneira de evitar o problema em indivíduos suscetíveis é através da retirada de uma certa quantidade de sangue usando flebotomia.

11 – Problemas nos rins

Alguns anabolizantes poderão estressar mais os rins do que outros.

Como os rins são responsáveis por muitos processos que envolvem filtração e excreção, quando uma substância estranha entra no organismo (como esteroides), eles poderão trabalhar mais que o comum.

12 – Interromper o crescimento na adolescência

Quando em adolescente em fase de crescimento usa esteroides anabolizantes, é possível que as hipófises fechem antes do tempo e interrompam o crescimento.

O problema vai depender da droga e quantidade usada, já que certos esteroides anabolizantes (em doses terapêuticas) são usados até mesmo para auxiliar no crescimento.

Mitos e verdades envolvendo o uso de esteroides

1 – Esteroides anabolizantes orais são mais seguros que injetáveis

MENTIRA: Todas as drogas orais precisam ser metabolizadas pelo fígado para serem usadas pelo corpo, muitas vezes gerando mais danos que esteroides injetáveis, que entram na corrente sanguínea sem passar por este processo.

2 – O uso de esteroides pode ser letal

VERDADE: Porém, tão letal como qualquer droga quando usada em demasia ou incorretamente.

3 – Esteroides anabolizantes aumentam a agressividade

MENTIRA: Esteroides não alteram o cérebro de alguém ao ponto de transformar uma pessoa tranquila em violenta, porém podem transformar otários, em otários com confiança excessiva.

4 – Um dos efeitos colaterais dos esteroides é a diminuição do pênis

MENTIRA: Nenhum efeito colateral dos esteroides anabolizantes afeta o tamanho do pênis, contudo o membro sexual não cresce com o restante do corpo, podendo gerar desproporcionalidade.

5 – Anabolizantes quando usados na adolescência trazem mais danos

VERDADE: Esteroides, quando usados durante a puberdade, podem trazer mais danos já que o corpo está passando por diversas mudanças e instabilidades hormonais, podendo gerar mais efeitos colaterais.

6 – Ciclos curtos ou com dosagens baixas são livres de efeitos colaterais

MENTIRA: Nenhum esteroide anabolizante é livre de efeitos colaterais, independente da dosagem ou duração de uso. O que vai mudar é como o seu corpo vai responder à droga e a intensidade dos efeitos colaterais, mas dizer que eles não existem seria uma mentira.

7 – Os danos causados pelos esteroides anabolizantes são irreversíveis

MENTIRA: A maioria dos danos causados pelos esteroides anabolizantes podem ser revertidos, contudo tudo vai depender de como o indivíduo responde às drogas, a quantidade usada e o tempo demorado para tomar as medidas necessárias para reverter os problemas.

Estas foram apenas algumas verdades e mentiras sobre o uso de esteroides anabolizantes na musculação. Gostaria de adicionar algo na lista ? Compartilhe conosco pelos comentários.

Palavras finais

Enquanto a maioria das histórias de terror envolvendo os efeitos colaterais dos esteroides anabolizantes são exageradas pela mídia, ninguém estará livre deles.

Sua saúde atual, genética, predisposição, sexo, drogas usadas e dosagens poderão mudar os grau dos efeitos colaterais, mas eles ainda vão ocorrer.

Muitos deles são reversíveis ou poderão ser evitados, mas outros poderão ocorrer sem você perceber e podem piorar um problema preexistente.

Este texto não tenta impedir ou incentivar o uso, apenas tenha em mente que nenhum esteroide anabolizante é 100% seguro, independente do ciclo.

Para quem quer saber os efeitos colaterais específicos de cada droga, recomendamos a visualização deste vídeo feito pelo Dudu Haluch, um grande estudioso sobre o assunto:

Referências

  • Journal of Steroid Biochemistry and Molecular Biology. 84 (2003) 369-375
  • Med Sci Sports Exerc. 1999 Feb;31(2):243-50, Rat liver lysosomal and mitochondrial activities are modified by anabolic-androgenic steroids. Molano F, Saborido A, Delgado J, Moran M, Megias A.
  • Int J Sports Med 1996 Aug;17(6):429-33, Body composition, cardiovascular risk factors and liver function in long-term androgenic-anabolic steroids using bodybuilders three months after drug withdrawal. Hartgens F, Kuipers H, Wijnen JA, Keizer HA.
  • Am J Clin Dermatol. 2002;3(8):571-8. 2. Clin Dermatol. 2004 Sep-Oct;22(5):419-28. 3. Pol Merkuriusz Lek. 2004 May;16(95):490-2.
  • GYNECOMASTIA: ETIOLOGY, DIAGNOSIS, AND TREATMENT Chapter 14 – Ronald S. Swerdloff, MD, Jason Ng, MD, and Gladys E. Palomeno, MD, March 1, 2004
  • Human Anatomy and Physiology, 6th Edition, John W. Hole jr., Wm. C. Brown Publishers

Este texto ajudou você de alguma forma ? Avalie!
[Total de votos: 0 Média: 0]


MÁXIMA CONCENTRAÇÃO. MELHOR CUSTO-BENEFÍCIO

Sobre Redação Hipertrofia.org

O maior site sobre musculação em língua portuguesa da internet. Desde 2007 trazendo o melhor conteúdo sobre musculação, sempre baseado nos últimos estudos científicos, autores renomados e experiência prática.
Clique aqui para saber mais

4 comentários

  1. Esse é um assunto q vc só vai saber como é com vc se pagar pra ver. Conheço quem teve serios problemas apenas com baixax doses de testosterona por um mes e conheço quem toma há anos só tendo colaterais levissimos como uma ou outra acne devido ao aumento da oleosidade da pele e algum periodo curto de baixa libido qdo interrompe a administraçao das drogas. A questao é: vc esta disposto a arriscar?? Sem falar q anabolizante potencializa mas nao faz milagre. De nada adiantam se nao ter dieta bem planejada e seguida a risca, treino pesado e genetica ao menos razoavel.

  2. claudio cesar cremonez

    sim teenho coragem coragem de arriscar, levo uma vida balanceada não fumo não bebo, so bebo chas e sucos naturis, tenho sim, so acho dificil de encontrar para comprar de confiança se achase iria fazer uso sim.

  3. Josaphat Gusmão

    “Esteroides não alteram o cérebro de alguém ao ponto de transformar uma pessoa tranquila em violenta, porém podem transformar otários, em otários com confiança excessiva.” LIIIIIKEEEE! rsrsrsrs

  4. E o risco de câncer q não foi mencionado?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários agressivos, ofensivos, com propagandas ou que não adicionam algo a discussão, não serão aprovados.

Simple Share Buttons