Aeróbicos em Jejum: FAZER OU NÃO FAZER ?

Waldemar Marques Guimarães Neto (Professor de Educação Física)

Osvaldo do Rosário Neto (Nutricionista)

“A gordura queima na fogueira dos carboidratos”! Quem nunca leu esta expressão em alguns livros ou ouviu de alguns professores, mestres e doutores referindo-se a ineficiência de realizar aerobiose em jejum? De uma forma geral, eles afirmam que a oxidação de lipídios só ocorre na presença de glicose. Após um período de jejum de aproximadamente 7-9 horas, segundo eles, não adianta realizar uma atividade aeróbica moderada para potencializar a lipólise, pois a reserva de glicogênio apresenta-se insuficiente para tal processo.

girl running 300x199 Aeróbicos em Jejum: FAZER OU NÃO FAZER ?

Em nossa experiência prescrevendo exatamente a atividade aeróbia em jejum durante quase duas década observamos justamente o contrário. Vale ressaltar que não é apenas a prática que corrobora a maior oxidação de gorduras quando o aeróbico é realizado em jejum. O pesquisador sueco Torbjorn Akerfeldt aponta ser possível solicitar três vezes mais gordura se exercitando pela manhã, em jejum, comparado à mesma atividade promovida no período da tarde após as refeições. Akerfeldt ainda recomenda pelo menos seis horas em jejum antes da atividade. Nessa situação, acredita Akerfeldt, que o organismo não tenha muito glicogênio estocado para ser solicitado como fonte de energia, ou seja, teria que ir direto aos depósitos de gordura para fornecimento de energia para que se possa completar a atividade.

Desde a publicação de seus estudos na renomada, mas extinta Revista norte americana Muscle Midia, no início da década de 1990, utilizamos sua proposta baseando-nos na tentativa com diversos atletas do bodybuilding internacional com sucesso. Nessa época estávamos no interior do maior templo do bodybuilding radical, nada menos do que a Temple Gym em Birmingham no Reino Unido. Muito embora não sedimentado em estudos conclusivos nessa época, nos foi muito eficiente a estratégia. Devem imaginar a estranhes que nos causou presunções opostas a efetividade de tal prática! Porém alguns estudos animadores vêm sedimentando nossas experiências.

No estado alimentado, a fonte predominante de energia é a reserva de glicogênio hepático e muscular, e a maior participação dos lipídios ocorre somente após 20-25 minutos de atividade. As proteínas, por meio da via proteolítica, são responsáveis por apenas 5-15% do fornecimento de energia neste processo. Já no estado de jejum, devido à baixa reserva de glicogênio e conseqüente reduzida participação da via glicolítica, a fonte predominante de energia são as gorduras, por meio da beta-oxidação, ou seja, os triglicerídeos são quebrados em glicerol e ácidos graxos e este último é convertido em Acetil CoA para posterior entrada no ciclo de Krebs e oxidação (CHAMPE, HARVEY, FERRIER, 1996). A literatura científica comprova que durante o aeróbio em jejum a presença de glicerol e ácidos graxos livres no sangue é significativamente maior do que no estado alimentado, reflexo da maior participação de gorduras (BOCK, RICHTER, RUSSEL et al, 2005; PACY, BARTON, WEBSTER, GARROW, 1985).

No jejum, a participação das proteínas se mantém entre 5-15% no processo de geração de energia, ou seja, o catabolismo muscular não é intenso desde que você não exagere no tempo e utilize alguns suplementos anti-catabólicos a fim de reduzir a proteólise.

Torbjorn relatou em seus experimentos que a proteína degradada diminuiu ao invés de aumentar durante a aerobiose em jejum. Em outras palavras, não se experimenta catabolismo muscular, mesmo em jejum. Em decorrência da grande utilização de ácidos graxos como fonte de energia no aeróbio em jejum. Segundo Champe e colaboradores (1996), ocorre um aumento significativo na produção de corpos cetônicos, responsáveis pela acidose sanguínea e conseqüente queda no rendimento, além de toxicidade quando presente em grandes quantidades.

O objetivo do aeróbico em jejum não é melhora de rendimento e sim maior queima de gorduras.

É importante salientar que sempre aconselhamos, mesmo para atletas confirmados, a introduzirem a aerobiose em jejum progressivamente, pois nem todas as pessoas se adaptam facilmente a atividades com essa natureza. Em estado de repouso, o organismo pode se adaptar ao jejum com certa facilidade, mas durante exercícios, a situação pode não ser tão simples. Muitas pessoas não conseguem se adaptar de forma eficiente à aerobiose em jejum e podem até desmaiar, reação de defesa do organismo que pode provocar danos neurais (AUER, 1983; DE COURTEN-MEYERS et al., 2000). Portanto, muito cuidado ao introduzir esse tipo de proposta. Normalmente, recomendamos para indivíduos aparentemente saudáveis, iniciar com um tempo de execução em torno de oito a 10 minutos, adicionando mais dois minutos a cada duas sessões até chegar a um período de 20 a 40 minutos de atividade.

Mas afinal, qual a relação da expressão “A gordura queima na fogueira dos carboidratos?”

No interior do ciclo de Krebs, existe um intermediário denominado oxalacetato, que é um dos responsáveis pelo funcionamento adequado do ciclo e oxidação do metabólito. A glicose é o principal precursor deste intermediário, ou seja, quando as reservas de glicogênio estão reduzidas a sua produção fica comprometida e o ciclo não “gira” com perfeição, não oxidando as gorduras de uma forma eficaz segundo alguns doutores. Informamos aos desinformados que a glicose não é o único precursor do oxalacetato, a via proteolítica também tem participação em menor grau (CURI, LAGRANHA, 2003). Além disso, nosso organismo é inteligente o suficiente para deixar reservada uma quantidade suficiente de glicose nas reservas corporais para atividade importantes, ou seja, a glicose ainda participará da produção deste intermediário, em menor grau é claro. Esta menor produção de oxalacetato causará uma queda de rendimento do indivíduo, mas ressaltamos novamente: o objetivo não é rendimento, e sim a oxidação de gorduras.

Algumas dicas importantes nesta atividade referem-se à utilização de algum termogênico antes do aeróbico a fim de potencializar a lipólise, a ingestão de 500 ml de água para prevenir desidratação, pois a água drena fluidos para dentro da célula e evita a quebra protéica; e a administração de aminoácidos de cadeia ramificada anteriormente com o objetivo de diminuir o catabolismo protéico e a espera de 20-30 minutos para realizar a primeira refeição do dia após esta atividade, pois o organismo continua a utilizar ácidos graxos após o exercício durante este tempo.

Destaca-se ainda que outro horário satisfatório para a inclusão de trabalho aeróbio efetivo para queima de gordura seria imediatamente após a sessão de treino com pesos. Após um treino com sobrecargas, que irá variar de acordo com os grupos musculares treinados, entre 30 e 40 minutos, costuma-se aproveitar o tempo que falta para completar uma hora ou uma hora e pouco, em um cicloergômetro qualquer. Nessa atividade extra já haveria uma solicitação lipídica maior, porque glicogênio já fora requerido em quantidade expressiva na atividade com pesos. Salientamos que essa estratégia não é utilizada no período off season, a não ser que a pessoa esteja concentrando mais gordura corporal do que o esperado nessa fase da preparação.

Diante disto, é evidente que a aerobiose em jejum é mais eficaz com o objetivo de maior oxidação de gorduras, contudo, o indivíduo sempre deve estar atento para não exagerar no tempo, da intensidade e no uso prolongado desta técnica, afinal todo exagero na vida é desaconselhado.

REFERÊNCIAS

CHAMPE, P. C.; HARVEY, R. A.; FERRIER, D. R. Bioquímica Ilustrada. 4 ed. Porto Alegre: Artmed, 1996.

BOCK, K.; RICHTER, E. A.; RUSSEL, A. P. et al. Exercise in the fasted state facilitates fibre type specific intramyocellular lipid breakdown and stimulates glycogen resynthesis in humans. J Physiol, v. 564, n. 2, p. 649-660, 2005.
PACY, P. J.; BARTON, N.; WEBSTER, J.; GARROW, J. S. The energy cost of aerobic exercise in fed and fasted normal subjects. The American Journal of Clinical Nutrition, p. 764-768, 1985.

CURI, R.; LAGRANHA, C. J.; PROCOPIO, J. Ciclo de Krebs como fator limitante na utilização de ácidos graxos durante o exercício aeróbico. Arq Bras Endocrinol Metab, v.47, n.2, p. 135-143, 2003.

AUER, R. N. Progress review: hypoglycemic brain damage. Stroke, v. 17, n. 4, p. 699-708, 1986.

DE COURTEN-MYERS, G.; HWANG, J. H.; DUNN, R. S.; MILLS, A. S.; HOLLAND, S. K.; WAGNER, K. R.; MYERS, R.E. Hypoglycemic brain injury: potentiation from respiratory depression and injury aggravation from hyperglycemic treatment overshoots. J Cereb Blood Flow Metab, v. 20, n. 1, p. 82-92, 2000.

Fonte:
http://www.waldemarguimaraes.com.br

Redação Hipertrofia.org

Os artigos enviados pela redação foram escritos pelos mais diversos profissionais da área e entusiastas, sempre baseados em estudos científicos recentes em conjunto de evidências empíricas.

Outros artigos interessantes...

Clique aqui!

52 Respostas

  1. Lukão disse:

    Estou na fase do bulking, treino segunda,quarta sexta, se eu fizer o AEJ no sábado de manha pode prejudicar??

    • Francisco disse:

      tenho exactamente a mesma dúvida. Não só num ´sadado mas mesmo em um dia de treino normal. Por exemplo AEJ de madrugada e treino de noite. Há alguma regra que vai contra esse ‘método’???

    • it's me disse:

      cara, vc ta fazendo um bulking e ta com preguiça de treinar todos os dias ? Va terça e quinta pra academia tbm. Aposto que seu gasto calorico vai subir !

    • Victor disse:

      Faço como o outro cara falou, vc está em bulking, va a semana toda pra gym, prejudica sim, espera entra em cutting pra fazer.

  2. leonarod disse:

    show de bola esse artigo…

  3. Carlos disse:

    Aeróbicos em jejum, com a alegação de queimar mais gordura e poupar massa magra, é um dos maiores mitos da musculação.

    PRIMEIRO: treinar em jejum queima mais gordura? Sim! Mas sabem quanto? Em torno de 45mg/minuto. Vou repetir em forma de texto: 45 MILIGRAMAS POR MINUTO!!! 2,7 GRAMAS por HORA!! Ou seja, para perder 1 KILO de gordura a mais em jejum em relação ao treino “alimentado”, precisaria de 370 dias (mais que 1 ano!). E aí, colegas?

    SEGUNDO: aeróbico em jejum poupa mais massa magra? Quem disse? Onde está a prova? Pelo contrário: treinar em jejum aumenta o cortisol (catabólico) e, pior ainda, MANTÉM esse hormônio elevado por quase o dobro do tempo, em relação a quem treina “alimentado”!!!

    Esqueçam isso de treinar em jejum. NÃO queima mais gordura e NEM mantém mais a sua massa magra. Só faz aumentar os riscos de lesão e desmaios. Mas por que emagrecemos? Por que gastamos mais do que consumimos. Simples assim.

    Deem uma lida nesse artigo e tirem suas conclusões: http://www.gease.pro.br/artigo_visualizar.php?id=133

    Leia mais: http://www.hipertrofia.org/blog/2011/09/20/video-entendendo-os-aerobicos-em-jejum/#ixzz1ZvUEANge

    • Joelthon disse:

      Ou vc esta no site errado ou nao sabe ler,com certezaos 2 ne?cara sou fisiculturista a 19 anos,nao sou melhor que ninguem não,mas atesto com certeza que o aerobico em jejum,ja vem dos tempos antigos,e o aerobico acompanhado de uma dieta rica em proteinas,vc chega a perder 6 quilos em um mes sem fazer besteiras,e perde deixando a massa magra intacta,presta atenção no que vc comenta porque pelo jeito vc nao entende nada do que fala.

    • Dionatan disse:

      Acho que você não entendeu direito como funciona, pois bem. Pratiquei o aeróbico em jejum em torno de 8 meses e vi resultados muito mais satisfatórios a nível de BF à fazer aeróbicos normalmente não em jejum.
      Para mim você nem ao mesmo tentou praticar, ou por ignorância, que pode se ver que possui através dos seus pseudo-conhecimentos, tentou praticar o aeróbico em jejum em alta intensidade, aí meu caro, você vai catabolizar MESMO.

    • Igor disse:

      A bibliografia mais recente utilizada no artigo que você usou para defender sua tese é de 2000 e a bibliografia mais recente usada pelo Hipertrofia é de 2005. Sempre terão artigos discriminando os aeróbicos em jejum por se tratar de uma técnica que exige conhecimento e pode ser perigosa se aplicada indiscriminadamente.

  4. Jardel disse:

    Carlos, nunca vi tanta bosta escrita num só lugar! Esse conta ridicula que voce tirou daquele site esta completamente errada! eu sou fisiculturista a muito tempo, e utilizo para mim e para meus alunos a aerobiose, e com muito sucesso. Só te peço uma coisa, vai estudar um pouco e veras que na pratica o negocio é BEMMM diferente. Nao preciso explicar o porque queimamos bem mais gordura em jejum pq vc deixou um video em que o cara explica o porque queimamos mais, nao é ? saudaçoes.

  5. Sil disse:

    Eu nao sou atleta como os demais, mas fazendo aerobio em jejum e claro ,
    junto com dieta, perdi 5 kgs em 26 dias. Nunca tive tanto exito! E foram as
    Preciosas dicas dos atletas e profissionais que frequentam esse espaço.

  6. Fernando disse:

    Quantas vezes por semana eu posso fazer???

  7. Diego Ferreira disse:

    eu concordo com a ideia de fazer AEJ
    faço 3x na semana
    um dia sim um nao
    nao fez um mes q estou fazendo ainda, mais ja percebi a diferença,
    se vc adequar sua alimentaçao,treino, e descanço
    vc chega ao seu objetivo
    parabens pro site e pro pessoal

    Recomendo AEJ.
    abç galera

  8. Jade disse:

    Desculpa a ignorância, mas o que é AEJ? haha

  9. Jade disse:

    opa, ja entendi (: hahaha

  10. Lucas disse:

    ei galera, deixa eu perguntar uma coisa
    Esse aeróbico em jejum eu posso tomar algum aminoácido antes ou depois?Ou seja, fazer algum tipo de suplementação ?

  11. .Toddy disse:

    sou personal trainer + não apoio aerobio em jejum, primeiramente essas perda altas naõ são so gordura pois nem uma dieta ou exercicio que perda + q 1kg por semana é só perda de gordura. que chegar + rapidamente na gordura? é só depois de treinar com pesos ( exercicio anaerobio) que utiliza principalmente a glicose e o glicogenio é fazer exercicio aerobio de baixa intesidade 15-25, desta maneira vc potencializar a queima de gordura.

  12. Luis disse:

    Eu sou um pouco contra o AEJ , pois depois de um longo tempo descansando vc presisa de algum alimento , se for fazer atividade física mesmo que seja de baixa intensidade vc so vai tar prejudicando sua saude e correndo risco de sofrer um ataque hipoglicemico ,todo mundo tem um pouco de gordura se vc quer fazer a sua n ficar visivel apenas inclua mais aerobico so que com uma alimentação regulada. Ja vi relatos de fisiculturistas dizendo q os aerobicos em jejum além de fazer mal a saúde simplesmente fazem vc estocar mais gordura .

  13. wellington disse:

    eu queria saber si eu tomar bcaa antes e depois do aeróbico em jejum vai evitar a perca de massa magra e quanto tempo mais ou menos um iniciante nessa modalidade pode fazer por que eu tenho aquelas gordurinhas laterais e gostaria de liquida elas .

  14. torres disse:

    intao.. estudo de manha.. e to acima do peso. e da escola ate minha casa da cerca de 1 hora.. n como nd de manha e volto a pe pra casa com 1 colega logico q em jejum.. claro q ta funcionando… dps de chegar em casa faço maior refeiçao do dia q e o almoço.. aew durmo 1 poko estudo e talz a tarde.. dps suplemento a noite e treino.. pesava 111kg agora to com 100.8kg

  15. guilherme disse:

    Fazer aeróbicos com apenas 2:30 ~ 3:00 sem se alimentar já é considerado aeróbico em jejum? Ou só ao ocordar (7~9h de jejum)?

  16. San disse:

    Eu posso tomar o therma pro, no lugar da água ou café?
    E quando eu terminar o exercício posso tomar BCAA Pro-Action??
    Estou com 59kg e quero voltar aos meus 54kg
    Por favor me ajuda…

    Aeróbicos em jejum [Hipertrofia.org]
    http://www.youtube.com/watch?v=VoowcmG-fPI

  17. Emmanoel disse:

    GENTE ME RESPONDE UMA COISA…

    Posso fazer a caminhada umas 5hrs e malhar umas 7:30?

    fazer uns 30min de caminhada, dando o devido descanso para a alimentação… e tals

    e ir malhar 7:30?

    dessa forma:

    500ml de água..
    caminhada de 30min

    30min de descanso…

    Comer Aveia e a Clara de Ovo..

    descansar 1hr e depois disso ir malhar?

  18. Kicker disse:

    Eu pratico Muay Thai 3 vezes na semana , sendo que possuo 4 dias livre , nesses dias se eu fizer aeróbicos em jejum ( pular corda ) , durante 20-25 minutos , valerá a pena ?

  19. rodrigo disse:

    kicker da sim claro, se tiver como você aumentar fez umas flexões e abdominais + aeróbicos é perfeito tira 1h do seu dia vai dar muito resultado e o seu treinamento no muay thai vai ser muito melhor

  20. Jefferson disse:

    Amigo tenho 63.5 kilos tenho 1.70 de altura, queroo queimar a região do abdomen..
    faço diariamente 20 minutos de bike e entorno de 200 abdominais.
    Alem de uma dieta Mingau de Aveia com Mamão de manhã, albumina de 10:00 apos o treino 12:00 amlmoço tipico ( Feijão, Arroz, Carne)(suco de limão após 20 minutos) de 3:00 como uma fatia de queijo coalho e de 6:00 como 3 ovos cozidos inteiros;

    Ta bom ?? posso tomar outro suplemento ( não quero perder massa magra)…

  21. Igor disse:

    Dúvida: Corrida leve é considerada exercício de alta intensidade para se fazer em AEJ ? Devo fazer só caminhada mesmo?

  22. Sanpe disse:

    Olha ja não sei mais o que fazer. Estava no ano passado com meus 70 kg com 1,72 de altura sou mulher e simpesmente disparou meu peso. hoje estou com 85 kg e não consigo emagrecer. Ja fiz exame de tireóide, parei de tomar pílula e resolvi malhar em casa. Todo dia eu faço simulador de caminhada 30 min, mais atividade muscular e finalizo com 15 min de step. Tomo thermogênico antes do treino e muito líquido, sendo que eu sinto muita fome e não consigo ficar sem comer, quando malhava na academia, cansava de ter queda de pressão, e tenho receio de passar mal, sempre como carboidrato antes do treino. Percebi em 1 mes de treino que nada mudou. Meu peso até aumentou. Como faço para voltar ao meus 70 kg sonhados? Alguém aqui pode me ajudar? Devo procurar um médico? Obrigada!

  23. Aldo disse:

    a resposta pra isso está em: “algumas dicas importantes nesta atividade está na utilização de algum termogênico a fim de potencializar a lipólise”. caso encerrado. O que funciona é o termogênico, não a prática. Isso sempre foi assim só que ninguém admite.

  24. Josi disse:

    oi pessoal!
    faço aulas de jump na segunda, combat/local na terça, step na quarta, local na quinta e esteira na sexta.
    como é esse AEJ? tenho q ficar quantas hrs sem comer antes dos exercicios? e posso engerir lipodrol? grata ;)

  25. Rafael Hyros disse:

    Qual a velocidade media que posso fazer na esteira em jejum ?

  26. Carlos disse:

    É incrível como aparecem “gurus da prática”, que dizem que fizeram assim ou assado e deram certo… e tratam de dizer que isso é uma verdade, sem ao menos dizer os porquês. É ridículo! Cito apenas o caso da glutamina… muitos fisiculturistas defendem seu uso, dizem que conseguem bons resultados com ela (quais???)… mas quando se faz um simples exame fisiológico… cadê a glutamina na corrente sanguínea? Não vai, Não passa do intestino, logo seus músculos não a absorvem! Se um fisiculturista falar que faz agachamento até se cagar e logo após come a merda fresquinha e diz que ganhou bons centímetros de perna com tal método, logo vão dizer: “ahhh, comer merda oriunda de um agachamento pesado funciona”. Ilário…

    É claro que AEJ queima gordura! Ninguém tá dizendo que não! Mas dizer que queima MAIS gordura A NÍVEIS RELEVANTES do que quando se está alimentado, é FALSO. Quem quiser provar o contrário, que prove, que não fique na base dos sofismas!

    MANTER massa muscular é outra informação lamentavelmente ERRADA passada por quem diz que AEJ é melhor para mante massa muscular! Cadê a prova? Cadê a biometria? Não tem, só dizem que ACHAM que sim. “Ahhh, meus alunos fazem e não perdem músculo”… como se fazer aeróbicos alimentados PERDESSE músculo. Ilário…

    O que emagrece é a demanda energética negativa. PONTO!!! Isso já foi provado diversas vezes por vários estudos. Todas essas formas diferentes de se fazer dieta, cortando carboidrato, ou gordura, fica sem comer de manhã, lean gains, warrior diet etc. etc. são um monte de PORCARIA INTELECTUAL. Cadê as provas? Não tem… e por que não tem? Por que não conseguem produzir provas sobre o que não existe! EU DESAFIO QUALQUER UM A PROVAR QUE SE PERDE MAIS GORDURA COM BALANÇO ENERGÉTICO IGUAL PARA QUEM COME SÓ PROTEÍNAS OU SÓ CARBOIDRATOS!!! PROVEM!! E não precisa de nenhum exame mirabolante, basta uma simples biometria. Cadê??? Mostrem os resultados!!

    Já foi provado inúmeras vezes, mas gostamos de ser cegos: um déficit calórico IGUAL para QUALQUER tipo de dieta que contenha QUALQUER tipo de macros e micros nutrientes, resultará numa perda de GORDURA IGUAL! Se eu comer somente e somente só PIZZAS ou comendo somente e somente só SALADAS, desde que meu déficit calórico seja igual para ambas as dietas, vou perder O MESMO TEOR DE GORDURA. Não tem essa porcaria de diminuição metabólica, proteína não produz insulina, carboidrato simples retém mais gordura, fruta produz gordura (quem diz isso são os famosos Paulo Muzy e Rodolfo Peres…) etc. etc., PARA DEMANDAS ENERGÉTICAS NEGATIVAS DE IGUAL VALOR!!!!! Querem provar que não? Então provem!! Não fiquem só no achismo. Eu quero que provem que comer só carne com déficit calórico de 500 calorias perde MAIS gordura que comer só frutas com também déficit calórico de 500 calorias. Vamos lá, caros gurus da prática, provem, na prática (hehe), que se perde mais gordura com a carne do que com frutas. Afinal, vocês sabem muito bem do que estão falando e estão 100% certos no que dizem que vai acontecer né? Então provem, to no aguardo! E não me venham com essa de perder músculo só comendo frutas, estou falando de perder GORDURA (é claro que sem proteínas haverá perda muscular).

    Façam AEJ e ingiram uma quantidade de calorias MAIOR do que gastam no dia, e me digam se emagrecem. É claro que não! Agora façam aeróbicos alimentados e tenham déficit calórico diário de 500 calorias e me digam que NÃO perderam gordura. Vamos ver as provas (que são bem simples por sinal).

    Por fim, musculação é isso mesmo: infelizmente tem um monte de achismos que se baseiam na prática, tirando conclusões ERRADAS que são muito simples de serem rebatidas. Todo mundo sabe que amplitude grande nos movimentos de musculação + controle de negativa é melhor para hipertrofia e bom pra evitar lesões, mas alguns pobres intelectuais veem Coleman e Branch fazendo momentum, meias repetições, cadência rápida, cama-de-gato no supino e veem seus tamanhos e dizem: “ohhhh, meia repetição é o máximo, olha o tamanho deles”. Só se esquecem do absurdo de bombas que esses caras tomam e que TERÃO resultados ótimos de qualquer jeito, basta treinar com INTENSIDADE + TEMPO, mas também se esquecem que o jeito deles treinarem gera lesões graves (Coleman teve 14 lesões em 20 anos de treino, quase uma por ano!), não é necessário para hipertrofiar MAIS e, principalmente, se esquecem que aqueles caras treinam há 20/30 anos!!!

    Onde faço musculação é engraçado, o dono da academia e professor é desse tipo de prático: “ohhhh, vou pra curso de musculação com Coleman e ele diz isso, aquilo e mais disso, então tá certo, correto e fim de papo”… MASSSSSSSSS… quando passa os treinos para seus ATLETAS competidores, esse mesmo professor condena a meia repetição?? Diz que a amplitude deve ser máxima… Mas peraí!!! Não deveria seguir Coleman e fazer meia repetição em muitos exercícios? E a cadência? Pode ser rápida? Não, segundo o profe, tem que segurar a negativa… mas Coleman não faz isso, por que diz então pros seus alunos fazerem diferente? Por que ele APRENDEU numa boa faculdade que o movimento amplo, com cadência correta, segurando a negativa é eficiente para hipertrofiar com segurança. Mas não deveria fazer o que Coleman faz?? Deveria… não é a prática que manda na musculação? É impressionante como existem faladores de merda da prática… se treinam de acordo com preceitos científicos… e ainda afirmam que ciência não vale muita coisa, o que importa é a prática… e pior ainda: acham que treinar com base científica não cresce músculo como deveria, hehehe! Só tenho a lamentar…

    Desafio lançado. Postem aqui as biometrias dos atletas, alunos ou o escambau de qualquer praticante de AEJ e vamos comparar com os que praticam aeróbicos alimentados, para um mesmo déficit calórico.

    • Luiz fernando disse:

      Vc está errado cara :) Caloria é apenas uma das diversas formas de perca de tecido adiposo…
      Quero q você me mande os artigos q comprovam tamanha falácia, que eu rebato todos!!

  27. Marcos disse:

    Carlos! Este é o melhor post de site que leio a tempos… É impressionante a quantidade de formulas mágicas para perder peso!

    • Fernanda disse:

      Engraçado como os “Magos dos Achismos” desapareceram diante de tantos argumentos com base… rsrs
      Obrigada Carlos!!!

  28. targino disse:

    queria saber se tem algum problema fazer aeróbico em jejum com dieta de hipertrofia.

    • Carlos disse:

      “dieta de hipertrofia” é com EXCESSO calórico. Se tu fizer aeróbico, em jejum ou não, NÃO vai emagrecer se estiver em hipercalorismo né? Ou se emagrece, ou se hipertrofia (gordura e/ou músculo, hehe), não dá pra fazer os dois juntos!

      Quer emagrecer com qualidade? Déficit negativo de calorias, mas mantendo 1,5/2 gramas de proteínas/kilo de peso corporal. Se tu quer comer só proteínas, vai se sentir fraco na hora de treinar, podendo até sentir tonteira e desequilíbrio (pense nisso fazendo agachamento!), literalmente falando. Coma carbos, mas mantenha o déficit calórico. Simples…

  29. Douglas Reis disse:

    Li atento, hahaha Muito bom! :]

  30. perfeita explicaçao… valeu

  31. Show de bola, emagreci 22 kilos.

  32. Rafael Wigno disse:

    ae ve se le um pouco Leocadio Neto e veja o que eu te disse la na quadra olhe…

  33. Ricardo disse:

    Como assim não tem provas que a LG, WD e etc não trazm resultados? Vc pega o diabo do livro EAT e a ele explica a dieta em meia duzia de pagina e passa o RESTO DO LIVRO TODO POSTANDO ESTUDOS!! Sim, tem estudos SIM. Defit calórico continua dominando na hora de dieta sim, mas existem formas de otimizar os resultados com a dieta, e DIVERSOS estudos comprovam isso. Como eu disse, um exemplo, é so ler o livro EAT que lá vai ter DIVERSOS Estudos provando os benefícios do jejum intermitente.

    Sobre o AEJ, olha o diabo dos estudos citados no artigo, e esse são apenas ALGUNS dos estudos sobre AEJ…

    Não sou fisiculturista, nutricionista, profissional de saúde e etc, e POSSO SIM ESTA ERRADO, mas dizer que não tem NENHUM estudo que aponte esses benefícios já é forçar d+ a barra….

  34. Jefferson disse:

    VOU SER BEM RÁPIDO EM MINHAS PALAVRAS,

    AEJ + THERMOGENICO + DIETA REGRADA + TREINO PESADO = QUEIMA DE GORDURA QUE NEM SABÃO DERRETENDO NO SOL E MANUTENÇÃO DE MASSA MAGRA

    E TOP ,SIMPLESMENTE TOP , ESTOU FALANDO ISSO PQ TIVE RESULTADOS SIMPLESMENTE ABSURDOS , NEM EU ACREDITAVA QUE TERIA ESSES RESULTADON, ABRAÇOS.

  35. Maycon disse:

    São tantos se contradizendo, se contrapondo… que não vejo outra saída a não ser a EXPERIMENTAÇÃO, tanto o AEJ quanto ao aeróbico alimentado, só assim pra eu saber o que me beneficia mais ou o que me prejudica mais.
    confiar em todos ? jamais !
    Vou me conhecer, vou me testar (mas claro, sem loucuras ), e identificar o que posso realmente seguir.
    Certo ou errado ?

  1. 31/08/2009

    […] Clique no botão acima! MakeCode() MakeCode() MakeCode() MakeCode() « Aeróbicos em Jejum: FAZER OU NÃO FAZER ? 31 08 […]

  2. 01/09/2010

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>