Clique aqui

Dallas McCarver foi um fisiculturista profissional da IFBB e atleta patrocinado que morava em Tennessee, EUA. Ele criou muita agitação no circuito de competição profissional, devido ao seu tamanho gigantesco e excelente proporcionalidade, ao menos até sua morte.

Ao crescer, Dallas era extremamente esportivo e jogava futebol no ensino fundamental e médio.

Foi através do futebol que Dallas começou o levantamento de peso para construir seu tamanho e força; levando-o ao esporte imediatamente.

Seu amor pelo estilo de vida fisiculturista gradualmente consumiu sua paixão pelo futebol.

Sua primeira competição de fisiculturismo foi em 2011 no NPC Hub City Fitness Quest, e ele venceu decisivamente.

Dois shows e duas vitórias depois, e Dallas tinha levado seu cartão profissional, aos 21 anos.

Ele venceu 3 de 5 de suas competições da IFBB entre 2012 e 2015.

Não demorou muito para que os seus quase 120kg de peso corporal começassem a chamar atenção.

Porém, no dia 22 de agosto de 2017, toda a indústria de fisiculturismo parou, quando surgiram notícias de que Dallas havia falecido.

Esta página serve como um memorial a vida de Dallas.

Dallas McCarver

Estatísticas do Atleta

Nome completo: Dallas Mccarver
PesoAlturaCinturaAno da morte
115,7 – 120,2 kg183 cm86cm2017
NacionalidadeProfissãoEra
americanoFisiculturista Profissional da IFBB2010

Realizações

Competições

  • NPC Hub City Fitness Quest de 2011, peso pesado júnior, 1º
  • Batalha do NPC de 2011 no River Championships, 1º
  • Batalha do NPC de 2011 no River Championships, 1º
  • Campeonatos da América do Norte de 2012 da IFBB, 1º
  • Campeonatos da América do Norte de 2012 da IFBB, np
  • Campeonatos da América do Norte de 2012 da IFBB, 1º
  • 2015 IFBB California State Pro, 1º
  • Fim de semana de 2015 Olympia da IFBB, dia 13

“Eu senti que se eu continuasse crescendo e mantivesse minhas proporções mais ou menos as mesmas, dada a minha estrutura e forma, eu poderia colocar um físico muito bom no nível profissional de fisiculturismo”

Treino

  • Dia 1: Quadríceps, posteriores, panturrilha.
  • Dia 2: Peito, tríceps e bíceps;
  • Dia 3: Costas;
  • Dia 4: De manhã, ombros e trapézio. A tarde bíceps e tríceps;
  • 45 minutos de cardio (esteira, escada, elíptico, bicicleta ou corrida de rua) 3 vezes por semana em pré-competição

Concentrando-se no físico em “V”

Dallas acreditava que ter um físico em “V” era muito importante para ele em competições.

Em off, Dallas chegava a pesar mais de 130kg e mesmo assim ele conseguia manter a cintura em dia, o que era algo inacreditável para alguém do tamanho dele.

O que ele fazia

Barra fixa com pegada supinada

Para Dallas, barra fixa com pegada supinada (o famoso “chin up”) foi decisivo para construir seu shape em V.

Ele começava TODO treino com o exercício como um aquecimento geral para “soltar os ombros” e abrir as escápulas.

Ocasionalmente, ele voltava ao exercício mais tarde no treino para testar sua força.

Durante o movimento, ele mantinha o tronco ereto o mais reto possível para maximizar a tensão do movimento.

“Para mim, se você ganhar dois centímetros em volta do peito, dois centímetros nos quadris e nos braços, mas dois centímetros na cintura, você falhou … você não melhorou o seu físico, acabou de fazer uma versão maior do o mesmo físico exato. Você precisa ganhar mais centímetros em determinados lugares do corpo para ganhar destaque, o meu caso, as costas eram o mais importante e elas precisavam se destacar ”.

Puxada usando alças duplas

Dallas McCarver introduziu algumas variedades de puxada no treino, sempre alternando os anexos de aderência para se adequar a cada exercício.

Ele sempre preferiu o pegador com alça dupla, pois ele tem ombros largos e a alça dupla oferecia flexibilidade para usar o máximo de amplitude possível.

Desenvolvimento por trás da cabeça no smith

Embora muitos fisiculturistas evitem esse movimento, uma vez que pode ser perigoso se não for completado corretamente, Dallas sempre usava desenvolvimento por trás da cabeça e ainda usando o smith.

Elevação lateral com halteres

Este foi um exercício essencial para obter os ombros largos pelo qual Dallas McCarver era conhecido.

Ele gostava de manter seu dedo mindinho levantado durante todo o movimento, fazendo 20 repetições por 4 a 5 séries.

Elevação lateral na polia

Os cabos permitem um alongamento e resistência no segmento inferior da amplitude de movimento, o que garante uma contração completa no topo.

Elevação frontal unilateral

Dallas gostava de fazer elevação frontal usando um banco inclinado. Ele acreditava piamente que fazer o movimento em pé, permitia muito impulso e roubos.

Elevação de pernas suspenso

Fazer um exercício de abdômen suspenso era uma punição para alguém que pesava até 130kg em off.

Mesmo assim, para ele foi um dos principais movimentos para treinar a região do abdômen.

O bom e velho abdominal

Dallas terminava o treino fazendo o bom e velho abdominal, fazendo de 25 a 30 repetições.

“As pessoas desperdiçam completamente o abdominal por fazerem o movimento rapidamente e sem controle. Se experimentassem fazer o exercício de forma controlada, veriam que algumas repetições, sem carga, serão mais do que suficientes para treinar o abdômen”.

Evitando carga no treino de abdômen

Os únicos exercícios que Dallas não usava carga era os pra abdômen.

De acordo com ele, treinar com pesos, geraria hipertrofia demais no abdômen, o que poderia estragar a linha de cintura em campeonatos ao deixá-lo denso demais na região do core.

Dieta

Sua absurda ingestão de proteínas

Antes de Dallas encontrar seu treinar, ele dizia comer até 300g de carne POR REFEIÇÃO.

Depois de muita insistência, seu treinador o convenceu a diminuir a ingestão para 100g de carne e mesmo parecendo pouco para muitos, Dallas não notou qualquer perda de massa muscular.

Plano Nutricional

No geral, a dieta de Dallas era saudável e nutritiva.

Ele começava o dia com um café forte, em seguida, comia carnes magras e peixes.

  • Ao acordar 200ml de  café preto
  • Refeição 1: 2 ovos enriquecidos com ômega-3 inteiros, 10 claras de ovo, 1/2 xícara de creme de arroz
  • Refeição 2: 200g de peito de frango, 1 xícara de arroz branco
  • Refeição 3: 200g de tilápia, 200g de batata doce
  • Refeição 4: 200g depeito de frango, 1 xícara de arroz de jasmim
  • Refeição 5: 200g de tilápia, 1 xícara de arroz de jasmim
  • Refeição 6: 200g de tilapia, 1 xícara de aspargos

Metabolismo acelerado

Quando Dallas jogava futebol, com o objetivo de subir peso o mais rápido possível, ele disse que costumava comer até ficar sempre próximo de vomitar.

Ele disse que ficou muito volumoso com essa abordagem e se sentia inchado o dia todo devido à enorme quantidade de resíduos em seu corpo.

Quando ele se tornou um fisiculturista, ele optou pelo oposto, ao permanecer magro o tempo todo.

Seu metabolismo extremamente rápido permitia-lhe comer de 5.000 a 5.500 calorias para ficar magro. Ele dizia, brincando, que essa quantidade de calorias “É mais do que muitos caras comem mesmo quando estão em bulking”.

Falecimento de Dallas McCarver

Em 22 de agosto, o fisiculturista Dallas McCarver, de 26 anos, um ex-top 10 do Olympia e namorado da estrela da WWE, Dana Brooke, morreu repentinamente, por engasgamento com comida, de acordo com o tabloide TMZ.

A TMZ conversou com Brooke, que disse que McCarver foi encontrado inconsciente em sua casa, pouco depois da meia-noite de terça-feira, depois que eles falaram ao telefone.

Ele foi declarado morto em um hospital local, e as autoridades dizem que não há sinais de crime.

Autópsia

Uma autópsia no corpo de Dallas foi feito logo no dia seguinte ao seu falecimento.

Observou-se no momento da autópsia um aumento do fígado e rins, nefrosclerose (um rim endurecido), pulmões pesados e um carcinoma papilar da tiróide.

Seu histórico médico inclui problemas de colesterol (LDL alto / baixo HDL), níveis elevados de aminotransferase, tosse crônica, falta de ar e asma.

Seus níveis de testosterona eram muito altos.

Metabolitos de trembolona também estavam presentes.

Não foram encontrados outros esteroides em seu sangue, embora tenha dado positivo para metabolitos de cafeína e maconha (nenhum dos quais são mencionados como factores que contribuem para a sua morte). Nenhuma outra droga recreativa ou narcóticos estava presente.

Também observado (mas nem testado para, nem listado como um fator contribuinte na morte de Dallas) foi um histórico prévio com uso de GH e insulina.

Este texto ajudou você ?

3 Comentários

  1. Para o fisiculturista de competição chegar ao topo máximo é como praticar alpinismo, sabe que sempre haverá riscos na medida em que ele decidir fazer “qualquer coisa” para chegar ao ponto mais alto; isto é ganhar títulos dentro do fisiculturismo internacional, vale o risco?Depende de cada individuo que se decida a esse objetivo, a genética é um fator limitador neste caminho, naturalmente super desenvolvimento muscular é algo raro, ou como houvi de alguns pretensos fisiculturistas que procuram meios mais “rápidos” para seus ganhos musculares:”Quem cresce naturalmente é planta” e eu acrescento; se receber os nutrientes necessários para isso!

Escreva um comentário