Home / Musculação para mulheres / Mitos da musculação feminina [os 6 maiores e que sabotam resultados]

Mitos da musculação feminina [os 6 maiores e que sabotam resultados]

Quase metade dos leitores do site são mulheres, e a maioria delas estão interessadas em mudar o corpo, mas, infelizmente, muitas delas ainda estão presas aos velhos mitos da musculação feminina.

Clique aqui

Mitos que podem fazer você perder tempo que poderia estar sendo usado para progredir rápido na academia e chegar ao objetivo antes do esperado.

Pois é.

Com isto em mente, neste texto, iremos destrinchar os maiores (e piores) mitos da musculação feminina.

Para que você, finalmente, possa deixar para trás crenças infundadas que podem estar sabotando seus ganhos.

Os maiores mitos da musculação feminina

Mito 1 – Mulheres não devem usar muita carga/treinar pesado ou ficarão GIGANTES

De forma direta e sem enrolação, mulheres NÃO VÃO FICAR GIGANTES se treinarem pesado, mesmo que treinem apenas a porção superior do corpo.

As únicas mulheres que poderão ficar musculosas, ao ponto de perderem a feminilidade, são as que usam testosterona sintética e outros esteroides anabolizantes.

Pois é.

O principal hormônio envolvido na formação dos traços masculinos e na construção de massa muscular é a testosterona, e mulheres possuem até dez vezes menos testosterona do que homens.

É por isso que mesmo sem qualquer tipo de treino, homens possuem uma fisiologia diferente de mulheres.

Trocando em miúdos, mesmo que mulheres treinem especificamente com o propósito de ficar parecidas como homens, elas não terão o aporte hormonal para tal (a não ser que estejam usando anabolizantes).

Portanto ter medo de ficar masculinizada por treinar pesado e dar o seu máximo na academia, deveria ser a sua última preocupação.

Clique aqui

Treinar pesado não é a melhor forma de mulheres conquistarem o corpo que desejam, é a única.

Mito 2 – Queimar gordura localizada

Infelizmente, não é possível queimar gordura de lugares específicos do corpo (como muitas mulheres gostariam).

Se você tem braços flácidos ou gordura acumulada na barriga, fazer milhares de exercícios para bíceps ou abdominais não vai adiantar – este é um dos maiores mitos da musculação feminina.

Entenda.

Seu corpo é geneticamente predisposto a acumular gordura em certos lugares e em determinada ordem.

Quando você focar seus esforços para perder gordura como um todo, você começará a perder gordura em certos lugares com maior facilidade (e outros com maior dificuldade).

Texto continua após a propaganda.

Pode ser que a gordura abdominal comece a ser eliminada primeiro, então os braços, pernas, etc… mas não de um local específico (independente do treino).

A questão é que para perder gordura de um lugar específico do corpo, você precisa perder gordura como um todo.

Não há treino no mundo que faça gordura localizada desaparecer, já que perda de gordura é uma questão, principalmente, de ingestão de calorias e quais locais seu corpo acumula e queima gordura primeiro.

Logo, para conseguir o objetivo esperado, é necessário fazer uma dieta hipocalórica aliada ao treino pesado.

Mito 3 – Mulheres precisam “morar” nos aparelhos de aeróbicos

Independente do que você pense ou veja dentro da academia, aeróbicos não são o fator principal na mudança corporal.

Treinamento com pesos utilizando sobrecarga farão com que seus músculos sofram pequenas lesões que serão recuperadas pelo corpo tornando-os maiores e mais fortes, dando forma ao seu corpo.

Em outras palavras, é o treinamento com pesos (leia-se musculação) que melhorará sua estética corporal.

Isto aliado a uma dieta adequada fará com que a gordura que está cobrindo os músculos seja eliminada.

Os aeróbicos entram nesta equação como uma ferramenta extra para acelerar o metabolismo, amplificar a saúde e queimar algumas calorias a mais.

Mas nunca, repito, NUNCA serão os principais responsáveis por mudanças corporais.

Portanto se a sua ideia de conquistar um corpo mais bonito era passar a maior parte do seu tempo fazendo aeróbicos, é melhor ir mudando de ideia.

Dieta correta e treino pesado (usando pesos) serão seus melhores amigos nessa jornada.

Mito 4 – Você precisa treinar igual sua celebridade favorita do Instagram

Cada indivíduo – homem ou mulher – responde diferente a um estímulo de treino específico.

Todos nós possuímos características, necessidades e limitações diferentes.

No que tange a musculação, uma pessoa pode responder muito bem a um determinado tipo de treino e ter ótimos resultados.

Enquanto outra pessoa pode copiar de forma fidedigna a mesma rotina e ter resultados ruins.

Em suma, não existe “receita de bolo” para ganhar massa muscular e este é um dos mitos da musculação feminina mais perversos, especialmente quando essa receita de bolo vem das redes sociais.

Por quê ?

Simples. As pessoas precisam entender que redes sociais não são fontes de conhecimento confiáveis (ao menos na maioria das vezes).

E a sua celebridade favorita não está mostrando o treino dela primeiramente para disseminar conhecimento e sim como marketing pessoal (para ganhar notoriedade na rede social).

Ninguém vai ganhar likes postando vídeos de algo comum, que todo mundo já vê dentro de qualquer academia.

Para gerar likes é preciso postar algo diferente, inusitado e/ou inovador.

Por isso vemos tantos exercícios e treinos mirabolantes sendo postados em redes sociais.

O problema é que a celebridade que posta esse tipo de vídeo, nem sempre conquistou o físico fazendo aquilo que posta, mas o faz pensando no marketing que isso pode gerar.

Por isso é extremamente importante entender levar tudo o que vemos em redes sociais com um pé atrás. Especialmente de celebridades.

Mito 5 – Mulheres precisam tomar suplementos específicos

Na grande maioria dos casos, isto é uma jogada de marketing para atrair o público feminino que já possui esse medo e pensa que suplementos são apenas para homens.

Nada disso.

Suplementos como whey protein, albumina e outras proteínas, são apenas alimentos concentrados em forma de pó.

Dizer que existe um whey protein específico para mulheres é o mesmo que dizer que existe peito de frango específico para mulheres.

O mesmo vale para creatina, bcaas, glutamina e praticamente todos os suplementos.

Por falar nisso, mulheres podem usar creatina tranquilamente e não ficarão masculinizadas (pelos motivos já citados no item 1).

Talvez a única exceção seja os multivitamínicos.

Mulheres podem necessitar de certas vitaminas e minerais em maior quantidade do que homens, pois sua fisiologia é diferente.

Por exemplo: mulheres tendem a ter uma deficiência maior em ferro devido a menstruação, e alguns multivitamínicos específicos já entregam uma dosagem maior deste micronutriente.

Fora isso, dificilmente um suplemento será “sexista” e pode ser usado por ambos os sexos.

Mito 6 – Se eu estou treinando, posso comer o que eu quiser

Seria ótimo poder comer qualquer coisa e em qualquer quantidade, só porque você começou a fazer musculação e aeróbicos.

Mas isto, infelizmente, não é verdade.

Inclusive você pode acabar pior do que antes se você estiver fazendo isso.

Sim!

Apesar de você queimar calorias fazendo musculação e aeróbicos, isto, nem de longe, consegue compensar a ingestão incorreta de alimentos.

Simplesmente porque é muito mais fácil ingerir calorias calóricas do que queimá-las.

Por exemplo: um big mac com batata e refrigerante fornecem mais de 1000 calorias (isso mesmo).

Para queimar estas calorias através de exercícios, você teria que correr por quatro horas seguidas.

Em suma, exercícios físicos nunca vão compensar uma alimentação ruim.

Para obter resultados, precisamos não só treinar corretamente, mas comer também.

Palavras finais

Existem muitos mitos da musculação feminina, mas estes são os que mais poderão atrasar os seus resultados e se forem evitados, com certeza poderão amplificar seu progresso em um curto período de tempo.

Este texto ajudou você de alguma forma ? Avalie!
[Total de votos: 8 Média: 3.8]


MÁXIMA CONCENTRAÇÃO. MELHOR CUSTO-BENEFÍCIO

Sobre Redação Hipertrofia.org

O maior site sobre musculação em língua portuguesa da internet. Desde 2007 trazendo o melhor conteúdo sobre musculação, sempre baseado nos últimos estudos científicos, autores renomados e experiência prática.
Clique aqui para saber mais

2 comentários

  1. E treinar peitoral para mulheres, compensa? Já que o treino não deixa a mama mais rígida como muitas acham e querem, e sim desenvolve a musculatura peitoral embaixo da mama, qual informação e/ou opinião o site tem a respeito, desde já muito obrigado, 90% que eu sei sobre musculação são graças aos artigos de vocês, sem eles eu não teria nenhuma condição (financeira) de aprendizado então obrigado novamente

  2. Thanks for sharing, Redação Hipertrofia.org 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários agressivos, ofensivos, com propagandas ou que não adicionam algo a discussão, não serão aprovados.

Simple Share Buttons