Clique aqui

Dizem que dieta paleolítica não é uma dieta, é um método natural para se alimentar que não tem prazos. Você a aceita de braços abertos, como estilo de vida, e está liberado para comer coisas como bacon e ainda conseguir um abdômen definido.

A ideia por trás da dieta é que a nossa genética não mudou desde a era paleolítica. Portanto, para aprimorar nossa saúde e boa forma, nós deveríamos estar fazendo uma dieta contendo apenas alimentos que antecedem a era da agricultura, ou seja, evitar grãos, produtos integrais, batatas, açúcar, e obviamente, todas as abominações modernas que hoje nós chamamos de comida. Em resumo, comer como um homem das cavernas.

Existem diversas variações da dieta paleolítica, algumas mais restritas que não permitem nem mesmo a ingestão de nozes, quinoa ou carnes que não sejam orgânicas. E outras mais suaves, que permitem a ingestão de batata doce, leite de vaca cru, alguns suplementos, e até chocolate preto.

Se você já fez alguma dieta envolvendo apenas o consumo de carnes, vegetais e frutas, você provavelmente já fez uma variação da dieta paleolítica sem querer. Os próprios fisiculturistas da velha guarda antes de existir o nome “dieta paleolítica”, apenas chamavam isso de “cortar a maioria dos carbos”.homem das cavernas

Desde 2009, eu já experimentei virtualmente todas as variações da dieta paleolítica – das mais rígidas até as mais flexíveis. Com isto pude ver o lado bom, o ruim e o horrível desta modalidade de alimentação:

O lado bom

Sem sombra de dúvidas, se a maioria das pessoas seguissem até mesmo a forma mais suave da dieta paleolítica, não existiria obesidade. Seriamos uma sociedade mais magra, saudável, menos dependente da medicina e de retoques de Photoshop nas fotos. Este tipo de dieta, e todas as suas variedades ancestrais, nos ensina a questionar o conhecimento convencional que veio dos doutores, nutricionistas e órgãos oficiais de saúde.

Enquanto o conhecimento comum nos ensinou a comer alimentos integrais e cereais com o carimbo “faz bem para o coração”, a dieta paleolítica nos ensina que é justamente estes hábitos alimentares que nos fazem gordos. Que a melhor maneira para curar doenças como a diabetes Tipo-II, é trocar o nosso macarrão e pão, por coisas que vieram direto da natureza: vegetais, carnes, sementes, ovos e frutas.

Este estilo de alimentação ajudou muitas pessoas a largarem as porcarias que as prendiam num ciclo vicioso mortífero.

gordo

Os protocolos paleolíticos também mostraram uma falha catastrófica em dietas vegetarianas e que restrigem a ingestão de gorduras: a necessidade de gordura saturada pelo nosso organismo. Gordura animal nos ajuda a produzir hormônios que só têm a contribuir para a nossa vida sexual, emocional, que nos ajudam a construir massa muscular, lutar contra doenças e manter o metabolismo funcionando corretamente.

Independente da forma da dieta paleolítica que uma pessoa com excesso de peso adote, será uma mudança positiva na maneira que ela se alimenta. Uma nação seguindo essa dieta é um sinônimo de menos doenças, vidas mais longas e menos custos com plano de saúde.

O lado ruim

Mas nem tudo são flores, seguir uma dieta paleo ao pé da letra pode não ser uma boa ideia para uma parcela da população. Especialmente a nossa parcela – de pessoas que querem ficar maiores e mais fortes. Por que ? Porque nossos treinos e objetivos corporais simplesmente precisam mais do que a dieta paleolítica pode oferecer  – mais carboidratos, mais proteínas de fontes diferentes e nutrição específica para o treino.

comendo arroz

A dieta funciona muito bem para uma pessoa “normal” que tem como único objetivo ser saudável. Uma pessoa comum não treina pesado para pisar em um palco de fisiculturismo, atingir recordes de força e andar por aí com veias explodindo nos braços. Isto não são objetivos do público em geral. Este são nossos objetivos. Nós não temos objetivos comuns e não somos comuns, então porque seguir um esquema alimentar voltado para este público ?

Se você precisa evitar alimentos e suplementos que são comprovadamente eficazes para construir massa muscular só porque as regras da dieta paleolítica proibem, você precisa estar ciente do que vai perder.

Dizer que precisamos comer apenas como nossos ancestrais é negar milhares de anos de evolução nutricional. É claro, nem todos os avanços fazem bem para nós. Comer doritos com coca-cola com certeza não vai ajudar seus objetivos, mas muitos outros avanços vieram para nos ajudar. Ao negar estes benefícios, perdemos oportunidades.

Evitar o que você realmente precisa pra ganhar massa muscular só por causa da dieta paleolítica é como tentar tratar uma infecção severa com chazinhos, e não antibióticos.

O lado horrível

caveman

Nós gostamos de limites e estruturas. Nós queremos alguém que nos diga “não coma aquilo”. Porque aí existe certeza, sem “mas”, “se” ou “porém”. Limites claros nos garante senso de controle, porque sabemos com certeza o que podemos comer ou não, e isto a dieta paleolítica cumpre.

Mas quando alguém se sente culpado por ter “estragado” a dieta porque comeu arroz, aí existe um problema. E o problema não é o arroz, o problema é uma restrição estúpida.

A dieta paleolítica pisa na bola quando o assunto é “limites”, especialmente se esses limites lhe impedem de consumir algo que nunca causou problemas. Se você elimina algo da dieta e não vê nenhum benefício, então a coloque novamente e você não terá malefícios, não existe motivo para ficar se culpando a toa.

O que queremos dizer é que o lado negro da dieta paleolítica é quando ela deixa de se tornar senso comum e instintiva, para se tornar fanatismo.

Se você está gordo, a dieta paleolítica vai lhe ajudar a emagrecer e se tornar mais saudável. Mas se os seus objetivos incluem construir massa muscular, uma dieta paleo restrita não é a melhor abordagem.

Pessoas que treinam pesado vários dias na semana, precisam de carboidratos simples e fáceis de digerir. Batatas, feijões, arroz e vários outros alimentos saudáveis que são proibidos na dieta paleo, mas que não fazem as pessoas ficarem doentes ou mais gordas. E se elas melhoram sua performance, geram mais energia, e lhe fazem se sentir mais saciado, elas nunca deveriam ser algo que você deva comer com culpa – elas são essenciais.

Cuidado com o homem das cavernas

A dieta paleolítica, sem sombra de dúvidas, funciona muito bem para pessoas viciadas em porcarias, obesas e sedentárias. Mas essas pessoas não ficaram nessa situação por ingerir aveia ou feijão. Um plano paleolítico vai ser tão útil como fechar a boca e parar de comer lixo. Se essas pessoas precisarem da rigidez inicial, uma dieta paleo criará a fundação para que pessoas obesas criem o costume de ficar longe de porcarias.

Para aqueles com objetivos como hipertrofia e força, a dieta paleo pode ter lados negativos. Evitar ótimas fontes de alimentos como arroz, aveia, batatas e legumes podem limitar a performance e os seus resultados.

Sim, coma carnes, vegetais, e ovos inteiros. Sim, evite carboidratos ruins, açúcares e os lixos processados que encontramos nos mercados. Mas não ignore alimentos comprovadamente benéficos só porque os homens das cavernas não tinham acesso a eles.

Texto por: Dani Shugart
Link original: http://www.t-nation.com/diet-fat-loss/paleo-the-good-bad-and-the-ugly
Traduzido e adaptado por Hipertrofia.org

Este texto ajudou você ?

34 Comentários

  1. Graças ao estilo de vida Paleo, eu perdi 20kgs, eu era gordo e hoje sou magro e cheio de saúde. Para cada pessoa há uma vontade tem gente que gosta desse estilo e tem gente que não gosta.
    NO PAIN NO GAIN!

    • Cara e como vc faz nos dias de treino? eu vou iniciar academia mas quero adaptá-la para crescer os musculos, mas sou diabético do tipo 1, então nisso já complica um pouco mais. Estou iniciando a dieta

  2. alguns fisiculturistas fazem essa dieta restritiva, apenas comendo proteínas, porem pra não perder massa magra eles ciclam durante 2/3 meses, e nesse tempo conseguem perder toda gordura sem perder nenhuma massa muscular, pelo contrário.. eles ganham massa e perdem gordura

  3. Pode ser ingenuidade ou falta de conhecimento meu, mas pelo que sei, variações dessa dieta são comuns entre atletas de crossfit, incluindo os de alto nível, e o nível de atletismo dos caras não é nada mau..

    Além disso, se fala também sobre melhora na performance intelectual, alguém se habilita a explicar ?

    • Cara, a matéria diz claramente que pra quem tem objetivo de ganho massivo de massa muscular isso não é recomendado!! O exemplo que você deu da campeã mundial de fisiculturismo, ou seja, a que teve maiores/melhores ganhos musculares, só prova que ele tá certo

      • Oi?!?! A prova de que ele esta errado prova que ele esta certo?!?!?!?! Ah meo deos, agora eu to mais perdido ainda……..não sei o que pensar agora!!!!! Quando não existe consenso, os frango sofre para aprender.

  4. Micael Esteves Responda

    E quando fazem uma review sobre a dieta cetogenica ciclica (CKD- Ciclical Ketogenic Diet)? è considerada uma das melhores dietas para fisioculturistas naturais (esse artigo está publicado em simplyshredded em inglês), o corpo entra em modo cetose após a restrição de carboidratos, escolhe-se um dia para super compensação da Glicose (exemplo num dia ingerir mais 600gr carbos) e assim preencher as reservas de glicose e continuar em modo cetose! Ganha-se sensabilidade
    á insulina! E não mencionar que a própria dieta cetógenica é a indicada para luta de cancros.

    • Ricardo Marques Responda

      Boa sugestão. Também gostaria de ver um review sobre a CKD ou mesmo outras formas de cetogênica. Sei que no forum tem boas discussões sobre o assunto, mas esta faltando isso no blog.

  5. Bom, ao menos para mim a dieta paleo me fez voltar a ter ganhos de massa muscular. Mas não faço uso de pré-treino nem anabolizantes (para os estúpidos: não estou dizendo que um é igual ao outro)

    como não uso pré-treinos, meu desempenho costumava ficar limitado à carga energética que meu corpo conseguia entregar durante o treino. Intra-treinos melhoram um pouco a recuperação e dão um gás a mais, mas nada como os prés. Eu não tomo prés pois tenho sensibilidade à cafeína (o efeito é grande demais). A dieta paleo me dá energia “infinita” na academia, pois consigo usar a gordura como fonte energética. Ajudou muito nos treinos, especialmente de perna, que demanda energia absurda.

    Já quanto aos anabolizantes, quem usa esse tipo de recurso realmente não tem como se nutrir só com o paleo. Eu acho que nem consegue… a lenta digestão paleolítica e a alta saciedade são impeditivos para obter altas cargas nutritivas necessárias para quem toma hormônios. Aí, nesse caso, o jeito é consumir açúcar mesmo. Carbos. Sem eles, dificilmente se consegue ter energia na velocidade que o corpo dopado irá precisar.

    Para quem treina “limpo”, eu não vejo nenhuma perda de desempenho adotando o paleo, salvo nas primeiras semanas.

    Dizer que fez a dieta paleolítica e tirar conclusões não quer dizer nada. Tem que dizer por quanto tempo permaneceu na dieta. Nas primeiras semanas, tem-se uma queda brusca da energia. Depois sobe energia “infinita”.

    No primeiro mês, perde-se muita água, desinchando a musculatura, pela diminuição dos níveis de açúcares no corpo e pela diminuição da insulina (um dos efeitos da insulina é reter água)

    Então se o cara me faz essa dieta por 2 semanas e vem me dizer que perde desempenho, é por que não fez a dieta. Só brincou de fazer. Se fez por 1 mês e disse que perdeu um monte de massa muscular, é por que não levou à sério. Tem que fazer por mais tempo e ver realmente os resultados.

    Eu estou nessa há 6 meses, com resultados ótimos, tanto no shape quanto na qualidade de vida. Já pensei até em largar o whey…

    • Yuri, quero tirar umas dúvidas com vc se possível. Eu comecei a dieta paleo tem uns 10 dias e tive perdas grandes na gordura corporal. A questão é que a minha perda de peso foi tão rápida que eu estou receoso de perder muito peso a mais. Quero ganhar massa magra e já malho visando hipertrofia para isso, aliás malho há muitos anos, mas com o início da dieta paleo não sei se estou me alimentando como deveria. Me alimento bem com muitas gorduras, proteínas e saladas, mas queria saber se preciso comer carbos no decorrer do dia ou pelo menos antes e depois da malhação. Você come carbos algum horário do dia ou age como a Cláudia Vilaça? No pós treino vc toma whey com gordura ou coloca algum carbo junto e no pré-treino como se alimenta? Enfim, se puder me ajudar…valeu.

      • Pedro, tudo bem?

        A perda de peso é muito normal e se estenderá até 1 mês de dieta. Em alguns casos 2 meses. A maioria do peso que você perde AGORA é de água. Isso mesmo. Você está perdendo muita água. Gordura e água. Mais água do que gordura.

        Você perde água por que um dos efeitos da insulina é reter água no organismo, como ela baixou, a água começa a sair. A musculatura deve dar uma diminuída também, pela perda de água. Mas não se preocupe: o peso vai parar de cair e voltará a subir. A musculatura voltará a inchar também. É tudo passageiro.

        Depois de estabilizado, seu corpo continuará perdendo gordura e o peso vai se estabilizar mais baixo do que antes. O meu baixou inicialmente 9 kg e depois estabilizou 5 kg a menos.

        A musculatura está crescendo, o que posso comprovar pelo aumento das cargas ou das repetições na academia e a gordura está diminuindo, comprovado pelo aumento da definição (veias, gomos na barriga finalmente aparecendo etc).

        Como carbos originados basicamente das frutas.

        Não tomo mais whey, mas tomava junto com leite mesmo ou batia banana no liquidificador com whey. Era a única hora do dia que tomava lacticínios, mais por causa da academia mesmo.

        Ah… e faço dia do lixo 1 vez por semana. Não é necessário, é por diversão mesmo. Dizem que você pode fazer até 3 refeições “lixo” por semana sem impactar na dieta.

        Espero ter ajudado.

        • Lamento por você amigo, mais a maioria absoluta das pessoas que seguem dieta páleo têm resultados consistentes para a vida toda enquanto as pessoas que fazem restrições calóricas, bem, a maioria absoluta têm exatamente os problemas que você descreveu: após um certo período o peso volta pois era tudo água, mas perderam músculos também etc.

    • Yuri, eu comecei a dieta paleo no dia 7 de janeiro e senti realmente perda de peso (gordura especialmente)e senti que minha massa muscular ficou mais enxuta. Malho três vezes por semana e ainda sinto mal estar. O médico disse pra eu diminuir a intensidade dos treinos no início. Você acha que eu vou começar a ganhar massa muscular como estava ganhando antes? Você come carboidratos e quais ao longo do dia pra não ficar tonto?

      • Como carboidrados provenientes das frutas e legumes, mas não me empanturro. Como pouco carbo.

        O mal estar vai passar. É fase de adaptação. Não precisa diminuir a intensidade dos treinos. Pode treinar passando mal mesmo (se conseguir), pois força o corpo a utilizar a gordura como fonte principal.

        Você começará a ganhar massa muscular logo após o período de intensa perda de peso. Comigo foi assim: 2 semanas de adaptação (passei muito mal), 2 semanas perdendo peso que nem louco, de repente o peso estagnou. 1 semana me sentindo magro e depois comecei a recuperar o peso. Daí fiquei com mais massa muscular e menos gordura do que tinha antes.

        Você pode fazer o Paleo e tomar whey de suplemento que terá todas as proteínas que precisa para ficar gigante, sem os tóxicos e os geradores de gordura (trigo, grãos em geral).

        Terá disposição absurda na academia. Nunca imaginei que teria tanta energia.

        O maior beneficiado até hoje foi meu treino de coxa. Antes passava muito mal com qualquer carguinha… tinha que comer muito açúcar… treinos que envolvessem muitas repetições então nem se fala (pré-exaustão, dropset etc). Hoje executo tudo sem tontear. O limite é o cansaço do músculo.

        Olha, se não fosse tão bom, nem perderia meu tempo aqui te falando isso. Mas, é como sempre falo: não sou médico nem nutricionista (sou engenheiro rsrsrs) então meu caro, cada um sabe de si. Pesquise.

        Abraços.

          • Oi Yuri! Comecei um processo de ganho de massa muscular com a dieta tipica, carbo complexos ao longo dia, simples pos treino blablala Mas to me sentindo empanturrada, mal, enjoada, refluxo, por culpa de tanta comida… ai comecei a pesquisar sobre a paleo e achei uma otima ideia. Como fica a divisao de macro nutrientes quando o intuito é hipertrofia?

          • Carol, não tem divisao nem preocupação com macronutrientes. Coma comida de verdade e seu corpo se regula só. Tem fias que como mais carne, outros mais carbos que o normal….vou seguindo a vontade do corpo. Porém atenção: nunca coma trigo, pois ele desregula tudo. O Gluten detona o mecanismo natural de regulação.

          • olá. o que vc pensa da creatina? só uso creatina e albumina, whey não. terei benefícios?

  6. o que o site fala inúmeras vezes e eu acho que é muito verdade não se muda uma dieta do dia pra noite, a chance de vc fracassar é grande, a cada dia que passa eu tento dar um pequeno passo na melhora da minha dieta e de domingo eu deixo um pouco ela pra lá, mas mesmo assim hj tem alimentos que nem de domingo eu como e outros raramente.

  7. A matéria falha ao tentar demonstrar uma pretensa incompatibilidade entre a dieta páleo e o fisiculturismo. A maioria dos leitores é composta por fisiculturistas recreacionais, sem pretensões competitivas. Para eles, a dieta páleo funciona, e muito bem. E mesmo para os atletas profissionais, há forma de unir os princípios páleo dos princípios da nutrição esportiva. A nutrição páleo não precisa ser necessarimente baixa em carboidratos.

    • Também me pareceu… Bom, estou na alimentação Paleo a pouco mais de 2 semanas e já estou notando bons progressos: perca e peso 2 kilos, aumento do bicep em 1 cm, fome perfeitamente controlada, 2 a 3 refeições por dia e até faço o jejum intermitente 2x semana x24 horas, e hoje mesmo estou sentindo a tal energia infinita, foi o dia todo, e mesmo depois do treino, aumento da libido etc e tal… tudo de bom.

  8. Sem noção. Quem escreveu esse artigo não sabe o que é dieta paleolítica. Dieta paleolítica e dieta low-carb (ou LCHF) não são a mesma coisa. A ideia da dieta páleo é comer carnes, ovos. gorduras naturais, laticínios naturais (mas não o leite) como base. Mas carboidratos não são restritos. Mandioca, batata, feijões (desde que seja fogado) podem ser consumidos dependendo do seu objetivo. É claro que se você está querendo perder gordura visceral ou já tem diabetes/síndrome metabólica você deve pegar leve nos carboidratos e comer só os de baixo índice glicêmico. Repetindo batatas não são proibidas na dieta, ao contrário do que é falado no artigo.

    Na verdade nada é proibido, o conceito é aplicar a dieta em 80% do tempo e no resto coma o que você quiser.

    A aveia e os feijões não são alimentos tão bons quanto parecem, apesar de não causarem diabetes ou serem causa das pessoas engordarem eles têm várias toxinas que não são boas para os seres humanos. No caso da aveia é o glúten, e este causa aumento de permeabilidade intestinal, alimenta uma flora intestinal ruim e causa diversas reações alérgicas em todos os seres humanos, mesmo os que não são celíacos. Os feijões são do grupo de alimentos das leguminosas e estes possuem vários problemas embutidos mas deixá-los na água por um dia antes de cozinhar elimina a maioria deles. Por isso sua avó fazia isso.

    A propósito batatas inglesa e arroz não lhe fazem sentir mais saciado por serem carboidratos de índice glicêmico altíssimo e quase não liberam leptina, que é o hormônio da saciedade. Se alguém fizer uma refeição que consiste somente de arroz ou batatas após uma hora ela já está com fome novamente. Por outro lado gorduras e proteínas o fazem muito bem, após uma refeição ricas nelas você se sentirá saciado por um período de várias horas.

  9. Sérgio Cattani Responda

    Olá galera, estou seguindo a dieta paleo a 2 semanas, mas eu queria fazer um bulking com ela é só aumentar os carbo(frutas e leguminosas) e a carne?

    • Isso. Mas para comer mais vai ter que comer sem fome ou comer carbos para estimular a fome, pois a saciedade é muito grande

  10. Xiitismo? Cada um enxerga de uma forma e faz como se sente bem. Sou adepto da paleo como estilo de vida e não uma dieta modinha. Como chocolate se eu quiser feijão se eu quiser macarrão se eu quiser. Quem tem objetivo próprio e vontade própria faz o que quer e não fica sendo escravo de nada, o objetivo da paleo é se sentir bem e ter liberdade Sim. Sou triatleta me sinto muito melhor com a paleo, não subo em palco mostrar músculos mas temho objetivos pelos quais a paleo é muito mais essencial, assim como triatletas conseguem longas distâncias maratonistas um psicológico e resistência incrível lutadores técnicas e explosões únicas e halterofilistas músculos… Cada um com seu objetivo faça o que te faz bem sem rótulos, afinal de contas não somos propaganda e sim pessoas. Sem precisar dar chute na bunda de ninguém estamos ai. Saúde é o que interessa o resto não tem pressa.

  11. Acho válido sim para quem treina e busca um aumento de MM, desde que seja curto prazo e conhecer o próprio corpo, afinal, quando se conhece o próprio corpo, como ele reage as alimentos e dietas, qualquer, eu disse QUALQUER, teoria cai por terra.

  12. Dieta Paleolítica NÂO é sinônimo de baixo carboidrato. Ela pode ser de baixo carboidrato, e é comum que seja, mas não é obrigatório. E certos alimentos como as leguminosas (feijão, amendoim etc.) trazem sim malefícios à saúde por conta dos antinutrientes que estão presentes neles, como os fitatos. Portanto, se você quer fazer dieta paleo e quer consumir grande quantidades de carboidratos, então coma carboidratos como batas, por exemplo, que só são proibidas na dieta se você tem diabetes ou precisa perder muito peso. Grandes atletas como algumas estrelas da NBA fazem a dieta paleo para ter melhor rendimento e melhor recuperação pós treino. São caras grandes, fortes e cujo desempenho atlético gera milhões de lucro para eles e os times, de forma que eles não estariam fazendo a dieta se ela não funcionasse para esportistas profissionais. Portanto, só o que eu tenho a dizer, é que o cara que escreveu o post não entendeu bem como funciona a dieta paleo.

  13. Thiago Bonna dos Santos Responda

    Dieta paleo não é obrigatório ser low carb. Se vc se entupir de batata doce com frango ou ovos ficara enorme e ainda estará na paleo.

Escreva um comentário