Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Montei Minha Ração Humana Caseira


Monstroboy

Posts Recomendados

Bem pessoal,

Após algumas pesquisas pela internet, cheguei à uma combinação otimizada de ingredientes paa montar uma "ração humana".

Aqui no RJ, onde moro, existem várias lojas de produtos naturais, especializadas em venda de grãos à granel e demais ervas medicinais.

Como exemplo, cito uma loja chamada saara ou a casa pedro ou várias lojinhas no mercadão de madureira que têm essa especialidade.

Fui até a loja, tinha a ração pronta, enlatada, no estilo sustagen, mas não gostei e preferi mesmo montar a minha com muitos ingredientes a mais.

Dessa forma, virou mesmo uma ração!

INGREDIENTES:

500g Fibra de trigo

500g leite de soja

500g farelo de aveia

250g gérmen de trigo

250g quinua

150g guaraná em pó

100g Cacau em pó

100g amêndoas

100g castanhas

100g farinha de linhaça

100g semente de gergelim integral

50g levedo de cerveja

50g gelatina em pó (ou Agar-agar) ou colágeno

Para misturar essa quantidade de "farelos" encontrei alguma dificuldade. O importante é misturar bem, de forma que ao separar a medida que será consumida, vc consiga uma boa mistura com a concentração necessária de cada componente desse farelaço.

Outro macete para quem está fazendo a mistura em casa é passar os farelos no liquidificador mesmo que sejam apenas farelos, só não precisa passar, por exemplo o levedo de cerveja, o leite de soja, o colágeno e talz... tudo que já vier em pó mesmo, não precisa passar na máquina.

O resto é bom dar uma boa retriturada, para ficar melhor misturado e para descer melhor mesmo, se vc quiser colocar a parada no shake e talz.

Essa quantidade encheu um pote de 5 whey protein que eu tinha jogado aqui... ou seja dá bastante coisa!

Gastei menos de R$50,00 por uma coisa boa, que ajuda na dieta, que regulariza o trato gastrointestinal e dá uma boa forrada para um pré treino, por exemplo... e, de alguma forma, suplementa, dá disposição... essas coisas...

estou tomando um scoop com iogurte quando acordo, antes do treino e antes de dormir... De resto é só a suplementação normal

Onde devo conservar a ração humana e qual é a validade?

Acondicionar a ração em potes secos e limpos, em lugar seco, evitar contato com a luz solar direta e outros cuidados inerentes a alimentos.

Pode-se ter um pote menor para o manuseio diário, evitando assim abrir o pote maior todos os dias.

Você pode ingerir a ração até 90 dias, respeitando o prazo de validade de cada ingrediente.

Quando for comprar os ingredientes, procure pelos mais frescos possíveis e pergunte o prazo de validade dos mesmos que estão expostos à venda.

NOVO INGREDIENTE ADICIONADO: Cacau em pó

grande abraço,

Monstroboy

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Publicidade

  • Respostas 59
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Oloco Gostei Adicionou bons ingredientes aqui em Brasilia não achei nenhum lugar para comprar creio que vou fazer o que vcê fez

Brother,

Pode fazer que vc não se arrependerá!

O sabor fica tranquilo, não é amargo, e não tem gosto de nada na verdade... pode misturar com qqr coisa.

O macete mesmo é tentar triturar a mistura ao máximo para não interferir na textura da refeição que vc estiver adicionando a ração.

Só fica ruim se vc misturar apenas com água e mandar pra dentro... aí o levedo de cerveja e o guaraná ficam pronunciados e a parada acaba amargando um pouco.

Estou esperando o post de aval das meninas do fórum...

Meninas, podem fazer essa ração sem medo!

Não engorda, ajuda a desintoxicar, tira a ansiedade por doces e talz (aquela febre de chocolate que vcs costumam sofrer) e, para algumas que não estejam em fase de bulking, pode ser usado como substituto de refeições (das 6 refeições diárias, pode substituir até duas), sem que entre em estado catabólico.

Ajuda no cutting e serve como uma esponja, na hora das grandes refeições, para "chupar" e "flocar" com uma possível gordura que foi ingerida, não deixando que seja totalmente metabolizada.

Essa mistura é cheia de Omega 3, gordura boa, que ajuda a queimar gorduras. Além de ser uma ótima fonte de fibras e proteínas de origem vegetal, não saturadas e de muitas vitaminas.

bem, stou com sono e com o raciocínio meio lento... se ficar escrevendo muito posso incorrer em erros ou ser muito repetitivo.

qualquer dúvida, podem postar

abraço,

Monstroboy

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

ahUHAuHAUAU

Monstroboy,

Estava pensando em trocar essa Farinha de Linhaça pela Linhaça Dourada

e Colocar uma Castanha do pará Ai

Ou então fazer do jeito que ta ai e mandar pra dentro hauHAuHUA

Sobre a Linhaça:

Ambas as farinhas são tostadas e possuem aproximadamente a mesma composição. A linhaça dourada é mais adaptada ao clima frio enquanto a linhaça escura se desenvolve em climas mais quentes. Isso explica a diferença de preço entre elas. No Brasil, a cultura convencional é da linhaça marrom, pela adaptação do clima, solo e às técnicas de manuseio. A linhaça dourada, apesar de já estar sendo cultivada no Brasil, ela tem origem no hemisfério norte.

A única diferença entre elas está no sabor, o sabor da dourada é mais suave do que o da marrom. Desta forma, você poderá escolher qualquer uma das duas, ficará a critério de seu bolso e gosto.

“Lenda” das sementes marrons

Em abundância no Brasil, as sementes de cor marrom já foram acusadas de maior toxicidade e menor funcionalidade nutricional. Isso ocorre talvez por serem menos estudadas que as douradas, variedade que é consumida e pesquisada há mais tempo pelos maiores produtores mundiais do hemisfério norte.

Então, é importante acabar com essa “lenda”: a linhaça marrom e dourada são praticamente idênticas nas suas propriedades nutricionais e terapêuticas, com discreta vantagem para a variedade marrom quanto ao teor de ômega-3.

As diferenças entre ambas são mínimas e geralmente são resultantes de diferentes condições de cultivo. A cor da casca da semente é determinada somente pela quantidade de pigmentação que ela contém, e que pode ser modificada através de práticas normais de cultivo.

fonte: http://perdendopeso.com/qual-a-diferenca-e...urada-e-escura/

sobre a castanha do pará, eu só não coloquei ela pq na loja, a que tinha pra vender parecia uma pedra... fiquei com medo que quebrar o copo do liquidificador quando fosse moer a parada. aí comprei castanha mesmo. Mas com castanha do pará ficará ótimo também... só é um pouco mais gordurosa, mas o sabor agrada bastante!

Uma castanha do pará (rebatizada recentemente como castanha-do-brasil) por dia garante a quantidade mínima de selênio necessária ao nosso organismo, recarregando este mineral que combate o envelhecimento celular e garante uma vida longa e saudável. Para se ter uma idéia, a mesma quantidade de selênio encontrada em 5g de castanha-do-pará (uma unidade) é encontrada em 3 filés de frango (100g cada), 16 pães franceses (50g cada), 26 camarões (20g cada), 2 latas de sardinha em conserva (130g cada), 10 ostras (33 gramas cada) ou 100 copos de leite (200ml por copo). O selênio é fundamental para acionar as enzimas que combatem os radicais livres. Além de manter mais ativo nosso sistema imunológico, também acaba por proteger as células do sistema nervoso das doenças neurodegenerativas como Parkinson e Alzheimer. Como se já não fosse o bastante, o selênio também ajuda a tireóide na síntese de seus hormônios e também está associado à capacidade do organismo de eliminar metais pesados. O excesso deve ser evitado. A médio e longo prazo, a ingestão diária de mais de 2 a 4 castanhas-do-brasil pode levar à dores de cabeça, unhas fracas e queda de cabelo.

fonte: http://reinehr.org/bem-estar/curtas-da-sau...onga-e-saudavel

manda ver!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Fiquei impressionado com a parte das comparações da Castanha do pará Incrivel...

Sobre a Linhaça realmente pesquisei mais e li a informação que vcê postou a diferença e minima desculpa por ter falado sem ter certeza sobre o assunto

A Marrom é melhor em termo de preço

Grato,

Vault

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Parei de consumir castanha-do-pará devido ao preço. Além do mais, a quantidade de selênio varia mtu dependendo de onde a

castanha é plantada, solo e etc. Ou seja, não necessariamente a quantidade de selênio presente em uma castanha cultivada no

norte/centro-oeste será a mesma do que uma cultivada na região sul, por exemplo. Pra eu parar de me preocupar com isso e ficar

menos irritado, cortei a castanha-do-pará da dieta e juntei mais um pouco pra começar a suplementar com Vitamina B e C. Quando

eu for independente financeiramente eu volto com o consumo das castanhas.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Reuni algumas informações sobre os componentes. Não posso dar os créditos pois não lembro onde recolhi essas informações.

Tem alguma coisa do fórum também.

bem, seguindo...

DOSE DIÁRIA

Duas colheres de sopa da ração por dia.

Sugerido no café da manhã, no leite, sucos, com frutas batidas, no iogurte, c/banana amassada, no mingau, etc.

Também é boa a ingestão de um copo de água em jejum diariamente.

No pré trino é uma boa também.

Se for irresistível ir à um churrasco de fim de semana, exatamente aquele churrascão, amigos e talz... mande uma ração antes. Ajudará a absorver a gordura ingerida na orgia gastronômica do churrasco.

informações:

Fibra de Trigo: As fibras ajudam a baixar os níveis de colesterol e estabilizam níveis de açúcar no sangue..Ajudam a prevenir o câncer de cólon, constipação, hemorróidas, obesidade entre outros

Leite de Soja: A soja é capaz de reduzir o colesterol, regular a formação dos ossos.Rica em proteína e em sais minerais, é de fácil digestão, regulariza pressão, e fortalece todo o sistema imunológico do organismo. Rica em hormônios e aumenta os níveis de estrogênio nas mulheres na menopausa. Possuem atividade anticancerígenas e antivirais. (já vem em pó... muito bom por sinal).

Farelo de Aveia: Contêm uma espécie de goma que envolve as moléculas gordurosas dificultando sua absorção pelo organismo, assim o seu poder anticolesterol é capaz de reduzir a gordura circulante no sangue.

Germem de Trigo: Contêm vitaminas do grupo A, B, D, K e principalmente E, que regenera os tecidos, combate a menstruação irregular, dificuldade de crescimento e desenvolvimento, fraqueza muscular e infecções, combate também doenças dos tipos reumáticas, como a ciática, torcicolo, traumatismo muscular e nervoso, doenças cardíacas e circulatórias.

Quinua: Qualificada pela Academia de Ciências dos EUA como o melhor alimento de origem vegetal p/ consumo humano.Cada grão contém 20 tipos de aminoácidos, entre eles a metionina e a lisina, responsáveis pela formação da proteína completa. Seu valor nutritivo só é comparável ao leite materno. (são bolinhas. a aparência é de bolinhas... bata tudo no liquidificador para fazer um pó)

Açúcar Mascavo (eu não adicionei esse na receita, mas quem quer fazer da ração um hipercalórico, poderia considerar a adição desse ingrediente): É o açúcar da cana integral, não passa pelos processos de refino e industrialização. Rico em cálcio, ferro, potássio, e diversas vitaminas que não são encontradas no açúcar refinado. Não é aconselhável para diabéticos.

Linhaça: É rica em proteínas e ferro, protege contra tumores de mama, ovário e próstata. Associado com a proteína da soja, aumenta a atividade do sistema imunológico. Rica em ômega 3, tem efeito anti-espamódico, analgésico, antiinflamatório do aparelho gastro-intestinal. Como discutido neste tópico, não faz muita diferença se a linhaça é marrom ou dourada. só a diferença de preço mesmo...

Levedo de Cerveja: Suplemento alimentar muito rico, pois nele se encontram cerca de 17 vitaminas, 16 aminoácidos e 18 minerais. É a maior fonte natural de vitaminas do complexo B. ajuda a regularizar as funções intestinais, ajudam o fígado no trabalho de desintoxicação do organismo, protege a flora intestinal, anemias, fadiga, reumatismo, artrite, gota, neurites, furunculose, celulite, obesidade, arteriosclerose, nevralgias, resfriados. É tônico para os nervos, aumenta a resistência física, embeleza a pele, tem a ação antiinfecciosa e desintoxicante. O levedo de cerveja também é anticatabolico! por exemplo, conheço um endocrinologista que trabalha com sibutramina para emagrecer seus pacientes. O camarada receita cápulas de levedo de cerveja para ajudar a não perder muita massa magra com a baixa ingestão de alimentos que a sibutramina proporciona (aumento da satisfação e queda do apetite e da ansiedade)

Agar-Agar: É uma mucilagem extraída de várias espécies de algas marinhas vermelhas, que por assimilarem uma grande quantidade de minerais da água do mar, são ricas em fósforo, iodo e sais minerais. Utilizada para tratamento da obesidade e prisão de ventre, pois favorece para que haja a absorção correta dos nutrientes durante o trânsito intestinal. (pode-se utilizar, no lugar da agar agar, a spirulina, outra alga bastante protéica, mas acho que fica mais caro... não sei ao certo)

Gelatina Natural em Pó: Enrijece os tecidos, aumenta a elasticidade da pele, combate a flacidez e a celulite, previne rugas, fortifica unhas e combate a queda de cabelo. De origem animal, pode ser substituida pela agar-agar em dietas vegetarianas. (é o mesmo lance do colágeno)

Colágeno: Mesmo da gelatina natural, mas onde comprei meus ingredientes, havia o pó de colágeno para vender... fui direto nele. a gelatina natural é mais granulada. O colágeno é um pó mesmo.

Guaraná: Previne a arteriosclerose, favorece a intelectualidade. Eficaz no esgotamento físico e mental. Contra indicado nos casos de insônia e hipertensão. O guaraná entra bem pela manhã e no pré treino, agindo como energético e termogênico. Disposição extra para o treino!

Semente de Gergelim Integral: É um alimento muito rico, tônico dos nervos, combate dores reumáticas, tumores, acido úrico, memória fraca, alergia, hemorróidas, gastrite, câncer, menopausa, úlcera, prisão de ventre, pressão alta e azia. Rico repositor de cálcio. (compre o gergelim com casca e bata tudo no liquidificador para virar um pó também)

(atualização) Cacau: A edição de fevereiro de 2007 do Journal of Agricultural and Food Chemistry traz notícias muito boas sobre as propriedades do cacau. O autor do trabalho demonstrou que uma substância presente no cacau, chamada n-cafeoildopamina, possui propriedades antiinflamatórias semelhantes às das drogas antiinflamatórias mais modernas. Essa substância confere ao cacau um poder inibitório sobre as Ciclooxigenases 1 e 2 (COX-1 e COX-2). Sabemos que os antiinflamatórios contemporâneos (caríssimos!), que possuem essa mesma propriedade, têm o inconveniente potencial de provocar doenças no coração. O mesmo não acontece com o cacau, uma vez que este possui uma série de outras substâncias com propriedades protetoras do coração, mais do que comprovadas em publicações científicas. fonte: http://www.enxaqueca.com.br/blog/?p=32

O cacau e o chocolate são utilizados nas convalescenças como alimentos energéticos. Em farmácias utilizam-se como corretivos de odores e do sabor em certas fórmulas de medicamentos. Suas propriedades farmacológicas e terapêuticas têm relação com as quantidades respectivas de teobromina e de cafeína. A ação vasodilatadora da teobromina (alcalóide cristalino) sobre os vasos coronários e renais justifica o emprego como diurético e preventivo. Sua indicação, portanto é de competência médica. A teobromina tem um alto poder diurético. Sua polpa é utilizada fabricar doces e as sementes para produzir o vinho de cacau e outras bebidas. Tônico e adoçante, o cacau estimula as funções do aparelho urinário e combate às nefrites, as bronquites e certas doenças do coração. fonte: http://www.bemdesaude.com/content/cacau_energetico.html

Castanhas: já exposto no tópico

Farinha de Linhaça: já exposto no tópico

Amêndoas: Amêndoas, castanhas e nozes: fonte de saúde

Se as amêndoas, castanhas e nozes passam longe do seu cardápio por conta das calorias, você não sabe o que está perdendo. Essas delícias fazem parte do seleto grupo das frutas oleaginosas, que, além de carregarem muitos nutrientes, podem ser excelentes parceiras na hora de emagrecer.

Estudos indicam que, quando aliadas a uma dieta, essas castanhas auxiliam na perda de peso, pois são ricas em gorduras monoinsaturadas, responsáveis por manter o nível de açúcar no sangue estável e ativar o metabolismo da queima de gorduras.

E não é só isso. A família das castanhas é muito rica em nutrientes. Na lista de seus componentes benéficos

entram fibras, proteína, cálcio, ferro, potássio, zinco, selênio, vitamina E, ácido fólico, entre outros.

A castanha-do-pará, por exemplo, já ficou famosa por seu alto teor de selênio, mineral que atua no equilíbrio da tiróide (evitando oscilações de peso), previne tumores, fortalece o sistema imunológico e protege contra a ação dos radicais livres. “Uma castanha-do-pará por dia supre todas as necessidades de selênio do organismo”, garante Vanessa Coutinho, coordenadora da pós-graduação em nutrição esportiva e clínica da Universidade Gama Filho, no Rio de Janeiro (RJ).

Já amendoim, amêndoa e pistache são boas fontes de proteína e não devem faltar na alimentação de quem não come carne. O zinco, presente especialmente na castanha-do-pará e de caju, tem papel fundamental na produção de glóbulos brancos; magnésio, encontrado na maioria dessas castanhas, ajuda a controlar a pressão e a reduzir sintomas da tensão pré-menstrual; sem falar no potássio, que dá uma mãozinha ao desenvolvimento dos músculos.

As gorduras monoinsaturadas presentes nesses alimentos também são uma vantagem e tanto. Elas reduzem o nível de colesterol ruim e aumentam o HDL, o colesterol do bem, responsável por limpar as artérias. Por isso, elas são armas poderosas para afastar as doenças cardíacas.

Mas não se esqueça de que, mesmo sendo do bem, essas gorduras carregam muitas calorias. Um pacotinho de 100 gramas de amendoim ou castanha de caju, por exemplo, vale o mesmo que um Big Mac. Nem é preciso dizer que, consumidas em exagero, acabam como estoque de gordura. Por isso, o recomendado é comer as castanhas no lugar de outro alimento, não apenas adicioná-las à dieta.

Para quem quer usufruir dos benefícios das oleaginosas e ainda perder peso, a amêndoa é mesmo a melhor opção. Além de ser rica em nutrientes, 12 unidades têm menos de 100 calorias. O ideal é consumir essa porção ao longo do dia (quatro unidades no lanche da manhã, quatro no lanche da tarde e quatro antes de dormir, por exemplo).

Já a macadâmia é a menos indicada: uma dúzia tem 200 calorias. E cuidado com o amendoim: mal armazenado, pode conter uma toxina cancerígena. Qualquer que seja a sua escolha, o melhor é consumir as oleaginosas cruas.

Se não gostar, uma boa alternativa é torrá-las em casa, pois o calor do forno não é suficiente para tirar os benefícios dos nutrientes nelas contidos. Para preservá-las, conserve em lugar seco e afastadas da luz. Se forem industrializadas, confira no rótulo se contêm gordura vegetal hidrogenada e evite os grãos muito salgados, que favorecem a retenção de líquidos.

Fonte: Revista Boa Forma (Ed. 198)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    • Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×
×
  • Criar Novo...