Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Clique aqui
Эрик Дарос

É melhor treinar em circuito ou um de cada vez?

Avalie este tópico:

Posts Recomendados

Conteúdo continua após a publicidade.

Depende do seu objetivo.


Se é só estético, pode fazer um exercício de cada vez.

 

Agora, se você pratica algum esporte como - alguma luta, onde você tem que sobreviver round de X minutos - treinamento em circuito é melhor.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O TREINAMENTO EM CIRCUITO E A HIPERTROFIA MUSCULAR

Ao falarmos de hipertrofia muscular, devemos entender que entre os sistemas de treinamentos menos indicados, estão os treinamentos em circuitos, principalmente se envolverem exercícios aeróbios e/ou grandes ciclos. Isso porque, a hipertrofia requer mecanismos anaeróbios de trabalho, a fim de recrutar, em especial as fibras brancas no corpo e gerar a hipertrofia miofibrilar. Isso se deve ao fato de que a hipertrofia sarcoplasmática, ou seja, o aumento do músculo em conteúdo sarcoplasmático e retenção de líquidos no interstício, costuma não perdurar pouco tempo após a parada da realização de exercícios, demonstrando ser um ganho aparentemente ineficaz. Além disso, os mecanismos de PCr são altamente requeridos e, necessários de serem recuperados nas séries dos exercícios, o que torna-se impossível caso estejam sendo realizados grandes ciclos e/ou atividades aeróbias.

Os treinamentos em circuito ainda, costumam causar a depleção de glicogênio muito rapidamente, o que pode influenciar negativamente quando formos realizar o trabalho com pesos, que requer boas quantidades de glicogênio na musculatura. É justamente por isso que não recomenda-se a realização de exercícios aeróbios antes do treinamento de musculação.

Treinar em circuitos quando se quer o máximo de hipertrofia muscular é lutar contra a maré. Os mecanismos normalmente recrutados para a realização de um bom treinamento anaeróbio são justamente os inversos dos requeridos para treinamentos com maior duração, bem como circuitos, que normalmente associam grandes capacidades cardiovasculares.

Apesar do treinamento em circuito não ser o ideal para a máxima hipertrofia muscular, algumas de suas aplicações podem ser um tanto convenientes: A primeira delas é quando o atleta está em fase de competição visando a depleção de glicogênio muscular, dias antes do campeonato, para posterior supercompensação. Neste caso, o atleta se beneficiará de séries combinadas, o que também auxiliará a poupar tempo na academia e/ou otimizar o treinamento. Da mesma forma, mesmo em fase de construção bruta de massa muscular, o indivíduo pode obter vantagens com técnicas em circuitos, incluindo bi-sets, tri-sets e, não mais do que isso. Normalmente, realizar algum tipo de descanso ativo ou trabalhar músculos antagônicos pode ser uma boa saída para a utilização desse sistema. Entretanto, se elevarmos demais o volume do treino com isso, novamente teremos efeitos inversos aos desejados.

 

Resumindo, dependendo do volume do circuito, é mais vantajoso um músculo de vez.Existem muitas variáveis, entre elas o uso ou não de anabolizantes, se você está em bulk ou cut, o seu %bf, seu objetivvo,etc....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×
×
  • Criar Novo...