Clique aqui

Entre para seguir isso  
victor brentegani

Oleo De Coco No Pos Treino

2 posts neste tópico

Devido a tanto email que a musclepan tem recebido com a mesma pergunta, resolvemos escrever esse artigo, a pergunta era “ por que não vendemos maltodextrina importada”

A resposta rápida é: Porque não existe maltodextrina, a não ser dextrose, e vamos explicar porque também não vendemos.

De facto esse assunto já foi abordado varias vezes por muitas pessoas e ainda gera uma certa incerteza sobre o uso de “MALTODEXTRINA/DEXTROSE” no pós treino, depois das recentes descoberta com MCT(triglicérides de cadeia média) na verdade esse assunto já é batido em paises como Estados Unidos e Europa, mais pela cultura fitness do brasil em agregar valores que já vem “dando certo” ou simplesmente por que todo mundo usa, faz com que a maioria NUNCA experimente um novo conceito em suplementação.

Talvez seja por isso que nos Estados Unidos Maltodextrina “não existe” e Dexstroxe é apenas usada para atletas de endurance “Ciclistas, Nadadores, Tri-atletas” como na europa, que alias os carboidratos de indicie glicemico alto é apenas usado para dá energia direcionada em competições, e não como um repositor energetico pós treino, pessoas que buscam hipertrofia, o que alias tem muita diferença.

Antes de começar o artigo, queríamos deixar claro que além de bases em teste que fizemos, coletamos relatos de pessoas que fazem uso do que mostraremos logo a baixo.

O que existe hoje em termo de shake pós treino é o básico:

Maltodextrina + Whey Protein, temos pessoas que substituem a maltodextrina por açúcar mascavo e outras fontes de carboidrato de alto índice glicêmico.

O problema desses carboidratos é que a insulina aumenta, fazendo o nosso GH IGF´s baixar, ou seja quando a insulina aumenta esses hormônios baixam.

Muitos vão dizer: “ Pere ai? A insulina não é o hormônio mais anabólico que existe? Sim de certa parte é, mais se a gente for olhar por um outro lado, afinal podemos aumentar a insulina de outra forma, como outra pessoas podem falar que podemos aumentar o GH no sono ou com suplemento, sabendo disso é facil perceber por que trocar esses carbos que só fazem sua barriga crescer.

O problema em si não é ser anabólico, é que, tudo que você toma em suplemento poderia ser aproveitado de melhor forma, já que no fundo a insulina atrapalha de outra forma esse processo.

É como você tomar uma whey hydrolisada e uma normal, com a mistura da maltodextrina a sua hydrolisada que pagou caro, acaba se torrando uma “whey normal”.

Ok, foi um exagero, mais de facto a sua ação anabólica acaba sendo prejudicada por esses carboidratos, e você tem um whey protein cheio de EAAs, CAAs, NAAs com aminograma altamente anabólico, e ver tudo isso sendo perdido por causa de uma malodextrina?

Já notaram que sempre depois do treino a fome aumenta de forma insuportável? Isso acontece principalmente com as pessoas que são novas na academia, e acredite não é apenas por que você faz exercicios, mais por que a insulina estimula o apetite, aquele maltodextrina que você manda no pós treino é um dos responsaveis pela fome insasiavel que as vezes é uma das responsáveis pela barriguinha.

O lado do maltodextrin é que temos um pico de insulina bem alto que conseqüentemente o seu corpo não consegue manter se não você morreria de hiperglicemia, então para onde vai o carboidrato? Vai para? A sua barriguinha, para o tecido adiposo que se transforma em células de gordura, e acredite essa gordura é a pior para tirar!

Hoje em dia as melhores whey protein vem com um aminograma digno de respeito, sabemos que na maioria do seu blender temos algumas substancias capasses de aumentar sua insulina sem ser via carboidrato, como a vitamina D e E e outros antioxidantes .

Até por que, normalmente a sua alimentação pós treino você mandará mais carboidratos, e para quem quer baixar seu BF fica um pouco mais difícil.

Mais e agora?! O que podemos fazer para substituir o carboidrato no shake pós treino?

A muito tempo os norte americanos fazem o uso de óleos de absorção rápida para repor sua energia gasta em seu pós treino, na verdade os culturistas fazem isso. Utilizando óleos Triglicirídeos de cadeia media como o óleo virgem orgânico de coco, essa gordura é absorvida de forma rápida, repondo o glicogênio no músculo, e pelo fato de ser de cadeia media e não complexa, é absorvida de forma ultra rápida e oxidada pelo corpo transformando em energia sem pico de insulina e sem barriguinha,

Mais o MCT não se resume nisso, temos diversas vantagens no seu uso além de repor sua energia de forma rápida, deixando seus músculos clean para receber 100% do que sua proteína pode lhe oferecer

A composição do MCT é 90% de gordura saturada, COMO ASSIM?! Calma..

também tem alguns ácidos graxos instaurados, como os ácidos graxos monoinsaturados e poliinsaturados ácidos graxos.

Os ácidos gordos saturados: A maioria deles são Triglicéridos de Cadeia Média,então não precisa se preocupar, Ácido láurico é o principal colaborador, com mais de quarenta por cento da quota, seguido pelo ácido cáprico, ácido caprílico, ácido mirístico e palmítico.

Além de sua função na qual ainda não entramos em detalhes temos outros benefícios do MCT:

Cuidados com os cabelos:

óleo de coco é uma ótima alimentação natural para os cabelos.

Cuida do Stress:

óleo de coco é muito reconfortante e, portanto, auxilia na eliminação do estresse.

Cuidados com a pele:

O óleo de coco é excelente óleo de massagem para a pele também. Ele age como um hidratante eficaz em todos os tipos de peles, incluindo a pele seca .

Envelhecimento prematuro:

O óleo de coco ajuda na prevenção de envelhecimento precoce e doenças degenerativas, devido a suas propriedades antioxidantes.

Doenças do Coração:

Há um equívoco que se espalhou entre muitas pessoas de que o óleo de coco não é bom para o coração. Isso porque ele contém uma grande quantidade de gorduras saturadas. No entanto, o óleo de coco é benéfico para o coração. Ele contém cerca de 50% de ácido láurico, que ajuda na prevenção de problemas cardíacos, incluindo diversos níveis elevados de colesterol e pressão arterial elevada. As gorduras saturadas presentes no óleo de coco não são prejudiciais, como acontece no caso de outros óleos vegetais.

Ele não eleva a aumento nos níveis de LDL. Também reduz a incidência de lesões nas artérias e, portanto, auxilia na prevenção da aterosclerose.

Perda de peso:

Essa é a razão de fato para a gente substituir a maltodextrina pelo óleo de coco pois o óleo de coco é muito útil na redução de peso .Ele contém ácidos graxos de cadeia curta e média que ajudam a tirar o excesso de peso. Também é de fácil digestão e ajuda no funcionamento saudável dos sistemas de tireóide e enzimas. Além disso, aumenta o metabolismo do corpo, eliminando o estresse no pâncreas, o que queima mais energia e ajudar pessoas obesas e com sobre-peso reduzir seu peso. Assim, as pessoas que vivem em áreas costeiras tropicais, que comem o óleo de coco diariamente como óleo de cozinha principal, normalmente não são gordos, obesos ou com sobre-peso.

Pancreatite:

óleo de coco também é acreditado para ser útil no tratamento de pancreatite.

Digestão:

O uso interno do óleo de coco ocorre principalmente como óleo de cozinha. O óleo de coco ajuda na melhoria do sistema digestivo e, assim, evita vários problemas de estômago e problemas digestivos relacionados, incluindo a síndrome do intestino irritável. As gorduras saturadas presentes no óleo de coco têm propriedades anti-microbianas e ajudar a lidar com vários tipos de bactérias, fungos, parasitas, etc, que causam indigestão. O óleo de coco também ajuda na absorção de outros nutrientes como vitaminas, minerais e aminoácidos.

Imunidade:

O óleo de coco também é bom para o sistema imunológico. Ela fortalece o sistema imunológico, pois contém lipídios antimicrobiana, ácido láurico, ácido

cáprico e ácido caprílico, que possuem propriedades antifúngicas, antibacterianas e antivirais. O corpo humano converte em ácido láurico monolaurin que é reivindicada para ajudar a lidar com vírus e bactérias que causam doenças como herpes, gripe, citomegalovírus, e até mesmo HIV.

Fígado: A presença de triglicérides de cadeia média e ácidos graxos, auxilia na prevenção de doenças hepáticas em que substâncias são facilmente convertidos em energia quando atingem o fígado, reduzindo assim a carga de trabalho do fígado e também impedir a acumulação de gordura, excelente para quem faz o uso de anabolizantes ou qualquer droga 17aa.

Diabetes:

O óleo de coco ajuda no controle de açúcar no sangue e aumenta a secreção de insulina. Também ajuda na utilização eficaz de glicose no sangue, prevenindo e tratando o diabetes .

Rim:

O óleo de coco ajuda na prevenção do rim e da vesícula biliar. Também ajuda na dissolução de cálculos renais, excelente para quem faz o uso exagerado de creatina ou anabolizantes.

HIV e Câncer: Acredita-se que o óleo de coco tem um papel fundamental na redução da susceptibilidade viral de HIV e câncer de pacientes.

Esses são alguns dos benefícios estudados cientificamente e testados pelo poder do óleo de coco.

Mais importante é saber que não é qualquer óleo de coco, o processo para que isso seja possivel, virar um Triglicirídeo de cadeia media, o seu processo produção tem que ser de qualidade, isso influencia não só na qualidade como em outras coisas incluindo o sabor.

Por isso é bom fazer o uso de suplementos de empresas confiáveis, esse papel nós da musclepan.com fizemos para você e todos os produtos de MCT vendidos em nosso site são além de tudo 100% orgânico.

Como substituir a Maltodextrina pelo MCT?

A dose efetiva é de 9g a 14g no seu pós treino, se você quiser pode potencializar os resultados com ribose, antes do seu treino como complemento para estimular a imediata produção de ATP pelas células musculares, permitindo aos músculos continuarem a trabalhar de forma otimizada, e no pós treino MCT de 9g a 14g.

Será que vale a pena mesmo trocar o carboidrato de alto Ig pelo MCT?

Pense bem.. temos uma fonte que além de todos os beneficio que viram acima, tem como principal objetivo aumentar sua testosterona e o hormônio do crescimento, fazendo em 1 mês baixar o seu Bf, afinal seu corpo estaria acostumado a produzir picos de insulina todos os dias com seu malto/dextrose.

Resumindo:

Se você procura um corpo com qualidade, onde só o GH, IGF´s podem lhe proporcionar condições de estrutura corporal “perfeitas” o nome do seu pós treino se chama MCT, logicamente que com sua dieta noturna.

Afinal suplementos não fazem milagres, porem ajudam muito! E com quase 50% de carboidratos cortados a noite “ para quem treina a noite” os resultados são simplesmente satisfatórios, reduza o seu BF em 1 mês fazendo o uso, acredite isso já foi testado!

A ciência evolui, conseqüentemente o mundo da suplementação também, deixe o seu ceticismo de lado, experimente novos horizontes, sejamos humildes em aceitar que nossos dogmas nem sempre estão corretos.

achei o artigo interessante galera se ja tiver no forum eu peço desculpas

abraçao e feliz ano novo aiii

  • Gostei 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ja foi/está sendo discutido aqui:

Agradeco a contribuicao mesmo assim, fechado pra evitar discussoes paralelas :)

Abracos

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
Entre para seguir isso  

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.