Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Clique aqui
Entre para seguir isso  
igorthai1

Ligandrol + Ostarine

Avalie este tópico:

Posts Recomendados

Fala galera, blza!?

ALTURA: 197 cm

PESO: 97 KG

BF: 18%

OBJETIVO: Recomposição corporal e aumento de massa magra

 

Suplementação:

 

Whey

BCAA

ZMA

CREATINA

 

CICLO:

 

Ligandrol LGD-4033

Ostarine MK-2866

 

Estrutura:

 

Ligandrol: 1-8 10mg/dia

Ostarine: 1-8 10mg/dia

Anastrozol: 4-12 DSDN 5mg/dia (apenas precaução)

 

TPC:

 

Silimarina: 1-12

Tribulus: 8-12

 

Alimentação:

 

Cerca de 200g de proteína/dia

Cerca de 300g de carbo

Cerca de 70g lipídio

 

Começarei na segunda-feira.

Irei postando os relatos.

 

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Conteúdo continua após a publicidade.

Gostei muito do Ostarine, apesar que Aes bem mais eficiente .

não tem tanto colateral, quase nenhum na realidade, mas bate o heixo, poderia mandar invés de tribulos tamoxifeno .

 

1/7 20mg

2/7 40 mg 

 

anastro tem jogar mesmo da um gineco

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 minutos atrás, ALAN SARMS disse:

Gostei muito do Ostarine, apesar que Aes bem mais eficiente .

não tem tanto colateral, quase nenhum na realidade, mas bate o heixo, poderia mandar invés de tribulos tamoxifeno .

 

1/7 20mg

2/7 40 mg 

 

anastro tem jogar mesmo da um gineco

 

Minhas maiores dúvidas são em relação a TPC, acha que nessa estrutura (prazos e quantidades) está ok?
Em relação ao tamoxifeno, qual seria a diferença entre mandar ele e o tribulus?

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

5mg dsdn de anastrozol, você não tem noção do que está fazendo.

 

Vai zerar seu e2 em um piscar de olhos e depois vir aqui pedir ajuda porque tá sem ereção e etc

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 minuto atrás, Carllos Godyr disse:

5mg dsdn de anastrozol, você não tem noção do que está fazendo.

 

Vai zerar seu e2 em um piscar de olhos e depois vir aqui pedir ajuda porque tá sem ereção e etc

 

Alguma sugestão para prevenir a gineco?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 minutos atrás, igorthai1 disse:

 

Alguma sugestão para prevenir a gineco?

Só manda anastro se tiver algum sintoma, dividi esse comprimido se for usar, creio que não, mesmo Ligandrol como um dos mais anabolico, pode ser que aconteça se tiver pré disposição ostarine não causa gineco.

tribulus só ajuda e olhe lá libido.

tamoxifeno é efetivo .

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Agora, igorthai1 disse:

 

Alguma sugestão para prevenir a gineco?

 

Não usa nada é a maior prevenção que tu pode fazer.

 

Poderia usar ioimbina e clenbuterol, abaixar o BF e ganhar massa com um bom bulking.

 

Eu não sei o quanto esses produtos aí aumentam o e2, mas isso você vai ver com exame de e2 e aí tu vai tomar seu anastrozol.

 

Mas é coisa de 0.5mg a cada 2 dias ou até mais dias, como eu disse eu não conheço tais produtos, mas nem AE'S injetáveis justificam 5mg de anastrozol.

 

Mesmo injetando 1 grama de testo na semana, essas 5mg dsdn iriam zerar seu e2 e te encher de problemas.

 

Manioula anastrozol em 0.5mg ou 0.3mg e usa ds2dn se sentir sensibilidade no mamilo ou algum colateral de e2 alto, mas o melhor mesmo é exames.

 

TPC tu pode usar tamoxifeno, tribulos na teoria aumenta a líbido, mas na prática nem isso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 minutos atrás, Carllos Godyr disse:

 

Não usa nada é a maior prevenção que tu pode fazer.

 

Poderia usar ioimbina e clenbuterol, abaixar o BF e ganhar massa com um bom bulking.

 

Tenho o clembuterol, porém, fiquei com medo de sobrecarregar o fígado ou os rins, ou não tem nada a ver e pode mandar tudo junto?
No caso da ioimbina, mando junto com os demais ou após?

Editado por igorthai1 (veja o histórico de edições)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tu é alto em, mais sou maior tenho 2 metros.

comprei clembuterol mas estou medo dos inferno.

me diseram que tem mesma efetividade do aerolin não sei é verdade.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Agora, ALAN SARMS disse:

Tu é alto em, mais sou maior tenho 2 metros.

comprei clembuterol mas estou medo dos inferno.

me diseram que tem mesma efetividade do aerolin não sei é verdade.

 

Cara, ja ciclei duas vezes, juntando com dieta e AEJ o resultado é muito bom!
mas não nego, é forte! O lance é ir devagar, vendo como o corpo reage...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

SALBUTAMOL (buterol) x CLENBUTEROL

 

 

Salbutamol é um beta-agonistas/antagonista seletivo. É um medicamente prescrito para o tratamento de asma, similar a outros beta-agonistas que estão disponíveis para a obstrução das vias aéreas. Beta-2 agonistas/antagonistas seletivos, como salbutamol são o método preferido de tratamento da asma devido à sua capacidade para ajudar a aliviar problemas respiratórios nos usuários, minimizando os efeitos cardiovasculares que acompanham o uso da droga

 

Para powerlifters, culturistas e outros atletas que estão buscando melhorar o desempenho ou a aparência física, albuterol oferece inúmeros benefícios. Para a maior parte, é na maioria das vezes considerado um "queimador de gordura". Isto é devido à capacidade da droga de estimular as lipólise das células de gordura, diminuir o apetite, aumentar a temperatura do corpo, bem como a taxa metabólica basal, entre outras coisas (1). Todos esses fatores, quando combinados obviamente com uma dieta adequada e treino, ajudam a aumentar a taxa de perda de gordura nos usuários. No entanto, o uso de salbutamol não se limita simplesmente à perda de gordura. Há evidências de que ele pode ajudar a melhorar drasticamente o desempenho atlético, bem como ajudar a contribuir para o anabolismo.

 

 

 

 

Tem sido demonstrado em diversos estudos que o uso de salbutamol pode ajudar a aumentar a força muscular em usuários. Esta muitas vezes é acompanhada de aumento da massa muscular. Especificamente, em um desses estudos envolvendo dois grupos, observou-se que os usuários de salbutamol mostraram melhorias muito maiores em força quando comparado ao grupo que recebeu placebo. O grupo que recebeu albuterol também mostraram maiores aumentos na massa corporal magra (2). As doses para estes indivíduos começaram a 4 miligramas por dia, administrado por via oral, e foram aumentados e, em seguida, mantidos a 16 miligramas por dia durante a duração do estudo. Achados similares foram feitas em um outro estudo em que os sujeitos apenas haviam treinado seus músculos do quadríceps. Mais uma vez, os ganhos em força e tamanho muscular foram observados no grupo que foi administrado salbutamol durante a sua formação (3).

 

No entanto, a capacidade de melhora de desempenho de salbutamol não é aparentemente limitado a treinamento de força. Foi demonstrado que os tempos de usuários em realização de exercícios de resistência melhorou significativamente com o uso de salbutamol (4). Curiosamente estas melhorias foram realizadas sem a droga impactando negativamente o VO2, razão das trocas respiratórias freqüência cardíaca, ou ácido graxos livres no plasma e concentração de glicerol de usuários durante o exercício realizado. No entanto, o lactato no plasma e as concentrações de potássio foram alterados. Isso tudo é ótimo para atletas de resistência que estão buscando melhorar seu desempenho atlético e sem um impacto negativo sobre outras áreas de suas capacidades de performance.

 

Com estes benefícios para melhorar o desempenho, albuterol também oferece benefícios de saúde para o usuário por meio de impactar positivamente seus níveis de colesterol total. Tem sido demonstrado que albuterol eleva o colesterol de alta densidade de lipoproteínas HDL, além de reduzir o colesterol de baixa densidade de lipoproteína LDL (5). O mecanismo pelo qual isso acontece é um pouco desconhecido neste momento mais pesquisas sobre o assunto precisam ser feitas para determinar a natureza exata desse resultado.

 

Como clenbuterol, albuterol também diminui o nível de taurina, em usuários quando administrado (6). Isto indicaria que os usuários podem suplementar com a taurina durante o uso de salbutamol. Acredita-se por muitos que os baixos níveis de taurina pode resultar em cãibras musculares. No entanto, há pouca pesquisa científica para indicar que isso é verdade ou que a suplementação é necessária para evitar este efeito.

 

 

 

 

Junto com o efeito colateral de diminuir os níveis de taurina em usuários, clenbuterol e salbutamol também compartilham muitas outras de suas características com o outro. Isto deve ser esperado com os dois bloqueadores beta-agonistas/antagonistas, mas é as diferenças neles que devem ser observadas pelos usuários. Para a maior parte, uma diferença altamente significativa entre as duas drogas é a meia vida de cada um. Enquanto a meia vida do clenbuterol é de cerca de 7-9 horas, a meia vida do salbutamol é de cerca de 3-4 horas. Isto é importante por várias razões. Primeiro, por ter uma vida mais curta os efeitos do salbutamol serão sentida por um curto período de tempo. Isso permite aos usuários tomar doses, mas elimar os efeitos quando se quer dormir, descansar ou simplesmente não querem se sentir os efeitos colaterais da droga. Com clenbuterol, estes efeitos, e sua duração, pode dificultar a capacidade de um usuário para dormir confortavelmente ou conduta sua rotina normal durante todo o dia.

 

Esta meia-vida já é considerada por alguns como o efeito que o clenbuterol tem no coração. Em estudos com animais numerosos tem sido demonstrado que o dano cardíaco ocorreu em animais que receberam doses de clembuterol durante longos períodos de tempo. Com albuterol, nenhum dano jamais foi demonstrado. Isto pode ser devido ao período de tempo que um usuário é exposto à droga e, portanto, a probabilidade de que o dano poderia ocorrer. Essa teoria, porém, é apenas especulação.

 

A diferença nas vidas meia também é responsável por os diferentes níveis de saturação de receptores, que acontece com ambos salbutamol e clenbuterol. Ao longo do tempo os receptores beta-2 que são alvo de ambos os clenbuterol e salbutamol são saturados por sua exposição às drogas e as drogas se tornam menos eficazes. No entanto, esta saturação é muito mais significativa com o uso de clenbuterol, não com salbutamol. Na verdade, a maioria dos usuários vai achar que eles não têm de tomar medidas para combater o saturação de receptores com albuterol, desde que se mantenham dentro dos parâmetros gerais da administração regular e ciclo da droga. Com clenbuterol no entanto, é provável que um usuário terá para administrar cetotifeno e / ou Benadryl aproximadamente uma semana a cada terço da execução do composto para ajudar a restaurar a função do receptor (7). Este mesmo protocolo pode ser usado com albuterol se um usuário sente que o efeito da droga tem sido diminuída ao longo do tempo com a sua utilização, ou então tem vindo a utilizar uma grande quantidade do composto por um longo período de tempo. Usando cetotifeno ou Benedryl o usuário é capaz de, pelo menos, retardar a dessensibilização do receptor às drogas e, portanto, esses medicamentos são capazes de funcionar em um nível muito mais alto por longos períodos de tempo.

 

 

Tedo sido estabelecido que albuterol tem potencial significativamente menor de efeitos colaterais danosos, seguido de, clenbuterol, as diferenças na sua eficiência em termos de melhoria de desempenho e lipólise podem ser exploradas. Uma vez que a principal diferença entre os dois compostos é a vida de seus meio, é óbvio que, se doses únicas de medicamentos em separado foram dadas, clenbuterol teria um efeito muito mais duradouro sobre o usuário e os efeitos da droga seria ativo por um longo período de tempo. No entanto, este benefício de clenbuterol é contornado simplesmente pelo espaçamento entre as doses administradas de salbutamol para períodos mais curtos de tempo. Isto requer a administração muito mais freqüente, mas este inconveniente pode ser desejável pelo fato de que os efeitos colaterais da droga sumirão muito mais rapidamente uma vez que a administração dele tenha cessado.

 

 

Em termos de habilidades para melhorar o desempenho das drogas há pouca informação, comparando os dois compostos e seus efeitos. No entanto, um estudo foi conduzido comparando os efeitos anabólicos e de síntese de proteína muscular de ambos clenbuterol e salbutamol em ratos (8). Para a maior parte dos testes os efeitos de cada composto foram comparáveis em sua capacidade de aumentar a massa muscular e conteúdo de proteína no corpo. Clenbuterol foi ligeiramente mais eficiente na produção desses resultados, mostrando maior aumento, mas tanto ele como salbutamol mostrou ser capaz de produzir resultados significativos.

 

Dosagem

 

Quando prescrito medicamente, albuterol é geralmente administrado através de inaladores. Este método permite que a droga chegar aos pulmões o mais rapidamente possível e aliviar os sintomas associados com dificuldade para respirar. Para efeitos de melhoria de desempenho no entanto, a administração oral é preferida. Isto é devido à liberação mais lenta da droga no sistema do usuário, bem como as doses maiores necessários para obter os efeitos desejados.

 

De acordo com as pesquisas disponíveis, quando usado para melhorar o desempenho de força, Atlético, ou alterar a composição corporal, a dosagem máxima administrada é dezesseis miligramas por dia em humanos. O protocolo usual na maioria dos estudos revisados foi aumentar as doses administradas e fazer ajustes com os efeitos colaterais negativos experimentados pelos participantes. Essas primeiras doses variaram entre 2-4 miligramas por dia para começar. Isto aparentemente ser a dosagem preferível para a maioria dos usuários para começar, tanto machos como em fêmeas. Enquanto existe pouca pesquisa sobre os usuários administrar doses maiores.

Além da cautela inicial que deve ser exercido, qualquer aumento na dosagem tomada por um usuário deve ser determinada pela temperatura do corpo dele ou dela se olhando para o efeito termogênico da droga. Ao monitorar a temperatura do corpo dele ou dela, o usuário será capaz de determinar em que dosagem o efeito termogênico começa e quando ela começa a se dissipar, com um aumento na dosagem sendo assegurado supondo naturalmente que os efeitos colaterais não impedem este aumento. Esta é a maneira mais eficaz para determinar em que ponto um aumento de dosagem é necessário para continuar a lipólise.

 

Se, contudo, um usuário está utilizando salbutamol por suas propriedades que melhoram o desempenho, ele ou ela pode ser mais apto a aumentar a dose administrada mais rapidamente do que, aqueles que simplesmente buscam beneficiar-se do efeito termogênico da droga. Isto é devido ao fato de que vários estudos têm indicado que, com doses maiores vem a força e desempenho atlético (2, 4). Está claro que essa conclusão deve ser anaizada com cuidado, pois, com grandes doses vem a maior probabilidade efeitos colaterais negativos. Isto, junto com o fato de que um melhor desempenho foi observado em doses tão pequenas como dois miligramas por dia, que isso deve ajudar a indicar aos usuários que doses muito grandes de albuterol são desnecessários.

 

Em termos de tempo de uso, uma vez que albuterol satura os receptores beta-2, o composto terá eventualmente menores resultados ao longo do tempo. Como discutido anteriormente, esta saturação deve ser muito mais lento e menos grave, do que , com clenbuterol devido à meia-vida curta albuterol, entre outros motivos. No entanto, mesmo sem a necessidade de tomar medidas para evitar a saturação os receptores beta-2, os usuários devem, no mínimo, ser capaz de efetivamente utilizar salbutamol em doses significativas para entre seis a dez semanas com pouca dificuldade. Este prazo pode variar de usuário para usuário, é claro, mas deve ser aplicável à maioria dos usuários.

 

Efeitos Colaterais e Riscos

 

Como todos os agonistas beta, albuterol tem efeitos estimulantes importante sobre os usuários. Isso pode levar a efeitos colaterais como aumento da pressão arterial, aumento da freqüência cardíaca ou palpitações, insônia, tremores e aumento da transpiração, devido ao efeito termogênico da droga, entre outros (4). É claro que o início e a gravidade destes efeitos secundários podem variar de um usuário para outro. Recomenda-se, como é o caso da maioria das drogas, que os usuários começem a administrar doses relativamente pequenas do composto para determinar seu nível de tolerância para ele. O usuário então pode lentamente aumentar as doses seu até encontrar uma que lhes proporciona os efeitos desejados, e não produzir efeitos colaterais que o usuário iria encontrar caso iniciasse com uma dosagem elevada.

 

Outro aspecto do uso de salbutamol é a sua aparente efeito de diminuir os níveis do aminoácido taurina no soro e no coração de usuários (6), como mencionado anteriormente. Este é um traço semelhante de outros agonistas beta. Muitos usuários vão suplementar com taurina para neutralizar este efeito. Acredita-se que quando o corpo está esgotado de taurina, cãibras musculares são mais propensas a ocorrer, embora não há nenhuma pesquisa científica real que suporta esta afirmação.

 

 

Também deve ser notado que existem alguns estudos que têm indicado que os agonistas beta, dos quais albuterol é uma, pode prejudicar a resistência cardiovascular e / ou performance. No entanto, eles também foram mostrados para ajudar a aumentar o desempenho.

 

Danos ao coração, como indicado anteriormente, é muitas vezes uma preocupação entre os usuários por causa de estudos em animais indicando que ocorre em animais que receberam o clembuterol. Devido à semelhança dos compostos, pode haver alguma preocupação entre os usuários de que esses efeitos negativos que foram associados com clenbuterol uso e seu impacto sobre o coração também pode ocorrer com a administração de salbutamol. No entanto, há pouca evidência de que este é um problema. Para a maior parte da pesquisa científica não encontrou nenhuma ligação entre albuterol uso e alterações prejudiciais no coração. Isso pode ser verdade para um número de razões. Primeiro, os estudos que indicavam que clenbuterol causado hipertrofia cardíaca e necrose foram realizados com animais. Isto é importante porque os animais têm um maior número de receptores beta 2, do que os seres humanos.

 

A falta de danos ao coração atribuível ao uso de salbutamol também pode ser devido à vida curta meia da droga em relação ao clenbuterol. Esta explicação possível é de natureza teórica, já que nenhuma pesquisa foi realizada sobre o assunto, mas poderia ser um fator contribuinte. No entanto, o ponto principal é que não há evidências de que albuterol poderia ser diretamente ligada a problemas cardíacos potenciais em um usuário. Para a maior parte, quando utilizado de forma cautelosa, albuterol é uma droga muito segura de utilizar.

 

Referências

 

 

 

1. Yamashita J, Onai T, York DA, Bray GA. Relationship between food intake and metabolic rate in rats treated with beta-adrenoceptor agonists. Int J Obes Relat Metab Disord. 1994 Jun;18(6):429-33

 

2. Caruso JF, Hamill JL, De Garmo N. Oral albuterol dosing during the latter stages of a resistance exercise program. J Strength Cond Res. 2005 Feb;19(1):102-7.

 

3. Caruso JF, Signorile JF, Perry AC, Leblanc B, Williams R, Clark M, Bamman MM. The effects of albuterol and isokinetic exercise on the quadriceps muscle group. 1995;27(11):1471-1476

 

4. van Baak MA, Mayer LH, Kempinski RE, Hartgens F. Effect of salbutamol on muscle strength and endurance performance in nonasthmatic men. Med Sci Sports Exerc. 2000 Jul;32(7):1300-6

 

5. Maki KC, Skorodin MS, Jessen JH, Laghi F. Effects of oral albuterol on serum lipids and carbohydrate metabolism in healthy men. Metabolism. 1996 Jun;45(6):712-7

 

6. Bastos ML, Carvalho F, Remiao F, Mendes ME, Ferreira MA, Soares ME, Timbrell JA. Changes in taurine levels in response to repeated administration of the beta 2-agonist salbutamol in lambs. J Vet Pharmacol Ther. 1997 Feb;20(1):33-7.

 

7. Huszar E, Herjavecz I, Boszormenyi-Nagy G, Slapke J, Schreiber J, Debreczeni LA. Effects of ketotifen and clenbuterol on beta-adrenergic receptor functions of lymphocytes and on plasma TXB-2 levels of asthmatic patients. Z Erkr Atmungsorgane. 1990;175(3):141-6

 

8.Carter WJ, Lynch ME. Comparison of the effects of salbutamol and clenbuterol on skeletal muscle mass and carcass composition in senescent rats. Metabolism. 1994 Sep;43(9):1119-25.'

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
21 horas atrás, igorthai1 disse:

BF: 18%

dieta

 

21 horas atrás, igorthai1 disse:

CICLO:

 

Ligandrol LGD-4033

Ostarine MK-2866

isso não é ciclo, não espere nada além do que uma dieta e treino melhor possam fazer.

 

21 horas atrás, igorthai1 disse:

Alimentação:

 

Cerca de 200g de proteína/dia

Cerca de 300g de carbo

Cerca de 70g lipídio

isso é g do macro?
posta no padrão.

 

abraço.
 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Entre para seguir isso  

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×
×
  • Criar Novo...