Ir para conteúdo
Fórum Hipertrofia
  • Cadastre-se
Clique aqui
Entre para seguir isso  
y BlackStar z

Legalização Do Aborto No Brasil

Avalie este tópico:

Posts Recomendados

Meu, são tantos casos... não me entra na cabeça como o pessoal se sente no direito de decidir se o bebê de outra pessoa deve nascer ou não. O pior que as pessoas nem se importam; com o feto, com o futuro bebê ou com a mãe, é pura ideologia política/religiosa cegando a humanidade como sempre.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Conteúdo continua após a publicidade.

57 minutos atrás, Fraldexxx disse:

Vale lembrar que nem sempre gravidez indesejada é coisa de adolescente; é comum casados transarem sem camisinha, as vezes o anticoncepcional pode falhar, as vezes a mulher não pode tomar hormônio - tem enxaqueca, ou fuma, ou teve trombose; daí acabam engravidando desempregado ou mal financeiramente, enfim, algum motivo pessoal; ninguém é obrigado a manter bebê nenhum nessas condições. Namorados também transam sem camisinha às vezes, e geralmente por vontade do homem. Daí a menina engravida, o cara some e tem que ficar com um bebê que ela não quer. Ninguém deve ser obrigado a isso. 

Ai você quer matar um bebê só por irresponsabilidade dos pais? Orfanato existe para isso parceiro. O casal que faz sexo por prazer sabe que mesmo os anticoncepcionais e camisinha não são 100% seguros e se porventura um desses métodos falharem eles devem assumir a responsabilidade, afinal eles sabiam que isso poderia acontecer. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não é bebê; é um amontoado de células completamente inviável; tanto que a definição técnica de aborto é feto até 20 semanas e 500 g; nenhum sobrevive. Não precisa nem registrar.

Irresponsabilidade é diferente de crime. Tem que sair desse bunker moralista. 

Ninguém conscientemente gera uma criança para depois entregar para orfanato. Isso não existe. Tem cara que nem arruma a própria cama e quer defender que carreguem um bebê por nove meses e depois entreguem para um orfanato. Isso não existe. 

Vai lá você pagar consulta e exames por nove meses, vai lá a mulher quase todo mês no médico e depois entregar a criança em um orfanato. Isso não existe.

Todo casal faz sexo por prazer, quem não faz tem bloqueio sexual, deve ter uma vida conjugal, sexual horrível. Irresponsabilidade é diferente de crime. Shit happens. Aborto não é uma situação desejável em nenhuma circunstância, mas se a gravidez for ainda pior, a mulher não pode responder a isso como um crime. O casal pode ser incluído num programa de planejamento familiar, receber mais suporte, mas ir para a cadeia é bobagem. E sempre lembrando: quem quiser pode manter, ninguém vai ser obrigado a tirar,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Fraldexxx disse:

Vale lembrar que nem sempre gravidez indesejada é coisa de adolescente; é comum casados transarem sem camisinha, as vezes o anticoncepcional pode falhar, as vezes a mulher não pode tomar hormônio - tem enxaqueca, ou fuma, ou teve trombose; daí acabam engravidando desempregado ou mal financeiramente, enfim, algum motivo pessoal; ninguém é obrigado a manter bebê nenhum nessas condições. Namorados também transam sem camisinha às vezes, e geralmente por vontade do homem. Daí a menina engravida, o cara some e tem que ficar com um bebê que ela não quer. Ninguém deve ser obrigado a isso. 

Quem transa já sabe do risco. Não quer engravidar? Não transa. Tudo que fazemos tem relação com direito e deveres. Fazer sexo é um DIREITO, responsabilizar-se pelos seus efeitos é um DEVER.

 

53 minutos atrás, liondelic disse:

Meu, são tantos casos... não me entra na cabeça como o pessoal se sente no direito de decidir se o bebê de outra pessoa deve nascer ou não. O pior que as pessoas nem se importam; com o feto, com o futuro bebê ou com a mãe, é pura ideologia política/religiosa cegando a humanidade como sempre.

Tem provas dessa parte em vermelho marcada? Quando a própria mãe quer a morte do seu filho, então é função de terceiros proteger a jovem vida inocente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

crespo

conheço o canal do Warg, the 2nd  no qual sou INSCRITO.

concordo com muita coisa q ele fala, sobre tudo do feminismo, porem, sobre o aborto não.

eu já sabia q este tópico não levaria a lado nenhum.

 

quem sabe um dia q eu nao tiver nada pra fazer eu tenha paciencia para escrever um texto aqui, ate lá so vou dando olhadinhas.

flw.

 

no mais, vc não vai mudar minha opinao a cerca disso, e nem eu a sua, então, cada um com suas crenças, sonho com o dia q o aborto seja legalizado, assim como a pena de morte também, reducao da maioridade, liberação da maconha etc...

 

por aqui vc ja tem uma ideia que eu sou Centro, nem esquerda nem direita.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em Wednesday, March 09, 2016 at 20:28, danilorf disse:

É incrível ver como a burrice é a rega geral entre as pessoas com o suposto "maior nível de educação" - e eu fico chocado ainda vendo o Norton tomando uma posição igual a minha numa questão tão importante como essa. 

 

1º - A ciência não tem autoridade nenhuma pra dizer quando se dá ou não o início da vida. NENHUMA. A ciência apenas descreve o fenômeno da gravidez. Ela é DESCRITIVA. Ela não responde o porquê de nada, ela não chega a essência do ser de nada. E, ainda que a ciência tivesse alguma autoridade mínima pra se manifestar sobre o assunto, essa autoridade seria diluída entre as diversas teorias que existem hoje: uma diz que o ínicio da vida se dá na 3ª semana, outra diz que se dá com a nidação do embrião no útero, outra diz que se dá quando se forma o sistema nervoso, ainda outra diz que se dá quando o sistema pulmonar está completo... Então, só dessa confusão de teorias científicas já dá pra ver que a ciência em si não pode ser o critério pra julgar a validade das teorias científicas existentes.

 

Se Aristóteles saísse do túmulo dele e visse o que todos os cientistas disseram a respeito do início da vida, ele simplesmente diria:

 

"- Véi, deixa de ser animal. Vocês cientistas estão apenas descrevendo COMO se dá o processo da gravidez, ou seja, vocês estão lidando apenas com causas eficientes. É óbvio que se o embrião não se fixar no útero não haverá vida humana, simplesmente porque isso é um passo necessário para que o processo de evolução do embrião para o feto ocorra; do mesmo jeito que se o pulmão ou o sistema nervoso não se formarem, uma vez que nenhum ser humano sem sistema nervoso ou sem pulmão saiu por aí andando. Todas essas etapas do processo de gravidez são causas eficientes dela.

 

E você, seu cientista de pensamento cartesiano energúmeno, me pergunta: mas então, se não há um ponto em que eu possa dizer que a partir de momento 'x' o embrião tem vida, como eu explico o início dela? E eu te respondo, idiota, que primeiro você deve ter em mente que a essência (ou substância) do ser humano é como se fosse um logarítimo que já contém todas as formas possíveis que ele vai (ou pode) atingir no decorrer da sua vida. E que também, a causa final da existência do homem é exercer as faculdades superiores mentais e espirituais. Todas as transformações que ocorrem, desde a fecundação do óvulo pelo espermatozóide, até a sua morte já estão dadas na essência do homem, e o que as impulsiona e atrai é a sua causa final de existir, como o primeiro-motor imóvel impulsiona a existência de tudo o que é (e, no fim, também é a causa final de existirmos). A causa final e o primeiro-motor móvel não estão lá empurrando o embrião para que ele se divida, nem empurrando ele pra que se forme o sistema nervoso ou pulmonar; eles atuam por via da atração. Todas essas transformações que ocorrem já estão dadas na substância do ser humano e, mais uma vez, são assim porque nós fomos criados para exercermos as nossas capacidades superiores.

 

A partir do momento em que há a fecundação do óvulo pelo espermatozóide, depois do ato sexual, então é aí mesmo que se dá o início da vida, uma vez que já há em potência no embrião a forma humana que ele irá atingir na maturidade. O embrião contém a essência do que é ser humano, assim como a criança, o jovem, o adulto e o velho. Em todas essas fases a essência do ser humano é a mesma - e todas essas possibilidades se tornaram possíveis na realidade porque na essência mesma de nós elas já estavam contidas. 

 

Então, tendo em vista que a sua ciência lida apenas com causas eficientes, a única conclusão possível a se chegar é a de que se, por ações deliberadas, a mulher conscientemente pratica uma conduta que visa interromper esse processo, ela está impedindo que um ser humano substancial venha a se desenvolver plenamente e possa realizar todas as potências que carrega em si. Se, no caso, como eu vi que um de vocês citaram a possibilidade do feto vir a ser anencéfalo, a mulher interromper o processo de gravidez, esse ato dela não foi o que causou o impedimento do desenvolvimento do ser humano substancial, uma vez que este não irá realizar todas as suas potências porque não possui cérebro. Logo, após constatado que o feto realmente não possui cérebro e que não irá atingir a maturidade, não se pode dizer que a conduta do aborto que foi a causa eficiente da interrupção do processo de sua maturação."

 

2º - Eu sou pessoalmente contra à pena de morte, mas o argumento que usam de há uma diferenciação ética no tratamento de um criminoso que sofre a pena de morte e a de um fato que não cometeu nenhuma conduta criminosa é simplesmente "JENIAL", pra não dizer estúpida. Uma regra ética só é válida se aplicada para todos, logo, o criminoso só seria condenado a pena de morte - no caso de ela ser válida num determinado território - após a prática da conduta penal. O feto simplesmente não foi condenado a morte porque, adivinhem "JÊNIOS" ele não praticou nenhuma conduta criminosa. Quando ele se desenvolver e atingir a maturidade, e após isso ele vier a praticar uma conduta criminosa, a norma penal seria igualmente válida pra ele como seria pra qualquer um que viesse a incorrer na mesma situação. O criminoso, até não praticar o tipo penal apenado de morte, não estava condenado a ela, assim como o feto também não estava. Assim como se o feto conscientemente, por absurdo dos absurdos e extrapolando qualquer senso de razoabilidade na imaginação de hipóteses desproporcionadas, comesse os órgãos internos da mãe e disso decorresse a morte dela também incorreria na mesma pena da que a de um homicida qualquer. O fato de ser preciso explicar isso de trás pra frente e de frente pra trás já mostra que realmente o brasileiro sofre da maioria das deficiências da inteligência descritas por Feuerstein.

 

 

 

 

 

 

 

Esperando alguém debater no nível aristotélico. Nêgo enche a boca pra falar de ciência, mas não sabe porra nenhuma de história da ciência, filosofia da ciência, sociologia da ciência, método científico, camadas de significação de ciência, epistemologia... O pessoal, na real, só usa essa palavra pra pagar de sabichão e tentar manter uma pose de autoridade e de validade àquilo que falam - o que não é nenhum pouco perto de ser nem verossímil aos que argumentam a favor do aborto nesse tópico. Vide faaps, o rapaz que zoa os outros quando denunciam seus xingos, mas que quando é xingado não pensa duas vezes em denunciar - tanto que me denunciou logo depois de eu ter constatado fatos sobre suas capacidades morais e cognitivas. No mínimo isso mostra a natureza infantil da personalidade do sujeito e a falta de instrumentos cognitivos pra se refletir sobre a  coerência da própria conduta, uma coisa muito simples, quem dirá discutir coisas com uma relevância como essa.

 

Ah, já adianto pros abortistas, se forem tentar desqualificar Aristóteles, não usem da ciência, porque o método científico foi inventado por ele e até hoje nada de novo foi descoberto no campo. Vocês não podem impugnar a validade de um pressuposto a partir das consequências lógicas extraídas dele.  Então botem essas cabecinhas de vento pra funcionar e inventem alguma coisa nova pra embasarem seus argumentos, se forem seguir nessa linha. Obrigado. De nada.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
18 horas atrás, Phinx disse:

Quem transa já sabe do risco. Não quer engravidar? Não transa.

 

Isso não existe cara. A moral nunca vai estar acima do impulso sexual. Nem a religião conseguiu isso. Celibato é uma farsa. O Papa Alexandre VI teve várias amantes e uma duzia de filhos. Nem a biblia fala que Jesus Cristo era virgem.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 24/03/2016 at 16:04, Faabs disse:

Simples assim.” - George Carlin


Richard Dawkins...Drauzio Varella .. A MÍDIA e agora George Carlin ...PQP, só fonte inteligente e confiável  !!!
 

Em 25/03/2016 at 23:06, Faabs disse:

Hahahahahahahahah,Danilo Z não consegue debater e começa a denunciar minhas mensagens por ofensa.
Chamar os outros de ignorante (no assunto) é ofensa hahahahahahahahahahhaha,vou sair do tópico,não vale a pena perder tempo com quem joga sujo.


Vcs me denunciaram e eu tomei um gancho de 3 dias só porque chamei vcs de ''ignorantes'' achei que valeria pra todo mundo , mas pelo que vejo vale só pra mim .

Eu não consigo debater ??? ah velho toma vergonha nessa cara rapaz, vira homem.

VC não refutou NADA que eu falei e expus aqui, toma vergonha na cara e admita suas mentiras e falta de argumentos sólidos, porque vc não refuta  eu...o danilorf... o enebt  e os outros que discordam de vc  aqui ????

Vc é um sofista ...mentiroso...e IGNORANTE nato.
 

Em 26/03/2016 at 14:40, danilorf disse:

O faabs fica falando dos outros denunciando ele, mas ele mesmo vive denunciando os outros. Um bostinha mesmo. Todo mundo q lê o que eu escrevo vê q junto com o xingamento vem uma caralhada de coisas escritas, mas recentemente eu tomei gancho por esse sujeito ter ficado ofendidinho. Toma jeito, vacilão! Antes de zoar os outros por te denunciarem, lembra das vezes q vc não aguentou descer pro play e chamou o papai bronco pra te proteger de um xingo.

 

@topic: Até agora não vi ninguém refutando Aristóteles, só discutindo pontos laterais e menos importantes. Teve até um sujeito liberotário q usou uma argumentação tão ridícula q eu me recuso a comentar mais sobre.

2
 

Em 26/03/2016 at 15:11, danilorf disse:

^ Um hipócrita mesmo. Pego no pulo do gato, tenta desconversar. Vamos lá, sabichão, refute com todo respeito Aristóteles. Brinde-nos com sua inenarrável inteligência e senso de moralidade.


Vc quer ver inteligência de sujeitos que dão créditos a falas de imbecis como : George Carlin...Drauzio Varella...Richard Dawkins  e que dá mais crédito a mídia do que a informações vindas de profissionais imparciais da area ???

Achar inteligência nesses caras é como achar  chifre na cabeça de cavalo, eles sabem que são completos ignorantes  e sem inteligência e ao invés de debater e refutar dados insistem nas mesmas asneiras e falácias, ao invés de atacar as informações eles atacam quem dá as informações , NINGUÉM refutou nem mesmo argumentou NADA que eu...vc danilorf ...enebt e demais contra aborto expuseram aqui e eles não vão fazer isso.
 

Em 27/03/2016 at 13:27, Fraldexxx disse:

 

Gravidez de risco envolve qualquer situação que possa interferir negativamente na gestação, levando a prematuridade, necessidade de parto cesárea, restrição de crescimento fetal, alterações de líquido amniótico, etc., situações plenamente manejáveis pelos médicos. Quando se fala em risco de vida à mãe, refere-se a uma gestante que por exemplo desenvolve uma miocardite pós viral com insuficiência cardíaca grave, ou uma diabética grave com insuficiência renal que descompensa durante a gestação, ou gestante que sofre um acidente grave com um hematoma na placenta/útero comprometendo o sistema circulatório e a coagulação dela, e etc. Não posso garantir que toda vez que se fala em risco mãe estão se baseando em casos realmente graves, mas negar que essas condições existem é burrice.


Cara , COMPROVE com dados CONFIÁVEIS  e embasados cientificamente que abortando vc GARANTE que a mulher viva OU que o problema dela se neutralize, vc não vai conseguir, isso é achismo e não um dado médico comprovado .
 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 horas atrás, Porcolitico disse:

A moral nunca vai estar acima do impulso sexual.

Isso justificaria estupradores? 

 

Ninguém está te obrigando a penetrar uma vagina. Formas de sexo com 0% de chance de engravidar são várias: oral, anal, espanhola, punheta, siririca,  e os variantes destes. Não é porque você tava afim de comer uma buceta que você deve ter o direito de assassinar um outro ser humano. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Entre para seguir isso  

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×
×
  • Criar Novo...