Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Clique aqui

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''vigiador''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Hipertrofia
    • Venda de Suplementos
    • Nutrição e Suplementação
    • Treinamento
    • Esteróides Anabolizantes
    • Geral
    • Diário de Treino
    • Saúde e Qualidade de Vida
    • Academia em Casa
    • Área Feminina
    • Assuntos Acadêmicos
    • Entrevistas
    • Arquivo
  • Assuntos gerais
    • Off-Topic
    • Mixed Martial Arts
    • Fisiculturismo, Powerlifting e Outros
  • Fisiculturismo
  • Multimídia
    • Vídeos de Fisiculturismo e Strongman
    • Fotos Fisiculturismo
    • Fotos de Usuários
  • Fórum
    • Críticas, Sugestões e Suporte ao Fórum
    • Lixeira
  • Off-Topic

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Localização


Peso


Altura


Idade

Conteúdo continua após a publicidade.

Encontrado 1 registro

  1. Achei esse artigo muito foda e decidi postar aqui: DE VIGIADOR DE CARRO À ENGENHEIRO CIVIL E FISICULTURISTA Meu nome é Áquila Loran Nolasco, nasci no dia 06 de fevereiro de 1991 em uma família bem humilde. Tenho 3 irmãos e 3 irmãs, o que foi uma das razões pela qual minha família enfrentou uma dificuldade financeira muito grande para sobreviver, uma vez que eram muitos filhos para serem alimentados e mantidos. Eu nasci um problema de vista chamado estrabismo e sempre fui muito magro ealto quando comparado com meus colegas de escola. Minha aparência semprefoi algo que me impedia me relacionar com alguém, uma vez que minha autoestima era extremamente baixa e eu vivia triste e inconformado com todoaquele "fardo" que a vida me impôs desde o dia em que eu nasci. Minha mãesempre foi uma grande companheira para mim. Ela sempre me perguntava qualera meu sonho e eu olhava para as estrelas e dizia que queria serastronauta e viajar o mundo. Eu sempre fui muito magro. Quando se é ectomorfo, o ganho de massamuscular densa se torna muito difícil.Minha mãe era uma pessoa muito humilde, que mesmo sem poder, gostava deajudar aqueles que precisavam de comida e roupas. Me lembro que ela semprereunia pessoas da comunidade lá em casa para dividir a comida de domingo, oque já era pouco quando dividido entre eu, meus irmãos e irmãs. Em 2003, asituação ficou ainda pior, pois minha querida mãe tinha um problema desaúde muito sério e o quadro dela se agravou, até que no dia 08 de julho de2003 ela veio a falecer e meu mundo simplesmente terminou de desabar. Elaera a única pessoa que até então me fazia feliz! A única que sempre medizia que não havia nada de errado com a minha aparência, que semprearrumava uma maneira de me fazer sorrir e me sentir amado. Eu e a dona Marlene, a pessoa que eu mais amo nesse mundo e que mefaz levantar cedo todos os dias para correr atrás de meus sonhos. Eladeixou um Legado a ser seguido. Após isso, cada um dos meus irmãos e irmãs tomaram um rumo na vida, afamília se desmembrou. Eu e meu pai permanecemos juntos, porém a situaçãofinanceira ficou ainda mais apertada e tive que começar a trabalhar aos 14anos de idade. Fomos despejados da casa que morávamos de aluguel, houveépocas que a comida foi apenas feijão e vinagre, um dos motivos principaisde eu não gostar de vinagre hoje em dia. Meu pai sempre foi um cara muitobatalhador. Quando ele era mais novo, ele abriu mão de uma bolsa integraldo curso de engenharia elétrica na PUC-MG. Ele ganhava uma ajuda de custoda universidade, mas não era suficiente para alimentar tantos filhos. Logo,ele largou o curso, a fim de trabalhar para sustentar minha família. Eu e meu pai tenho muito orgulho desse cara. Sempre me ensinou que estudos e trabalho vêm em primeiro, e que a única maneira de eu subir na vida era dando o meu melhor nos estudos. Comecei capinando lote de vizinho, virei servente de pedreiro e depois me tornei vigiador de carros pelas ruas de Belo Horizonte. Eu lavava e vigiava carros na igreja São João Batista, no bairro onde ainda moro até hoje, e também trabalhava em frente ao Décimo Segundo Batalhão em BH. Em junho de 2006, houve uma situação que mudou minha vida completamente. Eu estava vigiando o carro de um oficial de alta patente. Ele era muita gente boa, sempre me dava dinheiro a mais e falava que aquela vida não era pra mim. Era uma sexta-feira, e eu esperava por ele próximo ao carro, encostado naquele muro alto do quartel. Me lembro que alguns estudantes de escola particular vieram descendo a rua rindo de mim e um deles falou com a menina ao lado: - Olha lá Ana, seu namorado! Beija ele! Eu olhava para ela, muito bonita pelo que eu me lembre, cabelos loiros, olhos azuis. Eu de chinelo, bermuda rasgada, camisa desbotada. Ela olhou pra mim e já foi logo dizendo: - Eu prefiro morrer do que beijar esse pivete. Aquilo para mim foi algo muito difícil de processar, eles riam muito de mim e eu me senti a pior pessoa do mundo. Lembro-me que fugi pra casa na mesma hora e não queria falar com ninguém. Todos aqueles problemas que a vida me trouxe, minha cabeça estava confusa demais e eu tinha vontade de morrer. Eu me odiava, me olhava no espelho e chorava, lembrava da minha mãe e chorava mais ainda, foi uma depressão de 3 meses, meu pior momento. Em outubro eu roubei alguns remédios e iria usar para tirar minha própria vida. Foi uma noite chuvosa, meu pai não estava em casa. Lembro-me que roubei alguns remédios, eu estava pronto para acabar com todo o sofrimento. Porém, eu acreditava em Deus e eu acreditava que um dia eu veria minha mãe novamente e eu não tive coragem de concluir o ato, meus valores eram maiores. Então, eu tive um sono profundo naquela noite que mudou minha vida. Neste sonho eu estava bem diferente, eu era um homem feliz, bem sucedido na vida e realizado! Na manhã seguinte eu acordei outra pessoa, eu não chorava ao olhar para o espelho e, quando eu pensava em minha mãe, eu me sentia feliz! Em 2007 eu decidi que iria revolucionar minha vida e realizar todos meus sonhos. Comecei a estudar muito, apesar de educação em escola pública não ser das melhores. Mesmo quando eu trabalhava meu pai nunca permitiu que eu largasse meus estudos. Ele sempre me disse que estudar era a única forma de eu subir na vida. Ele sempre me instruiu a dar o meu melhor nos meus estudos e que no futuro eu iria poder realizar tudo o que eu queria. Ao mesmo tempo eu entrei pro mundo da musculação, comecei em uma academia bem precária, aparelhos velhos, na verdade eles eram apenas 4. Eu sempre fui ectomorfo, sempre foi muito difícil pra construir massa muscular densa e eu levei um bom tempo para começar a evoluir, uma vez que eu estudava e minha vida era muito dividida entre musculação, trabalho e estudos. Mas, eu tinha paciência. Eu gostava muito dos vídeos do Greg Plitt, onde ele dizia que o corpo Super Soldado é forjado ao longo dos anos com muito sacrifício e consistência. Em 2009 eu tive que deixar de treinar, pois parei de trabalhar para termais tempo para estudar para o vestibular da Universidade Federal de MinasGerais (UFMG). A disciplina que eu aprendi em meus 2 anos de musculaçãoforam aplicadas nos meus estudos. Foram 12 meses de puro foco edisciplina, não saí em nenhum final de semana, não tive natal ou ano novo.Minha vontade de passar no vestibular era enorme, pois eu sabia que quandoeu estivesse lá, eu poderia ter um emprego melhor, teria uma condiçãomelhor para cuidar do meu corpo e teria a profissão dos sonhos! Eu seriaengenheiro civil e iria finalmente alavancar minha vida de uma vez portodas! Passei no vestibular da UFMG, foi um momento muito marcante para mim, pois assim eu continuaria com a musculação e a universidade seria uma porta para meus estudos no exterior. No entanto, voltar a treinar foi muito difícil. Quando eu parei em janeiro de 2009 eu tinha 75kg, mas em março de 2010 a balança marcou 66kg. Eu estava muito magro e isso me desmotivou. Mas, eu entendia sobre memória muscular e sabia que não iria demorar muito para chegar ao mesmo nível. A minha maior motivação no mundo da musculação foi, e ainda é, Aziz Shaversian. Ele é um fisiculturista fitness australiano que inspirou uma geração de pessoas pelo mundo inteiro com sua Revolução de Corpo e Mente. Infelizmente, ele veio a falecer no dia 05 de agosto de 2011 devido à uma doença congênita no coração. Muito se especula até hoje pelo motivo de sua morte, o que me revolta um pouco, pois a declaração da equipe médica explica a morte por um problema de saúde que ele tinha desde nascença. Se houve algum outro motivo envolvido, ninguém sabe e ninguém saberá. Eu nunca me interessei por tentar entender o porquê de ele ter morrido, apenas me interessei pelas ideias de motivação que ele passou, que se provaram ter total coerência em minha vida. Em abril de 2013 comecei o processo seletivo para a bolsa de estudos no exterior através do programa Ciências Sem Fronteiras e, novamente, larguei a musculação, pois precisei aprender inglês em 4 meses. Como eu não tinha dinheiro para curso de inglês ou professor particular, eu baixei vários livros pela internet, além de estudar por sites gratuitos como Livemocha e Interpals. Eu me lembro que até cancelei algumas matérias da faculdade para ter mais tempo de estudar inglês. Voltei a treinar em setembro de 2013, mas dessa vez não me preocupei com o peso que perdi, pois consegui uma nota muito boa no exame de proficiência IELTS, uma prova de inglês que estava incluída no processo seletivo do edital. Em dezembro de 2013 recebi a grande notícia de que eu iria estudar por 1 ano e 5 meses na Inglaterra. Me lembro que quando li o email de aprovação, a primeira coisa que eu fiz foi correr para a academia, pois eu sempre acreditei que meu sucesso na vida era resultado do que eu chamo de uma Revolução de Corpo e Mente, resultado dos meus esforços para mudar meu corpo com a musculação e sempre estar focado para obter bons resultados nos meus estudos, nunca deixando também de trabalhar para me sustentar. Finalmente, eu teria a tão sonhada oportunidade de morar fora do Brasil. Eu saí do Brasil com 88kg, uma evolução muito grande quando eu pego fotos de 2006 e vejo que eu tinha apenas 66kg. Eu prometi pra mim mesmo que esse seria o grande momento do meu Legado, o momento em que espalharia minhas ideias pelo mundo, o momento em que eu levaria meu corpo à um nível jamais atingido por mim, e subiria pela primeira vez nos palcos. Tudo o que eu pude fazer para aproveitar cada minuto desse momento lá fora, eu fiz. Eu estudei muito, eu fiz estágio em engenharia em uma grande empresa na Europa, eu treinei muito e me alimentei certo, eu competi pela WBFF e pra completar, viajei o mundo! Em meados de 2014 começou então meus dias glória, o momento épico do meu Legado. Uma vez meu professor da UFMG me disse que eu nunca seria um bom engenheiro, pois eu era muito focado em musculação. Gostaria de ver ele um dia e dizer que hoje eu tenho em meu currículo um estágio em uma das maiores construtoras da Inglaterra, sou fluente em inglês e possuo artigos científicos publicados. Mesmo correndo atrás de todas estas conquistas acadêmicas, eu não deixei de treinar e sou atleta de fisiculturismo atualmente. A oportunidade que eu tive foi única e crucial. Às vezes, eu fico triste desaber que tudo acabou em um piscar de olhos, mas eu devo reconhecer quemuitos sonham em fazer o que eu fiz e eu quero mostrar para essas pessoasque isso é mais do que possível. Você só precisa saber identificar asoportunidades que a vida tem a lhe oferecer e focar nisso. Enquanto moreino exterior eu viajei muito e fiz questão de treinar em todos os paísespelos quais eu passei. Caminhei pelas terras congeladas da Islândia, andei de camelo no deserto do Saara, fui à Tomorrowland 2015 na Bélgica e pra finalizar, saltei de paraquedas em Dubai. A vida lhe impõe problemas, defeitos e deficiências. Você precisa entender que seus problemas nunca vão ser grandes demais a ponto de lhe privar dos seus sonhos. Precisamos aceitar nossos problemas, aceitar a vida como ela é. Eu vi, durante esse tempo fora, países com condições financeiras piores que o Brasil, como por exemplo Portugal, Turquia e Egito. No entanto, mesmo a economia estando tão abalada e em alguns casos perdida, há pessoas lá que sonham, que são felizes e que fazem a vida valer à pena. Às vezes, eu olho para trás e tento imaginar o quanto minha mãe ficaria feliz de me ver realizando tudo o que eu sempre quis. Meus irmãos e irmãs não tiveram a oportunidade de ingressar no ensino superior. Serei o primeiro e único na família a ter um curso de graduação, e provavelmente o primeiro a ter mestrado, doutorado, MBA e PhD. A vida é uma só irmão e você só tem agora para viver e se realizar. Você precisa blindar seu corpo e sua mente, a fim de focar em si mesmo se proteger daqueles que aparecem para te desmotivar. Hoje, retorno à minha vida simples no Brasil, ainda na faculdade, treinando, me alimentando. Na metade de 2016 eu me formo e até lá, eu quero eu quero ganhar mais 10kg, de 84kg para 94kg seco. Essa é minha meta e eu acredito muito que vai dar certo. Atualmente eu estudo engenharia civil, dou aulas particulares de inglês e acabo de montar um canal no youtube, onde irei mostrar com fotos e vídeos toda a minha trajetória de vida. Eu tenho muito orgulho da minha origem humilde e de tudo o que eu superei durante o meu Legado. Eu provei para muitas pessoas ignorantes que não existe essa de que marombeiro só sabe treinar e não é inteligente. Eu obtive muito sucesso nos meus estudos e na maior parte dos tempos, sempre treinando, fazendo dieta e cuidando do meu corpo e saúde. Eu provei para o mundo que não importa a sua classe social, não importa de onde você veio. Se você quer chegar lá, você precisa levantar do sofá e agir! Você não vai conseguir nada se ficar de braços cruzados chorando pelos seus problemas. Coloque a mesma energia que você usa nos treinos para os seus objetivos de vida, dê o seu melhor em todos os âmbitos da sua vida e deixe seu Legado. Fonte: http://www.topestima.com.br/index.php/motivacao-topo/item/112-de-vigiador-de-carro-a-engenheiro-civil-e-fisiculturista
×
×
  • Criar Novo...