Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''alta''.

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Principais discussões
    • Venda de Suplementos
    • Dieta e suplementação
    • Treinamento
    • Esteroides Anabolizantes e outros ergogênicos
    • Musculação em geral
    • Terapia de reposição hormonal (TRT E TRH)
    • Diário de Treino
    • Saúde e bem estar
    • Fisiculturismo
    • Sala de avaliação / Antes e depois
    • Academia em Casa
    • Área Feminina
    • Off-Topic
    • Entrevistas
  • Assuntos gerais
  • Fisiculturismo
  • Multimídia
  • Fórum
    • Funcionamento do fórum
    • Lixeira

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Localização


Peso


Altura


Idade

Encontrado 10 registros

  1. Sera que faz sentido essa teoria? Em tese, é isso que pregam, mesmo estando em deficit calórico, você não emagreceria se estiver com insulina alta. Mas eu quero saber a opinião de vocês, faz sentido isso ? Ao meu ver, não. Se eu to em déficit, meu corpo vai queimar dr qualquer forma, pois eu to em déficit e pronto. Eu já emagreci comendo doce, algo que teoricamente eleva a insulina, mesmo assim eu emagreci, apenas continuei em déficit, então tenho evidências suficientes pra não acreditar nessa história de insulina alta bloquear a queima de gordura.
  2. Estou no meu segundo ciclo agora em cutting. Segue ciclo = Semana 1 a 12 Propionato de Testosterona - 150mg dia sim dia não. = Semana 5 a 12 Masteron - 150mg dia sim dia não. = Semana 9 a 12 Primobolan - 150mg dia sim dia não. Minha pergunta é : Estou na metade do ciclo e minha testosterona total deu 4.196ng, até o final do ciclo ainda vai aumentar bastante. Tem algum efeito colateral ou problema em ter a testo MUITO ALTA ? Ou essa quantidade não é tão alta para quem cicla ? E so ficar de olho na pressão sanguínea ? Obrigado.
  3. Bom dia, Testosterona livre alta pode ter alguma complicação? Percebi que meu TGO e TGP estão alterados tbm, antes de começar a ciclar minha testo estava em 611 e agr na 9 semana do ciclo esta em 3400 e ainda tenho 3 semanas ate entrar em cruise.
  4. Opa boa noite pessoal, venho acompanhando o fórum há algum tempo e claro já tirei algumas duvidas (2 ou 3 se não me engano) mais recentemente, fui em nutricionista , e no endócrino, conferir peso, imc estatura, alimentação essas paradas de rotina mesmo, mais o que chamou minha atenção conforme a dos profissionais que fui consultei. foi a parte hormonal especialmente a prolactina (não muito mais chamou) vou explicar melhor atualmente final de 2017 pra cá março de 2018 estou zerado de atividades física nem caminhada só mesmo dia dia rotina, inclusive meu meu médico falou que era necessário começar pensar nisso, sim eu tenho hábitos não muito saudáveis que não era para eu ter no momento pois acompanho com médico tratamento de ansiedade e um problema que tive alguns anos 2014 à 4 anos quase, uso * Topiramato 50mg* e Aristab 10 mg* ha algum tempo (nunca tive problemas com ambos, inclusive estou de acordo com neuro a respeito disso mais ele vem falando de exercícios comigo desde novembro do ano passado. Queria uma indicação de inicio antes de ir realmente há academia ai ja vou com alguma opinião a respeito também, ja fiz avaliação alguns anos atrás (2 também ) mais era bem mais leve peso gordura enfim. Não conta mais.Vamos lá minha idade hoje 24 anos quase 25, peso 62/63.5 kg, max imc 21 (não conta muito isso) altura a nutri mediu e o endócrino ambos 1.71 estatura tenho. e quanto exames Janeiro 2018 só tenho esses por enquanto não tive muito tempo de refazer nem ver outros quase. Janeiro 2018 (10.01.2018) Prolactina resultado 17.40 ng.ml a minha (referencia masculino 2.0 à 15.2) alta no caso . método eletroquimioluminescencia Testosterona total: 444.0 ng,dl (referência 220 à 819 ng,dl masculino adulto) método eletroquimioluminescencia Testosterona Livre : 438,1 pmol.L (referência 131 à 640 pmol.L masculino adulto ) método eletroquimioluminescencia Fevereiro 2018 (15.02.2018 .) Prolactina : resultado 18.70 (resultado subiu um pouco mais ) referência adulto masculino 2.0 à 15.2) método eletroquimioluminescencia Testosterona total : 507.0 ng.dl (também elevou um pouco, não muito) referência adulto masculino 220 à 819 ng dl) método eletroquimioluminescencia Testosterona livre : Não foi feita ainda .(houve erro no pedido) Bom detalhe esse ano só tenho esses exames, hemograma, lipidograma, rins, ácido úrico,função hepática deu tudo ok . Gente mais um detalhe esclarecedor também que eu faço de errado não só para que preciso começar a mudar, independente do sedentarismo , eu utilizo bebidas alcoólica, junto com a medicação que uso, quer dizer não junto mais em horário diferente as vezes bebo tipo em festas, ou até mesmo sozinho. ( e bebidas destiladas tipo cachaça mesmo da boa, Uísque, conhaque no inverno, e tal curto essas) Isso atrapalha um pouco os resultados eu imagino. ainda mais com medicação. Embora já fiz uso de algumas medicações vitaminas para problema de saúde vitaminas no caso, D, complexo B, Targifor C também, enfim essas. Mais hoje to limpo. Então qual seria o passo inicial cuidar da prolactina ou começar logo a procurar nova avaliação para começar a fazer academia mesmo a sério? Farei agora em abril novos exames também consultarei o endócrino novamente mais dessa vez o quadro completo para termos certeza incluir nisso FSH, LH,, Estradiol e outros que for necessário também. Então?? peço por favor tirarem essa dúvida ae. vlw .
  5. Indo direto ao ponto, estou na 3 semana usando Enantato 250mg sem (dosagem escolhida por motivos pessoais). Estava começando a sentir sensibilidade nos mamilos, fiz exame essa semana e deu o seguinte resultado: TESTOSTERONA RESULTADO: 1.054 ng/dL Valores de referência: 175 a 781 ng/DL PROLACTINA RESULTADO: 7,54 ng/mL Valores de referência: 2,60 a 13,10 ng/mL TESTOSTERONA LIVRE CALCULADA RESULTADO: 41,70 ng/dL Valores de referência: 3,17 a 19,04 ESTRONA RESULTADO: 145,6 pg/mL Valores de referência: 25,10 a 91,40 Como podem ver, testo, prolactina estão ok (os demais exames estão também, coloquei esses pois são os relacionados com meu problema), porém a estrona está alto. Pelo o que eu pesquisei, a sensibilidade seria por causa da estrona alta, correto? Meu mamilo to sentindo que tá começando a aumentar, mas gradativamente. Eu estou usando tamo 10mg desde o início, achei que não seria necessário pela dosagem usar IA, que o tamox seguraria. Mas esse enantato bateu muitooo forte (benefícios e malefícios). Eu devo prosseguir agora usando anastrozol, seria o correto né? Recomendação seria de 0,5mg DSDN?? Aguardo opiniões de vocês.
  6. Olá companheiros marombeiros, Estou pela segunda vez na vida com problema de baixa libido, simplesmente não há interesse sexual quase que nenhum da minha parte e isso tem me frustado muito. Eu treino a 10 anos, tenho 28 anos, 1,80m e 85kg, tenho um bom shape, suplemento até bastante, mas nunca tomei nenhum esteróide anabolizante. Vamos por partes... A 1ª vez que me ocorreu notei a falta de libido, cabelo começando a cair e fiquei redondo, retia gordura bem fácil, esperma transparente e sem cheiro e uma vontade quase incontrolável de comer doces. Eu entendi esse sintomas como sinais de testo baixa, aí pesquisei na internet e muito aqui também e resolvi experimentar uma TPC, fiz a famosa SERMS, que me deram resultados excelentes passados uns 45 dias (mesmo assim não voltou ao que era antes), desde então me dei por satisfeito. Isso foi entre 2014 e 2015 e não procurei ajuda médica. Na situação atual, desde dezembro de 2016 venho sofrido com sintomas quase idênticos novamente (a vontade de doce não está tão grande agora) e fui de imediato procurar um uro que pediu exames de testosterona, mas antes de ver os exames já me receitou o clomifeno (Indux ou Clomid) por 90 dias. Nos exames ele disse que a testo estava normal, mas talvez não no meu normal, ele disse que tenho aparência de quem tem testo alta naturalmente (sou peludo e com barba muito cerrada) e mandou continuar com o clomifeno por 90 dias. Fiz novos exames que mostraram um aumento de uns 90% dos níveis de testo livre (o esperma mudou muito também, grosso esbranquecido e com cheiro forte, porém em menor quantidade do que meu normal). O médico disse que ainda iria aumentar mais e pouco a pouco eu iria sentindo a diferença na libido, só que aí está, estou quase inteirando os 90 dias do clomifeno e a libido parece que está pior =/ A única coisa alterada foi no primeiro exame que deu 21,75 de prolactina para um máximo de normal de 17,70. O médico disse que isso não significava nada. Mesmo assim tomei o Dostinex por conta própria, um comprimido por semana em duas semanas. Não senti efeito algum. O segundo exame não veio resultado sobre prolactina ¬¬ A vontade de transar é quase inexistente, algo que antes era quase incontrolável. Também tomei tribulus, zma e nenhum efeito positivo. Minha namorada na época também tomou a tribulus e ficou tarada e eu nadika. Voltando as pesquisas (muito li aqui), pretendo adicionar o tamoxifeno e proviron nesta “tpc” que estou fazendo. Acham que pode ser uma boa? Quais dicas podem me dar sobre o problema? Lembrando que o mais perigoso que “ciclei” até hoje foi só saturação de creatina, nunca tomei nenhum EA.
  7. Tenho 14% de BF, 1,72m e 65kg. Quando entrei na academia eu tinha 17% de BF com 60kg e meu peito era mais volumoso (magrelão com tetinha), mas foquei bastante meu treino em peito pois isso me incomodava e elas diminuíram um pouco. O motivo de eu estar criando esse tópico é que vou fazer muay thai ao invés de academia a partir de semana que vem, e lutas geralmente não tem muita ênfase em peito MAS a perda de BF é muito maior do que na academia. Minha pergunta é: Se minha BF abaixar absurdamente como falam quando se faz muay thai, minhas tetas vão diminuir ou vão permanecer mais ou menos do mesmo jeito por eu não estar hipertrofiando o peito? Obrigado!
  8. E aí pessoal, Esse Marcelo Warrior Diet aí é o mesmo Warrior Diet aqui do fórum. Unisinos - São Leopoldo, RS. Todas as informações necessárias estão aí no cartaz.
  9. Bom dia Sou nova no fórum apesar de já ter visitado algumas vezes sem me cadastrar,por isso se eu estiver postando fora das regras ou em área errada me corrijam. Tenho 18 anos,1,80m e 58kg o que me incomoda muito,pois sou magra e beem alta. Já entrei na academia algumas vezes mas nunca persisti pelo fato de nao adquirir nem um quilinho,o que gerou desânimo da minha parte. Não tenho ambição de virar uma panicat porque com 1,80 ficaria parecendo um travesti,mas gostaria de ganhar um corpo a mais principalmente nas pernas. Entrei na academia novamente,mas dessa vez pretendo levar a serio e persistir até que apareçam resultados. Gostaria de dicas de suplementação e dieta para que eu consiga ao menos alguns quilinhos,pois foi com muito custo ( cobavital kkk ) que consegui sair dos 56kg. Aguardo (
  10. Arthur Jones, o pai do treinamento de Alta Intensidade foi também um dos maiores conhecedores das adaptações fisiológicas e morfológicas quando o assunto é crescimento muscular. Dotado de uma inteligência totalmente fora do comum, dedicou boa parte de sua vida a preparação de atletas de fisiculturismo, foi também quem começou a propagar a idéia de que para que as adaptações ao crescimento da fibra muscular aconteçam é necessário que o treinamento seja árduo o suficiente para provocar o estímulo porém não severamente desgastante quanto ao volume de treino, ou seja, intensidade ao extremo e volume mínimo com dias de descanso suficientes para as mudanças estruturais na musculatura. Baseado nessa idéia criou-se o HIT (High Intensive Training), onde a base é treinar poucas vezes na semana e reduzido tempo de duração em cada set de alguns poucos exercícios, porém a cada treino busca-se a exaustão total da musculatura acompanhada da busca insana pela superação de limites. Na época em que Jones disseminava suas ótimas idéias sobre treinamento não haviam suplementos alimentares tão elaborados, portanto creditava-se a evolução física ao “frango com batata temperado com muito suor”. Atualmente essa metodologia de treinamento é empregada por muitos fisiculturistas principalmente quando estão em “off” (período em que o ganho de massa muscular é o principal objetivo), com uma efetividade tremenda, embasa também a nossa forma de treinamento, “feche a cara e treine, depois você conversa”, o principal objetivo da academia não é mostrar seu tênis novo da marca mais cara, nem para fazer social com os amigos, muitos menos para paquerar, concentre-se em olhar para esse local com a seguinte mentalidade “é ali que eu tenho condição de mostrar para mim mesmo que posso superar meus limites, vencer novas cargas, transpor o limite anterior de repetições, ou seja, construir uma evolução constante à base de muito suor”. Era essa a mentalidade que o saudoso Arthur Jones criava em seus atletas, “não importa o quão árduo você treinou, no próximo treino se esforce mais”. Refletindo isso em uma passagem, Casey Viator, um dos atletas de maior expressão treinado por Jones, relatou: “quando Arthur Jones entra no Gym o clima muda imediatamente, sinto algo estranho e parece que meu corpo se prepara para sofrer”, essas respostas fisiológicas decorrentes de um abalo psicológico devem ocorrer a cada vez que você se prepara para treinar, o trajeto de sua casa até a academia é onde você começa mentalizar cada carga vencida, cada repetição a mais realizada, seguida da imensa vontade de melhoria constante. Baseado nessas idéias percebe-se que treinar não é somente erguer ou empurrar alguns quilos de pesos, a interação entre corpo e mente é fundamental para que o treino possa chegar a níveis críticos de esforço. Sabendo disso, Mike Mentzer, um dos fisiculturistas que mais admiro e fiel seguidor dos ensinamentos de Arthur Jones, formulou o Heavy Duty, forma de treinamento baseada no HIT, porém sempre com uma preocupação extrema em condicionar a mente para superação constante de cargas. Afinal de contas, como você explica uma mãe levantando um carro para tirar seu filho de baixo da roda, ou ainda, um pai abrindo com as mãos a boca de um crocodilo para salvar seu filho de uma mordida fatal? Essas histórias reais nada mais são do que super descargas nervosas e hormonais perante uma situação de grande perigo, quando conseguimos canalizar melhor nossas reações transpomos isso para superação de cargas que antes pareciam impossíveis. Baseado nas idéias desses dois grandes nomes da história do fisiculturismo mundial, acredite que se você tem por objetivo ganho de massa muscular faça com que cada treino se torne o grande desafio de sua vida, concentre-se totalmente no que irá fazer e esqueça-se do mundo em sua volta, prepare sua mente e vença cargas que antes pareciam ser intransponíveis, sempre acompanhadas de uma grande evolução física. Grande abraço a todos e bom treino intenso! Prof. Esp Ruy Junior – Membro do Centro de Estudos em Performance e Estética Fisiológica (CEPEF) e Responsável pelo Programa de Treinamento e Consultoria “ALTA INTENSIDADE”. Fonte: http://cepef.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=75:um-pouco-sobre-treino-de-alta-intensidade&catid=35:dicas-de-saude&Itemid=67
×
×
  • Criar Novo...