Home / Dicas de treino / Experimentar coisas inéditas no treino nunca matou ninguém

Experimentar coisas inéditas no treino nunca matou ninguém

Quando foi a última vez que você fez desenvolvimento com barra em pé ?

Ou a última vez que você trocou as barras pelos halteres ? Ou até mesmo a última vez que você adicionou ou removeu 5 repetições de todos os exercícios ?

militar press

Existe lógica em manter uma rotina consistente de treino, mas algumas pessoas possuem a tendência em cair em uma mesmice sem perceber, o que é o caminho mais rápido para estagnar os ganhos e ficar preso em um platô.

Estar ciente de quão frequente você precisa introduzir novos exercícios, novas séries, ou técnicas de treino pode ser a diferença em ter progresso o ano inteiro ou mês após mês de indignação por não ver evolução.

Portanto considere mudar as coisas temporariamente, seja por alguns treinos ou por alguns meses.

Ao menos mantenha a mente aberta para fazer algo novo quando ocorrer um imprevisto, como chegar na academia e ver que todos os cabos foram tirados das máquinas para manutenção ou todos os bancos do supino estão ocupados e com fila.

Uma mudança a curto-prazo pode ser tão simples como mudar exercícios que usam barra por halteres, diminuir a velocidade que você executa um exercício, ou adicionar/remover 2 ou 3 repetições nas séries.

No longo prazo, considere focar as próximas 10 ou 12 semanas em algo que você está negligenciando, como dominar a técnica do levantamento terra, que você sempre empurra com a barriga e só faz de vez em quando; ou trabalhar alguma fraqueza muscular que também tem sido deixada de lado.

Por outro lado também não podemos confundir as coisas, e cair na armadilha de ficar mudando as coisas com frequência demais.

Mudanças devem ser empregadas com algum propósito, seja por estagnação, para trabalhar uma fraqueza específica, por periodização, mas nunca apenas pelo “bem da mudança”, principalmente deixando o básico de lado.

Nunca seja o cara que levanta todos os pesos da academia em um aparelho que é agradável de ser usado, mas não consegue erguer nem próximo do próprio peso corporal no agachamento (apenas por exemplo).

Este texto ajudou você de alguma forma ? Avalie!
[Total de votos: 0 Média: 0]

Sobre Redação Hipertrofia.org

Avatar
O maior site sobre musculação em língua portuguesa da internet. Desde 2007 trazendo o melhor conteúdo sobre musculação, sempre baseado nos últimos estudos científicos, autores renomados e experiência prática.

11
Deixe um comentário

avatar
5 Comment threads
6 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
10 Comment authors
Rafaelvaldemi massauJONASGuilhermegazzane Recent comment authors
  Subscribe  
mais novos mais velhos mais votados
Me notificar
Guilherme
Visitante
Guilherme

Troquei supino reto com halter por barra e percebi uma boa diferença no aumento da caixa torácica. Uma outra coisa muito simples que estou fazendo é ao fechar no crossover eu cruzo os braços, pega bem o miolo… recomendo ;).

JONAS
Visitante
JONAS

Guilherme, é por isso que se chama “cross over”.

Cansei de ver frangote fazer esse exercício sem sequer aproximar as mãos e, pra piorar, com os braços em um ângulo de 90°.

Supino reto e inclinado com barra, agachamento, levantamento terra, rosca direta com barra, desenvolvimento militar, barra fixa para costas, são exercícios básicos e que não podem faltar em qualquer treinamento sério.

Pare de modismos e concentre-se em exercícios básicos.

Reveja seus conceitos.

Guilherme
Visitante
Guilherme

Cara sua visão é extremamente inflexivel… o que pode ser bom pra um pode não ser pra outro, esses exercicios que vc citou são sim ótimos mas não são insubstituíveis a ponto de TODO mundo PRECISAR fazer eles. Eu mesmo depois de anos fazendo supino com barra troquei pra halteres e tanto a sensação de dor pós treino, progressão de carga e desenvolvimento do peitoral deram um salto gigantesco.

JONAS
Visitante
JONAS

Guilherme,

Você deve se decidir, trocou supino reto por haltere ou vice-versa?

Só uma pergunta, sabe a diferença entre supino com haltere e crucifixo?

Aliás, mais duas, com qual frequência você treina perna? Já fez agachamento?

Todos (isso mesmo, todos, pode pesquisar) fisiculturistas de sucesso fazem a base de seu treinamento nos exercícios que citei.

Todos (isso mesmo, todos, pode pesquisar) os treinadores sérios não abrem mão desses exercícios.

Então, acho que não sou o único “inflexível”.

Assusta-me a quantidade de iniciantes, pessoas que nunca pisaram numa academia, e que, aos três, quatro meses de treinamento, adotam exercícios isoladores ou que tem finalidade específica que não o crescimento, ou ainda aderem a super-séries, drop-sets.

Alguém avisa essa turma que levantamento-terra e agachamento nunca mataram ninguém, ao contrário, fazem crescer, e muito.

Rafael
Visitante
Rafael

Correto. Os princípios de treinamento são bem simples e é possível (eu diria quase obrigatório) se concentrar nos básicos para evoluir. Exercícios isoladores tẽm seu lugar para atletas de competição, que precisam chegar fazer um trabalho de “polimento”, procurando corrigir suas deficiências.

leojasom
Visitante
leojasom

Muito gratificante saber a hora de trocar os exercicios valeo.

Vinicius Fortuna
Visitante
Vinicius Fortuna

Eu odeio fazer o desenvolvimento em pé. Tenho que diminuir o peso pela metade pra fazer de forma correta e ai acabo não sentindo nada.

joao
Visitante
joao

de duas uma: ou sua vaidade está lhe cegando ou você não está fazendo correto!

gazzane
Visitante
gazzane

nunca ouvi falar disso, a menos que voce tenha um problema de saude( como ernia de disco etc)

rey castro
Visitante
rey castro

Um otimo texto, variacoes sao nescessarias.

valdemi massau
Visitante
valdemi massau

concordo eu treino em casa e udo barra e halteres.