Home / Suplementos / Sinefrina – o que é, para que serve, efeitos colaterais e como tomar

Sinefrina – o que é, para que serve, efeitos colaterais e como tomar

Sinefrina é um agente termogênico obtido a partir da casca da laranja, e pode ser útil para aqueles que querem acelerar o emagrecimento.

Atualmente é comum quando se pensa em vários suplementos nutricionais, ouvir sobre uma classe que tem se destacado bastante, sendo os estimulantes, com uso recorrente em diminuição da gordura do corpo, emagrecimento e desempenho superior, para quem pratica musculação, e para os praticantes de outros esportes.

Clique aqui

E entre estes vários estimulantes com presença atual no mercado, é possível fazer destaque de alguns, sendo exemplo a cafeína e derivados dela, a dimetilamilamina, e a popular sinefrina.

O que é sinefrina ?

A sinefrina se caracteriza estimulante de nome adequado p-sinefrina. É um alcalóide, e tem ocorrência natural em determinados frutos e plantas, como exemplo as cítricas, e nos animais, com presença nos tecidos dos mamíferos e ainda em urina humana.

A obtenção da sinefrina ocorre por meio do extrato da casca da laranja amarga, citrus aurantium.

Bastante parecida com efedrina, a sinefrina vem tendo uso como droga e, ou substância do caráter medicinal por séculos, especialmente por povos orientais.

Atualmente, a sinefrina passa do caráter apenas medicinal ao ergogênico, portanto, passou do patamar exclusivamente usado nas patogenias ao patamar ligado com desempenho de diferentes pessoas.

E qual o motivo de não relacionar tal performance, junto ao desenvolvimento das condições corpóreas alteradas, sendo exemplo a diminuição das taxas da gordura do corpo?

Clique aqui

Efeitos esperados e benefícios da sinefrina

efeitos esperados da sinefrina para emagrecer

A sinefrina, como estimulante potente sobre o sistema nervoso central, possibilita que o sistema nervoso adrenérgico inicie ação, gerando resultados, de exemplo maior pressão cardiovascular, elevação de batimentos cardíacos, dilatação de pupilas, e mais.

Ainda, a sinefrina possui propriedades termogênicas, estas que elevam temperatura do corpo, sendo propriedades que induzem o corpo a demandar quantidade maior de calorias na sua taxa metabólica basal, e propriedades também que elevam a energia corpórea, como a disposição do gasto calórico.

Nos níveis celulares, a mesma faz com que ocorra o estimulo à produção superior da adrenalina e noradrenalina, nas várias classes dos receptores como alfa-1, alfa-2, beta-1, beta-2, beta-3.

Em particular, por ativação de receptores beta-3, a mesma se mostra agente lipolítico potente, portanto, que contribui para que a gordura armazenada desprenda, para que tenha uso de energia pelo organismo e ainda por maior taxa metabólica basal.

Sinefrina ou efedrina: qual é melhor ?

A dúvida é comum, se na realidade não significa o mesmo ingerir uma ou outra substância, e é exatamente isto que induz tantas pessoas aos equívocos no momento de escolher, e como resultado, da utilização também.

Na atualidade, a efedrina é substância com proibição na maior parte dos órgãos desportivos, devido ao grau elevado da periculosidade que pode gerar para o corpo.

Mesmo apresentando fórmulas moleculares próximas e efeitos com proximidade também, sabe-se que a sinefrina pode ter grau termogênico superior em comparação com a efedrina.

Mas sem gerar os idênticos efeitos estimulantes em excesso, que podem ocasionar problemas agudos, e irreversíveis momentaneamente, sendo exemplos os problemas respiratórios e cardíacos.

A sinefrina tem se apresentado mais efetiva ainda, em especial quando em combinação com mais substâncias, a cafeína é exemplo, ou até a octopamina, em reduzir o tecido adiposo subcutâneo, que muito atrapalha em relação à definição muscular.

Mas, mesmo não sendo muito estimulante como efedrina, misturar sinefrina com mais compostos de tal categoria deve ter observação com precisão, e principalmente ter dosagem para que desta maneira, os efeitos colaterais não se mostrem maiores em comparação com benefícios possíveis da substância.

Dosagem e como tomar sinefrina

A sinefrina se apresenta composto que pode ter uso através de sprays nasais, como na verdade foi usada por anos com fins terapêuticos e medicinais, no entanto, este modo não gera eficácia em ergogênese, em especial na questão da diminuição da gordura do corpo.

Assim, para as pessoas que desejam tal finalidade, geralmente a substância é ingerida via oral, e em comprimidos.

Normalmente, a sinefrina é encontrada nos suplementos ergogênicos, com mais compostos que não são estimulantes, sendo que estes podem também, de modo direto ou indireto, potencializar a diminuição da gordura do corpo.

Alguns destes com possibilidade de ser cromo e extratos de canela, que controlam a insulina, e responsáveis por melhora para sensibilidade celular a tal hormônio, reduzindo a fome, armazenamento da gordura do corpo, compulsão pelos doces.

Sem contar alguns mais minerais, de exemplo o cálcio, antioxidantes, algumas vitaminas, particularmente as do complexo B, estimulantes e mais substâncias de naturezas diversas e com objetivos diferentes, extratos lipolíticos e de melhoramento da concentração.

Não há determinação de dose padrão para ingerir Citrus aurantium ou sinefrina. As doses para aplicação dependerão muito da parte da planta e do modo usado, bem como da finalidade.

Se o propósito é o emagrecimento, são usadas doses entre 5 e 50 mg/dia, embora haja estudos que usaram doses maiores de 80 mg/dia, 100 mg/dia, 120 mg/dia, sem efeitos que prejudique, e inclusive há estudos que usaram doses de quantidade de até 300 mg/dia.

A concentração da sinefrina muda em função do padrão do extrato de Citrus aurantium, no entanto, de modo geral, de 100 a 200 mg de Citrus aurantium garantiram entre 6 e 40 mg de p-sinefrina, e a vida média da sinefrina em corrente sanguínea se caracteriza de 2 a 3 horas.

Então sinefrina emagrece mesmo ?

A planta da laranja amarga contém muitos fitoquímicos, estes são os compostos biologicamente ativos encontrados em plantas que oferecem nutrientes e coloração.

A fruta contém um número de compostos orgânicos, mas o principal é o estimulante sinefrina, parecido em estrutura com efedrina e efedra.

Os alcaloides neste nutriente foram relatados a aumentar o gasto de energia, diminuir o apetite e aumentar o metabolismo, assim, foi implicado como um suplemento de emagrecimento também.

Como com vários destes compostos, a pesquisa é limitada, desta maneira seus efeitos não foram testados repetidamente em condições estritas.

Grande parte da pesquisa que foi conduzida foi financiada com recursos privados também. Isso torna difícil olhar para os resultados da pesquisa com objetividade.

O estudo mais abrangente recente que analisou toda pesquisa existente sobre este nutriente, não demonstrou estatisticamente benefício significativo para perda de peso, e ofereceu informação limitada sobre a segurança também.

Principais efeitos colaterais da sinefrina

É importante lembrar que os efeitos colaterais ocorrem segundo a individualidade biológica da pessoa, assim como a tolerância dela não necessariamente para estimulantes, porém para substância, particularmente em assunto.

Desta maneira, a pessoa que possa se mostrar muito resistente, como exemplo, para clembuterol, pode não ser resistente para sinefrina.

O indivíduo que apresenta resistência para sinefrina, por sua vez, pode não apresentar resistência para cafeína, e deste modo em diante.

E isso ocorre por causa do tipo de receptor mais sensível da pessoa, que tem estímulo por certa substância em superior quantidade.

Mas, nas superdoses ou de modo simples pela baixa tolerância, os efeitos colaterais principais da sinefrina abrangem possível hemorragia, frente para vasoconstrição, aumento excessivo em batimentos cardíacos, arritmias cardíacas, aumento excessivo na pressão arterial, desconfortos gástricos, aumento em freqüência respiratória, sudorese intensa, dor de cabeça leve ou intensa, diurese intensa, entre mais.

Assim, é essencial que anteriormente a quaisquer protocolos da utilização de sinefrina, ter orientação adequada do profissional qualificado.

A sinefrina, bastante usada recentemente em mais variados suplementos ergogênicos, se caracteriza substância com proximidade à efedrina, no entanto, que tem efeitos singulares, e determinados mais ergogênicos.

Porém, como mais substâncias, são apresentados por esta também os riscos, e estes devem ser medidos, avaliados e dosados pelo profissional, que por meio da orientação correta possa ajudar o paciente para que alcance seus objetivos de modo seguro.

Onde comprar sinefrina

A venda de sinefrina é liberada pela Anvisa, porém você pode não encontrá-la pelo seu nome original, mas sim pelo nome da substância natural que contém sinefrina, que é o citrus aurantium.

O citrus aurantium, que tem como substância ativa a sinefrina, pode ser encontrada em qualquer farmácia de manipulação com dosagens que vão até 500mg por cápsula.

Vários suplementos termogênicos, como o Sineflex, também contém sinefrina em sua fórmula.

E se o texto ajudou você de alguma forma, considere assinar nossa lista de emails, desta forma você será o primeiro a ser avisado quando um novo texto como este for lançado.

Basta clicar aqui e colocar o seu email principal.

Caso preferir, você também pode curtir nossa página no Facebook. Avisaremos por lá também e tudo o que você precisa fazer é clicar no "curtir" abaixo :).

MÁXIMA CONCENTRAÇÃO. MELHOR CUSTO-BENEFÍCIO

Sobre Redação Hipertrofia.org

O maior site sobre musculação em língua portuguesa da internet. Desde 2007 trazendo o melhor conteúdo sobre musculação, sempre baseado nos últimos estudos científicos, autores renomados e experiência prática.

Clique aqui para saber mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários agressivos, ofensivos, com propagandas ou que não adicionam algo a discussão, não serão aprovados.

Simple Share Buttons