Home / Anabolizantes e Ciclos / Deca durabolin (nandrolona) – o que é, ciclo e efeitos colaterais

Deca durabolin (nandrolona) – o que é, ciclo e efeitos colaterais

Junto com o durateston, a deca durabolin é o esteroide anabolizante mais usado em ciclos com intuito de aumento rápido de massa muscular (o famoso ciclo deca e dura).

O que é deca durabolin

Deca durabolin é o nome comercial do hormônio nandrolona.

Clique aqui

Hormônio que foi primeiramente sintetizado em 1950 e desde 1962 (até hoje) é usado como um medicamento coadjuvante no tratamento de anemia e doenças onda há perda de massa muscular.

Nandrolona é mais anabólico que a testosterona, mas menos androgênico porque se converte em DHN em vez de DHT (como ocorre com a testosterona).

Quanto mais DHT, maior serão as chances de haver queda de cabelo e hipertrofia na próstata, além de amplificar efeitos colaterais do gênero como acne.

Como deca se converte em DHN (uma versão mais fraca de DHT), estes problemas são parcialmente evitados.

Esta diferença também transforma a deca durabolin em um esteroide anabolizante mais seguro para o homem.

Deca durabolin aromatiza menos do que testosterona, ou seja, se converte menos em estrogenio e evita colaterais dessa natureza.

Clique aqui

Porém é uma forte progestina que pode causar efeitos colaterais exclusivos a esta característica (veremos mais sobre isso a seguir).

No geral, deca é um esteroide anabolizante extremamente anabólico que pode gerar ganhos em massa muscular até maiores que a própria testosterona (e com menos efeitos colaterais).

Ela pode aumentar de forma significativa a retenção de nitrogênio, aumentar a síntese de proteína, inibir hormônios glicocorticoides e aumentar o IGF-1m assim como outros esteroides, só que mais.

Além disso, deca é capaz de amplificar a síntese de colágeno. Isto promove maior regeneração de certos tecidos do corpo como os encontrados nas articulações.

É por isso que deca conhecida como uma droga que “lubrifica” as articulações, o que dependendo da ótica é verdade.

O único “negativo” da deca durabolin é o seu ester (decaonato) extremamente longo, o que requer ciclos mais longos para gerar os efeitos desejados.

Como o ester é longo, a droga será liberada lentamente, ou seja, vai demorar um tempo para os níveis plasmáticos de nandrolona ficarem altos no organismo e, assim, a droga trazer os resultados esperados.

Apesar de não ser conhecido como um esteroide que gera aumento drástico de força muscular, os ganhos serão notáveis.

Quanto tempo demora para a deca fazer efeito

Devido ao fato da deca durabolin ser absorvida lentamente pelo corpo, uma dúvida comum em círculos de musculação é sobre quanto tempo demora para ver resultados.

Bem, o hormônio nandrolona começa a ser absorvido e entrar na corrente sanguínea algumas horas depois de ser injetado.

Você pode não sentir nada de evidente, mas o hormônio já está “funcionando” dentro do organismo.

Contudo, para ver mudanças significativas em termos de massa muscular e força, somente depois 2 a 4 semanas de uso.

Como costuma ser um ciclo com deca

imagem de caixa de deca durabolin com 100mg por ml

Com o intuito de apenas suavizar o estresse nas articulações, deca costuma ser usada com uma dosagem de 50 a 100mg por semana em combinação com outras drogas anabólicas.

Já iniciantes com intuito de amplificar o ganho de massa muscular e força, costumam usar 300 a 600mg de deca por semana por no mínimo 8 semanas.

Os possíveis ganhos vão variar de acordo com a qualidade da dieta e treino do praticante.

Os ganhos poderão ser tão pífios como 3kg como superar facilmente os 10kg de massa muscular.

Isto considerando que o praticante já atingiu seu limite natural antes de apelar para esteroides.

Novatos que não sabem o que estão fazendo poderão ganhar mais, porque ainda não chegaram no limite natural (e poderiam ter parte disso sem nem mesmo usar esteroides).

Estes são justamente os que perdem praticamente 100% dos ganhos logo após o término do ciclo.

Por falar nisso, como a droga é absorvida lentamente pelo organismo, ciclos muito curtos não produzirão resultados significativos.

É preciso fazer ciclos mais longos para tirar proveito da droga.

Por isso não é incomum que ciclos contendo deca ultrapassarem a barreira das 12 semanas e, dependendo da experiência do usuário, podendo se estender até 20 semanas.

É válido ressaltar que não existem estudos sobre o uso de deca durabolin com intuito de melhora estética.

Estas dosagens são baseadas nos próprios relatos dos usuários que qualquer pessoa com acesso a internet pode encontrar.

Em outras palavras, estas dosagens não são dosagens médicas (muito menos substituem a orientação de um médico) e não oferecem segurança alguma ao usuário.

Alias, não existem dosagens seguras para esteroides anabolizantes, até mesmo em dosagens terapêuticas eles vão causar efeitos colaterais (em algum grau, mas vão).

Efeitos colaterais da deca durabolin

Apesar de deca ser menos nociva para homens em certos âmbitos (já que não se converte em DHT), os efeitos colaterais continuam sendo possíveis.

Mas o grau e a incidência vão depender diretamente da genética do usuário, das dosagens utilizadas e duração do ciclo.

Basicamente, quanto mais nandrolona, pior serão os efeitos colaterais e isto pode ser agravado (ou não) pela genética do usuário.

No geral, os efeitos colaterais possíveis mais comuns da deca incluem:

1 – Ginecomastia

Apesar de deca não se converter tanto em estrogênio como a testosterona, o fato dela ser uma progestina pode, através de outros mecanismos, estimular os receptores de estrogênio nas mamas, causando ginecomastia.

O uso de inibidores de aromatase como arimidex e/ou moduladores seletivos do receptor de estrogênio como tamoxifeno poderão ser necessários.

2 – Queda de cabelo

Deca durabolin poderá causar perda de cabelo, mas apenas em pessoas predispostas geneticamente e em menor escala que outros esteroides como o durateston.

3 – Acne

O esteroide também poderá causar acne naqueles com predisposição em ter o problema, mas pode ser evitado usando cremes tópicos para controlar a oleosidade de pele.

4 – Mudança (para pior) nos níveis de colesterol

Assim como qualquer hormônio esteroide, a nandrolona vai afetar os níveis de colesterol no sangue.

Isto ocorre através da queda do colesterol bom (HDL) e aumento do colesterol ruim (LDL).

Isto não é necessariamente um problema para pessoas saudáveis e que não vão usar esteroides de forma contínua, mas pode ser péssimo para pessoas que já possuem problemas lipídicos.

Alias, se você tem problemas com colesterol, o uso de deca – e qualquer outro esteroide – é altamente contraindicado.

5 – Supressão extrema da produção de testosterona

Todo esteroide causa supressão da produção natural da testosterona, mas a nandrolona causa ainda mais.

Alguns estudos mostram que uma dose de apenas 100mg já é capaz de inibir completamente a produção de testosterona.

Por conta disso, ciclos contendo apenas deca são altamente não indicados.

Mesmo usando testosterona no mesmo ciclo, deca costuma complicar a recuperação na TPC, fazendo com que demore mais para a testosterona natural voltar a níveis normais.

6 – Alterações (possivelmente) drásticas no apetite sexual

O fato de deca ser altamente supressiva pode afetar o apetite sexual dependendo da genética do usuário.

Este sintoma é tão evidente em algumas pessoas que foi carinhosamente apelidado de “deca dick”.

Para combater o problema, o máximo que pode ser feito é a inclusão de testosterona de forma conjunta no mesmo ciclo.

7 – Hematócrito elevado

Hematócrito é o percentual dos glóbulos vermelhos no sangue.

Quanto maior o hematócrito, maior é a oxigenação muscular e benefícios relacionados, contudo mais o sangue fica viscoso por conta disso.

Quanto mais viscoso o sangue, mais esforço o coração precisa fazer para bombear o sangue pelo corpo, e maior é o perigo de ocorrer acidentes vasculares.

Imagine que uma pessoa tem alguma artéria parcialmente bloqueada ou problema no coração sem saber, e agora some isto ao fato de que o sangue está mais viscoso.

É preciso explicar como isso pode ser perigoso ?

Pessoas que tem problemas de circulação, de pressão arterial ou de coagulação no sangue não poderão chegar perto de deca durabolin (ou qualquer esteroide que aumente o hematócrito[praticamente todos]).

8 – Fechamento precoce das placas de crescimento

Adolescentes que estejam em fase de crescimento poderão parar de crescer de forma precoce ao usar deca.

Fechamento precoce das placas de crescimento é um efeito colateral comum e conhecido de qualquer hormônio esteroide, e nandrolona não é exceção.

9 – Outros efeitos colaterais

  • Hipertensão arterial;
  • Retenção de líquidos;
  • Diminuição na contagem de esperma;
  • Aumento de clitóris e outros colaterais virilizantes (obviamente em mulheres);
  • Função hepática anormal;
  • Diminuição no fluxo de urina.

Preço e onde comprar deca durabolin

Deca é vendido, no Brasil, em farmácias através de receita médica controlada em ampolas de 1ml contendo 25 a 50mg por cerca de R$8 e R$16 respectivamente.

Preparações clandestinas de nandrolona (deca underground) poderão oferecer ampolas de até 30ml com 200mg/ml.

No mercado clandestino também é possível encontrar nandrolona com ester fenilpropionato, que é absorvido muito mais rápido que o decaonato.

Palavras finais sobre a nandrolona

Deca durabolin (ou nandrolona) é um dos esteroides anabolizantes mais efetivos para ganhar massa muscular e força em níveis proporcionais.

Os ganhos demorarão a aparecer, mas vão aparecer e de forma consistente. Por conta disso o ciclo costuma ser mais longo do que com drogas orais.

É um hormônio relativamente mais seguro para homens, mas o fato de ser extremamente supressivo torna a necessidade de uso concomitante de testosterona.

Alias, ciclos de deca, testosterona e dianabol são o feijão-com-arroz do mundo do fisiculturismo há várias décadas.

Na época de ouro do fisiculturismo, basicamente só existiam estes esteroides disponíveis e todos os corpos daquela época foram construídos com ajuda deles.

E mais.

Como naquela época não existia controle de estrogênio e outros colaterais conhecidos de testosterona e dianabol, muitos fisiculturistas poderiam usar nandrolona sozinha.

Se isto causava efeitos colaterais mais extremos, não se sabe, mas se sabe que vários físicos podem ter sido construídos apenas com deca, o que, ao menos, prova seu valor como agente anabólico.

E se o texto ajudou você de alguma forma, considere assinar nossa lista de emails, desta forma você será o primeiro a ser avisado quando um novo texto como este for lançado.

Basta clicar aqui e colocar o seu email principal.

Caso preferir, você também pode curtir nossa página no Facebook. Avisaremos por lá também e tudo o que você precisa fazer é clicar no "curtir" abaixo :).

MÁXIMA CONCENTRAÇÃO. MELHOR CUSTO-BENEFÍCIO

Sobre Redação Hipertrofia.org

O maior site sobre musculação em língua portuguesa da internet. Desde 2007 trazendo o melhor conteúdo sobre musculação, sempre baseado nos últimos estudos científicos, autores renomados e experiência prática.

Clique aqui para saber mais

5 comentários

  1. Cristiano Costa francisco

    Boa a dica ..

  2. O Decadurabolim, afeta o figado,rins e dar problemas na hipertensão artérial e afeta o aparelho reprodutor, para pegar massa muscular não é bom decadurabolim.

  3. quando voce fala : testosterona e dianabol, no caso, qual seria esse anabolizante ”testosterona”? Por que eu nunca vi, ou voce se refere ao durateston? Tire essa dúvida amigo, por favor.

  4. NTENHO 50 ANOS, PASSO POR UM TRATAMENTO DE SAÚDE, E NÃO CONSIGO GANHAR MAIS PESO E MINHA MÉDICA RECEITOU A DECADURABOLIM, 1 INJEÇÃO POR SEMANA, DEVIDO MEU TRATAMENTO FIQUEI COM MEDO,MAS ELA DISSE QUE MUITOS PACIENTE IGUAL AO MEU CASO ELA RECEITA A DECA, MAS TENHO QUE TOMAR NO HOSPITAL, PORQUE LÁ E CONTROLADO, FIQUEI TRANQUINO POR ESTAR ACOMPANHADO POR UMA MEDICA NUTRÓLOGA .

  5. Bom dia pessoal, tenho 39 anos, eu pesava 125 kg até dezembro de 2015, foi quando iniciei nas atividades físicas, passei praticamente 2016 só no aeróbico, em outubro/novembro 2016 eu estava com 96/97, com 16% de gordura, foi quando comecei com a musculação, pois já no conseguia mais baixar o peso, então mudei a alimentação, passei a ingerir mais proteína e continuei controlando os carboidratos, e peso nas barras (supino com 100/110 por ex.), hoje estou com 100kg, 18,5% de gordura(tô gordo), as avaliações físicas de certo modo são positivas, pois sugerem que estou ganhando massa magra, muito embora o percentual de gordura tenha subido, hoje passei num endócrino que aqui na minha região atende vários marombas, ele me perguntou se meu objetivo era definir, eu disse que não, que gostaria de ganhar um pouco mais de massa magra e depois partiria para definição, me surpreendi quando ele me entregou uma receita indicando o uso de Deca com Dura, 5 ampolas de cada, para tomar uma a cada sete dias (uma Deca 50mg e uma Dura por semana), além disso ele me passou outros medicamentos para manipular, a lista é extensa, vai desde goji berry a oxandrolona, tem B12, B6, taurina, metionina, L-carnitina antes do treino e etc. Fiquei surpreso, achei que ele fosse me passar algo sim, mas em doses homeopáticas, agora estou com receio de tomar esse monte de coisa e ter problemas, pois tenho 39, mas em casa dou trabalho pra mulher todo dia. Depois de pesquisar vi que os ciclos da galera geralmente são de no minimo 300mg por semana, ou seja, a dose que ele me passou é para ratos, porém, mesmo assim fiquei receoso e pergunto aos colegas tomo ou não? Todos os que tomaram sofreram com os colaterais, ou isso é relativo? Obrigado pessoal e me desculpo pela extensa redação. Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários agressivos, ofensivos, com propagandas ou que não adicionam algo a discussão, não serão aprovados.

Simple Share Buttons